Espancador que pagou fiança já havia agredido vítima outras vezes

O caso acontece exatamente na semana de enfrentamento ao feminicídio no Maranhão. 

Lúcio André Silva Soares, que agrediu covardemente e a ex-esposa, a advogada Ludmila Ribeiro da Silva, já havia cometido o mesmo crime em 2016, segundo informações do blog Buliçoso.

À época, Ludmila estava grávida de cinco meses do filho do casal. A agressão ocorreu em Pinheiro, onde o irmão do agressor é prefeito e o pai ex-prefeito.

Na noite de sábado, após bater, chutar e tentar atropelar Ludmila, após um jantar em que ela pretendia retomar o casamento, ele foi preso por vizinhos, levado ao Plantão do Cohatrac, mas pagou fiança de menos de R$5mil e foi solto.

Ludmila, por outro lado, está hospitalizada, em processo de recuperação. Ela teve o rosto, costas e membros machucados violentamente por Lúcio durante todo o caminho da Lagoa até a Cohama.

Segundo informações, a prisão preventiva de Lúcio foi pedida e o delegado que concedeu fiança passará por investigação.

O caso acontece exatamente na semana de enfrentamento ao feminicídio no Maranhão.

Deixe uma resposta