Governo instala primeira Central 0800 de Monitoração Eletrônica do Maranhão

O canal vai auxiliar e acompanhar pessoas monitoradas, obter informações, dar sugestões e ate mesmo reclamações.

O Governo do Estado instalou a primeira Central 0800 de Monitoração Eletrônica do Maranhão. A iniciativa é mais uma ação idealizada pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) para atender as 28 unidades de suporte, as autoridades judiciárias, medidas protetivas e os monitorados por tornozeleira eletrônica em todo o estado.

Coordenada pela Supervisão de Monitoração Eletrônica (SME), a Central atende pelo número 0800-643-5508. É um canal para auxiliar e acompanhar pessoas monitoradas, obter informações, dar sugestões e ate mesmo reclamações. Ela está funcionando, 24 horas por dia, na Academia de Gestão Penitenciária (AGPEN), prédio anexo da Seap, localizado no Outeiro da Cruz.

Facilitar a comunicação da pessoa monitorada junto a central, no que diz respeito à fiscalização da medida cautelar, é um dos principais objetivos da Central 0800 de Monitoração Eletrônica do Maranhão. Nela já trabalham cinco operadores, em escalas de plantão, para tornar permanente o serviço de envio e recebimento de informações instantâneas.

“A Central servirá tanto para que a pessoa monitorada entre em contato com a Supervisão de Monitoração Eletrônica, quanto para que a SME faça contato com as pessoas monitoradas. Todas as ligações serão gravadas e colocadas à disposição da autoridade judiciária, sempre que requisitada”, explica o supervisor da SME, Vadislau Gomes Marques Junior.

Pioneirismo
Em julho, o Maranhão criou o primeiro aplicativo para celular do país para consulta instantânea da situação do monitorado.

O aplicativo para celular do SIISP (Sistema de Inteligência, Informação e Segurança Prisional) da Seap é um software que fornece informações precisas e atualizadas sobre a situação dos custodiados e das pessoas que se encontram sob monitoração por tornozeleira eletrônica. O App possui três funções básicas: informar a localização, se a pessoa é foragida, e se está em violação.

“Cursos e workshops de monitoração eletrônica completam a lista de ações que dinamizam esse serviço. Hoje, o Maranhão possui 1.242 monitorados por tornozeleiras eletrônicas, que são acompanhados 24 horas pela SME; e possui um contrato que dispõem de 2 mil equipamentos, portanto, sem saldo positivo”, destaca a subsecretária da Seap, Ana Luísa Falcão.
Legislação

Criada pela Lei nº. 10.462, de 31 de maio de 2016, a Supervisão de Monitoração Eletrônica (SME) é o setor da Seap responsável por gerir a monitoração eletrônica no Maranhão. Atualmente a supervisão opera com 40 servidores na capital, além de dois servidores capacitados em cada uma das 28 Unidades de Suporte, situadas nas próprias Unidades Prisionais do interior do Estado.

Deixe uma resposta