“Fiz uma campanha da militância”, diz Márcio Jerry em entrevista

Deputado federal eleito com expressiva votação, o presidente do PCdoB-MA, Márcio Jerry, participou, na noite de quinta-feira (11), do programa Ponto e Vírgula, na rádio Difusora. Em conversa comandada pelo radialista Marcelo Minardi, com participação do jornalista Leandro Miranda e de ouvintes, Márcio falou sobre a importância histórica da vitória da chapa liderada por Flávio Dino, sobre campanha no Maranhão para o presidenciável Fernando Haddad, agradeceu a grande votação e foi categórico: “fiz uma campanha da militância partidária, movimentos sociais e aliados”.

Grato aos mais de 134 mil votos, Márcio Jerry defendeu que o excelente resultado se deu ao engajamento massivo do partido e de aliados. “Tive apoio do nosso partido em todos os cantos do Maranhão, incluindo 23 prefeitos, dos quais 20 são PCdoB.”, contabilizou Jerry, que foi votado em 215 dos 217 municípios do estado.

Márcio coordenou, assim como em 2014, a campanha vitoriosa do governador Flávio Dino. Para ele, a vitória em 2018 tem uma importância histórica e simbólica para o Maranhão ainda maior do que a anterior, com eleição também de Weverton Rocha e Eliziane Gama ao Senado. “Vejam que tivemos, no pleito, disputando o filho e a filha da pessoa que se achava o dono do Maranhão e ambos foram derrotados fragorosamente. O governador Flávio Dino, pelos braços do povo do Maranhão, derrotou a ex-governadora Roseana Sarney, que chegou a 30% dos votos, menos do que o ex-senador suplente, Edinho Lobão, em 2014, e o deputado federal desde 1978, que é o Sarney Filho, teve uma derrota aqui no Maranhão. Portanto é uma mudança de página muito profunda, um novo momento para o Maranhão e isso é muito importante para a história do nosso estado”, considerou o deputado federal eleito.

SEGUNDO TURNO
Durante a entrevista, Márcio adiantou que uma frente, figurada pelo PCdoB ao lado do PT e partidos aliados, está trabalhando no Maranhão com a intenção de eleger Fernando Haddad e Manuela D’Ávila. A campanha é feita não só sob a percepção clara de que são os candidatos mais preparados, mas também combatendo à ameaça de retrocesso, intolerância e negação de direitos que representa o candidato Jair Bolsonaro.

“Já estou em campo, lutando pela eleição de Fernando Haddad e Manuela D’Ávila, por acreditar que seja essa a melhor proposta, que mais pacífica o país, que mais tira da agenda essa clima de intolerância, de ódio, de pregação da violência e que mais conquistas pode trazer para o povo trabalhador”, destacou Jerry, que já convocou reunião plenária da militância do PCdoB para a próxima segunda-feira (15), para debater a eleição nacional.

Apoio de vereadores fortalece campanha de Márcio Jerry em São Luís

As atividades de campanha organizadas esta semana por vereadores tem contribuído para fortalecer a campanha do candidato a deputado federal Márcio Jerry em São Luís. Esta semana, o ex-secretário estadual de comunicação e assuntos políticos cumpriu agenda na capital maranhense, em atividades organizadas pelos vereadores Fátima Araújo, Marcelo Poeta e pelo presidente da Câmara Municipal, Astro de Ogum.

Na noite desta quarta-feira (12), Márcio Jerry apresentou a sua candidatura a deputado federal à população e lideranças no espaço do arraial Pertinho de Você, na Cohama, em reunião organizada com o apoio do vereador Astro de Ogum.

A reunião contou com a participação do deputado federal e candidato ao senado, Weverton Rocha; do deputado estadual e candidato à reeleição Hélio Soares; dos integrantes do grupo Arte Jovem; e de lideranças de várias comunidades da capital maranhense.

“Eu estou apostando de verdade no Márcio Jerry, trabalhando e buscando. Tenho com ele uma amizade que vem sendo construída de maneira espetacular. É uma pessoa que está junto do governador Flávio Dino e construiu uma agenda positiva em bairros de São Luís que estavam esquecidos”, lembrou Astro.

