Feirinha São Luís atrai público infantil em celebração ao Dia das Crianças

Neste domingo (14), a Praça Benedito Leite foi tomada por famílias inteiras que levaram os pequenos para celebrar o Dia das Crianças, 12 de outubro, na Feirinha São Luís. Programa criado pela Prefeitura, a Feirinha tem com o objetivo estimular a agricultura familiar bem como a cultura, artesanato, gastronomia e literatura e tem sido espaço para comemorações de datas importantes como essa. Ao lado da primeira-dama, Camila Holanda e da filha Thalita, o prefeito Edivaldo acompanhou a programação juntamente com o público presente. Durante a visita conversou com produtores, comerciantes e recebeu o carinho dos visitantes.

“As crianças são o nosso futuro e são prioridade na nossa gestão. Esta edição da Feirinha São Luís foi pensada para elas e para suas famílias. A Feirinha já é um ponto de encontro dos ludovicenses e visitantes, que podem desfrutar de um ambiente familiar e do que há de melhor na nossa agricultura familiar e também de atrações da nossa cultura, artesanato e lazer”, disse o prefeito Edivaldo.

A diversão foi a palavra de ordem para as crianças que compareceram ao evento. A brinquedoteca sustentável, com brinquedos feitos de materiais recicláveis e até um tapete para brincar de amarelinha, além de contação de histórias, encantaram os pequenos enquanto os pais se divertiam com segurança.

“Na Feirinha São Luís as crianças brincam com tranquilidade e segurança, os pais podem aproveitar as apresentações culturais, fazer compras, além de encontrar diversas opções de alimentação, com toda a qualidade que nossos feirantes oferecem”, disse o secretário de Articulação Política e coordenador do evento, Ivaldo Rodrigues.

Teve ainda uma programação cultural pensada especialmente para os pequenos, com o Boi Barriquinha, Projeto Pimpolho Capoeira, e Banda do Bom Menino. Para os adultos, Boi de Nina Rodrigues e o cantor PP Júnior e Banda garantiram a diversão.

Benedito Neves, gerente administrativo, é pai do pequeno Thiago, de 9 anos, que dança no Barriquinha e acredita na importância de aproximar as crianças das raízes da cultura local. “É uma satisfação pra mim como pai, ver meu filho dançando no Boi Barriquinha, que é a certeza da continuidade da nossa cultura, junto com as outras crianças que também participam da brincadeira. Acredito que respeitar e valorizar a cultura desde cedo incentiva na boa formação, e ajuda a estimular a criatividade”, disse.

FEIRINHA SÃO LUÍS

Em sua 70ª edição a Feirinha São Luís já recebeu cerca de 315 mil pessoas que geraram um capital circulante de quase R$ 16 milhões, além de gerar renda nos mais de 120 pontos de comercialização dentro e no entorno da praça. No palco montado em frente à Associação Comercial já foram realizadas mais de 400 apresentações culturais.

O programa Feirinha São Luís tem como objetivo principal incentivar a venda de produtos agrícolas oriundos da agricultura familiar, além de apresentar aos visitantes a cultura e a gastronomia ludovicense. Cerca de 100 barracas são distribuídas pela Praça Benedito Leite para compor a Feirinha São Luís, destinadas para venda de produtos oriundos da agricultura familiar, artesanato, alimentação e ainda conta com foodtrucks e foodbikes.

A Feirinha São Luís acontece todos os domingos na Praça Benedito Leite – Centro Histórico, de 7h às 15h, unindo agricultura, gastronomia, artesanato, artes plásticas, cultura, literatura, e turismo.

Comemorações do Dia das Crianças movimentam rede municipal de ensino da Prefeitura de São Luís

Durante todo este mês de outubro, em que se comemora o Dia das Crianças, 12 de outubro; professores, coordenadores e gestores das escolas da rede municipal de São Luís estão realizando uma programação especial para as crianças. O projeto Carro Biblioteca, da Superintendência da Área da Educação Infantil da Semed, está com suas contadoras de histórias levando brincadeiras, jogos, músicas e muita diversão para os estudantes da creche e pré-escola. Também há outras atividades paralelas organizadas pelas Unidades de Educação Básica (U.E.Bs.), em parceria com pais e a comunidade escolar, levando teatro, fantoches, pintura de rosto, gincana e também aplicação de flúor para as crianças. As ações seguem orientação do prefeito Edivaldo.

O secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, esclarece que o trabalho educativo e lúdico realizado pela gestão do prefeito Edivaldo nas escolas da rede sai ainda mais fortalecido depois de tantas atividades desenvolvidas no decorrer do mês das crianças. “Há um grande estímulo ao aprendizado com essas atividades. A ludicidade aguça o imaginário e assim a criança aprende brincando. Parabéns aos educadores que têm se empenhado firmemente nessa grande arte de educar. Nosso respeito e consideração pelo excelente trabalho desenvolvido”, assinala Moacir Feitosa.

BRINCADEIRA E CUIDADOS COM A SAÚDE

Na Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Cecília Meireles, na Cidade Olímpica, cerca de 150 crianças participaram das ações de pintura no rosto e contação de histórias. Houve também aplicação de flúor, fantoches e algumas encenações teatrais promovidas por uma companhia de teatro de uma igreja evangélica da comunidade. A gestora geral, Danielle Castro Silva, conta que durante toda a semana foram realizadas atividades em comemoração ao mês da criança. Destaca que as professoras, além de desenvolverem a questão lúdica com contação de histórias infantis e brincadeiras em sala de aula, estão levando consciência de seus direitos, ensinando o Estatuto da Criança e do Adolescente de forma lúdica.

Daniele também fala do banho de mangueira, já tradicional na escola, que todos os anos alegra as crianças. “Elas ficam eufóricas, perguntando quando vai ser o dia do banho de mangueira. Esta foi uma semana de festa, onde todas as crianças participaram, com o apoio dos pais e comunidade”, assegura. No encerramento das atividades da semana da criança na U.E.B. Cecília Meireles foi realizado um bailinho na quinta-feira (11), com a presença de alguns pais prestigiando os seus filhos. “Estou muito feliz com o resultado dos esforços de todos, pais, professores e instituições da comunidade que nos apoiaram. A todos o meu muito obrigada”, disse a gestora.

Na U.E.B. Cecília Meireles também houve distribuição de lembranças para as crianças, como máscaras de super-heróis para os meninos e tiaras decoradas para as meninas. Produtos confeccionados pelos professores com a ajuda de alguns responsáveis de alunos, como é o caso da artesã Raiane de Cássia Costa Pereira, de 25 anos, mãe de Paulo Henrique, 3 anos, e Pedro Sebastião, de 5 anos – ambos estudantes da escola.

“Gosto muito desta escola, do ambiente e de todos os funcionários. Aqui me sinto bem e sempre que eu posso eu coopero para o desenvolvimento de atividades que vão alegrar as crianças e também promover aprendizagem”, observa Raiane. Ela diz ainda que a escola Cecília Meireles é muito parceira da comunidade e afirma que as professoras fazem um excelente trabalho. “O meu filho mais velho, o Pedro, tem problemas fonoaudiológicos, e sou muito grata à escola por cuidar bem dele”, agradece a mãe artesã, que também fala da importância de ensinar as crianças de forma lúdica, despertando o imaginário delas.

A professora Ivaneide de Jesus Santos Neves, responsável pelos alunos de 3 anos da U.E.B. Cecília Meireles, afirma que todos os anos a escola faz festa para as crianças. Ela diz que os professores das classes de Educação Infantil da escola têm a preocupação de entreter as crianças com jogos e brincadeiras, que possam ensinar de forma lúdica. “Buscamos sempre realizar projetos e ações durante o ano para estimular o aprendizado de uma forma mais leve e que se traduza em riso e alegria, pois a maioria das nossas crianças são carentes até mesmo de afeto, dentro de uma comunidade onde é alto o índice de violência. Nos esforçamos não só para ensinar, mas também para dar atenção e carinho a cada uma delas”, assegura.

Cauã da Silva Nogueira, 6 anos, do Infantil II na U.E.B. Cecília Meireles, diz que gostou muito da programação da semana da criança na escola. “Está sendo tudo muito divertido. A professora pintou o meu rosto de Hulk. Ele é muito forte. É o meu super-herói favorito”, fala o estudante, que participou todos os dias da programação.

