Flávio Dino

ARTIGO | Educação como prioridade de verdade

Nesses quase quatro anos, nosso governo entregou milhares de obras. Mas as que mais me emocionam sempre são as Escolas Dignas. Ali, onde havia antes taipa, símbolo material do descaso da oligarquia, ergue-se uma escola de verdade, de alvenaria, com ventilação, banheiro, água. Uma escola digna de nossa gente, que por cinco décadas lutou contra desmandos. É por isso que eu construo e reformo escolas, enquanto antes os governantes se preocupavam com palácios e banquetes.

Governamos com o coração de quem sofre junto com as pessoas. Aposto que a Educação está sendo o grande trampolim da transformação do Maranhão. É só olhar nossos estados vizinhos que, após a libertação do jugo oligárquico, investiram em educação. No espaço de uma geração conseguiram mudar substancialmente a qualidade de vida da população.

É por isso que, ainda em 2015, lancei o programa Escola Digna, que abrange uma série de ações voltadas à educação de qualidade. Do programa, as construções que substituem as antigas escolas de taipa são a parte mais visível e simbólica. Já entregamos mais de 800 novas escolas, construídas, reconstruídas e reformadas. Mas há todo um pacote que dá suporte à melhoria da educação. Investimos também em transporte escolar com a entrega de mais de 80 ônibus para apoiar o trabalho das prefeituras e com o Programa Estadual de Apoio ao Transporte Escolar (PEATE). E entregamos mais de 700 mil uniformes para nossos alunos.

Também investimos na valorização dos professores, implantando a carreira de 40 horas semanais, na qual pagamos hoje o maior salário do país. A qualificação do corpo docente é uma meta permanente: oferecemos cursos para mais de 50 mil professores, da rede estadual e das redes municipais.

Temos também o Bolsa Escola, que pelo terceiro ano garantiu a compra de material escolar para centenas de milhares de alunos. Foram investidos até agora R$ 150 milhões somente neste programa, estimulando também a economia e o emprego em mais de 1.000 estabelecimentos comerciais que vendem o material escolar.

Criamos uma rede inédita de educação em tempo integral. Já são mais de 40 escolas desse tipo funcionando, incluindo os IEMAs, que garantem o ensino profissionalizante no Maranhão. O Aulão do Enem, o Cidadão do Mundo, o programa Mais Estágio e nossos programas que alfabetizaram mais de 40 mil adultos, todos fazem parte da revolução que estamos fazendo na Educação do Maranhão.

Os resultados já estão sendo colhidos. Entre 2013 e 2015, a nota do Maranhão no Ideb – o principal indicador da educação básica no país – aumentou 11%. E neste ano vamos aumentar ainda mais a nota.

Comungo da ideia de que a Educação é a única forma de enfrentarmos o maior problema do Brasil, que é a desigualdade: poucos com muito e muitos com quase nada. E é exatamente a Educação o único investimento capaz de desenvolver nosso Estado de forma sustentável e justa. Faço questão de transformar essa convicção, que é prioridade no campo das ideias, em prática cotidiana.

Advogado, 50 anos, Governador do Maranhão. Foi presidente da Embratur, deputado federal e juiz federal.

Deixe uma resposta