Flávio Dino cobra celeridade na conclusão da BR-226

Além de agradecer pela liberação do tráfego na duplicação da BR-135 no trecho até Bacabeira, o governador Flávio Dino aproveitou a solenidade ocorrida na última quinta-feira, 12, para cobrar do governo federal celeridade na conclusão da BR-226.

Além de agradecer pela liberação do tráfego na duplicação da BR-135 no trecho até Bacabeira, o governador Flávio Dino aproveitou a solenidade ocorrida na última quinta-feira, 12, para cobrar do governo federal celeridade na conclusão da BR-226. No início do mês, o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, já havia visitado o Maranhão e, ao lado do governador em exercício Carlos Brandão, assinou ordem de serviço que vai possibilitar o asfaltamento dos 100 km restantes da BR-226.

“Outro desafio muito importante para o Maranhão que é a BR-226. Outra lenda que tem décadas”, ressaltou Flávio Dino, afirmando que é preciso concluir a estrada, um sonho antigo da população maranhense.

“O Dnit sabe da nossa luta. Vossa Excelência esteve lá também com o governador em exercício Carlos Brandão, assinamos a ordem de serviço juntos, com o governo do Maranhão presente, como sempre fazemos, e nós estamos acompanhando isso. Queremos lhe pedir encarecidamente que a mesma atenção que tem sido dada a BR-135 seja dada a BR-226”, solicitou Dino ao ministro Quintella.

No dia 5 de janeiro, Carlos Brandão e Maurício Quintella estiveram em Timon, onde assinaram ordem de serviço que possibilitará o asfaltamento de 100 km da BR-226. A obra inclui, ainda, a construção de um contorno rodoviário. O orçamento total é de R$ 88,5 milhões, sendo que R$ 37 milhões são recursos de emenda da bancada maranhense na Câmara Federal.

A BR-226 passa pelos estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Tocantins e Maranhão (Timon, Grajaú, Jenipapo dos Vieiras, Porto Franco e Estreito). “É uma importante rodovia que liga o Nordeste com a região Centro-Oeste e a concretização da obra de asfaltamento vai ajudar muito no desenvolvimento dos municípios por onde ela passa”, enfatizou Brandão na ocasião.

O serviço vai facilitar o deslocamento encurtando a distância entre os estados do Piauí, Ceará, Pernambuco e outros da região Nordeste com a região Centro-Oeste do Brasil, em aproximadamente 200 quilômetros.

Deixe uma resposta