Levantamento sobre Aedes aegypti indica áreas de risco em São Luís

O Levantamento de Índice Rápido de Aedes aegypti, conhecido como LIRAa, indicou que as arboviroses, que incluem o vírus da dengue, zika vírus, febre chikungunya e febre amarela, ainda são preocupação em diversas regiões da Grande São Luís.

Diante dessa constatação, secretários e técnicos da área de saúde dos municípios de São Luís, Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar, que fazem parte do Comitê de Arboviroses, estão analisando ações de prevenção e combate dessas doenças.

Por meio do LIRAa é possível descobrir como está a situação do município em relação à infestação de arboviroses, bem como quais os bairros mais críticos e quais depósitos de focos são predominantes na área.

“Daí a extrema importância deste levantamento para a elaboração de ações de combate e prevenção”, destaca o presidente da Agência Executiva Metropolitana (AGEM), Lívio Jonas Mendonça Corrêa.

No mais recente levantamento, os bairros Cidade Olímpica e Ilhinha são os pontos com maior infestação, devido ao armazenamento inadequado de água. “Também devemos considerar o baixo número de agentes de saúde atuando nas ruas e nas casas”, ressalta o coordenador do Comitê de Arboviroses e do Programa da Dengue, Pedro Souza Tavares.

Outra localidade com bastante infestação é a Vila Luizão. “Lá essa situação se deve à quantidade de lixo acumulada nas ruas”, acrescenta o coordenador.

Integração

Lívio Corrêa alerta que é importante que os gestores municipais desenvolvam ações e campanhas para prevenção das doenças. “Cada um deve fazer a sua parte, inclusive no que se refere a registrar número de casos”, destaca.

Para Lívio Corrêa, levantamentos como o LIRAa são importantes pois facilita as tomadas de decisão. “A partir dos dados, os gestores municipais podem criar estratégias mais efetivas para combater o mosquito”, justificou.

Encaminhamentos 

O Levantamento de Índice Rápido de Aedes aegypti é apresentado durante as reuniões do Comitê Municipal de Arboviroses, que acontecem todos os meses. Este ano, já foram realizadas quatro.

“Com a AGEM, realizamos apenas uma e há outra programada para o final deste mês”, revela Pedro Sousa Tavares, ao fazer referência a reunião que acontecerá no próximo dia 31. Na ocasião, será definida, entre outras ações, mais uma edição do Dia D de Combate às Arboviroses. “Definiremos data e local da ação”, informa Lívio Corrêa.

Casamento Comunitário está com vagas abertas em São Luís

Para se inscrever os noivos devem ter duas testemunhas maiores de 18 anos e apresentar cópias e originais de toda a documentação obrigatória exigida no processo de habilitação à equipe da Corregedoria em uma das mesas receptoras que funcionarão no atendimento ao público. Além disso, só podem e inscrever os casais que moram em São Luís e que apresentem a documentação obrigatória completa, sob pena de inviabilizar o processo legal de habilitação que tramitará junto aos cartórios da 1ª, 2ª, 3ª, 4ª e 5ª zonas de São Luís e a participação do casal no projeto.

Entre os documentos exigidos no ato da inscrição estão o original e cópias do RG e do comprovante de residência (para todos os nubentes). Noivos solteiros e maiores de 18 anos devem apresentar ainda a certidão de nascimento (original). Já para os maiores de 16 e menores de 18 anos é exigido também o consentimento dos pais. Noivos divorciados precisam apresentar a averbação do divórcio (original). No caso de noivos viúvos, além do comprovante de residência e RG será exigida a certidão de casamento averbada com o óbito.

A cerimônia será celebrada em São Luís, no dia 9 de novembro, por  juízes de Direito, no Centro de Convenções da UFMA, a partir das 16h. No último casamento comunitário promovido pela CGJ-MA, em 2018, 1013 casais participaram da solenidade, realizada no dia 22 de setembro, em solenidade que marcou os 20 anos do projeto. O desembargador Jorge Rachid, criador dos Casamentos Comunitários, foi homenageado na ocasião.

