Entra em funcionamento novos setores do Hospital da Criança com entrega da 1ª etapa das obras

Novo piso térreo da unidade de saúde conta com consultórios, recepção, sala de administração de medicação e nebulização, sala de classificação de risco, farmácia satélite e banheiros; obras em outras alas estão em andamento, com 64% já tendo sido concluídas

Com a entrega da primeira etapa das obras do Hospital Odorico Amaral de Matos – Hospital da Criança entrou em funcionamento, nesta quarta-feira (8), o novo piso térreo da unidade de saúde, com consultórios, recepção, salas de administração de medicação e nebulização, de classificação de risco, farmácia satélite e banheiros. As obras nos outros setores, executadas pela Prefeitura de São Luís e Governo do Estado, estão 64% concluídas e a próxima etapa a ser entregue consiste na implantação do laboratório e coleta, além de leitos para repouso multidisciplinar.

O espaço entregue contribui para desafogar o fluxo na unidade e proporcionar maior conforto a pacientes e acompanhantes que chegam à unidade. Este novo setor vai funcionar para o primeiro atendimento, tanto do paciente mais grave como dos demais casos.

“Hoje a gente pode mostrar e entregar para a população algo que vai dar muito mais conforto, dignidade e condições para os pacientes e os profissionais”, destacou o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, destacando ainda a parceria com o Governo do Estado, foi fundamental para a entrega do novo setor.

Também estão em andamento as obras da segunda etapa, que consiste na implantação do laboratório e coleta, além de leitos para repouso multidisciplinar. Além das obras no novo prédio, a estrutura já existente está sendo adequada ao fluxo dos setores entregues nesta quarta-feira (8), organizando a nova reanimação, trazendo a observação para mais próximo e transferindo toda a parte antiga, onde funcionava o primeiro atendimento, para o atual espaço.

Para o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, as melhorias são planejadas para funcionar segundo as necessidades dos pacientes. “Este é momento em que estado e município devem dar as mãos no sentido de conjugar esforços para obter resultados. O Maranhão vive um momento único: pela primeira vez em muito tempo a saúde pública do estado recebe a devida atenção, seja para ampliar os serviços, seja para melhorar aquilo que já era ofertado. É assim que vidas são salvas – na eficiência e disponibilidade do serviço”, afirmou o secretário.

Agilidade e mais humanização são apontados pela dona de casa Hérica Frazão Santos, 24 anos, como principais diferenciais do novo ambiente. “É muito diferente do que a gente tinha antes. Eu me senti mais segura com meu bebê e foi até mais rápido o atendimento. Atenderam e já encaminharam para consulta e os exames. Gostei muito. Meu filho foi muito bem tratado”, afirmou a jovem, que estava com o filho de três meses.

ESTRUTURA

A nova estrutura física do Hospital da Criança terá uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com 11 leitos; centro cirúrgico com quatro salas de grande porte; 25 enfermarias com 91 leitos; enfermarias de isolamento; área vermelha e área amarela; lactário; sala de nebulização; laboratório; sala de sutura e sala de coleta. No novo espaço terá ainda um Centro de Diagnóstico por Imagem com sala de tomografia, salas de ultrassom e outros serviços. O projeto contempla ainda a instalação de dois elevadores para transporte de macas e pacientes, além farmácias satélite e duas recepções de espera infantil.

Além dos espaços destinados aos pacientes e procedimentos hospitalares, o novo Hospital da Criança contará também com ambientes de apoio às unidades funcionais, como arquivo médico, rouparia, sala de espera de pacientes e acompanhantes, sala de preparo de equipamentos e material. Além desses espaços, o hospital ganhará também ambientes para laboratório de revelação de filmes e chapas, salas de laudo, de indução anestésica, de preparo do paciente, de entrevista, entre outros ambientes.

Deixe uma resposta