Em sua fala, Márcio Jerry lembrou o trabalho  ao lado do governador. “Tive a oportunidade de ser secretário do governador e, como tal, ajudei a desenvolver muitas das ações que fazem do Maranhão um estado respeitado Brasil afora e que fazem de Flávio Dino um governador com mais de 60% de intenções de voto. Agora queremos ajudá-lo a fazer ainda mais”, discursou.

CAMINHADA

Márcio Jerry também participou de uma caminhada pelo conjunto Santos Dumont, Vila Conceição e João de Deus junto com o deputado estadual e candidato à reeleição Othelino Neto. A atividade foi organizada pela vereadora Fátima Araújo.

“Caminho junto com Flávio Dino e Márcio Jerry desde o ano de 2006 e eles nunca me decepcionaram. São pessoas que realmente vêm fazendo a diferença no Maranhão. Márcio é uma pessoa que sempre somou com esta comunidade”, disse a vereadora.

Na tarde de terça-feira (11) o candidato já havia participado de uma caminhada no bairro do Anil, com a presença do governador Flávio Dino e de Othelino Neto, em atividade organizada pelo vereador Marcelo Poeta. “O voto em Márcio Jerry nessas eleições é de gratidão pelo apoio ao nosso mandato e à comunidade do Anil”, disse ele na ocasião.

Márcio Jerry cumpre agenda de campanha e reforça apoios no médio sertão maranhense

O candidato a deputado federal e ex-secretário estadual de comunicação e assuntos políticos, Márcio Jerry, cumpriu agenda de campanha este final de semana na região do médio sertão maranhense, nos municípios de Jatobá, Presidente Dutra e Nova Iorque – em que o candidato foi recebido pela prefeita Mayra Guimarães e o seu grupo político, que reforçaram a adesão à candidatura de Márcio Jerry e à reeleição do governador Flávio Dino.

Em Nova Iorque, Jerry participou de uma grande carreata, seguiida de um ato político, realizado em parceria com o deputado estadual e candidato à reeleição Othelino Neto. A atividade foi realizada na praça localizada em frente ao Centro de Ensino Anália Neiva, escola recuperada durante a gestão do governador Flávio Dino.

Em seu discurso, a prefeita Mayra Guimarães destacou as melhorias já realizadas em Nova Iorque pelo governo do estado com o apoio de Márcio Jerry e Othelino Neto.

“Nestas eleições a população de Nova Iorque tem a oportunidade de dar um voto de gratidão. Nossos candidatos não são pessoas que chegaram aqui só prometendo, mas sim gente que já tem ações concretas para mostrar pelo nosso município. O Márcio Jerry é filho aqui da região e conhece a realidade da nossa terra”, afirmou a prefeita.

Além da reforma do C.E. Anália Neiva, o município foi beneficiado com a reforma e climatização de uma creche, uma ambulância e um ônibus escolar. Outras realizações estão previstas, como a ampliação do programa Mais Asfalto no município e, posteriormente, a construção de uma ponte. As conquistas para o município foram viabilizadas tanto por emendas parlamentares do deputado Othelino  Neto, quanto pela atuação de Márcio Jerry enquanto secretário estadual de assuntos políticos.

Márcio Jerry agradeceu o apoio das lideranças locais. “Não trago apenas promessas, mas a prestação de contas de tudo o que já fizemos antes mesmo da eleição. Como deputado federal, terei condições de trabalhar ainda mais do que tenho feito até agora”, garantiu o candidato.

AGENDA

O candidato a deputado federal Márcio Jerry participou ainda da inauguração de um comitê na cidade de Jatobá, em parceria com o candidato a deputado estadual Adelmo Soares e com a presença de diversas lideranças da região.

Já em Presidente Dutra, Márcio Jerry apresentou a sua candidatura aos moradores do povoado Água Branca, localidade recentemente beneficiada com o programa Mais Asfalto. A atividade foi organizada pelo ex-vereador Ricardo Lucena.

