Comitiva do Consórcio Brasil Central visita o Porto do Itaqui

O Porto do Itaqui recebeu, nesta sexta-feira (10), a visita de uma comitiva do Conselho de Administração do Consórcio Brasil Central, formada por representantes dos estados de Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Maranhão e do Distrito Federal. O presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, recepcionou o grupo no auditório, ao lado do secretário de Estado de Governo, Antônio Nunes. O Maranhão foi o mais recente estado a aderir ao consórcio.

“Esta visita reforça o grande interesse que os estados associados têm com a adesão do Maranhão ao consórcio, justamente pela existência do Porto do Itaqui, que vai possibilitar o escoamento da produção dos outros estados por esse grande ativo que nós temos”, afirmou o secretário Antônio Nunes.

Segundo o secretário executivo do Consórcio Brasil Central, Leonardo Jayme, membro do Governo de Goiás, a entrada do Maranhão no consórcio é uma satisfação para todos os associados. Ele disse que o Maranhão é um estado em pleno desenvolvimento e tem vocações semelhantes às do Brasil Central, como o agronegócio. “O Maranhão faz com que o Centro-Oeste, agora, tenha mar”.

Leonardo Jayme disse que o Itaqui é de fundamental importância para a região. “É o porto natural para escoamento da produção do Brasil Central, seja do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Goiás, Tocantins, seja com soja, carne ou com qualquer outro tipo de produto”.

Infraestrutura

“O Porto do Itaqui é um diferencial estratégico do Maranhão por integrar um dos maiores complexos portuários em movimentação de carga do país e que tem sido o destino logístico de boa parte da produção do seu corredor centro-norte”, afirmou o presidente da Emap.

Além da infraestrutura portuária para armazenagem de grãos e combustíveis, berços para atração de navios que variam de 12 a 19 metros de profundidade, o Porto do Itaqui integra, por meio de sua área de influência, mais de 20 milhões de hectares, servidos por rodovias estaduais e federais, a partir da BR-135, e mais de 2 mil quilômetros de ferrovias.

“O Itaqui, também, se diferencia por ser o canal para o escoamento da produção e abastecimento da região e por sua integração com os demais estados que compõem o consórcio, o que o coloca como porto potencial para outras cargas, principalmente em contêiner”, destaca Ted Lago.

Neste ano será entregue um novo pátio, preparado para contêineres refrigerados, resultado de investimento com foco em eficiência e democratização do transporte marítimo. Hoje, um navio de grãos leva cerca de 60 a 70 mil toneladas, mas o de contêiner é viável a partir de 10 a 20 toneladas e pode ser compartilhado entre vários produtores.

Embaixador do Vietnã e comitiva visitam São Luís

O novo embaixador do Vietnã no Brasil, Do ba Khoa, esteve em visita à São Luís na manhã desta quarta-feira (10). Ele se reuniu com o prefeito Edivaldo Holanda Jr. no Palácio La Rabardière.

A presença da comitiva vietnamita na capital maranhense teve como objetivo reforçar os laços de amizade entre as cidades-irmãs São Luís e Hue, grande centro econômico daquele país, informou a assessoria da Prefeitura. O ato, segundo a Secom, “visa consolidar as parcerias celebradas no ano passado entre as duas cidades, ambas consideradas Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco”.

“Esse novo encontro representa mais um passo dado na busca pelo desenvolvimento de políticas e estratégias que venham contribuir com o desenvolvimento de nossa cidade nos mais diversos setores, de forma que possamos utilizar de suas experiências exitosas para melhorarmos e aprimoramos nossos processos de produção nos segmentos agrícola, econômico, educacional, cultural, da preservação patrimonial, entre muitos outros”, afirmou Holanda Jr.

Para o embaixador do Vietnã no Brasil, Do Ba Khoa, as parcerias celebradas com a cidade de São Luís é parte do projeto diplomático desenvolvido pela Embaixada vietnamita para fortalecimento das relações comerciais entre o Vietnã e o Brasil. “São Luís é preponderante nesse processo por diversas características, entre as quais o fato de ter excelente localização estratégica e avançada logística portuária que facilita a importação e exportação de produtos. Isso só vem reforçar ainda mais nosso interesse em manter o bom relacionamento com a cidade não apenas nos aspectos comerciais e econômicos como também nas áreas cultural, educacional, turística, entre outros segmentos”, disse o embaixador vietnamita, que na reunião também esteve acompanhado pela embaixatriz Nguyen Thu Van e pelo adido cultural do Vietnã, Nong Dam Tuan Linh.

Ações

Na ocasião, o secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), Ivaldo Rodrigues, apresentou à comitiva vietnamita as principais ações desenvolvidas pela Prefeitura de São Luís na área da agricultura familiar, elencando projetos em andamento como o premiado Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O secretário anunciou também a implementação de novas iniciativas, como a criação da Central de Mudas, todas as ações com a finalidade de promover o desenvolvimento da agricultura familiar local, a geração de renda e a melhoria da qualidade de vida no campo.

A secretária municipal de Relações Institucionais, Ana Paula Rodrigues, destacou a reunião como um passo importante nas relações de parceria entre São Luís e o Vietnã. A secretária destacou ainda que já existem projetos em andamento fruto da parceria efetivada entre as cidades de São Luís e Hue, e pontuou que o encontro desta quarta-feira (10), inicia as discussões para abranger outras áreas do desenvolvimento, como a agrícola e de segurança alimentar.

Patrimônio

Entre as ações parceiras em andamento está o desenvolvimento de dois projetos de cooperação internacional para a reabilitação do Patrimônio Histórico da capital maranhense, por meio da Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph). A proposta surgiu como resultado da viagem realizada pela secretária Ana Paula e o presidente da Fumph, Aquiles Andrade, à cidade de Hue, no Vietnã, para participar do I Encontro de Líderes da Rede de Cidades Culturais.

De acordo com Aquiles Andrade, o projeto prevê a elaboração de propostas de capacitação técnica e de desenvolvimento de instrumentos de captação de investimentos privados para ajudar na recuperação do Centro Histórico.

Na excursão ao Vietnã, ocorrida no ano passado, os representantes enviados pelo prefeito Edvaldo tiveram a oportunidade de realizar palestra sobre o Patrimônio Cultural de São Luís. A capital maranhense também participou da exposição fotográfica realizada no Museu de Hue, onde foi possível apresentar algumas imagens do patrimônio cultural da Ilha.

 

Com informações de Assessoria