Lula para Roseana: “Não coloque a política à frente das pessoas”

O secretário Carlos Lula (Saúde) criticou a candidata do MDB ao governo do Maranhão, Roseana Sarney, cujo advogado acionou a Justiça para fechar o Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO).

“Senhora candidata (Roseana Sarney), não coloque a política à frente das pessoas. Isso é simplesmente ridículo. Só é punido com uma medida dessas quem mais precisa.”, escreveu o secretário em sua conta nas redes sociais.

O desabafo de Lula ocorreu em comentário à matéria jornalística sobre o sucesso da cirurgia do menino Thiallyson de Sousa Dias, que estava com grave problema na mandíbula.

“São por vitórias como essa que o advogado de Roseana Sarney pediu hoje na Justiça o fechamento do HTO”, afirmou Lula.

Carlos Lula denunciou que a ex-governadora tem um exército de robozinhos nas redes sociais para atacar quem fala a verdade. Após reiterar a informação de que o advogado da emedebista pediu o fechamento do HTO, o secretário de Saúde afirmou não ter se surpreendido. “Vocês nunca olharam pra quem mais precisa. Nunca!”, disse.

AÇÃO

Um dos advogados de Roseana Sarney entrou com ação popular na Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís pedindo a suspensão imediata do contrato de aluguel do prédio onde funciona o Hospital de Traumatologia e Ortopedia, referência na área da traumatologia e ortopedia de alta complexidade.

Secretário denuncia ameaça a servidores da Saúde do Maranhão

O secretário Carlos Lula (Saúde) denunciou que servidores da pasta estão sendo ameaçados e assediados com propostas para fazerem denúncias contra a gestão.

“Ligar de número desconhecido para servidores da Secretaria de Saúde fazendo ameaças ou oferecendo dinheiro em troca de novas “denúncias”.”, escreveu o secretário em seu no perfil no Twitter.

Numa referência indireta ao grupo Sarney, o secretário afirmou tais atos não o intimidarão e que adotará medidas judiciais. “Esse povo não tem nenhum limite. Medidas judiciais serão tomadas. Não nos intimidarão”, afirmou.

Carlos Lula classificou de marginais os autores das ameaças aos servidores da saúde. “Agora, pensem bem: alguém que se presta a uma canalhice dessas busca estar no comando do estado com qual propósito mesmo? Bandidos! Marginais!”, disse.

Médicos, advogados e políticos fazem ato de apoio ao secretário Carlos Lula

Amigos, usuários dos serviços de saúde, médicos, advogados e lideranças políticas manifestaram solidariedade ao secretário de Estado de Saúde, Carlos Lula, na noite desta segunda-feira (23). Considerado como “vítima de perseguição e notícias falsas veiculadas por parte da mídia maranhense”, Carlos Lula recebeu os apoiadores no auditório do Grand São Luís Hotel.

O ato de solidariedade contou a presença do governador Flávio Dino, que reiterou o apoio e a confiança no trabalho que Lula vem desenvolvendo a frente da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

“Eles estão preocupados com seus pequenos espaços de poder, com suas vaidades, com seus privilégios. Estão preocupados só com seus bolsos, estão sentido falta de helicóptero, de lagosta, de caviar, pago com o dinheiro público e é isso que caracteriza a crítica feita a nós. E ela é tão violenta agora porque eles achavam que a gente ia fracassar”, defendeu Flávio Dino, que ainda repudiou o uso do “grande império midiático” para “perseguir” o trabalho, definido por ele como, “honroso e honesto de Carlos Lula”.