A rota pelo Médio Sertão já havia iniciado com pelo município de Colinas, onde Jerry acompanhou o governador Flávio Dino em uma caminhada,com o apoio da prefeita Valmira Miranda. Na ocasião, o ex-prefeito Ewerton Costa também aderiu à campanha de  Márcio Jerry.

Campanha contra Polio e Sarampo é prorrogada e Prefeitura realiza Dia D de Vacinação no sábado

Crianças de um ano a menores de cinco anos que ainda não estão protegidas contra o sarampo e a poliomielite terão até sábado (1º) para tomar as doses das vacinas. Neste dia, as Unidades Básicas de Saúde da Prefeitura de São Luís estarão abertas pela manhã, das 8h às 12h, para receber o público-alvo da campanha nacional, em mais um Dia D de Vacinação. Além disso, a população vai contar também com equipes de vacinação nos shoppings São Luís, Rio Anil e da Ilha, das 15h às 19h na sexta-feira (31) e sábado (1º), último dia da campanha.

A Campanha Nacional de Vacinação contra Pólio e Sarampo, que seria encerrada nesta sexta-feira (31), foi prorrogada por mais um dia, seguindo orientação do Ministério da Saúde. O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, explica que é indispensável a participação da população para que a capital atinja a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. “Seguindo orientação do prefeito Edivaldo fizemos vários momentos de intensificação da campanha, e nessa reta final, dirigimos o chamamento aos pais que ainda não levaram os filhos para vacinar. Atualmente o país registra muitos casos de sarampo em alguns estados; por isso, é fundamental esse esforço coletivo para assegurar a cobertura vacinal e proteger as crianças da nossa cidade”, diz o secretário.

Entre as ações promovidas pela gestão do prefeito Edivaldo para que a capital alcance a meta estão o aumento da quantidade de salas de imunização com a disponibilização do serviço em alguns locais públicos, reforçando, desta forma, a estratégia colocada em prática deste o início da campanha que começou na capital 15 dias antes da mobilização nacional. A Prefeitura realizou ainda o Dia D Municipal de Vacinação e participou do Dia D Nacional da mobilização.

Em São Luís, a população a ser imunizada é de 61.080 crianças, na faixa etária de um ano a menores de cinco e destas, 95% deverão ser vacinadas. Dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) mostram que a cobertura vacinal contra a pólio na capital está em cerca de 68%, e contra o sarampo, em mais de 66%.

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave, que pode causar sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A vacina contra a pólio é oral (gotinhas), e protege contra os três poliovírus (1, 2 e 3).

O sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, manchas avermelhadas, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente ao tossir, falar ou respirar. A única forma de prevenção é por meio da vacina.

Prefeitura intensifica campanha de vacinação com mobilização em shoppings da capital

A Prefeitura de São Luís realizou neste sábado (25) mais uma ação da Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo. As equipes estiveram no Bairro de Fátima, pela manhã, e à tarde, nos shoppings São Luís, no Jaracaty; Ilha, na Cohama; e Rio Anil, no Turu. A estratégia é mais uma das adotadas pela gestão do prefeito Edivaldo para ampliar as oportunidades de vacinação do público alvo. Os vacinadores ficaram das 8h às 12h, no Bairro de Fátima; e nos shoppings, das 15h às 19 horas. No próximo dia 31 ação volta a acontecer nos shopping da capital.

“Estamos em um momento decisivo da campanha de mobilização para que todos do público alvo possam vacinar. Seguindo orientação do prefeito Edivaldo estamos promovendo todas as estratégias possíveis a fim de ampliar e facilitar o acesso da população às vacinas, a exemplo dessa ação nos shoppings. Esperamos finalizar essa campanha com a meta cumprida”, pontuou o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho.

A meta estipulada pelo Ministério da Saúde para a capital maranhense é que sejam vacinados 95% do público-alvo total de 61.700 crianças. Segundo a Semus, já foram alcançados aproximadamente 65% da meta de vacinação na capital. “O comparecimento das pessoas é importante para mantermos a capital fora do risco destas doenças”, frisou Lula Fylho. Devem ser vacinadas crianças de um ano até menores de cinco anos.

