Pescadores desaparecem no Rio Mearim

Corpo de Bombeiros, Marinha e CTA realizam buscas

Dois dos quatro pescadores continuam desaparecidos após a canoa que transportava o grupo naufragar no Rio Mearim. O local, onde a embarcação teria naufragado, é um dos braços do Rio que deságua no mar. O acidente, de acordo com as vítimas que se salvaram, teria ocorrido por volta das 20h, da última quarta-feira (3).

Uma aeronave do Centro Tático Aereo do Maranhão (CTA) realizou buscas pela manhã e agora a tarde em toda a região. Mergulhadores  do Corpo de Bombeiros auxiliam nos trabalhos. A Capitania dos Portos disponibilizou jet sky para as buscas.

De acordo com o major Patricio Daniel, comandante da 3ª Companhia Independente de Bombeiros Militar, nessa época do ano é necessário redobrar a atenção.  “Com o aumento das chuvas o índice pluviométrico dos Rios Itapecuru, Munim e Mearim tem aumentado significativamente e com isto consequentemente tem aumentado as correntezas e torna-se perigoso para banho, por isso a  população deve tomar todas as precauções necessárias para prevenir incidentes de afogamento”, alertou o oficial do Corpo de Bombeiros.

Este ano é o terceiro caso este ano de acidentes desta natureza na região. Em março, dois adolescentes morreram afogados, umas da vítimas tinha 16 anos. O terceiro caso foi registrado em Nina Rodrigues. O corpo foi encontrado cerca de 4km distante do local do desaparecimento.

Deixe uma resposta