Os Casamentos Comunitários já oficializaram a união civil de mais de 120 mil casais maranhenses. O maior casamento do Estado aconteceu em 13 de junho de 2001, na Praça Maria Aragão, com a celebração de cinco mil casamentos e a participação de quase 200 magistrados.

Prefeitura realiza serviços paisagísticos esta semana, na capital

A Prefeitura de São Luís, por meio do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), programou para esta semana a execução de serviços de poda preventiva e paisagística em diferentes localidades da capital.

Os serviços de poda das árvores desta semana foram iniciados nesta segunda-feira (13), na área verde do Conjunto Vinhais. No local foram realizadas poda baixa além de supressão de uma árvore morta. Os serviços seguem nesta terça-feira (14), com equipes no Cais da Beira-Mar.

No local haverá retirada de arbustos que vem causando problemas quanto a visibilidade de pedestres e motoristas, o que segundo o presidente do Impur, Fábio Henrique Carvalho, tem sido uma preocupação constante do prefeito Edivaldo.

“Por esta razão os serviços estão sendo intensificados nos corredores considerados de grande fluxo. As atividades de poda, tem se concentrado nos corredores de grande fluxo da capital, melhorando a visibilidade em vias de trânsito e a iluminação além, é claro, da manutenção dos exemplares, pois facilita a boa formação, o crescimento, a floração e frutificação das plantas”, disse o presidente.

A programação segue nesta quarta-feira (15), atendendo serviços de poda e limpeza de copa na Praça da Macaúba. Já na quinta-feira (16) e sexta-feira (17), serão realizados serviços de supressão de árvore com risco de queda na Unidade Mista do Coroadinho. O cronograma de serviços será finalizado no sábado (17), com a poda preventiva de uma Barrigudeira localizada no bairro Alemanha.

Colisão entre carreta e veículo é registrada na BR-010 no Maranhão

Uma colisão entre uma carreta e um veículo de passeio foi registrada na noite de domingo (2) no Km 253 da BR-010 situado no trecho urbano do município de Imperatriz, a 626 km de São Luís.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu por volta das 21h quando o veículo de passeio cruzava a rodovia. Sem perceber a presença da carreta, o veículo pequeno acabou colidindo com ela e foi arrastado por quase 30 metros.Apesar da gravidade da batida, o condutor do veículo sofreu apenas lesões no rosto. Ele foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para o Hospital Municipal de Imperatriz.

No momento do acidente, funcionários da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (Setran) de Imperatriz faziam a manutenção de um semáforo que estava apagado para quem cruzaria a rodovia estadual. Os condutores de ambos os veículos foram submetidos ao teste do etilômetro, que não acusou ingestão de bebida alcoólica.

 Condutores de ambos os veículos foram submetidos ao teste do etilômetro — Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

“Toda a cidade tem de valorizar e cuidar deste belo cartão-postal”, diz Edivaldo sobre Praça Dom Pedro II

O prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) usou as suas redes sociais nesta terça-feira (11) para sensibilizar a população ludovicense para a preservação do patrimônio da capital maranhense. O pedetista publicou imagem da Praça Dom Pedro II, entregue totalmente revitalizada na sexta-feira (7), e pediu para os internautas: “#VamosCuidarDoQueÉNosso”. A sua gestão é a que mais tem investido na revitalização e reocupação dos espaços históricos.

“Com a restauração da Praça Dom Pedro II, realizada pelo Iphan em parceria com a Prefeitura, estamos devolvendo para a população um espaço público para que ela ame e se aproprie. Agora, cabe a todos nós, ludovicenses, a missão de valorizar e cuidar deste que é um dos mais belos cartões-postais da nossa cidade. Conto com o apoio e a dedicação de todos para que possamos preservar este lindo espaço, tão importante para a nossa história e cultura”, disse o prefeito.

Logo após a publicação, o pedido do prefeito ganhou repercussão nas redes sociais, com centenas de curtidas, comentários e compartilhamentos. “Parabéns, prefeito. Temos que cuidar do que é nosso. É questão de consciência de cada um”, “Obrigada por mais essa vitória! Ficou lindo! Realmente espero que as pessoas valorizem”, “Não adianta ter um espaço tão bonito como este se a população não fizer sua parte”, “Isso mesmo, todo mundo fazendo sua parte”, comentaram alguns internautas. “Toda a cidade tem de valorizar e cuidar deste belo cartão-postal”, escreveu o prefeito em interação com os seguidores.