“A gente não pode descuidar ou deixar para a última hora. É importante, porque é a saúde dos nossos filhos que está em jogo. A campanha está aí, está em vários pontos e não tem desculpa para não cuidarmos da saúde de nossas crianças. Quando soube que estavam no shopping, aproveitei porque, na semana, o tempo é mais curto. Essa medida vai ajudar muitos pais que ainda não puderam ir aos postos”, frisou a estudante Cristina Melo, 32 anos, que levou o filho Pedro Lucas, de quatro anos, para vacinar.

Para o empresário Thiago Vale, 32 anos, a campanha ficou mais acessível com a série de opções oportunizadas pela Prefeitura. “É uma estratégia muito boa e achei ótimo pela facilidade de acesso, de estacionamento e pelo tempo que hoje é mais amplo, pois, na semana, com a rotina de trabalho, fica mais complicado. A criança deve ser vacinada e as campanhas estão aí para facilitar, então, é melhor vacinar a criança”, reforçou ele, que compareceu com a filha Manoela, de dois anos e meio.

A vacina é contraindicada em casos de gripe muito forte e febre alta; crianças com imunodeficiência congênita ou adquirida; neoplasia maligna; e que estão em tratamento com uso de corticóides em doses elevadas ou quimioterapia e radioterapia. A vacina está disponível para pessoas com idade até 49 anos. Este público terá acesso à imunização durante a semana, nas atividades de rotina dos postos.

A mobilização é promovida em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e com as ações dos programas Mais Saúde e Saúde para Todos, ampliando a cobertura em vários bairros da capital. A Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo prossegue até dia 31 de agosto, de segunda a sexta-feira, em 63 postos de saúde do município, das 8h às 17h; além de mais uma edição nos shoppings Rio Anil, Ilha e São Luís (dia 31), das 15h às 19h.

CONTÁGIO

A poliomielite ou paralisia infantil causa paralisia repentina e pode afetar desde só as pernas, até o corpo inteiro, comprometendo até a respiração. A contaminação se dá por contato fecal-oral, por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de portadores, ou ao falar, tossir ou espirrar.

Doença altamente contagiosa, o sarampo pode ser transmitido pelo contato com secreções. Os primeiros sintomas são parecidos com os da gripe, mas evoluem ainda para o aparecimento de manchas vermelhas pelo corpo.

MPMA lança campanha por transporte escolar de qualidade

Aconteceu na manhã desta segunda-feira, 13, na sala dos Órgãos Colegiados do Ministério Público do Maranhão, em São Luís, o lançamento da campanha “Pau de arara nunca mais: o MP na defesa do transporte escolar de qualidade”. A campanha é a segunda etapa de um projeto desenvolvido pela instituição e parceiros, desde 2015, buscando garantir transporte escolar seguro para os estudantes de todo o estado.

A promotora de justiça Sandra Soares de Pontes, coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Educação (CAOp Educação) apresentou a campanha ressaltando que a melhoria do transporte escolar precisa ser um compromisso de todas as instituições e da sociedade. Nessa etapa, o Ministério Público e instituições parceiras realizarão um trabalho de georreferenciamento, buscando identificar focos de utilização dos paus de arara, outros tipos de transportes irregulares, rotas de difícil acesso e a relação entre a quantidade de alunos e de escolas nos municípios.

Outro foco da campanha é fomentar na sociedade a importância de denunciar os casos de transporte escolar irregular, como veículos sem segurança ou em péssimo estado de conservação ou mesmo a utilização do transporte escolar fora de sua função. As denúncias podem ser feitas por meio do app do Ministério Público do Maranhão (MPMA Cidadão, disponível gratuitamente) ou pela Ouvidoria da instituição. Auditorias realizadas em 35 maranhenses desde 2015 apontaram que somente um deles não utilizava paus de arara.

Sandra Pontes enfatizou, também, a importância de consolidar parcerias com as instituições responsáveis pela fiscalização do transporte escolar, como o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e as polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal.

