Caravana leva serviços à empresários no interior

Maranhão é um dos estados com maior facilidade em se abrir uma empresa em todo o país

Da Redação

Empreendedorismo parece ser a palavra mágica desta segunda década do séc. XXI, principalmente o pequeno e médio empreendedorismo que desafia as garras dos grandes capitalistas. E como diz o novo ditado, o brasileiro é empreendedor por natureza, e o maranhense não foge à regra.

Segundo dados da Jucema, em janeiro desde ano foi evidenciado um crescimento de 13,7% da constituição de empresas, com relação ao mesmo mês em 2016, e um record dos últimos sete anos. Ainda de acordo com dados da Junta, em 2589 novos negócios foram iniciados em 2017 no estado, incluindo nesse número o Microempreendedor Individual (MEI).

Hoje no Maranhão, segundo informações da Jucema, a média de tempo para se abrir uma empresa é de 48 horas, uma realidade (dessa vez) bem diferente do resto do Brasil, um país considerado mundialmente como um dos mais burocráticos para se abrir uma empresa.

Conhecendo o empreendedor

Para conhecer de perto e compreender esses empreendedorismo maranhense, além de oferecer serviços aos empreendedores do setor de comércio e serviços no interior do Estado, o Governo do Maranhão dará início à sua ‘Caravana Empresarial’, no próximo dia 16.

O tour se estende ate p doa 9 de novembro, segundo informações da Secap, e será coordenada pela Secretaria de Governo. Em comunicado, Governo do Estado disse que a caravana é “o momento oportuno para que o governo e os seguimentos produtivos trabalhem em conjuto para o desenvolvimeno econômico do Maranhão”.

A Caravana percorrerá as cidades de Açailândia, Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Barreirinhas, Caxias, Chapadinha, Codó, Coroatá, Estreito, Imperatriz, Itapecuru Mirim, Pedreiras, Pinheiro, Presidente Dutra, Santa Inês, Santa Luzia, Santa Luzia do Paruá, São João dos Patos e Timon.

De acordo com a Secap, a Caravana contará com a participação, e oferecimento de serviços, das secretarias de Estado da Fazenda (Sefaz), de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sema), Indústria e Comércio (Seinc), de Segurança Pública (SSP), além da Junta Comercial do Maranhão (Jucema) e do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq-MA).

Crédito sem juros

O tour do empreendedorismo também concederá crédito de até R$ 20 mil aos empresários do interior do estado. O dinheiro, segundo o governo, servirá para estimular o empreendedorismo e terá parceria de instituições financeiras “garantindo juro zero nas mensalidades do financiamento para quem pagar as prestações em dia”.

 

Deixe uma resposta