Pessoas a partir de 70 anos podem sacar cotas do PIS/Pasep a partir de hoje

Pessoas a partir de 70 anos que tenham contribuído com o Programa de Integração Social (PIS) ou o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) podem sacar as cotas nos fundos a partir de hoje (19). A retirada é válida somente para os trabalhadores que tiveram carteira assinada e contribuíram para algum dos dois fundos até 4 de outubro de 1988.

Em 17 de novembro, começará o saque para aposentados. Em 14 de dezembro, a retirada será liberada para homens a partir de 65 anos e para mulheres a partir de 62 anos. Não há data limite para os saques. Os herdeiros de cotistas falecidos podem sacar o dinheiro a qualquer momento.

Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição de 1988 passou a destinar as contribuições do PIS/Pasep das empresas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Desde a criação do PIS/Pasep, em 1971, o saque total só podia ser feito quando o trabalhador completava 70 anos, se aposentasse ou tivesse doença grave ou invalidez. A medida provisória editada recentemente pelo presidente Michel Temer flexibilizou as restrições para as retiradas. No entanto, o cidadão com idade inferior não tem direito à cota, mesmo que tenha contribuído antes de 1988, quando passou a vigorar a atual Constituição brasileira.

De acordo com o governo, a liberação dos saques das cotas do PIS/Pasep vai injetar R$ 15,9 bilhões na economia e beneficiar 7,8 milhões de pessoas. Desse total, R$ 11,2 bilhões virão dos saques do PIS, vinculado aos trabalhadores da iniciativa privada e administrado pela Caixa Econômica Federal, que beneficiarão 6,4 milhões de cotistas. O restante virá do Pasep, vinculado aos servidores públicos e aos empregados de estatais e sociedades de economia mista e administrado pelo Banco do Brasil.

Retirada do PIS

Na Caixa Econômica, os cotistas do PIS poderão fazer a retirada de três maneiras. Os pagamentos de até R$ 1,5 mil serão feitos nos caixas eletrônicos, digitando a Senha Cidadão, sem a necessidade de cartão bancário. Quem não tiver a senha pode obtê-la no site da Caixa, bastando clicar em “esqueci a senha” e preencher os dados.

Os saques de até R$ 3 mil podem ser feitos nos caixas eletrônicos, mas o cliente precisará usar o Cartão Cidadão e digitar a Senha Cidadão. Nas lotéricas e nos correspondentes bancários, o cotista poderá retirar o dinheiro, levando o Cartão Cidadão, a Senha Cidadão e algum documento oficial de identificação com foto. Acima desse valor, o beneficiário deverá ir a alguma agência da Caixa levando documento oficial com foto.

Clientes da Caixa receberam o depósito automaticamente nas contas correntes na terça-feira (17), dois dias úteis antes do calendário de saques. A Caixa informou que também fará a transferência do dinheiro para clientes de outros bancos, desde que a conta esteja no mesmo nome do beneficiário. A operação não terá custos.

Saques do Pasep

Em relação aos saques do Pasep, o Banco do Brasil também depositou automaticamente, na terça-feira, o dinheiro nas contas dos correntistas da instituição. Os cotistas com saldo de até R$2,5 mil e sem conta no banco poderão pedir transferência para qualquer conta em seu nome em outra instituição financeira na página do banco na internet ou nos terminais de autoatendimento.

Não correntistas com saldo acima desse valor ou herdeiros de cotistas falecidos deverão ir às agências. De 19 a 31 de outubro, 1.334 agências do Banco do Brasil em todo o país abrirão uma hora mais cedo para atendimento exclusivo aos cotistas do Pasep. A lista dos postos de atendimento com horário especial está disponível no site do banco.

Os clientes com dúvidas podem consultar as páginas da Caixa ou do Banco do Brasil. Caso a página da Caixa informe que o número da conta está registrado no Pasep, o trabalhador deverá ir à página do BB. Constantemente, os dois bancos atualizam as bases de dados e transferem a conta do PIS para o Pasep de quem passou a trabalhar no serviço público ou em alguma estatal.

