Suzano: nociva ao próximo e ao solo

O deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB) levanta uma questão antiga do Estado: os efeitos nocivos provocados pela empresa Suzano no Maranhão, tanto nas questões trabalhistas quanto em agressão ao meio ambiente no estado. Para ele, além de estar estragando o solo da região de Açailândia, só oferece emprego de mão-de-obra bruta aos maranhenses e expulsa famílias de suas moradias. Algo preocupante três tríades: ambiental, trabalhista e dos direitos humanos. Progresso pelo progresso?

Deixe uma resposta