Em seguida, o procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, assinou Recomendações que foram entregues aos promotores de justiça que atuam na área da educação nos municípios da Comarca da Ilha de São Luís e aos representantes das prefeituras. O secretário municipal de Educação de São Luís, Moacir Feitosa, recebeu o documento, bem como a secretária de Educação da Raposa, Zélia Pereira e a chefe da Controladoria do Município de São José de Ribamar, Maria Helena Costa.

Também receberam a Recomendação presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e prefeito de Arari, Djalma Melo; o tenente-coronel Carlos Frank, representando a Polícia Militar; o delegado Márcio Henrique, pela Polícia Civil; e o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Maranhão, Paulo Moreno.

Em sua fala, Luiz Gonzaga Coelho lembrou que o projeto que teve sua segunda fase lançada nesta segunda-feira é um dos finalistas do Prêmio CNMP, bem como outros três iniciativas do Ministério Público do Maranhão. Para o procurador-geral de justiça, essa não é apenas uma vitória do MPMA, mas de todos os parceiros que têm atuado de forma coordenada na busca pela melhoria da educação no Maranhão.

Luiz Gonzaga Coelho enfatizou que o transporte escolar é um importante mecanismo de acesso à educação, evitando a evasão escolar. Elementos como veículos sucateados, sem segurança e conforto, péssimas condições de estradas vicinais e motoristas não habilitados são problemas comuns e que precisam ser combatidos, de acordo com o procurador-geral de justiça. “Precisamos unir nossas forças e inteligências para uma ação uniforme e efetiva que ponha fim a essa triste situação”, observou.

O presidente da Famem, Djalma Melo, parabenizou o MPMA pela iniciativa, destacando que o transporte escolar é um dos itens que precisam melhorar para alavancar os indicadores da educação no Maranhão. O prefeito ressaltou a importância de uma ampla discussão, envolvendo diversos setores da sociedade, dispondo-se a visitar os municípios do estado mediando a discussão com os gestores municipais.

O presidente da Associação do Ministério Público do Estado do Maranhão (Ampem), Tarcísio José Sousa Bonfim, observou que a atuação do Ministério Público e instituições parcerias na busca pela melhoria do transporte escolar é, também, uma forma de defender a dignidade das crianças. O promotor de justiça também reforçou o apoio da Associação a iniciativas que “garantam uma sociedade mais livre, justa e solidária”.

Prefeitura de São Luís inicia campanha de vacinação contra sarampo e poliomelite

A Prefeitura de São Luís iniciou nesta segunda-feira (23) a campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite na capital. Devido à antecipação, os postos de vacinação da rede municipal de São Luís registraram grande movimentação de crianças que integram o público-alvo da mobilização, para fazer a imunização contra as duas doenças. A ação acontece duas semanas antes do início da campanha nacional, dia 6 de agosto, por orientação do prefeito Edivaldo. A meta da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) é vacinar 95% de 61.700 crianças da capital, pertencentes ao grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, o objetivo da antecipação é ampliar a cobertura vacinal na cidade, para alcançar o público prioritário da campanha aproveitando o período de férias escolares. De acordo com o secretário, nesta fase do ano, as crianças dispõem de mais tempo vago para irem aos postos de saúde e tomar as vacinas. Crianças de um ano a menores de cinco anos constituem o público-alvo.

“Há duas décadas não há registro de casos dessas doenças em São Luís. Por isso, é muito importante que os pais atentem para o comparecimento de seus filhos que estão dentro da faixa etária atendida pela campanha, pois tanto o sarampo como a poliomielite são doenças graves que podem ocasionar sequelas muitas vezes irreversíveis. Portanto, o caminho é a prevenção. Para isso, nós estruturamos todas as nossas unidades de saúde para fazer a imunização nesse período e atender plenamente a demanda na capital”, afirmou o secretário Lula Fylho.

Ainda conforme o gestor, a partir do dia 6 de agosto, com o reinício das aulas, a campanha contra o sarampo e a poliomielite será reforçada também nas escolas e creches da rede municipal, onde serão disponibilizadas vacinas para os alunos incluídos na faixa etária específica da mobilização.