É a realidade do Maranhão que, outrora contava com dois Hospitais Regionais, e agora conta com sete, de programas fundamentais implantados, como o Ninar, que atender crianças com problemas neurodesenvolvimentais, o Sorrir, a entrega de ambulâncias aos municípios e muitas outras ações desenvolvidas pela gestão do governador Flávio Dino e de Carlos Lula na Saúde, que amedrontam saudosista, segundo o presidente do PCdoB, Márcio Jerry. “É um ato expressivo e forte, de combate à mentira. Um ato de resgatar tudo de bom e expressivo que tem sido desenvolvido pelo Governo do Maranhão. Hoje damos um abraço afetuoso em reconhecimento à seriedade de Lula, à ética com que ele se pauta no serviço público e também num clamor de pessoas dos mais diferentes setores por justiça, por respeito à lei e contra a baixaria na política”, opinou Márcio Jerry.

Reuniram-se ainda o vice-governador Carlos Brandão, os deputados federais Weverton Rocha, Rubens Pereira Júnior e Eliziane Gama, os estaduais Rogério Cafeteira, Bira do Pindaré, Marco Aurélio, Levy Pontes, advogados como Guilherme Zagalo e o ex-presidente da OAB, Mário Macieira e secretários de estado. Servidores públicos da saúde e usuários dos serviços, num gesto espontâneo, também estiveram presentes.

Num depoimento emocionado, o pai de uma criança atendida pelo serviços do Casa de Apoio Ninar, Victor Hugo, reafirmou a importância das ações que tem sido ofertados pela SES, que garantem a sua pequena um acompanhamento adequado. “Por ser aberto à sociedade civil, me senti no dever de vir aqui prestar solidariedade não apenas por conhecer a biografia de Carlos Lula, mas por receber na minha família e ao meu redor reflexos práticos da sua atuação como gestor”, disse.

Carlos Lula agradeceu a iniciativa dos amigos e se disse honrado com a quantidade de pessoas que ocuparam o espaço, em reconhecimento à verdade.

“Hoje foi um ato de apoio organizado por amigos para que a gente pudesse falar abertamente sobre as falsas denúncias narradas nos últimos dias. Estamos aqui para prestar esclarecimentos e as verdades que foram ocultadas pela mídia. Infelizmente todas as notícias veiculadas ao longo da semana já fazem parte do período eleitoral que se avizinha” e ainda concluiu, garantindo: “não tenho nada a temer, nem no presente, passado ou futuro”. 

De Assessoria.

Factoides criminosos de pessoas que querem voltar ao poder a qualquer custo, diz Flávio Dino

O governador Flávio Dino afirmou que “não há nada” contra o secretário Carlos Lula (Saúde). A declaração foi dada durante ato de solidariedade que lotou auditório de hotel, no Centro de São Luís, na noite desta segunda-feira (23).

“Não há nada. A não ser uma sequencia de factoides criminosos de pessoas que querem voltar ao poder a qualquer preço sem nenhum respeito à lei, sem nenhum respeito às pessoas. Apenas porque estão com saudades dos seus privilégios e de suas fortunas pessoais acumuladas com dinheiro público ao longo de décadas no Maranhão”, disse o líder comunista.

O ato público reuniu centenas de pessoas de vários segmentos sociais, como a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Maranhão (OAB-MA), deputados estaduais, federais, secretários de Estado e dirigentes de partidos políticos.

Veja a íntegra da entrevista com o governador Flávio Dino

 

Governador, deputados federais e estaduais denunciam perseguição e defendem Lula

O governador Flávio Dino, os deputados federais Rubens Júnior (PCdoB), Eliziane Gama (PPS), e estaduais Março Aurélio (PCdoB), Bira do Pindaré (PSB) e Rogério Cafeteira (DEM) criticaram as notícias falsas e defenderam o secretário Carlos Lula (Saúde).

“Minha solidariedade ao secretário Carlos Lula. Todos sabem que é um jurista sério, honrado, dedicado. Está sendo vítima de vil perseguição pelo coronelismo, por conta do desvario de retornar ao poder de qualquer forma, a qualquer preço”, afirmou Flávio Dino em suas redes sociais.