Caixa e BB antecipam em dois dias pagamento do PIS/Pasep

Com dois dias de antecedência em relação ao calendário oficial, os correntistas da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil (BB) com mais de 70 anos recebem hoje (17) os depósitos do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Serviço Público (Pasep). Os bancos transferirão, sem custos, o dinheiro aos beneficiários com conta nas instituições financeiras.

Quem não tiver conta na Caixa, que administra o PIS, ou no Banco do Brasil, que gerencia o Pasep, só poderá sacar os recursos a partir da próxima quinta-feira (19), quando começa o calendário oficial de saques. A retirada poderá ser feita nos terminais de autoatendimento, nas casas lotéricas, nos correspondentes bancários e nas casas lotéricas, dependendo do valor das cotas.

A retirada é válida somente para os trabalhadores com carteira assinada que contribuíram para algum dos dois fundos até 4 de outubro de 1988.

Em 17 de novembro, começará o saque para aposentados. Em 14 de dezembro, a retirada será liberada para homens a partir de 65 anos e para mulheres a partir de 62 anos. Não há data limite para os saques. Os herdeiros de cotistas falecidos podem sacar o dinheiro a qualquer momento.

Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição de 1988 passou a destinar a arrecadação do PIS/Pasep para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

De acordo com o governo, a medida vai injetar R$ 15,9 bilhões na economia e beneficiar 7,8 milhões de pessoas. Desse total, R$ 11,2 bilhões virão dos saques do PIS, vinculado aos trabalhadores da iniciativa privada e administrado pela Caixa Econômica Federal, que beneficiarão 6,4 milhões de cotistas. O restante virá do Pasep, vinculado aos servidores públicos e administrado pelo Banco do Brasil.

Retirada

Na Caixa Econômica, os cotistas do PIS poderão fazer a retirada de três maneiras. Os pagamentos de até R$ 1,5 mil serão feitos nos caixas eletrônicos, digitando a Senha Cidadão, sem a necessidade de cartão bancário. Quem não tiver a senha pode obtê-la no seguinte endereço, bastando clicar em “esqueci a senha” e preencher os dados.

Os saques de até R$ 3 mil podem ser feitos nos caixas eletrônicos, mas o cliente precisará usar o Cartão Cidadão e digitar a Senha Cidadão. Nas lotéricas e nos correspondentes bancários, o cotista poderá retirar o dinheiro, levando o Cartão Cidadão, a Senha Cidadão e algum documento oficial de identificação com foto. Acima desse valor, o beneficiário deverá ir a alguma agência da Caixa levando documento oficial com foto.

Clientes da Caixa receberão o depósito automaticamente nas contas correntes dois dias úteis antes do calendário de saques. A Caixa informou que também fará a transferência do dinheiro para clientes de outros bancos, desde que a conta esteja no mesmo nome do beneficiário. A operação não terá custos.

Pasep

Em relação aos saques do Pasep, o Banco do Brasil também depositará o dinheiro automaticamente nas contas dos correntistas dois dias antes do calendário de saques.

Os cotistas com saldo de até R$ 2,5 mil sem conta no banco poderão pedir transferência para qualquer conta em seu nome em outra instituição financeira na página do banco na internet ou nos terminais de autoatendimento. Não correntistas com saldo acima desse valor ou herdeiros de cotistas falecidos deverão ir às agências.

Os clientes com dúvidas podem consultar as páginas da Caixa www.caixa.gov.br/cotaspis ou do Banco do Brasil www.bb.com.br/pasep.

Prêmio da Mega acumula e pode chegar a R$ 6 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.976 da Mega-Sena, sorteado em Chapecó (SC). O prêmio acumulou e poderá chegar a R$ 6 milhões no próximo sorteio, no dia 14.

As dezenas sorteadas foram: 12 -14 – 19 – 25 – 52 – 59

De acordo com a Caixa, 62 apostas acertaram a quina e vão receber R$ 24.797,36; e 3.551 apostas acertaram a quadra e vão receber R$ 618,51.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) de hoje em qualquer lotérica do país.

Saiba como é calculado o prêmio

O valor arrecadado com o concurso da Mega-Sena não é totalmente revertido em prêmio para o ganhador. Parte do montante é repassada ao governo federal para investimentos nas áreas de saúde, educação, segurança, cultura e esporte.

