14ª edição do Mais Saúde realiza mais de 8 mil atendimentos

O programa já contabilizou mais de 120 mil atendimentos na Região Metropolitana de São Luís.

A 14ª edição do Mais Saúde realizada neste fim de semana no bairro da Liberdade, na capital maranhense, totalizou 8.834 atendimentos com serviços de atenção básica e cidadania oferecidos pelo Governo do Estado. O projeto, executado pela Secretaria de Estado da Saúde, facilita o acesso aos serviços de saúde. De agosto de 2017 até agora, o programa já contabilizou mais de 120 mil atendimentos na Região Metropolitana de São Luís.

Na Liberdade, a ação foi realizada no Centro de Ensino Estado do Pará e, assim como em outras edições, obteve grande procura dos moradores da localidade e regiões adjacentes.

“O Mais Saúde começou como uma ideia muito pequena, mas acabou superando todas as expectativas com o apoio de cada pessoa envolvida. A gente só tem noção da nossa força quando a gente se junta para fazer algo. Ações como o Mais Saúde levam prevenção e são a cara do SUS que dá certo”, destacou secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

No total, foram 332 consultas com clínico geral, 331 com dermatologista, 228 com ginecologista, 313 com pediatra, 130 com nutricionista. Além destes, houve distribuição de 882 medicamentos; 1.687 atividades educativas; emissão de 285 cartões do SUS, realização de 123 exames preventivos e 1.317 testes rápidos; 540 atendimentos em saúde bucal; 240 em Serviço Social; 2.061 na Triagem e enfermagem (aferição de pressão e glicemia); e 311 imunizações.

O idoso João Goulart, 60 anos, aproveitou a facilidade do atendimento no fim de semana e perto de casa para levar os netos de 13 e 12 anos, ao pediatra e ao dermatologista. Ele ainda aproveitou o Mais Saúde para consultar com um clínico geral.

“Eu achei muito boa essa iniciativa, por isso vim trazer meus dois netos pra aproveitar a oportunidade e ver se estão bem. Eu vim por causa de uma hérnia que acho que preciso operar”, relatou.

Quem também aprovou o atendimento praticamente na porta de casa foi Maria Rita Santos, 59 anos. Ela aproveitou as opções de serviços para fazer um check up. “Acho ótimo esse tipo de atendimento, pela atenção e oportunidade para a comunidade. Nunca tinha participado de uma ação social na área de saúde. Aqui estou resolvendo algumas questões em um local só”, contou.

Joelina Morais Castro também aproveitou a oportunidade para levar o pequeno Joaquim, de 11 anos, para uma consulta com o dermatologista. “Apareceu uma mancha esquisita e eu quis logo trazer ele para ver o que pode ser e sair daqui com a medicação própria para o tratamento. Estou muito feliz por ter sido tão bem atendida”, afirmou.

Deixe uma resposta