Pedreiro é condenado a 14 anos por tentar matar a esposa

O pedreiro Elizaldo Silva de Oliveira foi condenado, em 7 de novembro, a 14 anos de reclusão em regime fechado pela tentativa de homicídio qualificado da companheira dele, Patrícia Pereira da Silva, em 20 de agosto de 2016, no bairro Açucena, em Balsas.

Proferiu a decisão a juíza Nirvana Maria Mourão Barroso. A tese do Ministério Público do Maranhão (MPMA) foi defendida pelos promotores de justiça Rita Cássia Pereira Souza e Nilceu Celso Garbim Júnior.

CRIME

O casal ingeriu bebida alcoólica durante todo o dia e, enquanto isso, Elizaldo Oliveira também usou drogas. Por volta das 20h, o casal voltou para casa. Patrícia foi se deitar porque estava sentindo dores na barriga.

O condenado quis manter relações sexuais com a companheira e ela recusou, levando-o a desferir 17 facadas no rosto, tórax e abdômen dela.

No dia seguinte, Elizaldo foi localizado no bairro Cidade Nova. Na delegacia, ele confessou o crime e levou os policiais à casa dele, onde entregou a faca usada.

A pena deve ser cumprida na Unidade Prisional de Balsas (UPR/Balsas)

Deixe uma resposta