A requalificação de praças é um dos legados da gestão do prefeito Edivaldo. Em toda a cidade, já são mais de 40 espaços reformados, muitos deles no Centro da cidade, como a Dom Pedro II, da Alegria, do Pescador, Nauro Machado, da Faustina, Valdelino Cécio, Joãosinho Trinta, Gomes de Sousa, entre outros em parceria com o Governo e o Iphan. Atualmente o Centro recebe o maior volume de investimentos dos últimos 30 anos, incluindo a revitalização das praças Deodoro e Pantheon, das alamedas Silva Maia e Gomes de Castro e da Rua Grande, que estão com obras em andamento, executadas pelo Iphan em parceria com a Prefeitura de São Luís.

Ainda no Centro, o prefeito Edivaldo promove em sua gestão importantes ações de reocupação qualitativa. Aos domingos, na Praça Benedito Leite, acontece a Feirinha São Luís, que tem levado milhares de ludovicenses e turistas para apreciarem a cultura, gastronomia, artesanato e literatura local. Já com o programa Reviva – Sarau Histórico, o Passeio Serenata e o Roteiro do Reggae -, o pedetista tem fortalecido a relação da população com o lugar e o sentimento de pertencimento e a consciência de preservação do mesmo. As ações além de trazerem programações em que os visitantes são convidados a conhecer mais sobre as riquezas históricas, culturais e arquitetônicas do lugar, também movimentam a economia da região e ampliam os ambientes de negócios. Nesta quarta-feira (12), acontece mais uma edição do Reviva, com o Roteiro Reggae, saindo às 19h da Praça Benedito Leite e seguindo em cortejo pelas ruas do Centro Histórico.

Prefeito Edivaldo e população comemoram 406 anos da cidade em edição especial da Feirinha São Luís

O prefeito Edivaldo aproveitou o domingo para, ao lado da família, participar da programação especial da Feirinha São Luís em comemoração ao aniversário da cidade. A Feirinha, uma iniciativa da Prefeitura de São Luís, que acontece todos os domingos, foi transformada em mais um palco para as comemorações alusivas à data, reunindo grande público. Ao lado da população, o prefeito prestigiou as atrações que contaram com a presença de artistas locais e danças de bumba meu boi, entre outras manifestações da cultura genuinamente maranhense. Além de participar da programação da feirinha o prefeito levou a filha para conhecer a Praça Pedro II, entregue na última sexta-feira (07), também em comemoração aos 406 anos da capital maranhense. O novo espaço entregue pelo Iphan em parceria com a Prefeitura, imprimiu mais beleza a região do Centro Histórico, onde acontece a Feirinha.

O gestor municipal destacou a ação como mais um momento festivo em celebração ao aniversário da cidade e, também, de fomento à economia criativa local. “A Feirinha São Luís é, sem dúvida, um dos grandes legados que a nossa gestão deixa para a cidade, para incentivar o desenvolvimento da nossa produção agrícola, nossa gastronomia, nosso artesanato e valorizar nossas manifestações culturais mais genuínas. E sendo a Feirinha uma ação de tanto sucesso e consagrada pelo público como um dos melhores espaços também para o entretenimento da população, não poderia ficar fora dessa grande festa que promovemos para celebrar a nossa querida cidade em seu aniversário. De forma que vim com minha família para comemorarmos junto com a população esse importante momento para a cidade”, afirmou Edivaldo acrescentando que a reforma da praça Pedro II com certeza será um atrativo a mais para ludovicenses e turistas visitarem a região do Centro.

O Show “Canta São Luís” foi uma das atrações apresentadas na Feirinha São Luís especial de aniversário da cidade. O show contou com apresentação do artista maranhense Mano Borges, que fez o público dançar com sua canções conhecidas, como “Você é Tudo, Bangladesh, Melô de Danielle, Disfarço, entre outras. Também subiu ao palco da Feirinha o Trio 123, formado pelas cantoras Camila Boueri, Milla Camões e Tássia Campos. No repertório, o trio presenteou o público com músicas que enaltecem a cultura maranhense.