Além disso, há despesas de custeio do concurso, imposto de renda e outros, que fazem com que o prêmio bruto corresponda a 46% da arrecadação. Dessa porcentagem:

35% são distribuídos entre os acertadores dos 6 números sorteados (sena);

19% entre os acertadores de 5 números (quina);

19% entre os acertadores de 4 números (quadra);

22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos 6 números nos concursos de final 0 ou 5.

5% ficam acumulado para a primeira faixa – sena – do último concurso do ano de final zero ou 5.

Não havendo acertador em qualquer faixa, o valor acumula para o concurso seguinte, na respectiva faixa de premiação.

Os prêmios prescrevem 90 dias após a data do sorteio. Após esse prazo, os valores são repassados ao Tesouro Nacional para aplicação no FIES – Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior.

Confira os números sorteados da Mega-Sena deste sábado

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.785 da Mega-Sena, sorteadas neste sábado (30). O próximo sorteio será na quarta-feira (3), com estimativa de prêmio de R$ 30 milhões.

Segundo a Caixa Econômica Federal, as dezenas sorteadas foram: 05,11, 27, 41, 42 e 54.

Acertaram a Quina 91 apostas, cujos ganhadores levarão R$ R$ 29.194,90. Já a Quadra teve 6410 sorteados, que vão receber R$ R$ 592,09 cada.

A arrecadação total deste concurso foi de R$ 46.080.240,50.

Do IG

Saques das contas inativas do PIS/Pasep começam em 19 de outubro

O governo federal divulgou, na tarde desta quinta-feira (28/9), o cronograma de saques das contas inativas do Programa Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). A partir do próximo dia 19, 8 milhões de idosos e aposentados poderão realizar o saque em agências da Caixa Econômica Federal e do Bando do Brasil. O valor médio de cada saque será de R$ 1.750,00.

Para adotar a medida, que visa ajudar na retomada do consumo das famílias, o governo alterou a regra e passou a permitir que homens com mais de 65 anos e mulheres com mais de 62 ganhem direito a acessar o valor hoje retido. As datas dos saques foram definidas assim:
19 de outubro: para pessoas com 70 anos ou mais
17 de novembro: aposentados
14 de dezembro: mulheres com 62 e homens com 65 anos em diante
Os contribuintes da iniciativa privada têm direito ao PIS, que será pago somente em agências da Caixa. Ao todo, 6,4 milhões de pessoas poderão fazer os saques, que somarão R$ 11,2 bilhões. Já os contribuintes do serviço público, que somam 1,6 milhão de brasileiros, têm direito ao Pasep e deverão procurar agências do Banco do Brasil. Esse grupo deve retirar, ao todo, R$ 4,7 bilhões.
A previsão dos saques estava definido desde o último mês, quando o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, antecipou os objetivos do governo em liberar os recursos para aquecer a economia com a injeção desses quase R$ 16 bilhões. A estratégia é parecida com a liberação das contas inativas do FGTS, que colocou, ao longo do ano, R$ 44 bilhões na economia.
Os recursos serão repassados aos bancos até 5 de outubro. Já o crédito deve ser automático em conta de correntistas da Caixa e do Banco do Brasil, e as transferências para outros bancos devem ocorrer sem custos.
De Correio Brasiliense

FGTS vai distribuir R$ 7 bi em lucro para trabalhadores em agosto

SONY DSC

Os trabalhadores devem ficar espertos e acompanhar, atentamente, a movimentação das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Pela primeira, o fundo terá que distribuir 50% do seu lucro líquido com os cotistas. A expectativa é de que, em 31 de agosto, R$ 7 bilhões sejam distribuídos. Em 2016, o lucro total do FGTS alcançou R$ 14 bilhões. A repartição dos lucros do FGTS foi determinada pela lei 13.446, de 25 de maio último.

Por lei, terão direito a essa divisão de lucros todos os trabalhadores com contas ativas e inativas até 31 de dezembro de 2016. Segundo projeções do Instituto Fundo Devido ao Trabalhador, para cada R$ 1 mil depositados no FGTS, o trabalhador receberá R$ 17,57 em lucro.

Segundo o instituto, o valor creditado nas contas dos trabalhadores só poderá ser sacado nas condições previstas em lei, como demissão sem justa causa, compra de imóveis, aposentadoria e doenças graves, entre outros. No caso da demissão sem justa causa, a distribuição de lucro não será considerada no cálculo da multa de 40% nem na contribuição extra de 10% paga pelos patrões.

