Seletivo para diretores da Saúde é anulado após ataque cibernético, e novo processo será aberto

O processo seletivo que contrataria diretores para hospitais e unidades de Saúde do Maranhão foi anulado após uma tentativa de fraude.

O processo seletivo que contrataria diretores para hospitais e unidades de Saúde do Maranhão foi anulado após uma tentativa de fraude. O sistema de inscrições sofreu um ataque cibernético, que comprometeu a segurança dos dados. A abertura de um novo seletivo vai ser feita em breve.

O caso já está sendo investigado pela polícia. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, a tentativa de fraude se baseou, principalmente, na inscrição maciça de pessoas fictícias. Isso foi comprovado a partir do número de CPF inexistente. O seletivo teve mais de 5 mil inscrições no total.

A Polícia Civil está com todas as informações encaminhadas pela Secretaria para dar andamento ao inquérito. A fraude em concursos ou seletivos públicos configura crime.

Entre as inscrições fictícias, estava a de uma enfermeira italiana acusada de 38 mortes. Houve, inclusive, o preenchimento de títulos e experiências, o que tinha o objetivo de fazer uma pessoa fictícia ser aprovada na primeira fase.

É a primeira vez, em quatro anos, que um concurso da Secretaria de Saúde sofre algum tipo de tentativa de fraude.

Agora, um novo sistema será usado para garantir mais segurança aos dados cadastrados pelos candidatos. A abertura do seletivo e a data para as inscrições serão divulgadas em breve.

O seletivo

O seletivo foi lançado para preencher 53 vagas para cargo de diretor administrativo das unidades de saúde gerenciadas pela Secretaria de Estado da Saúde.

Podiam participar candidatos com graduação em qualquer curso de nível superior, com experiência mínima de um ano em gestão pública. O salário é de R$ 8 mil, com carga horária de 40h em regime celetista.

Deixe uma resposta