Ação em saúde e beneficiam mais de mil passageiros do trem da Estrada de Ferro Carajás

Equipes de profissionais dos departamentos da Atenção Primária da SES recebem os passageiros dentro do vagão social, que percorre os municípios que ficam ao longo da Estrada de Ferro Carajás (EFC). A edição do projeto prossegue até sexta-feira (8).

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) participou, nesta quinta-feira (7), da décima edição do projeto Estação Saúde. A ação, realizada em parceria da Vale e Fundação Vale, pode beneficiar mais de mil passageiros que embarcam diariamente no trem da empresa. Equipes de profissionais dos departamentos da Atenção Primária da SES recebem os passageiros dentro do vagão social, que percorre os municípios que ficam ao longo da Estrada de Ferro Carajás (EFC). A edição do projeto prossegue até sexta-feira (8).

No vagão social do trem, durante o projeto Estação Saúde os passageiros recebem atendimentos nas áreas de saúde bucal, saúde do homem e idoso, saúde da criança e do adolescente, saúde da mulher, saúde mental, distribuição de preservativos e kits de saúde bucal, vacina contra Influenza B e HPV, testes rápidos, orientações sobre nutrição, diabetes e hipertensão.

A superintendente de Atenção Primária da SES, Joelma Veras, ressaltou que o foco principal da ação é orientar o cidadão e ampliar o alcance das ações preventivas de educação e saúde. “Quando realizamos ações de caráter educativo como esta, conseguimos expandir o acesso à informação sobre serviços básicos de saúde. No vagão social a viagem é uma oportunidade de adquirir ou tirar dúvidas sobre algo relacionado à saúde”, destacou Joelma Veras.

Além dos atendimentos, os passageiros assistem a vídeos informativos sobre os equipamentos e serviços ofertados na rede de atendimento da Secretaria de Estado da Saúde (SES).  A passageira Evenisia Sá, que nunca tinha viajado de trem, ficou surpresa ao saber que podia receber atendimento de saúde durante a viagem. Com destino final no Pará, a dona de casa tirou dúvidas sobre higiene bucal e diabetes.

“Está sendo uma viagem cheia de boas novas. Além de eu entrar pela primeira vez em um trem, estou sendo atendida em uma ação de saúde tão significativa. Não sabia a forma correta de escovação dental e não entendia muito bem os riscos do portador de diabetes. Agora, estou bem informada graças a esta atividade social no trem”, afirmou Evenísia Sá.

A gerente de Relações Governamentais da Vale, Vanessa Tavares, avalia como um ativo social a ação de parceria entre a Vale, empresa privada, com o poder público, a SES. “São mais de mil passageiros transportados diariamente e isso é significativo do ponto de vista social. Permitir o acesso a serviços de saúde a este público reforça uma ferramenta de expansão de promoção à saúde. A utilização do trem é essencial para garantir agilidade, abrangência e capilaridade às ações de saúde, bem como para atrair e manter a atenção das pessoas, na medida em que a movimentação dentro dos vagões representa uma quebra de rotina na viagem e uma forma inovadora de transmitir informações e prestar atendimento em saúde”.

Estação Saúde

O programa “Estação Saúde” promove ações educativas para a promoção da saúde, por meio das quais os passageiros recebem orientações sobre nutrição, prática de exercícios, saúde bucal e saúde do homem, garantindo acesso a serviços de verificação de pressão arterial e glicemia e teste rápido. As atividades a bordo do trem possibilitam também o mapeamento de casos identificados ou suspeitos para serem encaminhados à rede pública de saúde.

Deixe uma resposta