Inscrições para o projeto Punga de Saberes estão abertas até 6 de abril

O projeto visa apoiar e fomentar o tambor de crioula, através de ações educativas, de formação e de transmissão de saberes tradicionais, disseminando essa manifestação cultural

Mestres e mestras de tambor de crioula podem se inscrever até o dia 6 de abril na chamada pública que secionará 21 propostas para compor o projeto Punga de Saberes. O projeto, aprovado no Edital Nacional para Bens Registrados do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), é executado pela Prefeitura de São Luís por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), Secretaria Municipal de Educação (Semed) em parceria com o Comitê Gestor de Salvaguarda do Tambor de Crioula e apoio do Conselho Municipal de Cultura (Comcult). Os selecionados ministrarão oficinas sobre a manifestsção folclórica para aproximadamente 600 pessoas entre crianças, jovens e educadores de São Luís.

O projeto visa apoiar e fomentar o tambor de crioula, através de ações educativas, de formação e de transmissão de saberes tradicionais, disseminando essa manifestação cultural. Ao todo, serão atendidas 10 escolas da rede municipal de ensino, além de 60 professores e coordenadores pedagógicos e ainda três comunidades (Fé em Deus, Bairro de Fátima e Taim).

Somente serão aceitas inscrições de pessoas físicas que atendam às especificações e critérios constantes no edital que está disponibilizadono site da Prefeitura (www.saoluis.ma.gov.br – menu Editais). As inscrições devem ser realizadas presencialmente na sede da Secul, situada à Rua do Mocambo, 253, Centro, de segunda à quinta, das 14h às 18h, e às sextas, das 9h às 14h – na sala da Coordenação de Patrimônio Imaterial. O resultado parcial será divulgado no dia 13 de abril e o resultado final sairá no dia 23 de abril, após o período de interposição de recurso.

De acordo com o edital, poderão ser reconhecidos como mestres e mestras dos Saberes e Fazeres das Culturas Populares aqueles cujos conhecimentos simbólicos e técnicos de produção e transmissão sejam considerados representativos da cultura maranhense tradicional e das expressões para cá transportadas ao longo da história.

TRADIÇÃO

“O Punga de Saberes trata da preservação das tradições e salvaguarda do tambor de crioula nas escolas e comunidades da área urbana e rural de São Luís onde há maior incidência da manifestação. Esse projeto é uma estratégia para fortalecer o tambor de crioula e suscitar projetos futuros nesse segmento da cultura”, afirma a coordenadora de Patrimônio Imaterial da Secult, Maria das Graças Oliveira de Souza.

Segundo Lázaro de Oliveira, mestre de cultura popular e coordenador técnico do Comitê de Salvaguarda do Tambor de Crioula, o Punga de Saberes contribuirá para o conhecimento da cultura popular e das tradições maranhenses nas escolas.”O projeto é importante para desmistificar o preconceito que existe com esta manifestação cultural. O trabalho de sensibilização junto aos professores vai fazer com que eles se tornem multiplicadores. Enquanto Comitê, temos um grande desafio de sensibilizar o público e o projeto tem esse objetivo”, diz.

Deixe uma resposta