13º salário dos servidores estaduais injeta R$ 250 milhões na economia

A quantia serve de estímulo para a economia maranhense, ajudando a gerar emprego e renda neste momento de crise nacional. 

O 13º salário dos servidores estaduais do Maranhão injetou R$ 250 milhões na economia em 2017, de acordo com dados da Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan). O número se refere aos trabalhadores dos Três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário).

A quantia serve de estímulo para a economia maranhense, ajudando a gerar emprego e renda neste momento de crise nacional.

Neste ano, o Governo do Maranhão foi o primeiro Estado de todo o Brasil a pagar a primeira metade do 13º, no mês de junho.

No total, 110 mil servidores, entre ativos e inativos, receberam os 50% no dia 14 de junho – duas semanas antes do previsto.

“Fazer esse pagamento adiantado é importante para os servidores e para as suas famílias, claro, mas é importante para todo mundo que vende, para quem comercializa e presta serviços, porque o servidor público vai movimentar esses negócios. A sociedade inteira ganha”, afirmou o governador na ocasião.

Já a segunda parcela saiu no dia 15 de dezembro, quitando inteiramente o valor, enquanto muitos Estados encontram dificuldades para pagar em dia os funcionários.

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o 13º de todos os trabalhadores, aposentados e pensionistas dos setores público e privado no Maranhão somou R$ 2,8 bilhões neste ano.

Deixe uma resposta