Caravana Mais IDH entrega dezenas de obras, inaugura Escola Digna e faz aluno voltar a estudar

A Caravana Mais IDH levou dezenas de entregas a nove cidades maranhenses nesta quarta-feira (13), incluindo escola, sistemas de abastecimento de água, cisternas, títulos de terra, sementes e kits de irrigação, entre outras ações.

Trata-se de um esforço concentrado do Governo do Maranhão para melhorar a qualidade de vida nesses locais, que fazem partes dos 30 municípios mais pobres do Estado. O Plano Mais IDH foi lançado logo no início da gestão Flávio Dino.

As cidades desta quarta-feira foram Água Doce do Maranhão, Centro Novo do Maranhão, Jenipapo dos Vieiras, Lagoa Grande do Maranhão, Marajá do Sena, Primeira Cruz, São João do Caru, São Raimundo do Doca Bezerra e Satubinha.

Uma nova Escola Digna foi inaugurada em Marajá do Sena, substituindo uma casa improvisada de taipa que não oferecia condições adequadas. A nova Escola Municipal Princesa Isabel, no povoado Bandeira, já coleciona histórias de impacto.

Welligton Cândido da Conceição, de 14 anos, tinha parado de estudar: “A escola mais perto ficava no Jenipapo. E agora eu tô feliz porque vou estudar nessa escola perto de casa”.

Franciel Alves da Silva, 10 anos, conta que “a minha escola antiga era bem ruinzinha. Era de taipa, não tinha banheiro, a gente tinha que ir pro mato. Hoje a escola nova é muito bonitona com essas cadeiras novas, e tem banheiros pra gente”.

Raisa Cândido da Conceição, de 11 anos, diz que a transformação é radical: “Eu estudava em uma escolinha de taipa, e não era boa. O chão tinha buraco, a gente saía tudo sujo. Essa escola nova é muito bonita. A gente vai aprender muito nela”.

Mais Água

Quatro Sistemas de Abastecimento de Água foram entregues em Centro Novo, São João do Caru, Jenipapo dos Vieiras e São Raimundo do Doca Bezerra, beneficiando mais de mil pessoas. São novos poços com interligação até a residência dos moradores.

“Já estávamos há algum tempo aguardando o poço. A gente agradece porque vai melhorar muito. A gente era obrigado a fazer poço longe de casa, comprar bomba. Era dispendioso. Assim vai ficar mais fácil”, diz Antônio Lucena, morador do povoado de Jabuti, em São João do Caru.

Já as 166 famílias da aldeia indígena El-Betel, em Jenipapo dos Vieiras, receberam 18 cisternas de 25 mil litros destinadas para produção da agricultura familiar e criação de animais, além de uma cisterna escolar com capacidade de 52 mil litros para o colégio Cacique Adebaldo, beneficiando centenas de estudantes.

As comunidades indígenas da cidade receberam 85 cisternas para o consumo dos animais e agricultura familiar. “A preocupação do Governo é garantir água nas escolas, água na agricultura, água para os animais, e com isso, melhorar a produção e qualidade de vida nas aldeias indígenas”, afirma o secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves.

Direitos e benefícios

Dois novos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) agora estão funcionando em Marajá do Sena e Jenipapo dos Vieiras. Os prédios atendem crianças, adolescentes, idosos e grupos familiares, garantindo direitos básicos e benefícios como o Bolsa Escola e o Bolsa Família.

O Mais Renda também participou da Caravana, entregando dez kits de beleza para cabeleireiro e manicure em Água Doce do Maranhão. O programa forma microempreendedores, que recebem assistência técnica e acompanhamento para que o negócio dê certo.

Reforço para o produtor

Também foram feitas três Feiras de Agricultura Familiar. Uma delas foi em Lagoa Grande, onde o agricultor Amilton de Araújo esteve presente: “Estava com duas barracas, vendi tudo em uma hora. Chegou a ter fila para comprar o feijão verde. Agradeço demais todo o auxílio dos técnicos do Mais IDH”.

A Caravana Mais IDH também entregou kits de irrigação e sementes a agricultores familiares. E cerca de 80 títulos de terra agora estão nas mãos dos moradores.

Exames e consultas

A Força Estadual de Saúde (Fesma) também esteve presente. Em Lagoa Grande, foram feitos exames de pressão, de glicose e atendimento médico. “É muito bom achar esse pessoal fazendo esse trabalho belíssimo aqui”, diz Raimunda Lopes

Em São João do Caru, Damiana dos Santos da Silva, 33 anos, recebeu os médicos em casa, no povoado Jabuti. “A gente queria levar a mãe no médico, mas ela é daquele pessoal antigo. Só vai se for o jeito. A equipe veio aqui em casa. Nunca tinha acontecido isso de alguém vir aqui em casa consultar. Me sinto orgulhosa”, conta.

Cidadania

A Caravana Mais IDH levou também o Orçamento Participativo para oito cidades. É uma iniciativa para que os moradores escolham as prioridades que serão incluídas no Orçamento do próximo ano.

