Lista final dos classificados para o São João de Todos sai nesta sexta-feira (25)

A seleção compreendeu, primeiramente, a etapa de habilitação de documentos.

A Comissão de Classificação das atrações do São João de Todos 2018 vai divulgar nesta sexta-feira (25) a lista final dos grupos aprovados. Na última segunda-feira (21), foi divulgado a lista preliminar. A partir de então, entrou a fase de recursos.

A seleção compreendeu, primeiramente, a etapa de habilitação de documentos. Depois, veio a fase da classificação. Os grupos tiveram, então, um prazo para entrar com eventuais recursos. E agora, na sexta-feira, sai o resultado final.

“Essa Comissão de Classificação se baseia em aspectos tradicionais e simbólicos do imaginário cultural maranhense, com pessoas que têm vivência técnica e de notório saber na área da cultura popular do Estado”, conta Neto de Azile, presidente do Conselho Estadual de Cultura.

A comissão é formada for integrantes do Conselho Estadual de Cultura e profissionais com qualificação técnica e conhecimento das tradições e culturas maranhenses.

Entre eles, estão profissionais como pedagogo, consultor, presidente de grupo cultural, artista, acadêmico, produtor cultural, antropólogo e pesquisador.

Para ver a lista e o perfil de quem participa da comissão, clique aqui.

Costa de mão

Neto de Azile conta que só não foram para o processo de classificação os grupos de Bumba Meu Boi Costa de Mão. Eles são o tema do São João de Todos 2018.

Todos os grupos de Costa de Mão habilitados foram diretamente classificados com pontuação máxima. “Foi uma forma de preservar esses grupos, que estão em sério processo de enfraquecimento e até extinção”, afirma Azile.

São sete grupos de Costa de Mão habilitados e já garantidos no São João de Todos neste ano.

Conhecido pela batida do pandeiro que é feita com as costas das mãos, os grupos são originários da região do Litoral Ocidental Maranhense, tendo como berço o município de Cururupu. Têm um ritmo cadenciado marcado por instrumentos de percussão, como caixa, maracá e pandeiro.

A indumentária é caracterizada pela riqueza dos bordados em calças, casacos e chapéus. São originários de grupos dos municípios de Cururupu, Serrano do Maranhão, Bacuri e São Luís. Na cultura popular maranhense, representam a identidade do povo negro dentro do Bumba Meu Boi.

Deixe uma resposta