Cunha Santos

Povo maranhense devota um ódio mortal a Michel Temer, aliado e última esperança de Sarney

Senhores, o povo brasileiro, sentindo-se impotente diante da vontade corrompida do Congresso, está orando para que Michel Temer morra como, aliás, propôs um dos que comentaram a notícia.

Não se trata de mera desaprovação a um governo ou a um governante. Desde ontem posso dizer que o povo maranhense (e talvez todo o povo brasileiro) nutre um sentimento de ódio insuperável contra o senhor presidente da República, Michel Temer. Nas centenas de comentários à postagem deste blog “Temer passa mal e é internado no Hospital do Exército” esse ódio ficou latente e inconfundivelmente imprescritível.

Literalmente, estou abismado, assustado com os desejos e agouros contra o presidente da República. Sem citar nomes, vou aspear algumas das coisas que li logo em seguida à publicação da matéria, para que o leitor tenha uma ideia do que pensa e sente o povo maranhense sobre o presidente que os Sarney apoiam e no qual depositam todas as suas esperanças de voltar ao poder no Maranhão:

“Ainda não morreu”?
“Morre, urubu”!
“É Lúcifer chamando ele”.
“Que morra, meu Deus”!
“Nem pra morrer, um infeliz desse”.
“Menos um corrupto no mundo não vai fazer falta nenhuma”.
“Salafrário. Esse rejeitado não cria vergonha”.
“Sarney já usou dessa estratégia para eleger Roseana…foi pro hospital UDI na véspera”.
“Esse aí nem o diabo vai querer ele, com medo dele passar a perna no diabo.
“Que o diabo leve ele para o inferno. Morra, cão da costa oca”!
“Já que os vagabundos dos senadores e deputados daquela quadrilha não tira esse miserável de lá, talvez o Brasil e o povo brasileiro tenha sorte e se livra de vez desse verme”.
“Cadê o general pra aproveitar essa boa oportunidade”?

Não há qualquer mudança de tom em nenhum dos comentários. E nos meus mais de 40 anos de repórter político posso garantir que jamais vi nada igual no Brasil. Duas coisas me deixam embasbacado: a primeira é não conseguir entender que tipo de democracia permite que alguém que mereça tanto ódio e escárnio de um povo seja a autoridade máxima desse mesmo povo; a segunda – e queiram me explicar pelo amor de Deus – é como esses políticos, como Lobão, João Alberto, Roberto Rocha e Sarney ainda esperam ter apoio do povo votando para que um homem donatário de tanto ódio da população se mantenha na Presidência da República.

Senhores, o povo brasileiro, sentindo-se impotente diante da vontade corrompida do Congresso, está orando para que Michel Temer morra como, aliás, propôs um dos que comentaram a notícia.

Em tempo: as centenas de comentários não vieram apenas de São Luís. São manifestações sinceras que chegaram de todas as regiões do Estado e continuam chegando.

Esse presidente, de quem Sarney é apontado como principal Conselheiro, é a última esperança que tem os oligarcas decaídos de voltar ao poder. É um último amigo. E até isso eles fazem com o povo do Maranhão.

Deixe uma resposta