Em São Luís, a campanha terá culminância em dois sábados. Dia 4 de agosto, quando será realizado o Dia D Municipal de Vacinação contra as doenças; e 18 de agosto, Dia Nacional de Mobilização contra o Sarampo e Pólio. A campanha segue até o dia 31 de agosto.

A Prefeitura de São Luís vai disponibilizar postos e demais unidades de saúde para as ações da campanha, funcionando de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Nos dias ‘D’, os postos funcionarão das 8h às 17h, para imunizar as crianças das idades determinadas na campanha.

A vacinação está disponível nas 63 unidades de saúde da rede municipal. Pessoas com idades até 49 anos também poderão se vacinar contra o sarampo durante a semana, no período da campanha.

Uma das unidades de saúde do município que teve grande procura pelas vacinas foi o Centro de Saúde Paulo Ramos, no Centro da cidade. “Além de imunizar as crianças que vêm exclusivamente por conta da campanha contra o sarampo e a pólio, nós também estamos analisando o cartão de todas das crianças que chegam aqui à procura de outras vacinas. Se elas estiveram dentro da faixa etária prioritária, nós aproveitamos para aplicar logo a dose adicional contra o sarampo e a pólio”, disse a diretora da unidade, Lêda Lincoln.

Uma das crianças vacinadas na manhã desta segunda-feira, no Centro de Saúde Paulo Ramos, foi o pequeno Jonas Gabriel, de um ano e sete meses. “Achei importante a Prefeitura antecipar a campanha, para realizarmos logo a prevenção de nossas crianças. Eu trouxe meu filho para tomar a vacina contra o rotavirus e como ele estava dentro da idade exigida pela campanha contra o sarampo e a pólio, tomou logo também as vacinas contra essas doenças”, relatou a mãe do menino, Regiane Cristina da Conceição, de 29 anos.

A enfermeira Hildeane Silva Martins, de 32 anos, também aproveitou para levar logo sua filha, Tainá da Silva Furtado, de um ano e dois meses. “As campanhas são sempre muito importantes para intensificar a vacinação de crianças que já cumpriram as doses de rotina e, assim, terem um reforço contra doenças como o sarampo, por exemplo. A gente sabe o quanto o sarampo e a poliomielite são doenças sérias e que requerem atenção redobrada tanto dos pais como do poder público”, observou a enfermeira.

Assim foi também com a pequenina Isabelle Santos de Castro, de 4 anos, filha da autônoma Tânia Cristina Araújo, de 27 anos. “Eu estou sempre atenta à prevenção de doenças e mantenho em dia as vacinas de minha filha. Por isso me programei para trazê-la logo no primeiro dia, pois soube na semana passada que a campanha seria antecipada para hoje na cidade”, disse ela.

IMUNIZAÇÃO

O sarampo, doença altamente contagiosa, pode ser transmitido pelo contato com secreções. Os primeiros sintomas são parecidos com os da gripe, mas evoluem ainda para o aparecimento de manchas vermelhas pelo corpo.

Já a poliomielite ou paralisia infantil causa paralisia repentina e pode afetar desde só as pernas, até o corpo inteiro, comprometendo até a respiração. A contaminação se dá por contato fecal-oral, por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de portadores, ou ao falar, tossir ou espirrar.

Prefeitura de São Luís antecipa campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite

Crianças de um ano até menores de cinco anos são o público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo e poliomielite do Ministério da Saúde. Para reforçar a proteção contra as doenças e garantir maior cobertura, a Prefeitura de São Luís irá começar mais cedo a ação na capital. A campanha nacional inicia dia 6 de agosto, mas, em São Luís, a partir do dia 23 de julho os postos da rede municipal estarão abertos para vacinação, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17 horas. Além das 63 salas de vacinação distribuídas nos postos de saúde, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) também estará visitando escolas e com equipes voltantes para facilitar o acesso à vacina. O trabalho segue orientação do prefeito Edivaldo.

