Julgamento da chapa Dilma-Temer será adiado

Com feriados e viagens previstas do presidente do TSE, Gilmar Mendes, não há uma data para a retomada do julgamento da chapa

A defesa de Dilma pediu um prazo extra para apresentar seus argumentos finais – e os ministros do TSE concordaram em ceder o cinco dias a mais. No entanto, com feriados e viagens previstas do presidente do TSE, Gilmar Mendes, não há uma data para a retomada do julgamento da chapa. A acusação a ser analisada é de abuso de poder político e econômico durante a campanha nas eleições de 2014.

Fonte: Twitter Moments

Deixe uma resposta