Eliziane Gama disse conhecer Lula desde o período em que foi deputada estadual. “Sua forma de agir e conduta sempre foram de retidão moral e extremo zelo com suas atividades profissionais”, afirmou.

A deputada do PPS disse que as acusações contra o secretário são infundadas e tentam macular a história de um profissional íntegro.

Vice-líder da bancada federal do PCdoB, Rubens Júnior, afirmou que uma das principais virtudes do governador Flávio Dino é ter uma equipe republicana como ele. “Carlos Lula é exemplo de competência e seriedade. Tem nossa irrestrita confiança”, disse.

Na Assembleia Legislativa, deputados também reagiram aos ataques contra Carlos Lula. “Ao contrário de algumas outras pessoas que já assumiram o lugar do Secretário Carlos Lula, que já estiveram naquela cadeira em momentos anteriores, ao contrário de algumas outras pessoas que já estiveram sendo Secretário de Saúde, o Secretário Carlos Lula é um homem íntegro, o Secretário Carlos Lula é um homem trabalhador que se esforça, é uma pessoa de mãos limpas, ao contrário de outros no passado que fizeram todo tipo de artimanha, inclusive para eleger pessoas.”, discursou o deputado Marco Aurélio.

O líder do governo, Rogério Cafeteira, criticou a campanha difamatória contra o secretário de Saúde. “Mesmo com toda a campanha difamatória, mentirosa e leviana promovida por parte da “imprensa”, o secretário segue tendo nossa total confiança e continuará promovendo avanços na área de Saúde”, afirmou.

Bira do Pindaré disse que a oposição e o Sistema Mentira de Comunicação tentam destruir reputações com notícias falsas, usando o caso do servidor Mariano como o novo Reis Pacheco, mas não vão conseguir. “O governador Flávio Dino e o secretário Carlos Lula têm uma gestão responsável. Resultado disso, o Maranhão está no caminho certo, fruto de um esforço gigantesco apesar da crise. Os resultados na Saúde são os melhores possíveis.”, enfatizou.

Bira rebate acusações e destaca avanços do governo Flávio Dino

O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) destacou, nesta quarta-feira (18), os avanços do Maranhão em resposta ao que ele classificou como “acusações levianas da oposição oligárquica e coronelista”. Segundo o parlamentar, o grupo sofre de “Tensão Pré-Eleitoral (TPC) e está desesperado com os resultados e a aprovação do governo Flávio Dino (PCdoB), reconhecido nacionalmente por ter o governador mais eficiente do Brasil por cumprir 92% das promessas de campanha e apontar indicadores historicamente esquecidos”.

“O Maranhão só aparecia com os piores indicadores do país e agora, finalmente, começa a aparecer em outro patamar e isso é fruto de trabalho gigantesco, apesar da crise. Diante de tanto êxito, o que resta para a oposição é adotar a velha estratégia do fake news, que agora é moda no mundo inteiro. O que ninguém sabe é que quem inventou o fake news foi a oligarquia Sarney, naquela eleição contra o Cafeteira, no famoso caso Reis Pacheco, porque já sabiam que perderiam a eleição no voto e inventaram um cadáver”, contou ao lembrar que Cafeteira estava por trás da morte do Reis Pacheco.

O socialista afirmou que a mesma a oposição tenta fazer agora com o caso de suicídio do servidor Mariano de Castro Silva, que respondia por irregularidades, “mas que não conseguirão”. Ele esclareceu que a investigação em curso começou na gestão passada, quando Ricardo Murad era secretário do governo Roseana, na chamada operação ‘Sermão aos Peixes’. Cabe à gestão atual, frisou, o papel importante e delicado de desmontar o esquema.

“Não se pode cometer a injustiça que tentam fazer agora, usando o império midiático que eles têm controle, que é o ‘Sistema Mentira de Comunicação’. Chegaram ao ponto de dizer, na televisão, que o secretário Lula tinha pedido um habeas corpus para não ser preso, isso junto com a notícia do suicídio do Mariano e não tem nada a ver. A única investigação em relação ao secretário é sobre licitação, mas a Mirante deu outro significado”, esclareceu ao falar que a emissora não deu o direito de resposta solicitado por Carlos Lula.