GINCANA DAS CORES

A U.E.B. Pedro Bertol, no Jaracaty, realizou a Gincana das Cores ao longo de toda a semana. A atividade envolveu estudantes do 1º ao 5º Ano do Ensino Fundamental, que se dividiram em equipes das cores vermelho, verde, azul e amarelo (a campeã). A competição foi dividida em duas fases, uma trabalhada em sala de aula, com a produção textual de cartinhas com pedidos de presentes das crianças para a data. Na segunda fase, as crianças participaram de competições no pátio da escola, tais como: estourar balão, dança da laranja, corrida de uma perna só, entre outras.

De acordo com o gestor Alan Jorge Berredo, este tipo de atividade é muito importante para o desenvolvimento das crianças. “A Gincana das Cores traz todos os elementos para a formação da criança. Trabalhamos desde o texto, a oralidade em sala de aula, até a coordenação motora, expressão corporal e principalmente a confraternização com as brincadeiras no pátio”, informa.

Para o estudante do 4º Ano, Jonhnnatan Silva, 11 anos, a semana foi de diversão. “Está sendo uma semana da criança muito boa, com todos brincando juntos”, disse. O estudante do 2º Ano, Diego Wesley, 8 anos, também estava animado. “Gostei muito de tudo, das brincadeiras, do lanche, dos brinquedos e da dança da laranja”, frisou.

Para a realização das atividades, a escola contou com a colaboração de amigos da escola e a parceria de instituições privadas como o supermercado Mateus, que doou os brinquedos, lanches e cestas básicas, e do Tribunal Regional Eleitoral, por meio do projeto TRE na Escola, do qual receberam kits escolares, além de muitas caixas de chocolate.

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

Em uma tarde de Contação de Histórias na U.E.B. Saraiva Filho, no Cajupe, na terça-feira (9), as crianças foram transportadas através da imaginação para o mundo de várias historinhas infantis, como Dona Baratinha; Os Três Porquinhos; Chapeuzinho Vermelho e tantas outras narrativas lendárias. A coordenadora pedagógica da escola, Isabel Fernandes, falou sobre a importância de explorar a imaginação das crianças.

“Em uma contação de histórias há muito aprendizado; desde a interação com os colegas até o fato de saberem ouvir as contadoras, esperar a sua vez para falar, respeitar a vez dos colegas, e compreender o começo, meio e final de cada história, mesmo sendo tão pequenos”, relata Isabel. A pequena Nátila Juliana, de 5 anos, disse ter adorado a história dos três porquinhos. “A tia fez a gente rir muito. Ela contou de forma bem engraçada”, falou Nátila. “Eu gostei da história da Dona Aranha, por que ela subia muito rápido na parede”, disse sorridente o estudante Pedro Lucas, também de 5 anos.

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Na segunda-feira (8), a U.E.B. Miguel Lins realizou as primeiras atividades educativas em alusão ao mês das crianças. Por meio de uma oficina culinária, buscou ensinar as crianças a importância da alimentação saudável, de forma interativa, prática e, principalmente, divertida. O segundo momento do dia foi voltado ao lazer de todos, com a instalação de um pula-pula, com o objetivo de promover diversão e recreação. Ocorreram outras atividades durante a semana, como: banho de ducha, pintura lúdica na parede e entrega de brinquedos por motoqueiros da comunidade, parceiros da escola.

Silvia Teresa, coordenadora pedagógica da Miguel Lins, diz que todas as atividades lúdicas e pedagógicas realizadas esta semana foram escolhidas pelas crianças por meio de uma enquete. “A criança é o foco das nossas atividades e, portanto, deve ser a protagonista”, fala Silvia, observando que, para ela, o mais gratificante é o retorno das crianças, o carinho delas. A estudante Ana Clara, do Infantil II, disse que aprendeu muitas coisas com as atividades. “Estou gostando demais. Aprendi a fazer meu próprio lanche e me diverti muito”, conta.

Almoço festivo abre programação do Dia das Crianças em unidade de acolhimento da Prefeitura

Comida saudável e divertida para as crianças da Casa de Passagem, em um almoço festivo com o tema “Floresta Encantada”, abrindo as comemorações da semana da Criança na unidade de acolhimento da Prefeitura de São Luís, administrada pela Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas). Além do almoço, as festividades terão seguimento durante toda semana com piquenique na Reserva do Itapiracó, passeio pelas praças do bairro Cohatrac, praias da capital e para encerrar, a Festa das Cores. A ação integra a política pública de assistência social implantada pela gestão do prefeito Edivaldo e que tem como foco as crianças e adolescentes da capital.