E mais: todos os trabalhadores que estão sacando de contas inativas até dia 31 de julho deste ano terão crédito de distribuição de lucro em 31 de agosto, pois, mesmo com os saques liberados pelo governo, tinham saldo em 31 de dezembro de 2016. O dinheiro creditado, no entanto, só poderá ser sacado no futuro nas condições previstas em lei.

Para os trabalhadores, a distribuição dos lucros é uma boa notícia, uma vez que o rendimento do FGTS é muito mais, de apenas 3% ao mais a variação da Taxa Referencial (TR). O presidente do Instituto Fundo Devido ao Trabalhador, Mário Avelino, propõe que, em vez da TR, que tem variação próxima se zero, a correção do saldo do fundo acompanhe o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Contas inativas

A Caixa Econômica Federal informa que 5 milhões de trabalhadores ainda não sacaram os recursos liberados das contas inativas. Eles têm direito a R$ 800 milhões. O prazo para os saques acaba em 31 de julho. Segundo o governo, não haverá prorrogação do prazo.

A direção da Caixa recomenda aos trabalhadores que ainda não sacaram o que têm direito das contas inativas que se dirijam às agências. Mesmo que haja algum problema na documentação, o processo para saque será aberto. Assim, o dinheiro será liberado mesmo depois de 31 de agosto.

Do Correio Brasiliense

Procon/MA e Caixa garantem até 90% de desconto na renegociação de dívidas

Em junho deste ano, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o Brasil tem 60,1 milhões de brasileiros – quase 40% da população – com o ‘nome sujo na praça’. Desta forma, elas configuram o quadro de pessoas com restrições para financiamentos e compras parceladas.

Diante deste quadro, o Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Estado do Maranhão (Procon/MA), priorizando o acesso e a garantia de direitos ao cidadão, fechou parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF), para a realização da campanha “#QUITAFACIL”, que tem como objetivo facilitar aos clientes Caixa a regularização de contratos em atraso com o banco.

Aberta até 31 de julho, a campanha contará com atendimento no Viva da Beira Mar, no Centro de São Luís, com dois guichês voltados, especialmente, para a negociação de dívidas.

Poderão participar clientes Pessoa Física e Pessoa Jurídica que possuam contratos comerciais em atraso, incluindo cartões Caixa, com descontos para pagamento à vista de até 90%. Outra possibilidade é a do parcelamento em até 96 meses – neste caso, sem o desconto de 90%.

Para o presidente do Procon/MA e do Viva, Duarte Júnior, a parceria é mais uma forma de garantir direitos ao cidadão maranhense. “Através de programas como este, é possível facilitar a vida do consumidor, com qualidade e eficiência, garantindo mais acesso aos direitos constitucionais a todos os maranhenses”, afirmou o presidente.

Para mais informações, o cliente deve se dirigir a qualquer agência do país com documento de identificação e CPF e verificar se seu contrato está enquadrado na campanha.

Justiça manda soltar ex-ministro Geddel

Após o choro ao saber que poderia ficar preso por tempo indeterminado, o desembargador do Tribunal Regional Federal de Brasília, Ney Bello, autorizou que o ex-ministro Geddel Vieira Lima passe a prisão domiciliar.

Ele deixará até amanhã o presídio da Papuda, onde está preso desde o dia 3 de julho.

Ex-ministro dos governos Lula e Temer, Geddel foi preso em caráter preventivo em Salvador na última segunda-feira (3), acusado de obstrução de justiça. Desde quarta (5), ele está no presídio da Papuda, em Brasília.

Geddel é suspeito de atrapalhar investigações da Operação Cui Bono, que apura supostos esquemas de fraudes na liberação de recursos da Caixa Econômica Federal.

O Ministério Público Federal afirmou que ele pressionou a mulher de Lúcio Funaro para que o doleiro não fizesse uma delação premiada.
Da Redação com informações de Veja

Caixa antecipa pagamento das contas inativas do FGTS para nascidos em dezembro

A Caixa Econômica Federal vai antecipar o calendário de pagamento das contas inativas do FGTS para quem faz aniversário em dezembro. Previsto inicialmente para começar no dia 14 de julho, a Caixa informou hoje (3) que os pagamentos da última fase terão início no próximo sábado (8).