Para ele, mais um forma que a oposição encontrou de tentar envolver o governador Flávio Dino em práticas ilícitas, em vão. O socialista ressaltou que tanto o chefe do executivo quanto o secretário Carlos Lula têm histórias ilibadas, fazem uma gestão responsável e os resultados na Saúde são os melhores possíveis.

“São seis hospitais inaugurados. Prédios inacabados que agora funcionam com médicos e estrutura moderna e necessária. Breve, teremos o Hospital de Chapadinha. Além disso, inaugurou o Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO), o Projeto Sorrir, um dos projetos mais bonitos na área de Odontologia. O Projeto Ninar, em um dos lugares mais privilegiados do Maranhão, que era um local de farras e hoje é uma casa que presta atendimento a pessoas com deficiência, de maneira especial, crianças com microcefalia. Uma referência para o Brasil”, pontuou.

Bira destacou que o “entulho” que a gestão anterior deixou é gigantesco, mas que, graças a responsabilidade e a gestão do governador Flávio Dino, o Maranhão está no caminho certo e, por essa razão, o povo aprova o Governo.

“A oposição começa a apelar para tentar encontrar uma forma de enlamear o processo eleitoral, não vão ter êxito.Tudo é difícil quando a gente enfrenta um império como esse, mas já derrotamos duas vezes. A primeira com Jackson Lago e a segunda com o governador Flávio Dino, e vamos derrotar de novo. Vamos prosseguir rebatendo a altura as acusações levianas, as campanhas difamatórias e as tentativas de destruição de reputação. Nós temos a verdade e é com a verdade que venceremos”, pontuou.

De Alema.

Secretário de Estado da Saúde classifica como mentirosas informações veiculadas na TV Mirante

Por meio de seu perfil no Twitter, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, se manifestou sobre reportagem veiculada na TV Mirante, no jornal Bom Dia Mirante, na manhã desta segunda-feira (16). Carlos Lula classificou como “além da pura mentira”, e uma vergonha ao jornalismo.

Na referida reportagem, a emissora afirma que Lula teria pedido um Habeas corpus horas antes do ex-funcionário da SES Mariano de Castro ser encontrado morto em Teresina, no último dia 12. Mariano era apontado pela Polícia Federal como operador de um suposto esquema de corrupção, encontrado na operação Sermão aos Peixes.

Carlos Lula afirma categoricamente que não houve pedido algum de habeas corpus à polícia, e que a reportagem causou preocupação em familiares.

Carlos Lula disse ainda que pedirá o direito de resposta ao vivo à emissora, pelo mesmo tempo gasto na matéria. O secretário declarou que não concederá mais entrevistas gravadas à Mirante.

[ATUALIZAÇÃO]

Também por meio de perfil público, o governador do Estado, Flávio Dino, manifestou solidariedade com o secretário Carlos Lula. Para Dino, a matéria é um exemplo da “perseguição pelo coronelismo”.

Carlos Lula diz que mentiras de Ricardo Murad são doentias

O secretário de saúde, Carlos Lula, usou as redes sociais para, mais uma vez, desmentir factoides proferidos por Ricardo Murad. Desta vez ele esclareceu que os salários de dezembro dos médicos das unidades de saúde do estado são pagos no final de janeiro, como já foi feito.

Ricardo Murad, ex-secretário de saúde do governo Roseana e chefe de organização criminosa que desviou R$ 1 bilhão dos cofres públicos, segundo a Policia Federal, espalha fake news que dizem que os médicos estão sem receber há três meses.

Mais uma vez, Carlos Lula esclarece a verdade e cutuca Murad. “Qual a necessidade de divulgar uma mentira desse jeito? Isso é doentio”, classificou o secretário.