A programação festiva da Feirinha São Luís para celebrar o aniversário de São Luís contou ainda com apresentações do bumba meu boi Lendas e Magias, Tambor de Crioula Arte Nossa, Grupo de Capoeira Lealdade de Angola, Raiz Tribal e apresentação da Banda da Guarda Municipal.

O secretário municipal de Assuntos Políticos, Ivaldo Rodrigues, pontuou a ação como mais uma atividade de sucesso idealizada para movimentar o Centro Histórico nas festividades de comemorações de aniversário da cidade. “Elaboramos uma programação toda especial para chamarmos a população a celebrar conosco essa data tão importante para a nossa cidade. E o resultado foi alcançado, pois estamos com a praça cheia, festiva e alegre como sempre, estimulando a comercialização de produtos locais e fazendo do Centro Histórico um forte atrativo à visitação pública”, observou Ivaldo.

Visitando a feirinha pela quinta vez, a médica veterinária, Sonivalde Santana, disse que tem o espaço como uma das melhores alternativas de passeio, atualmente, em São Luís. “Venho sempre com minha família, gosto de tudo que vejo aqui, faço compras, curto as apresentações das bandas e aproveito o que há de melhor da nossa culinária aqui”, disse.

PRAÇA PEDRO II

Além das atividades da Feirinha São Luís, outro grande atrativo deste domingo foi a nova Praça Pedro II, entregue totalmente restaurada à população. A entrega foi realizada, na última sexta-feira (7), pela presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa, pelo prefeito Edivaldo e pelo superintendente do instituto, Maurício Itapary.

Os participantes da feirinha aproveitaram para visitar também a nova praça (que fica ao lado da Benedito Leite e em frente à Catedral da Sé) e tirar fotos no chafariz da estátua da Mãe d´Água, um dos elementos que integram o conjunto arquitetônico do logradouro. O espaço restaurado faz parte do projeto de revitalização da Praça Pedro II, executado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com a Prefeitura de São Luís.

“A praça é um presente para a cidade e representa também o nosso compromisso com a preservação da nossa história e com as futuras gerações”, destacou o prefeito Edivaldo enquanto visitava o espaço com a filha e a primeira-dama, Camila Holanda.

INVESTIMENTO

A Feirinha São Luís faz parte dos investimentos desenvolvidos pela gestão do prefeito Edivaldo para promover o aumento da movimentação na área do Centro Histórico e incrementar a economia na capital maranhense. A ação tem contribuído para alavancar os setores produtivos envolvidos no projeto e estimulado a geração de emprego e renda.

Realizada todos os domingos na Praça Benedito Leite, um dos logradouros do Centro Histórico da capital, a feirinha contribuiu para transformar o espaço em um dos maiores pontos de lazer, compras e entretenimento cultural e gastronômico da cidade.

Todos os domingos, o espaço é frequentado por dezenas de visitantes locais e turistas, famílias inteiras que convergem para lá no intuito de vivenciar a mais genuína das atrações realizadas na capital, onde o visitante pode encontrar um pouco de tudo e ter ali uma pequena mostra do modo de viver do ludovicense, através de suas manifestações culturais, sua música, danças, sua gastronomia, o artesanato e produtos regionais oriundos dos polos agrícolas locais.

Com a nova configuração dada ao espaço, além de estimular a economia criativa, a movimentação na área tem proporcionado um efeito em larga escala na produção e no faturamento dos comércios instalados no entorno, que veem a criação da Feirinha São Luís como uma iniciativa salutar de valorização da cultura local e um incremento substancial de estímulo ao comércio da região.

Além da Feirinha São Luís, o movimento no Centro Histórico da capital foi aquecido também por outras iniciativas culturais desenvolvidas pela Prefeitura de São Luís, como o Passeio Serenata, o Roteiro do Reggae e o Sarau Histórico.

