Chamadas Públicas para aquisição de alimentos encerram na sexta (8)

O Governo do Estado, por meio do Sistema da Agricultura Familiar, abriu dois editais para seleção de organizações de agricultores familiares e de agricultores familiares individuais, com o objetivo de fornecer gêneros alimentícios. Na sexta-feira (08), encerram as inscrições no Chamamento Público para a Aquisição Direta de Produtos da Agricultura Familiar em Atendimento ao Programa de Compras da Agricultura Familiar (Procaf).

O Sistema de Agricultura Familiar, Sistema SAF, é formado pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp/MA) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma/MA).

O Governo do Estado está disponibilizando R$ 2.500.000,00 à aquisição dos produtos dos agricultores familiares por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e R$ 500 mil destinados à aquisição da produção dos povos indígenas.

Segundo o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, o PAA tornou-se prioritário no Governo Flávio Dino e extremamente importante na potencialização da produção.

“O Sistema SAF está engajado para adquirir esses alimentos dos agricultores, é uma garantia de que o produzido pelo agricultor vai gerar renda e melhora de vida”, pontuou o secretário.

Os editais das Chamadas estão disponíveis no site da SAF. www.saf.ma.gov.br As inscrições são gratuitas e devem ser feitas com a entrega dos documentos, em envelope lacrado, previstos no edital, na sede da SAF, localizada na Avenida São Luís Rei de França, Lote E1 – C, Bairro Turu, São Luís.
A entrega da documentação exigida deve ser realizada no Setor de Protocolo da SAF, no horário de 13h às 18h, de segunda a sexta-feira, em envelope lacrado.

Em março deste ano, o Governo do Estado promoveu o lançamento do PAA Indígena com a presença de Maria Helena Guilleto, da tribo Gavião, do município de Amarante. Ela representou a Associação de Mulheres Indígenas do Maranhão (AMIMA) e assinou o edital de lançamento do PAA Indígena.

“Me sinto honrada de participar desse marco para nós indígenas, agora estamos sendo vistos e o nosso povo tem políticas públicas que nos beneficiam. Estamos muito felizes”, disse a indígena.

A superintendente de Comercialização da SAF, Marilene Bandeira, ressaltou que a chamada pública é muito importante para a agricultura familiar. “O objetivo é adquirir os produtos sem licitação e isso vai permitir incentivar o agricultor produzir mais”.

Deixe uma resposta