Comitiva da Aprosoja Brasil conhece o Porto do Itaqui e potencialidades do Maranhão

O Porto do Itaqui recebeu, nesta quinta-feira (21), comitiva de representantes da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), que reúne produtores rurais e empresários. A visita integra as atividades da reunião da entidade, realizada na quarta-feira (20), com a presença dos secretários de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Edjahilson Souza; da Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Expedito Rodrigues; do secretário adjunto da Fazenda, Jomar Fernandes; e do presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), Ted Lago.

O presidente da Aprosoja Brasil, Bartolomeu Braz (GO), liderou o grupo, formado pelo representante do Maranhão na Aprosoja, José Carlos Oliveira de Paula, e mais outros 12 associados. Eles conheceram de perto as operações de embarque de soja operadas pelo Tegram e pela VLI no Itaqui.

Ted Lago fez uma breve apresentação sobre as potencialidades do Porto do Itaqui com foco na movimentação de soja, que vem batendo recordes sucessivos. Só em maio deste ano foram embarcadas pelo porto maranhense 1,2 milhão de toneladas do grão. De janeiro a maio foram 3,2 milhões de toneladas. Ele chamou a atenção para o papel do Itaqui no escoamento da produção do centro norte do país.

“Os resultados estão alinhados com o momento que o Maranhão vive, marcado pela atração de recursos e foco na consolidação de importantes programas voltados à produção e à logística, além dos investimentos que estamos fazendo no Porto do Itaqui”, afirmou Lago. “Nós sabemos da importância dessa logística de saída de grãos pelo Arco Norte via Porto do Itaqui”, afirmou Braz.

Com sede em Brasília e representantes em 16 estados do país, a Aprosoja se reúne a cada dois meses em um estado. Os secretários e o presidente da EMAP falaram aos associados sobre os investimentos e projetos do Governo do Maranhão para o setor agropecuário.

“O governador Flávio Dino fortaleceu a Secretaria de Agricultura do Estado (Sagrima), demonstrando o interesse em investir na produção agrícola, tornando essas medidas realidade, permitindo que o setor agropecuário do nosso estado alcançasse o maior crescimento do PIB do país”, afirmou o secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca do Maranhão, Edjahilson Souza.

O secretário de Indústria, Comércio e Energia, Expedito Rodrigues, enfatizou a prospecção de novos investimentos no Maranhão, que impactam na geração de emprego e renda e na campanha de valorização dos produtos maranhenses. “Apresentamos as principais ações em prol do crescimento do agronegócio, que tem uma parcela significativa no Maranhão, refletindo inclusive no resultado do PIB maranhense”, disse.

“Nas gôndolas dos principais supermercados da cidade, sinalizamos nossos produtos. Quando aumentamos o consumo interno, contribuímos não só para a geração de novos postos de trabalho, mas para o desenvolvimento do Maranhão”, completou Expedito Rodrigues.

Prefeito Edivaldo recebe comitiva do governo francês para tratar sobre investimentos em São Luís

Investimentos nas áreas da infraestrutura turística, urbana, cultural, educacional e do desenvolvimento econômico na capital maranhense foram os principais assuntos discutidos na reunião realizada nesta segunda-feira (21), entre o prefeito Edivaldo, o ministro conselheiro da Embaixada da França, Gilles Pecassou e o diretor da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), Philippe Orlianges. A comitiva está em visita ao Maranhão para apresentar o leque de oportunidades e parcerias bilaterais que podem ser celebradas em favor do desenvolvimento local e, ainda, visando estreitar os laços entre São Luís e o país com o qual já tem expressiva ligação histórica. A reunião aconteceu no Palácio la Ravardière, com a presença do vice-prefeito Julio Pinheiro e de secretários municipais.

No ato, o prefeito Edivaldo destacou como positiva a sinalização da Agência Francesa de Desenvolvimento em financiar projetos visando à melhoria da qualidade de vida da população ludovicense. A AFD é o braço do governo francês voltado para a cooperação financeira com o setor público de outros países, em apoio a projetos de infraestrutura urbana diretamente relacionados à conservação ambiental e à melhoria na qualidade de vida das populações mais carentes.

