Autoridades francesas classificam o sequestro como ataque terrorista

​Conforme a agência de notícias AFP, o sequestrador declarou ser afiliado ao Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países).


Conforme dados policiais, uma pessoa armada entrou no supermercado a umas 11h no horário local (7h em Brasília). Ele está dentro do supermercado da rede Super U com reféns.

De acordo com o jornal La Dépêche du Midi, ao menos uma refém morreu. Outros reféns no supermercado francês foram libertados.

​Conforme a agência de notícias AFP, o sequestrador declarou ser afiliado ao Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países).

Para prefeitura, este incidente é classificado como ataque terrorista.

​No entanto, no mesmo departamento francês, um homem desconhecido abriu fogo contra as forças especiais na cidade de Carcassone no sul da França, um dos agentes foi baleado. Ligação com sequestro não foi confirmada ainda.

Conforme o canal de televisão francês BFMTV, o atirador estava dentro de um carro. Nota-se que o agente das forças especiais foi ferido enquanto estava correndo com colegas. Um homem ainda desconhecido abriu fogo.

O primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, já reagiu aos acontecimentos, alarmando que “a situação é séria”.

De Sputinik News.

Deixe uma resposta