ITZ vence Moto Club e conquista o maranhense 2019

Pediram com emoção no Castelão. Em um jogo cheio de emoção Moto Club e Imperatriz fizeram os corações rubro-negros e colorados pulsar forte na grande final do Campeonato Maranhense. Jogando pelo empate o Papão do Norte chegou a está duas vezes a frente do placar, mas, com um gol aos 47, o Cavalo de Aço venceu a partida por 3 a 2 e levantou a taça do Estadual.

O Moto Club saiu na frente logo no primeiro tempo com Léo Paraíba de cabeça aos 34 do primeiro tempo. Logo no começo do segundo tempo o Imperatriz empatou o jogo com Tibiri, aos nove do segundo tempo, após cobrança de escanteio de Daniel Barros.

Melhor no jogo, o Moto Club voltou a frente do placar, aos 21, com gol de Mateus Mendes, sofrido por Gleissinho e cometido por Lucas. Quando todo mundo esperava que o título já poderia está decidido, O Cavalo de Aço renasceu.

Aos 24 minutos da etapa final, Lucas, que havia cometido pênalti, empatou. E aos 47 do segundo tempo, quando com o empate o Moto retardava o jogo para ficar com o título Adauto aproveitou chute cruzado de Júnior Chicão e fez o gol do título do Imperatriz.

Após o jogo muitos atletas do Imperatriz foram as lágrimas e falaram em superação e de todos os momentos vívidos na preparação da equipe para a competição. Muito respeito ao Moto, toda a competição que o rival fez e sua invencibilidade. A palavra fé foi o destaque do discurso time que esteve duas vezes atrás do placar mesmo com obrigação de vencer fora de casa.

O Moto Club agora só volta a campo no mês que vem quando estreia no Brasileiro da Série D. O time motense estreia fora de casa diante do Atlético-RR, no dia cinco, com horário e estádio ainda a ser confirmado. O Imperatriz também agora aguarda a abertura da Série C. Seu primeiro jogo é em casa, contra o Globo-RN, dia 27 de abril, às 19h, no Frei Epifânio.

Com o título do Campeonato Maranhense, o Imperatriz garantiu uma vaga direta na fase de grupo da Copa do Nordeste 2020 (que apresenta uma cota de no mínimo 850 mil reais). Por ser finalista assim como o Moto, o Cavalo de Aço também já havia garantido vaga na Copa do Brasil do mesmo ano.

Deixe uma resposta