Prefeitura de São Luís realiza serviços de manutenção paisagística em novas áreas da cidade

Novas áreas públicas da capital foram contempladas com serviços de manutenção de jardins, canteiros e rotatórias centrais localizadas nas principais avenidas da cidade. Nesta terça-feira (17), a Prefeitura de São Luís, por meio do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), deu continuidade aos trabalhos de manutenção em rotatórias e canteiros nas avenidas Colares Moreira; Castelo Branco, Holandeses e, ainda, na Praça do Pescador, no Portinho, esta última em parceria com a ONG Senza Frontiere – Onlus. A ação, que segue a orientação do prefeito Edivaldo, visa deixar a cidade mais verde, aprazível e colorida.

Segundo o presidente do Impur, Fábio Henrique Carvalho, os serviços nesses locais contemplam a realização de poda das plantas, tratamento das árvores que estejam atacadas por algum fungo ou outras doenças; supressão de árvores, tocos e galhos mortos; retirada de ervas daninhas, limpeza da área e preparação do terreno para receber novas mudas. “O objetivo é proporcionar a esses espaços um melhor aspecto paisagístico, deixa-los mais bonitos e agradáveis aos olhos de moradores e visitantes, além de contribuirmos com o meio ambiente local”, frisou Fábio Henrique.

O trabalho de manutenção nos logradouros públicos da cidade faz parte do Projeto ‘São Luís, Cidade Jardim’, que contempla serviços de arborização urbana no município, por meio de intervenções paisagísticas em logradouros públicos da cidade, a exemplo de praças, canteiros, rotatórias, passeios públicos, entre outras áreas de convivência. Os serviços paisagísticos serão realizados ainda em canteiros centrais de outras avenidas da capital, como a Jerônimo de Albuquerque, por exemplo, atendendo ao cronograma de serviços voltados à manutenção das demais avenidas de grande fluxo de São Luís.

O trabalho de manutenção paisagística já beneficiou diversos logradouros públicos da capital. A Praça da Mãe d´Água e as imediações da Praça Dom Pedro II, no Centro, por exemplo, receberam palmeiras imperiais de grande porte, no local de mangueiras, que foram retiradas por estar em desacordo com o plano paisagístico da área. As mangueiras retiradas da Praça Pedro II foram plantadas em uma rotatória no Anel Viário, nas proximidades da Capela de São Pedro.

A universitária Larissa Martins Prado, 24 anos, considera os serviços de manutenção paisagística de extrema importância. “Não só a cidade ganha com a beleza que o paisagismo proporciona, mas também a população que vive numa cidade mais verde e ambientalmente bem cuidada”, disse ela.

PRAÇA DOM PEDRO II

O projeto paisagístico das praças Dom Pedro II e Mãe d´Água faz parte das intervenções de requalificação do espaço, executadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com a Prefeitura de São Luís. As obras contam com recursos federais oriundos do PAC Cidades Históricas, com previsão de serem entregues durante as festividades de celebração do aniversário de 406 anos de fundação de São Luís.

“Cidade está cada vez mais limpa com o trabalho conjunto da Prefeitura e da população”, diz Edivaldo

O prefeito Edivaldo entregou na manhã deste sábado (13) o nono Ecoponto da cidade. O novo espaço funcionará na Avenida Ferreira Gullar, no bairro do São Francisco. A proposta do equipamento é eliminar pontos de descarte irregular de resíduos sólidos na cidade. Com a inauguração de mais esse Ecoponto, a Prefeitura de São Luís, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, reforça a política municipal de gestão dos resíduos sólidos e contribui para uma cidade ainda mais limpa.

Ao lado da primeira-dama, Camila Holanda, e do pai, o deputado estadual Edivaldo Holanda, prefeito enfatizou que a gestão tem cumprido o compromisso com a limpeza pública. “Temos desenvolvido uma série de ações na área da limpeza urbana com o objetivo de tornar nossa capital um exemplo para as demais cidades. Com a contribuição da população, temos avançado nessa área e vamos continuar trabalhando para que, de mãos dadas, possamos fazer nossa cidade cada vez mais limpa e melhor”, ressaltou.

