São Luís tem segunda menor alta no custo da cesta básica de abril

O Dieese concluiu que em abril de 2017 o valor necessário do salário mínimo para tudo que está na lei seria de R$ 3.899,66

Em abril, o custo do conjunto de alimentos essenciais aumentou nas 27 capitais brasileiras, segundo dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE). São luís teve a segunda menor elevação (0,35%), ficando atrás apenas de Goiânia (0,13%).

As maiores altas foram registradas em Porto Alegre (6,17%), Cuiabá (5,51%), Palmas (5,16%), Salvador (4,85%) e Boa Vista (4,71%).

Com base na cesta mais cara, que em abril de 2017 foi a de Porto Alegre, e levando em consideração que o salário mínimo nacional deve cobrir as despesas do trabalhador e sua família em alimentação, transporte, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, lazer e previdência, o Dieese concluiu que em abril o valor necessário para tudo que está na lei seria de R$ 3.899,66; bem longe dos R$ 937,00 vigentes.

Deixe uma resposta