A dor de cotovelo de Ricardo Murad é saber que o atual Governo faz muito mais do que a sua gestão, mesmo com menos dinheiro devido à crise financeira.

Carlos Lula abriu todos os os hospitais regionais que Murad, por incompetência e por saber que não conseguiria honrar com a manutenção, não conseguiu. Melhorou o número de pacientes atendidos em todas as unidades. Instalou novas UTIs e moralizou e regionalizou o sistema de saúde.

Sem argumentos para macular a imagem da atual saúde do Maranhão, Ricardo Murad parte para as mentiras.

De Blog do Jorge Vieira.

Secretaria de Saúde não tem contrato com sorveteria, diz Carlos Lula

O secretário de Saúde, Carlos Lula, afirmou que não há contrato da Secretaria de Estado da Saúde com empresa, que supostamente foi sorveteria, para prestação de serviços hospitalares. O suposto contrato é uma das irregularidades apontadas pela Polícia Federal, após desdobramento da operação Sermão aos Peixes, deflagrada nesta quinta-feira,16.

“Esse contrato não existe. Por isso, já requeremos junto à Justiça Federal e Policia Federal, tanto o contrato com a suposta sorveteria como da relação dos servidores supostamente fantasmas, para adotarmos as providências em relação a cada um deles, se constatado de fato que não laboravam, não tinham trabalhado e mesmo assim receberam remuneração”,  disse o secretário.

De acordo com investigações da Polícia Federal, a empresa que atuava como sorveteria até fevereiro de 2015 prestaria serviços em hospital da rede estadual.

“Se assim foi feito foi pelo Instituto ICN (Instituto Cidadania e Natureza) e não pela Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão”, afirmou Lula.

O secretário elogiou a ação da Polícia Federal e disse que a Secretaria de Saúde colabora com as investigações a adota medidas moralizadoras, desde 2015, para que eventuais condutas indevidas sejam extirpadas da saúde estadual. “Infelizmente, estruturas oligárquicas demoram a ser removidas da estrutura de poder de qualquer governo”, disse o secretário de Saúde.

Leia mais

Operação Pegadores | 18 pessoas são presas no Maranhão

 

Governo torna pública escala de plantão dos médicos das unidades estaduais

A medida adotada pela Secretaria de Estado da Saúde, definida pela Portaria SES/MA nº 384, beneficiará os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) com informações das escalas dos profissionais disponíveis em todas as unidades de saúde da rede estadual. Com a determinação, o Governo do Estado torna ainda mais transparente o atendimento na rede pública de saúde e intensifica o controle para a manutenção da assistência médica.

Segundo a Portaria SES/MA nº 384, a escala dos médicos que prestam serviços na Rede de Saúde Pública Estadual estará disponível no site oficial da Secretaria. A publicação trará informações do nome, registro profissional, especialidade e horário de atendimento aos usuários.

“A medida beneficia diretamente a população e já foi adotada pelo Governo do Tocantins e Prefeitura do Rio de Janeiro, por exemplo. A divulgação da escala de plantão facilita o atendimento aos usuários do SUS, visto que será possível conferir de casa, pela internet, os horários de plantão dos médicos, as especialidades e a disponibilidade por local”, informou a secretária adjunta de Assuntos Jurídicos da SES, Lídia Schramm.

O documento determina ainda que os diretores das unidades estaduais atualizem as escalas mensalmente no site da SES, podendo também dispor as informações no sítio dos Institutos e da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh).

A Portaria SES/MA nº 384, assinada no dia 14 de junho, entra em vigor 15 dias após a publicação no Diário Oficial do Maranhão.

“Esse é mais um mecanismo que, além de facilitar a vida do usuário da nossa rede de saúde, oferece mais transparência e a possibilidade ao cidadão de ter mais controle sobre os serviços de saúde, para que ele tenha uma assistência mais completa na ponta do atendimento”, informou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.