Caravana Mais IDH chega a nove municípios nesta quarta-feira (13)

Em mais uma maratona de ações e entregas, a Caravana Mais IDH do Governo do Maranhão chegará a nove municípios nesta quarta-feira (13). Desta vez, além dos serviços de saúde como testes rápidos, serão inauguradas Escolas Dignas, entregues sistemas de abastecimento de água, cisternas, kits de irrigação, feiras de agricultura familiar, entre outros.

Graças à parceria entre o Governo e as prefeituras, que preparam a estrutura para realização dos eventos, a Caravana Mais IDH chegará aos municípios de Água Doce do Maranhão, Centro Novo do Maranhão, Jenipapo dos Vieiras, Lagoa Grande do Maranhão, Marajá do Sena, Primeira Cruz, São João do Caru, São Raimundo do Doca Bezerra e Satubinha.

A iniciativa é parte de um programa maior, o Mais IDH, coordenado pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e que envolve diversas secretarias com o objetivo de melhorar os Índices de Desenvolvimento Humano nos 30 municípios mais pobres do estado.

“Durante todo o dia vamos fazer a entrega de escolas, de Ruas Dignas, de Cras, sistemas de abastecimento de água e também faremos a distribuição de sementes, de títulos de terra. Essas são ações importantes que serão reforçadas pela presença da Força Estadual de Saúde, do Procon”, comentou o titular da Sedhipop, Francisco Gonçalves da Conceição.

Ele também comentou que a votação do Orçamento participativo que será realizada em 8 municípios: “Teremos também atividades do Orçamento Participativo e a ideia aqui é envolver a população para propor soluções que visam a mudança do IDH desses municípios”.

Mais IDH

Instituído pelo governador Flávio Dino, por meio do Decreto n° 30612, de 02 de janeiro de 2015, o Plano Mais IDH é formado de diversas ações multissetoriais nos 30 municípios com menores IDHs.

Para isso, são concentradas ações estratégicas nas áreas de saúde, educação, produção e renda, gestão e planejamento, executadas pelas diversas secretarias e órgãos de estado.

As iniciativas visam promover a redução da extrema pobreza e a diminuição das desigualdades sociais no meio urbano e rural, com o objetivo de desenvolver o território de maneira sustentável.

Bem-vindo, Lula! Parabéns, São Luís!

Em meio às comemorações pelos 405 anos, São Luís recebe o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Visita de elevada simbologia da luta e resistência contra o modelo de dominação, que marca a história do Brasil e do Maranhão.

São Luís fundada por franceses, invadida por holandeses e colonizada por portugueses teve sua construção, como de resto quase todo o país, sob a égide da exclusão social. Sobretudo, da população indígena e negra. A despeito da invisibilidade imposta pelos privilegiados, estes são protagonistas de nosso rico patrimônio sociocultural.

A presença de Lula em São Luís, neste momento, é simbólica. De retirante nordestino a presidente da República, Lula é um misto de sobrevivente e exemplo de superação, êxito sobre a política elitista e excludente do país, cuja principal característica é a negação de direitos. Como nenhum outro na história, este operário representou e realizou em grande medida o sonho de inclusão da maioria da população brasileira no orçamento da União.

Após experimentar crescimento com inclusão social nos governos Lula, o golpe, que retirou a ex-presidente Dilma Rousseff do poder, fez o Brasil retroceder sob uma agenda draconiana, patrocinada pelo grande capital e por interesses internacionais na exploração das riquezas e entrega do patrimônio nacional. A semelhança com o período colonial não é mera coincidência.

Não foi sem luta, suor e sangue dos povos indígenas e negros, que a bela São Luís foi erigida a partir do Forte de São Luís, em 1612. A capital de todos os maranhenses tem sua história marcada pela luta por direitos e liberdade. Na história recente, as greves de 1951 e 1979. A primeira, um movimento social contra o sistema de fraudulento e opressor; enquanto a outra se fez contra aumento abusivo e pelo direito à meia passagem levaram ludovicenses às ruas contra o poder dominante. Rebeldia política de quem jamais elegeu um prefeito apoiado pela dinastia Sarney, que dominou o estado por cinco décadas.

É esta São Luís que abraça o ex-presidente Lula na sua caravana da cidadania e justiça. Estarão juntos dois expoentes da política brasileira. Lula um dos melhores presidentes do nosso país. Idealizador e executor de políticas inclusivas, como Bolsa Família, Luz Para Todos, Prouni, Minha Casa Minha Vida, PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), das UPAs, das universidades públicas, que deram oportunidade aos mais pobres; Flávio Dino, que realiza uma gestão transformadora e inclusiva com programas, como Escola Digna, ampliação da rede de atendimento à saúde construção de hospitais regionais e da Força Estadual de Saúde, do Bolsa Escola, do Mais Asfalto, que urbaniza cidades e constrói estradas e pavimenta sonhos; do Pacto pela Paz, que investe como nunca antes na segurança pública; do olhar para aqueles que mais precisam.

Que a força e a rebeldia de nossa brava gente lance luz e esperança no reencontro do Brasil com a justiça social, a soberania e direitos para todos os brasileiros. Bem-vindo, Lula! Parabéns, São Luís!

Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.