A campanha prossegue até dia 31 de agosto. “Essa estratégia de antecipação tem como objetivo manter a cobertura vacinal, para que não haja retorno dessas doenças e as crianças tenham sua saúde preservada. São doenças já erradicas e com a vacina mantemos a capital fora do risco de infestação”, pontuou o secretário municipal de Saúde (Semus), Lula Fylho. São Luís não registra casos dessas doenças há mais de duas décadas e a campanha antecipada é para que a capital permaneça fora de risco, reitera o gestor.

Na capital, a campanha terá culminância em dois sábados. Dia 04 de agosto será o Dia D Municipal de Vacinação contra as doenças e o dia 18 de agosto o dia de mobilização nacional. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde para São Luís é imunizar 95% do público-alvo que é pouco mais de 61 mil crianças.

A superintendente de Vigilância Sanitária e Epidemiológica da Semus, Terezinha Lobo, reitera se tratar de “doenças serias, que podem evoluir e levar a óbito, por isso, os pais devem ter atenção ao período da campanha e levar seus filhos para imunização”. As vacinas estarão disponíveis durante a campanha e também normalmente com as unidades de saúde abastecidas. A Prefeitura vai manter 63 unidades de saúde disponibilizando a vacina, com atendimento de segunda a sexta-feira. Além das crianças, a vacina de sarampo estará disponível para pessoas com idade até 49 anos. Este público terá acesso à imunização durante a semana, nas atividades de rotina dos postos. A vacina é contraindicada em casos de gripe muito forte e febre alta; crianças com imunodeficiência congênita ou adquirida; neoplasia maligna; e que estão em tratamento com uso de corticoides em doses elevadas ou quimioterapia e radioterapia.

SAIBA MAIS

Conhecida popularmente como ‘paralisa infantil’, a poliomielite causa paralisia que começa de forma repentina e pode afetar desde só as pernas, até o corpo inteiro, comprometendo até a respiração. O vírus foi erradicado no Brasil na década de 90. A contaminação da doença ocorre por contato fecal-oral, por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções ao falar, tossir ou espirrar.

O sarampo é uma doença extremamente contagiosa, segundo alerta o Ministério da Saúde, e pode ser transmitida pelo contato com secreções. Os primeiros sintomas são parecidos com os da gripe, mas evoluem ainda para o aparecimento de manchas vermelhas pelo corpo. As mortes relacionadas com a doença ocorrem, muitas vezes, por causa de complicações no quadro.

Maranhão encerra campanha contra gripe com 93,01% dos grupos prioritários vacinados

O Governo do Maranhão superou a meta da Campanha de Vacinação contra a Influenza, estabelecida pelo Ministério da Saúde, vacinando 1.373.965 maranhenses, nos 217 municípios do estado. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), esse número representa 93,01% de cobertura na vacinação, 3.01% a mais do que é estabelecido pelo Ministério da Saúde.

No ranking de imunização, 13 estados atingiram a meta da campanha. O Maranhão ocupa a sétima posição nacional. Os estados de Goiás (105,77%), Ceará (103,45%), Amapá (99,84%), Distrito Federal (97,95%), Espirito Santo (95,56%) e Alagoas (93,30%) ocupam as seis primeiras posições do ranking nacional.

Ao todo, 192 municípios maranhenses superaram a meta de 90% de cobertura vacinal proposta pelo Governo Federal. Entre as cidades do interior do Maranhão, o município de Afonso Cunha ficou acima do público previsto: alcançou 123,74% de cobertura vacinal. São Domingos do Maranhão chegou a 114,28%. Em terceiro lugar está Brejo de Areia com o registro de 114,18% e 1.345 doses aplicadas, depois São Roberto com 113,76% de cobertura e 1.298 doses aplicadas.

A chefe do Departamento de Doenças Imunopreveníveis da SES, Helena Almeida, reiterou que o objetivo de reduzir a mortalidade, complicações e hospitalização por infecções pelo vírus da influenza na população alvo da vacinação foi alcançado. A vacina que aplicada na campanha é a trivalente, que protege contra os vírus da influenza A (H1N1), A (H3N2) e B.