Mais de 2,5 milhões de brasileiros têm direito ao saque a partir do mês de julho. O valor total disponível para saque neste mês ultrapassa R$ 3,5 bilhões e equivale a aproximadamente 8% do total de recursos disponíveis no programa.

Independentemente das datas, as pessoas que fizeram aniversário nos meses anteriores ainda podem sacar os valores ou transferi-los para suas contas-correntes. O prazo de saque das contas inativas do FGTS encerra dia 31 de julho e não deve ser prorrogado, segundo a Caixa.

Até o dia 28 de junho, o banco registrou o pagamento de mais de R$ 38,2 bilhões relativos às contas inativas do FGTS. O valor equivale a 95,38% do total previsto, de R$ 40 bilhões. Mais de 22,6 milhões de trabalhadores nascidos até novembro já sacaram o benefício, aproximadamente 81% dos 27,7 milhões de empregados nascidos entre janeiro e novembro, beneficiados pela Medida Provisória 763/16.

Horário especial nas agências

Assim como ocorreu nas fases anteriores, mais de 2 mil agências da Caixa estarão abertas das 9h às 15h no sábado, exclusivamente para o pagamento das contas inativas e esclarecimento de dúvidas sobre o tema. Outras 69 agências terão plantão para auxiliar no autoatendimento. A relação das agências está disponível no site da Caixa.

Além disso, está prevista a abertura antecipada em duas horas de todas as agências no dia 10 de julho. Nas regiões em que os bancos abrem às 9h, as agências da CAIXA atenderão ao público a partir das 8h e terão o horário prorrogado em uma hora.

Quem pode sacar

De acordo com a Lei 13.446, de 25 de maio de 2017, objeto da conversão da Medida Provisória 763/16, pode fazer o saque das contas inativas o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015. Valores até R$ 1,5 mil podem ser sacados nos terminais de autoatendimento com a senha do Cidadão.

Para valores até R$ 3 mil, o saque pode ser feito com o Cartão do Cidadão e a senha no autoatendimento, em lotéricas e correspondentes Caixa. Acima de R$ 3 mil, as retiradas devem ser feitas nas agências do banco. A transferência de recursos de contas inativas do FGTS da Caixa para outros bancos poderá ser feita sem a cobrança de taxas, a pedido do trabalhador.

O empregado que ainda não sabe se tem dinheiro a receber pode acessar o site sobre as contas inativas ou utilizar o Serviço de Atendimento ao Cliente pelo 0800 726 2017. Lá, ele pode verificar o valor a receber, a data do saque e os canais disponíveis para pagamento.

Da Agência Brasil

Pesquisa: maioria dos trabalhadores usou dinheiro do FGTS para pagar dívidas

A maior parte dos trabalhadores que recebeu dinheiro das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) usou os valores para quitar dívidas, segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

O levantamento aponta que 38% pagaram dívidas em atraso e 4% usaram o dinheiro para pagar uma parte das pendências. O dinheiro foi usado para despesas do dia a dia por 29% dos entrevistados. Já 19% optaram por poupar. Outra parcela – 14% – pagou contas não atrasadas, como crediário e prestações da casa ou do carro e 13% fizeram compras.

A pesquisa, realizada em 12 capitais, também ouviu pessoas que ainda vão sacar o benefício, já que respondem por 86% do total de saques. Entre elas, 27% pretendem quitar pendências e 28% vão regularizar ao menos parte das dívidas.

Despesas

Pagamento de despesas do dia a dia será o destino do dinheiro de 24% dos beneficiários e 20% planejam poupar. Em menor percentual, apenas 4% vão comprar itens como roupas e calçados. Entre os entrevistados, 3% utilizarão o dinheiro extra para viajar e 2% querem aproveitar o recurso para compra de automóvel.

Para Honório Pinheiro, presidente da CNDL, a opção dos brasileiros pelo pagamento de dívidas é positiva para o comércio e para a economia do país, já que o crescimento da inadimplência com a crise prejudicou o planejamento do comércio e o acesso ao crédito.

 

Da Agência Brasil