Mais de 100 candidatos aprovados no concurso PGE-MA

O Governo do Maranhão, por meio da SEGEP divulgou classificados para o cargo de Procurador do Estado de Segunda Classe

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Gestão e Previdência (SEGEP), divulgou o resultado  do concurso para o cargo de Procurador do Estado de Segunda Classe (Edital nº 21/2017). Foram habilitados pouco mais de 100 candidatos. Os candidatos aprovados estão divididos em três faixas: geral, com deficiência e negros. Alguns nomes estão em mais de uma faixa.

Conforme o Edital nº 01/2016 (Abertura de Inscrições do Concurso Público Concurso Público para provimento de cargos de Procurador do Estado de Segunda Classe da Procuradoria Geral do Estado do Maranhão), também foram divulgados o resultado da avaliação dos títulos dos candidatos e a conclusão da análise dos recursos interpostos.

O certame tem validade de dois anos (podendo ser prorrogado por igual período) e preencherá 30 vagas na Procuradoria Geral do Estado do Maranhão (PGE/MA).

Alegria e expectativa

Alguns dos aprovados estão satisfeitos com o resultado do concurso. Francisco Beolandio dos Santos ficou em primeiro entre os que se declararam negros e em 28º na classificação geral.

“Recebi o resultado com grande alegria e entusiasmo, tanto pela dificuldade que foi o certame, com provas objetivas, subjetiva e oral, quanto pela felicidade em poder voltar ao meu estado de origem, pois sou maranhense e atualmente por questões profissionais estou em outro estado”.

O candidato disse que ficou surpreso com a classificação, mas garante que a posição é fruto de uma árdua preparação por quase dois anos. A expectativa dele é a melhor possível, já pensando em assumir o posto de procurador do estado do Maranhão. “Sem dúvida, irei assumir esse cargo, com grande entusiasmo de trabalhar num prestigiado órgão do meu estado natal, que tem relevantes atribuições funcionais, e que muito contribui e contribuirá para o  desenvolvimento do Estado do Maranhão e consequente melhoria das condições de vida da população”.

Deixe uma resposta