“Tivemos uma reunião muito produtiva e nossa expectativa é avançar ainda mais nessa importante parceria com a França, em diversos setores da administração pública com vistas à promoção do desenvolvimento de nossa cidade em diversos setores. Iniciamos aqui as conversações para priorizarmos as áreas que devem ser atendidas, para que mais esta parceria internacional possa resultar em investimentos concretos visando ao desenvolvimento de nossa cidade no aspecto urbanístico, social, turístico e cultural”, afirmou o prefeito Edivaldo.

O gestor municipal destacou ainda que São Luís já tem em desenvolvimento um acordo de cooperação com Saint-Malo, cidade francesa com a qual a capital maranhense tem fortes laços históricos. A relação entre as duas cidades remete à história da fundação de São Luís, pois foi desse território francês que partiram as caravelas trazendo a expedição de Daniel de La Touche e os colonizadores franceses que fundaram São Luís.

ACORDO

O acordo celebrado com a cidade de Saint-Malo visa propiciar o desenvolvimento de projetos compartilhados nas áreas da cultura, patrimônio histórico e turismo. O termo foi assinado durante visita de uma comitiva do município à França, liderada pelo vice-prefeito Julio Pinheiro, oportunidade na qual participaram do Encontro para Internacionalização das Comunidades Territoriais, realizado em Paris com o objetivo de fortalecer a política internacional de cooperação entre o governo francês e governos de outras localidades em diversas partes do mundo.

Um dos projetos desenvolvidos por meio da parceria com o município de Saint-Malo é o Educação Patrimonial, para beneficiar estudantes de escolas públicas de ambos os lugares, para que se apropriem do conhecimento sobre bens culturais locais e tenham atividades de ensino das línguas francesa e portuguesa. A ação é desenvolvida por meio das secretarias municipais de Educação (Semed), Relações Institucionais (Semai) e a Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph).

“Teremos novas reuniões durante esta semana para delinearmos melhor essa parceria com o governo francês, por meio de sua Embaixada no Brasil e da Agência Francesa de Desenvolvimento, que vai permitir incentivos de ordem mais concreta principalmente nas áreas do desenvolvimento urbano, assim como também a cultura, a educação e o turismo. Ressalto que esta parceria é extremamente positiva para nossa cidade e que vem para consolidar ainda mais nossas relações internacionais com este país e estreitar os laços históricos que já nos une”, observou o vice-prefeito Julio Pinheiro.

PARCERIA

O ministro conselheiro da Embaixada da França, Gilles Pecassou, ressaltou as peculiaridades existentes entre São Luís e a França e a importância da parceria para o desenvolvimento local e o estreitamento dos laços entre a França e a capital brasileira que foi fundada por franceses.

“São Luís é uma cidade bem particular para os franceses e que tem um lugar especial no coração de todos nós, por isso começamos nossa visita ao Nordeste pela capital maranhense. Iniciamos nesta reunião as primeiras conversações para levantarmos as prioridades apontadas pelo município nas áreas que pretende realizar projetos em parceria com a França, dentro do leque de possibilidades de investimentos que temos para desenvolver. O nosso interesse é colaborar com essa cidade que muito significa para nós e estreitar os laços no âmbito da cooperação e do desenvolvimento, visando ações de estímulo do turismo, da cultura, da educação com ênfase para o intercâmbio de estudantes de ambos os locais”, disse Gilles Pecassou.

O diretor da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), Philippe Orlianges, informou que a Agência procura, no marco das relações bilaterais com o Brasil, investir em cidades do Norte e Nordeste do país com potencial de negócios e de investimentos. Esse apoio ocorre por meio de empréstimos para instituições públicas com projetos como eficiência energética, infraestrutura de transporte, manejo de resíduos e recuperação de áreas degradadas.

