Polícia apreende foragido de alta periculosidade

De acordo com a mãe do suspeito, ele é ainda é menor de idade e usava dois nomes falsos para praticar os seus crimes

(Imagem de arquivo/Divulgação)

Da Redação

O 6º Batalhão da Polícia Militar cumpriu, no último domingo (16), ordem de prisão contra foragido da justiça e de alta periculosidade na Santa Bárbara, na Rua principal, s/n condomínio Nova Jerusalém, Zona Rural de São Luís. De acordo com a mãe do suspeito, ele é ainda é menor de idade e usava dois nomes falsos para praticar os seus crimes.

Segundo a comunidade, o jovem apreendido é muito temido e apontado como autor de diversos roubos e homicídios na região da Vila Vitória e Santa Bárbara, agindo sempre com muita violência. Ele já tem passagens pela polícia por roubo qualificado, roubo seguido de morte, homicídio doloso e apropriação indébita.

Ao ser conduzido à delegacia, uma senhora que se identificou sendo sua mãe foi ao local e apresentou uma certidão de nascimento dele, onde ela informava que ele é adolescente. Ainda não foi verificada pela polícia a veracidade do documento. Por este motivo, o nome do suspeito foi preservado pela reportagem do Página 2.

Paradeiro

A polícia havia recebido informações do paradeiro do suspeito por meio de denúncia anônima. Então, a equipe efetuou rondas pela Rua Alvo, quando avistou-se o mesmo na porta de sua residência. A abordagem e tentativa de consulta à sua situação judicial foram feitas de imediato.

Ele ainda tentou mentir sobre sua identidade fornecendo outro nome, segundo a PM. No entanto, após contato com o serviço de inteligência do 6° BPM, ele foi identificado com o seu nome verdadeiro. Além disto, foi identificado que existia para ele um mandado de prisão. Com isto, ele foi conduzido pela guarnição da PM até o plantão da Delegacia da Cidade Operária (DECOP).

Após nova consulta ao serviço de inteligência do 6° BPM, foi encontrada uma imagem da ficha de entrada no sistema penitenciário onde consta o nome e a foto de perfil do conduzido. Outras fotos no banco de dados apontavam tatuagens e características peculiares dele. Ainda na DECOP, o delegado plantonista localizou o mandado de prisão emitido pela 6ª Vara criminal de São Luís, pelo crime de roubo, em desfavor do suspeito, sendo cumprida a ordem judicial e em seguida encaminhado ao sistema penitenciário.

Suposta certidão de nascimento do suspeito apresentada

Deixe uma resposta