Cunha Santos

ARTIGO | Roseana Sarney: uma candidatura infeccionada pelo crime

Aparentemente, todo mundo com alguma disposição de apoiar Roseana Sarney ou está na cadeia ou a caminho de lá.

Ela própria impetrou habeas corpus pedindo ao Tribunal de Justiça que tranque a ação penal em que o Ministério Público a acusa, junto com Cláudio Trinchão e Akio Valente, de integrar uma organização criminosa suspeita de desviar cerca de R$ 1 bilhão dos cofres públicos, no rumoroso episódio que ficou conhecido como Máfia da Sefaz.

Aparentemente, todo mundo com alguma disposição de apoiar Roseana Sarney ou está na cadeia ou a caminho de lá. A cúpula inteira do PMDB, por exemplo, com inquérito aberto no STF pelo relator da Lava Jato, ministro Edison Fachin. Michel Temer, além de todos os crimes que lhe pesam sobre a cabeça e a consciência, acaba de ser eleito o mais impopular presidente do MUNDO. E, a julgar pelas centenas de comentários neste Blog, o ser humano mais odiado no Maranhão.

Roseana agiu pessoalmente, junto com o pai, José Sarney, também acusado de receber propina, em favor do impeachment de Dilma Roussef. Não tem, portanto, muito o que esperar do PT, nacional ou local. E quanto ao senador Lobão, esse está quase ganhando de Michel Temer em matéria de impropérios contra sua figura de homem público. É acusado de tantos crimes que não se sabe como é que não voou até agora.

A intimidade política de Roseana Sarney com Geddel Vieira Lima, o presidiário símbolo da corrupção com aquele apartamento superlotado de dinheiro público, inclusive por conta de desvio de recursos destinados às vítimas das enchentes é, de igual modo, aviltante para o Maranhão.

Qualquer tumor que se esprema ao lado dela, a secreção expelida será corrupção, crime, banditismo político.
Quem, em sã consciência, vai querer votar numa pessoa assim? O que podem esperar em termos eleitorais candidatos a deputados colados a uma candidatura majoritária infeccionada pelo crime?

E são crimes que, certamente, vão estar em todos os aparelhos de TV e redes sociais a todo dia e a toda hora até a data da próxima eleição.

Deixe uma resposta