“É muito importante a superação da meta de vacinação dos grupos prioritários no Maranhão. A maioria dos municípios alcançou a meta e imunizou a população contra Influenza. As cidades que não conseguiram bater a meta vão continuar vacinando, priorizando os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias”, destacou Helena Almeida.

A partir desta segunda-feira (25), caso haja disponibilidade de vacinas nos municípios do Maranhão, a imunização, também, poderá ser estendida para crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos, e continuar a vacinação em grupos prioritários.

Grupos prioritários 

A Campanha de Vacinação contra a Influenza no Maranhão terminou no dia 22 deste mês com o cumprimento do cronograma para a imunização dos grupos prioritários, formado por idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, povos indígenas, professores das escolas públicas e privadas, crianças na faixa etária de seis meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses, 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), grupos de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, além da população privada de liberdade.

Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada até 15 de junho

A campanha de vacinação contra a gripe foi prorrogada até dia 15 de junho. A medida partiu do Ministério da Saúde, em função da greve dos caminhoneiros. A partir desta segunda-feira (4), a vacina continuará disponível nos postos da rede municipal de saúde. Até esta semana, a Prefeitura de São Luís já imunizou, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), cerca de 145 mil pessoas integrantes do público prioritário, o que representa quase 70% da meta de cobertura. A meta estipulada pelo Ministério, na capital, é a imunização de 209.974 pessoas, o que corresponde a 90% do público-alvo.

A Prefeitura de Sao Luís não tem medido esforços para atingir a meta estipulada pelo ministério. Para tanto, tem promovido ações como o Dia D Municipal de Vacinação, além de estender o horário em alguns postos de saúde que passam a atender a população até às 18h, de segunda a sexta-feira.

Entre as unidades de saúde com horário de funcionamento estendido, por determinação do prefeito Edivaldo, estão os centros de saúde Paulo Ramos, Turu, Cohab, Genésio Rego, Liberdade, Bezerra de Meneses, São Francisco, Djalma Marques, Fabiciana, Janaina, Clodomir Pinheiro e Vila Bacanga. Estes atenderão até às 18h. O horário estendido tem como objetivo ampliar o acesso do público-alvo à vacina para garantir a cobertura da meta proposta pelo Ministério da Saúde.

“Vamos, por determinação do prefeito Edivaldo, manter até o dia 15 todas as estratégias que deram certo para cumprirmos a meta. Essa é uma oportunidade importante para que as pessoas dos grupos prioritários procurem os postos de saúde, caso ainda não tenham se vacinado, contribuindo para que a capital fique fora da lista de risco da gripe influenza. Que não deixem de vacinar, principalmente crianças e idosos que são o público mais vulnerável. Com esta prorrogação vamos intensificar a busca ativa para que possamos alcançar a meta e tornar a capital livre dessa doença”, destacou o secretário municipal de Saúde (Semus), Lula Fylho.

A vacina tem eficácia de seis a 12 meses e reduz as complicações que podem gerar casos mais graves da doença, internações ou até mesmo óbitos. Protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano, no Hemisfério Sul, de acordo a Organização Mundial da Saúde (OMS): o A/H1N1; A/H3N2 e influenza B.

PÚBLICO

O público-alvo inclui idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a cinco anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (mulheres em até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional. Pessoas com doenças crônicas, como asma ou diabetes, também integram o grupo prioritário.

Se sobrarem vacinas, o público poderá ser ampliado para crianças de cinco a nove anos e adultos com idades entre 50 e 59 anos, segundo determinou o Ministério da Saúde aos municípios. O Governo Federal distribuiu 60 milhões de doses aos estados.

De acordo com os últimos dados do governo, já foram vacinadas 35,6 milhões de pessoas no país, que equivale a 66% do público-alvo. Com a prorrogação da campanha, a esperança é de vacinar os 18,8 milhões de brasileiros que ainda não receberam a dose do imunizante (chegando, assim, à meta de proteger 54,4 milhões de indivíduos).