O Ecoponto São Francisco segue o modelo dos demais já em funcionamento. Os equipamentos contam com instalações sanitárias, estacionamento, setores de recebimento e acondicionamento temporário dos materiais e área de manobra de equipamentos e veículos. Cada Ecoponto possui, ainda, quatro baias de alvenaria cobertas e sinalizadas, para a deposição do material coletado. Além do São Francisco, o Ecoponto vai atender moradores de bairros adjacentes como Ilhinha, alcançando uma população de cerca de 20 mil habitantes.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, explicou como o trabalho desenvolvido pelo comitê tem contribuído para fortalecer a política da limpeza pública. “Essa é uma área com grande incidência de descarte irregular na cidade, mesmo com a coleta domiciliar realizada de forma regular. Outro benefício do equipamento é que ele proporciona a inclusão das cooperativas de reciclagem nesse ciclo virtuoso de desenvolvimento sustentável e de geração de emprego e renda”, disse.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, também acompanhou a solenidade de inauguração do Ecoponto e enfatizou o impacto positivo da entrega em outras políticas públicas. “Um dos pontos fortes da gestão do prefeito Edivaldo é a transversalidade de suas ações. Uma ação como essa aparentemente apenas voltada para a limpeza abrange uma série de outras áreas como a da saúde pública. Uma cidade mais limpa é um lugar onde a população goza de melhor saúde. Ações como essa têm contribuído para a redução da incidência de doenças como Zika vírus, Chikungunya e Dengue”, contou.

Além do São Francisco, outros pontos estratégicos da cidade já foram contemplados com um Ecoponto. Os equipamentos estão localizados em bairros como Parque Amazonas, Angelim, Bequimão, Habitacional Turu, Jardim América, Jardim Renascença, Residencial Esperança e Cidade Operária. Os Ecopontos funcionam de segunda a Sábado, das 7h às 19h, e também recebem resíduos de áreas adjacentes.

APROVAÇÃO

A funcionalidade do Ecoponto conta com a aprovação da população. “Pra gente é muito bom. Eu vejo essa ação como uma resposta positiva do poder público às nossas necessidades. A comunidade precisa desse apoio”, contou o morador Cláudio Costa, 50 anos. “Agora a gente tem um lugar certo e adequado para descartar o lixo. Assim, fica tudo mais organizado e a cidade mais limpa”, acrescentou o carroceiro Manoel Barros, 56 anos.

ORIENTAÇÃO

Para incentivar especialmente os carroceiros a utilizarem o Ecoponto, o poder público municipal, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, realizou ação de divulgação no São Francisco. A atividade, executada ao longo da Avenida Ferreira Gullar e outras vias do bairro, alcançou também lojas de materiais de construção. O objetivo da ação foi informar sobre a funcionalidade do espaço, que recebe resíduos não recolhidos na coleta domiciliar.

ECOPONTOS

Os Ecopontos são equipamentos da Prefeitura de São Luís que atendem ao que determina à Lei nº 12.303/2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Através dos Ecopontos, a Prefeitura de São Luís já encaminhou para a destinação adequada mais de 10 mil toneladas, de maio de 2016 a dezembro de 2017, atendendo a ordem de prioridade para o gerenciamento dos resíduos que é reutilização, reciclagem, tratamento dos resíduos sólidos e disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos.

Os Ecopontos recebem restos de construção civil, poda e capina doméstica bem como móveis e eletrodomésticos velhos; eletrônicos como televisão, monitores, celular, impressoras, mouses, teclados; madeiras; óleo de cozinha; pneus; e recicláveis como plástico, papel, isopor, metais e vidros.

Acompanharam a inauguração os secretários municipais Pablo Rebouças (Governo); Mádison Leonardo (Urbanismo e Habitação) e Andreia Lauande (Assistência Social); o presidente da Agência Executiva Metropolitana, Pedro Lucas Fernandes; e os vereadores Osmar Filho, Raimundo Penha, Gutemberg Araújo e Paulo Vitor.

Mobilidade urbana será debatida em São Luís

Na próxima quarta-feira (26) a a Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa do Maranhão receberá os trabalhadores do transporte alternativo que atuam nos quatro municípios da Ilha de São Luís. O anúncio foi feito pelo deputado Bira do Pindaré.

