Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão completa 99 anos

Quase 100 anos de excelência na prestação de serviços e homenagens aos servidores. 

O Governo do Estado celebrou, nesta sexta-feira (25), os 99 anos do Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen), com excelência na prestação de serviços e homenagens aos servidores.

Para secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a população maranhense encontra no Lacen serviços de qualidade e com segurança. “O Lacen realiza exames de média e alta complexidade, atendendo à população com qualidade e resolutividade. O serviço é fundamental no diagnóstico de doenças transmissíveis, reforçando ações de controle de endemias”, disse o secretário Carlos Lula.

A superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Graça Lírio, destacou o papel do Lacen. “Nós parabenizamos toda equipe do Lacen por uma luta quase centenária e que tem evoluído ano a ano para ampliar o leque de diagnósticos. Quando se tem o diagnóstico laboratorial, há como direcionar o tratamento dos pacientes das unidades de saúde”, afirmou.

Atualmente, o laboratório tem abrangência nos 217 municípios do estado e desenvolve suas atividades com base em dois eixos: Biologia Médica e Análise de Produtos e Meio Ambiente. Para tanto, conta com equipamentos de alta tecnologia, além de uma equipe altamente capacitada para realização de análises de média e alta complexidade.

“O Lacen tem como missão prestar um serviço de saúde pública no diagnóstico, nos agravos de saúde pública e na coordenação da rede laboratorial buscando qualidade e resolutividade para melhor atender a população do Maranhão. Então, a gente tem buscado proporcionar melhorias com novas tecnologias em nossos diagnósticos”, explicou a diretora do Lacen-MA, Conceição Pinto.

Durante a cerimônia, Elizaldo Costa, um dos servidores mais antigos do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), foi homenageado em nome de todos os servidores. “Eu gosto muito do que faço, me identifico, tenho o respeito de todos e isso eu agradeço muito. Faço tudo para me manter nesse nível e espero que Deus me preserve sempre assim, fazendo o meu melhor sempre”, afirmou Elizaldo Costa, de 78 anos.

A chefe do setor de endemias do Laboratório Central (Lacen) da SES, Orzinete Rodrigues Soares, também destacou a importância do laboratório. “O nosso trabalho é feito com base nas atribuições centrais do Lacen. Nosso papel é de suma importância para a sociedade, uma vez que nele são realizadas análises que garantem as ações de vigilância epidemiológica, sanitária e de saúde”, completou.

Lacen 

No Laboratório Central de Saúde do Maranhão é possível realizar o teste de resistência às drogas utilizadas no tratamento da Tuberculose; genogrupagem da Neisseriameningitidis; microaglutinação para Leptospirose; PCR para identificação de Zika vírus, vírus da Chikungunya e da Dengue; para identificação de Influenza A H1N1, H3N2, Influenza B, Metapneumovírus humano, Parainfluenza de tipos 1, 2, e 3, Vírus Sincicial Respiratório e Adenovírus; PCR para o diagnóstico das meningites bacterianas, sorologia para Hantavírus, diagnóstico de Chagas Agudo, identificação de microbactérias não tuberculosas (MNT); identificação de protozoários do gênero Leishmania; dentre outros.

Deixe uma resposta