Rede de coleta de esgoto no Sistema São Francisco em São Luís está sendo ampliada

O Governo do Maranhão intensicou o trabalho de instalação de rede coletora de esgoto para ampliar a abrangência do grande Sistema São Francisco. De
acordo com a Gerência de Obras Especiais da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), ao todo serão instalados 3,5 km de nova rede
coletora de esgoto nesta área.

Somente na Avenida Copacabana, mais de 200 metros de tubos em PVC corrugado de alta densidade já foram colocados, interligando-se a outros trechos de rede já existentes, com a finalidade de receber efluentes domésticos e enviá-los para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Jaracaty, onde são tratados. Além desta via, também, já foram estruturados novos emissários ao longo das Ruas Duque Bacelar, Juscelino Kubitschek, Alto Parnaíba, Palmeirândia, Carutapera, Lago Verde, Rua do Leme, Flamengo, Gávea e Travessa Mirinzal.

A estruturação de mais uma linha de 150 m nesta via parte da necessidade de interligar a rede a uma outra já existente, para que se possa atender moradores
do local com mais qualidade e, também, contribuir de forma indireta com melhorias e reforço na preservação da bacia do Rio Calhau. Segundo o gerente de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Caema, Erick Araújo, esse trabalho propiciará, paralelamente, outros benefícios de forma indireta para a área, uma vez que, com estas ampliações e melhorias na coleta, haverá impacto positivo nas condições do Rio Calhau e seu entorno.

“À medida que se cumpre a instalação de rede apropriada, a coleta, subseguida da identificação e correção de ligações residenciais inadequadas, juntamente com o remanejamento de ligações em âmbito clandestino, se evita que a rede já instalada sofra danos diretos, culminando em sobrecarga, extravasamentos, além de poluição direta pelas margens”, explica Erick Araújo. Desde o início do segundo semestre, até dezembro de 2018, a Caema já havia instalado, na área de abrangência do sistema, mais de 20 km de rede coletora de esgoto, 803 metros de interceptor (linhas próprias para recalque), e efetivou 1.326 novas ligações prediais, integrando-as a rede. “Todas essas obras se completam por meio do PAC-II, voltado a empreender esforços e recursos do Governo, por meio das ações da Caema, visando elevar para a meta de 70% o percentual de esgoto tratado na capital”, explica o engenheiro João José Azevedo, diretor de Engenharia e Meio Ambiente da Caema.

Sistema São Francisco

O Sistema São Francisco é um dos quatro grandes Sistemas (Sistema Vinhais, Bacanga, São Francisco e Anil), que operam juntos no tratamento de esgoto em São Luís. Além do suporte da ETE Jaracaty, o Sistema concentra uma extensa malha de redes coletoras, que recebem e direcionam os volumes efluentes por meio da atuação de 14 Estações Elevatórias de Esgoto para a elevatória final dentro da estação.

Deixe uma resposta