O parlamentar estadual destacou que a regulação dos serviços oferecidos é um dos principais temas que será tratado na reunião. Os representantes dos trabalhadores reclamam das dificuldades que sofrem em prestar serviço à população.

“Há muitos problemas e conflitos em relação todos esses serviços que complementam o sistema de transporte da nossa cidade e de toda a região metropolitana. Então, fui procurado na qualidade presidente da Comissão de Assuntos Municipais, e decidimos receber as comitivas dessas categorias para iniciar uma discussão”, informou o deputado.

Bira informou ainda que foram convidados para a reunião os prefeitos e os secretários de trânsito e transporte da capital e dos municípios de São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar, assim como representantes da Agência de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos e da Agência Metropolitana do Estado do Maranhão.

Carrinhos

No começo da semana, motoristas de táxis-lotação fizeram um protesto na região do Centro de São Luís, eles pediam a regularização do serviço que há anos oferecem, principalmente no Centro, Itaqui-Bacanga e Cidade Olímpica.

 

Todos devem cuidar da cidade

A população está cada dia mais exigente quanto aos serviços prestados pelo poder público. Desde as manifestações de junho de 2013, quando milhões de brasileiros foram às ruas protestar por mais mobilidade, segurança e saúde, os níveis de exigência por mais eficiência e responsabilidade do poder público se elevam com muita rapidez.

Mas, e nós? Temos adotado a mesma eficiência, zelo e honestidade, que cobramos de nossos representantes?

Há episódios simples do cotidiano, que demonstram o nível de conscientização ou ausência desta por parte dos cidadãos. Recentemente, os principais corredores da cidade receberam novos abrigos para os usuários do transporte coletivo. A justa reclamação dos ludovicenses por estes espaços era recorrente. Poucos meses após as instalações, a maioria dos abrigos está depredada.

Vandalismo é também a triste realidade presenciada em pontos turísticos recém revitalizados pelo poder público. A Praça Valdelino Cécio, um dos belos cartões postais do nosso Centro Histórico, foi alvo dos vândalos. As pichações tomaram conta do local. Lamentável!

Mas, não é só. No espigão da península da Ponta d’Areia, o governo reorganizou o espaço e colocou vistosos letreiros da “Ilha do Amor”. E foi exatamente amor o que parece ter faltado para os responsáveis por danificar o equipamento.

A cidade ostenta significativa quantidade de lixões. Muitos foram substituídos por Ecopontos. Contudo, parte da população insiste em colocar os resíduos e entulhos em locais inadequados, mesmo onde há limpeza regular.

Outro relevante investimento realizado pelo poder público é relativo às obras e serviços de drenagem em vários bairros da capital do Maranhão. Pois bem, não raro é a falta de cuidado por parte dos principais beneficiados ou prejudicados. É comum vermos pessoas jogando lixo nas ruas, descartando produtos inservíveis nas vias. Com a chuva intensa, temos um festival de bueiros entupidos e galerias tomadas por lixo. Resultado: inundações, ruas e casas alagadas.

Importante sublinhar que manter a cidade limpa é dever do poder público sim, mas não somente. É também responsabilidade de todos nós deixarmos a cidade bem cuidada.

Recentemente, o prefeito Edivaldo e o governador Flávio Dino lamentaram nas redes sociais as cenas de vandalismo, que atingem o patrimônio público. Ao tempo em que anunciaram a recuperação dos locais, solicitaram a colaboração de todos para denunciarem esse tipo de atitude e ajudar a manter a cidade sempre limpa e cuidada.

Paralelo a isso, o governo do Estado que construiu, reconstruiu ou reformou mais de 500 escolas desenvolve campanha para que a comunidade estudantil preserve os prédios. Louvável iniciativa.

Brasília é um case de sucesso na educação do trânsito. Iniciativa do Correio Braziliense, que despertou sentimentos de respeito, disciplina e responsabilidade da população, que rendeu ótimos resultados. Mostra que é possível superar o desamor e descompromisso com a cidade. Cabe ao poder público, mas não somente a este, realizar campanhas educativas visando conscientizas as pessoas. Necessário, pois, que todos abracem esta causa em defesa de nossa cidade.