Sucesso de público, Chico, Eu e Buarque se apresenta nesta sexta

Mais uma vez o espetáculo “Chico, Eu e Buarque” retorna ao palco do Teatro Arthur Azevedo nesta sexta-feira, 15, para apresentação única no GEMA – Grandes Espetáculos do Maranhão – evento realizado pelo Governo do Maranhão e Secretaria de Estado da Cultura e Turismo por meio do Teatro Arthur Azevedo, com apoio do Foto Sombra e da Rede de Academias Bodytech.

Sucesso de público e de crítica, “Chico, Eu e Buarque” foi desenvolvido a partir da obra poética do compositor brasileiro Chico Buarque de Hollanda, idealizado pelo diretor do Teatro Arthur Azevedo, Celso Brandão, que também coordena o Núcleo de Arte de Educação (NAE), do qual fazem parte os jovens bailarinos da turma de aperfeiçoamento em dança.

“Nós tivemos a felicidade de escolher Chico Buarque, um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira, e colocar ele, artisticamente falando, dentro de um espetáculo de dança. A música dele nos permite passear pela a sua genialidade, poesia e história e transformar tudo isso em movimento. Através do trabalho fenomenal do coreógrafo e diretor Anderson Couto, nossos estudantes bailarinos adquiriram todo esse conhecimento que pra mim é uma mistura de sucesso”, pontua o produtor, Celso Brandão.

Em pouco mais de um ano de montagem, o espetáculo já foi visto por aproximadamente cinco mil pessoas somente na capital maranhense. Além de São Luís, Chico, Eu e Buarque também já se apresentou em Fortaleza, em junho de 2018, como espetáculo de abertura do Fendafor, maior festival de dança do Ceará. Ainda no mesmo ano, passou por Campina Grande (PB), no aniversário de 55 anos do Teatro Municipal Municipal Severino Cabral, e dia 18 de Janeiro de 2019, no festival “Janeiro de Grandes Espetáculos” em Recife – PE.

“Todo esse sucesso é fruto de um trabalho coletivo que começa com a coordenação da Débora Buhaten, juntamente com o Egnaldo, com o Leonidas Portela, Cléo Júnior, o próprio Anderson Couto e isso faz com que a gente consiga elevar o desempenho do nosso ballet e transforme grandes bailarinos, como foi o caso do Kleverson Fróz, logo eu tenho certeza que nós vamos mandar outros bailarinos pra outros horizontes do brasil e quem sabe pro mundo”, ressalta Celso Brandão, Diretor do Teatro Arthur Azevedo.

Na agenda de Chico, Eu e Buarque já estão marcadas passagens por Salvador (BA), no dia 17 de maio, para abertura oficial do Festival Internacional Viva Dança, além de temporada por diversas cidades do eixo Rio/São Paulo, ainda no primeiro semestre deste ano. “Eu acredito que esse projeto só tende a crescer. A força com que ele foi criado, os nossos desejos e ambições de levar arte do Maranhão pro mundo, só vai se concretizando a cada dia, por conta desse trabalho coletivo”, conclui Celso.

O GEMA ocorre durante todo o mês de fevereiro, sempre aos finais de semana. Após o sucesso da abertura, com o espetáculo “O Auto da Compadecida” e “O Miolo da Estória”, a aguardada apresentação de “Chico, Eu e Buarque” ocorre no mesmo fim de semana do espetáculo “Pai e Filho, da Pequena Companhia de Teatro, que se apresenta nos dias 16 e 17/02. E fechando a primeira edição do evento, sobe ao palco o musical “João do Vale: o Gênio Improvável”, nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro.

Os ingressos para o GEMA estão sendo vendidos nos pontos da Bilheteria Digital (Rio Poty Hotel, Shopping da Ilha e Rio Anil Shopping), na bilheteria do Teatro Arthur Azevedo (aberta de terça a domingo, das 14h às 18h30) ou pelo site (bilheteriadigital.com). Os valores são: plateia e frisa R$ 50,00, camarote R$ 40,00, balcão R$ 30,00 e galeria R$ 20,00. Para mais informações ligue: (98) 991672696 ou acesse o site (cultura.ma.gov.br/taa) e as redes sociais do Teatro Arthur Azevedo.

Deixe uma resposta