“E São Luís, por todas as características que apresenta nos aspectos históricos, turísticos e culturais, entra nessa nova dinâmica de cooperação que a FDA quer estabelecer. Avançamos já alguns passos nessa reunião que participamos com o prefeito Edivaldo e sua equipe, à medida que a Prefeitura já sabe exatamente quais são suas prioridades e as áreas que pretende receber investimentos e realizar parcerias, entre elas está a de infraestrutura urbana e drenagem. A agência de Desenvolvimento Francês é financiador de investimento públicos em infraestrutura socialmente includentes, portanto, eu acredito que avançaremos especificamente nas áreas que promovam melhor qualidade de vida da população local”, disse o diretor da AFD.

Na reunião, a secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo, ressaltou a relevância da parceria para o desenvolvimento do setor e destacou a frequente presença de turistas franceses em São Luís. “Essa parceria sinaliza com investimentos em diversos setores, o que nos deixa ainda mais felizes porque tudo o que for realizado em favor da cidade reflete, consequentemente, no desenvolvimento do turismo. Além do mais, essa parceria vem para reforçarmos ainda mais a relação histórica e amigável que já mantemos com esse povo”, disse a secretária.

A secretária municipal de Relações Institucionais, Ana Paula Rodrigues, informou que a Embaixada Francesa e a Agencia Francesa de Desenvolvimento desejam ampliar as parcerias com São Luís não apenas pelas relação histórica que existe entre ambos, mas por considerar a capital maranhense um polo de desenvolvimento em potencial. “A partir desta reunião, vamos ter a oportunidade de apresentar alguns projetos de nosso interesse e desenvolvê-los com o apoio da Embaixada francesa e da AFD. Já temos acordo de cooperação internacional com a cidade de Saint-Malo e nossa perspectiva é ampliar ainda mais nosso leque de benefícios por meio dessa importante cooperação internacional”, concluiu Ana Paula.

Comitiva do Consórcio Brasil Central visita o Porto do Itaqui

O Porto do Itaqui recebeu, nesta sexta-feira (10), a visita de uma comitiva do Conselho de Administração do Consórcio Brasil Central, formada por representantes dos estados de Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Maranhão e do Distrito Federal. O presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, recepcionou o grupo no auditório, ao lado do secretário de Estado de Governo, Antônio Nunes. O Maranhão foi o mais recente estado a aderir ao consórcio.

“Esta visita reforça o grande interesse que os estados associados têm com a adesão do Maranhão ao consórcio, justamente pela existência do Porto do Itaqui, que vai possibilitar o escoamento da produção dos outros estados por esse grande ativo que nós temos”, afirmou o secretário Antônio Nunes.

Segundo o secretário executivo do Consórcio Brasil Central, Leonardo Jayme, membro do Governo de Goiás, a entrada do Maranhão no consórcio é uma satisfação para todos os associados. Ele disse que o Maranhão é um estado em pleno desenvolvimento e tem vocações semelhantes às do Brasil Central, como o agronegócio. “O Maranhão faz com que o Centro-Oeste, agora, tenha mar”.

Leonardo Jayme disse que o Itaqui é de fundamental importância para a região. “É o porto natural para escoamento da produção do Brasil Central, seja do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Goiás, Tocantins, seja com soja, carne ou com qualquer outro tipo de produto”.

Infraestrutura

“O Porto do Itaqui é um diferencial estratégico do Maranhão por integrar um dos maiores complexos portuários em movimentação de carga do país e que tem sido o destino logístico de boa parte da produção do seu corredor centro-norte”, afirmou o presidente da Emap.

Além da infraestrutura portuária para armazenagem de grãos e combustíveis, berços para atração de navios que variam de 12 a 19 metros de profundidade, o Porto do Itaqui integra, por meio de sua área de influência, mais de 20 milhões de hectares, servidos por rodovias estaduais e federais, a partir da BR-135, e mais de 2 mil quilômetros de ferrovias.

“O Itaqui, também, se diferencia por ser o canal para o escoamento da produção e abastecimento da região e por sua integração com os demais estados que compõem o consórcio, o que o coloca como porto potencial para outras cargas, principalmente em contêiner”, destaca Ted Lago.

