Políticos criticam linchamento moral da classe

Para parlamentares as reações quanto às denúncias tem tentado denegrir a imagem de todos os políticos

Durante sessão na manhã desta terça-feira (19) na Assembleia Legislativa do Maranhão, o líder do governo, deputado Rogério Cafeteira (PSB), rechaçou a tentativa da oposição de envolver o governador Flávio Dino na Operação Lava-Jato.

Segundo o parlamentar, a intensão da oposição é “colocar todo mundo no mesmo lugar”. “É muito triste a gente ter uma função tão importante sendo jogada na lama e colocando todos no mesmo patamar. Tenho certeza de que com o tempo as verdades serão postas e nós teremos a tranquilidade de continuar o governo, tenho certeza absoluta, convicção absoluta de que o governador Flávio Dino não tem nada a temer. Então a verdade vai ser colocada e vida que segue”, disse Cafeteira.

Discussão semelhante já havia acontecido na Câmara Municipal de São Luís, quando o vereador Honorato Fernandes (PT) se pronunciou, nessa segunda-feira (17) , repudiando a forma como a classe política vem sendo tratada após as delações de ex-executivos da Odebrecht.

Para ele, está acontecendo uma condenação prévia dos políticos citados nas delações. Em sua fala, Honorato citou o que chamou de “achincalhamento” dos políticos, mas que não estava defendendo especificamento o governador do Estado, Flávio Dino, também citado em seu pronunciamento na tribuna da Casa, mas toda a classe política.

“Não podemos permitir também que fala daqueles que cometeram crimes e se declaram culpados tenha mais valor que a fala e a conduta de homens e mulheres de bem. O que percebemos é o achincalhamento da classe política como um todo, tal qual aconteceu como o governador Flávio Dino, cuja lisura no processo não me deixa dúvidas, tendo em vista a sua trajetória de luta, desde o movimento estudantil, passando pelo judiciário, pelo legislativo e agora no governo do estado”.

Ainda durante sua fala, Honorato convocou todos os petistas da bancada maranhense no Congresso Nacional a enfrentar as reformas que o Governo Federal está implantando.

“Precisamos cobrar dos nossos representantes, a nível estadual e federal, que façam um enfrentamento às medidas cruéis que vêm sendo implementadas pelo governo Temer. Governo ilegítimo, que quer acabar com a aposentadoria e trata a classe trabalhadora com total desrespeito, na medida em que apresenta uma série projetos que retiram do trabalhador direitos conquistados com muita luta ao longo desses anos”, afirmou.

One thought on “Políticos criticam linchamento moral da classe

Deixe uma resposta