Neste ano será entregue um novo pátio, preparado para contêineres refrigerados, resultado de investimento com foco em eficiência e democratização do transporte marítimo. Hoje, um navio de grãos leva cerca de 60 a 70 mil toneladas, mas o de contêiner é viável a partir de 10 a 20 toneladas e pode ser compartilhado entre vários produtores.

Embaixador do Vietnã e comitiva visitam São Luís

O novo embaixador do Vietnã no Brasil, Do ba Khoa, esteve em visita à São Luís na manhã desta quarta-feira (10). Ele se reuniu com o prefeito Edivaldo Holanda Jr. no Palácio La Rabardière.

A presença da comitiva vietnamita na capital maranhense teve como objetivo reforçar os laços de amizade entre as cidades-irmãs São Luís e Hue, grande centro econômico daquele país, informou a assessoria da Prefeitura. O ato, segundo a Secom, “visa consolidar as parcerias celebradas no ano passado entre as duas cidades, ambas consideradas Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco”.

“Esse novo encontro representa mais um passo dado na busca pelo desenvolvimento de políticas e estratégias que venham contribuir com o desenvolvimento de nossa cidade nos mais diversos setores, de forma que possamos utilizar de suas experiências exitosas para melhorarmos e aprimoramos nossos processos de produção nos segmentos agrícola, econômico, educacional, cultural, da preservação patrimonial, entre muitos outros”, afirmou Holanda Jr.

Para o embaixador do Vietnã no Brasil, Do Ba Khoa, as parcerias celebradas com a cidade de São Luís é parte do projeto diplomático desenvolvido pela Embaixada vietnamita para fortalecimento das relações comerciais entre o Vietnã e o Brasil. “São Luís é preponderante nesse processo por diversas características, entre as quais o fato de ter excelente localização estratégica e avançada logística portuária que facilita a importação e exportação de produtos. Isso só vem reforçar ainda mais nosso interesse em manter o bom relacionamento com a cidade não apenas nos aspectos comerciais e econômicos como também nas áreas cultural, educacional, turística, entre outros segmentos”, disse o embaixador vietnamita, que na reunião também esteve acompanhado pela embaixatriz Nguyen Thu Van e pelo adido cultural do Vietnã, Nong Dam Tuan Linh.

Ações

Na ocasião, o secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), Ivaldo Rodrigues, apresentou à comitiva vietnamita as principais ações desenvolvidas pela Prefeitura de São Luís na área da agricultura familiar, elencando projetos em andamento como o premiado Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O secretário anunciou também a implementação de novas iniciativas, como a criação da Central de Mudas, todas as ações com a finalidade de promover o desenvolvimento da agricultura familiar local, a geração de renda e a melhoria da qualidade de vida no campo.

A secretária municipal de Relações Institucionais, Ana Paula Rodrigues, destacou a reunião como um passo importante nas relações de parceria entre São Luís e o Vietnã. A secretária destacou ainda que já existem projetos em andamento fruto da parceria efetivada entre as cidades de São Luís e Hue, e pontuou que o encontro desta quarta-feira (10), inicia as discussões para abranger outras áreas do desenvolvimento, como a agrícola e de segurança alimentar.

Patrimônio

Entre as ações parceiras em andamento está o desenvolvimento de dois projetos de cooperação internacional para a reabilitação do Patrimônio Histórico da capital maranhense, por meio da Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph). A proposta surgiu como resultado da viagem realizada pela secretária Ana Paula e o presidente da Fumph, Aquiles Andrade, à cidade de Hue, no Vietnã, para participar do I Encontro de Líderes da Rede de Cidades Culturais.

De acordo com Aquiles Andrade, o projeto prevê a elaboração de propostas de capacitação técnica e de desenvolvimento de instrumentos de captação de investimentos privados para ajudar na recuperação do Centro Histórico.

Na excursão ao Vietnã, ocorrida no ano passado, os representantes enviados pelo prefeito Edvaldo tiveram a oportunidade de realizar palestra sobre o Patrimônio Cultural de São Luís. A capital maranhense também participou da exposição fotográfica realizada no Museu de Hue, onde foi possível apresentar algumas imagens do patrimônio cultural da Ilha.

 

Com informações de Assessoria