Toda programação reflete o cuidado e o carinho às crianças acolhidas no abrigo, que não deixam de participar de atividades do calendário festivo, desfrutando de momentos de lazer, diversão e aprendizado. As atividades direcionadas para os acolhidos na semana, ainda abordam temas como o meio ambiente e sua sustentabilidade, despertando a consciência ecológica e cidadania nos pequenos.

De acordo com a titular da Semcas, Andréia Lauande, essas ações reforçam o compromisso diário que a gestão do prefeito Edivaldo tem com as crianças e adolescentes atendidos nos abrigos e equipamentos sociais. “A palavra de ordem é cuidado, cuidar da infância é carinho e proteção através dos serviços. É fazer o tempo de acolhimento o menor possível, mas também o mais bem cuidado e prazeroso para que os registros que as nossas meninas e meninos tenham na memória seja de amor e cuidado. É isso que a gestão do prefeito Edivaldo faz todos os dias, ser presente e cuidar das pessoas”, disse Andreia Lauande.

O acolhimento institucional preconiza a formação da cidadania das crianças com atividades que despertam a convivência comunitária, habilidades e talentos. Para G.S.P., 12 anos, há um ano acolhida, o ambiente na Casa de Passagem proporciona mudanças positivas. “Aqui aprendemos muito, eu acredito que nos desenvolvemos mais, conhecemos melhor nossos sentimentos e também aprendemos a respeitar as pessoas, além disso fazemos passeios, vamos para escola e nos divertimos muito”, afirmou a jovem.

Atualmente a Casa de Passagem abriga 11 crianças. As Unidade de Acolhimento são destinadas para crianças em medidas protetivas por determinação judicial, em decorrência de violação de direitos (abandono, negligência, violência) ou pela impossibilidade de cuidado e proteção por sua família.

Há oito meses em acolhimento institucional, o pré-adolescente G.A., se sente protegido e bem cuidado no abrigo. “Gostei bastante das atividades que fizemos hoje, umas das melhores partes foi uma história muito legal do caçador que ouvimos e também a comida que estava muito gostosa e engraçada. Desde que cheguei aqui, fui muito bem tratado, nunca falta nada, vamos para escola, brincamos e todo mundo é muito bacana”, disse o menino.

ACOLHIMENTO

A Semcas mantém duas Unidades de Acolhimento por meio da execução direta, para crianças e adolescentes, que são a Casa de Passagem e o Abrigo Luz e Vida; na execução indireta são seis casas lares em parceria com o Grupo Solidariedade é Vida e Servos da Divina Providência\Lar Calábria. Na modalidade de acolhimento também existe o Serviço de Família Acolhedora.

A Casa de Passagem e o Abrigo Luz e Vida têm a capacidade de atender até 20 crianças e adolescentes por unidade, ofertando aos acolhidos um ambiente acolhedor, semelhante a uma residência. O acolhimento provisório nas Casas Lares é direcionado para até 10 crianças e adolescentes de ambos os sexos, de 0 a 17 anos e 11 meses, em situação de medida de proteção e em situação de risco pessoal, social e de abandono, cujas famílias ou responsáveis encontram-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção.

O afastamento da criança ou do adolescente da família deve ser uma medida excepcional, aplicada apenas nas situações de grave risco à sua integridade física e/ou psíquica. O objetivo é viabilizar, no menor tempo possível, o retorno seguro ao convívio familiar, prioritariamente na família de origem e, excepcionalmente, em família substituta (por meio de adoção, guarda ou tutela).

Já o Família Acolhedora, é uma modalidade de atendimento inserida no Plano Municipal de Acolhimento Institucional e Familiar para Crianças e Adolescentes da capital, com o objetivo proporcionar a menores vítimas de violação de direitos o acolhimento temporário por famílias cadastradas no serviço.

PROGRAMAÇÃO

Ainda como parte da programação alusiva ao Dia das Crianças, a Semcas realiza uma vasta programação nos equipamentos sociais, com diversas atividades, tais como, piquenique, almoço e festas temáticas, banhos de piscina, distribuição de brinquedos, contação de história, cinema e passeios.

Nesta terça-feira (9), por exemplo, mais de 60 crianças do Centro de Convivência da Vila Luizão participarão de uma sessão de cinema em um shopping no Calhau. Para muitas, essa será a primeira experiência dentro de um cinema.

Para a realização desta programação especial da semana da criança, a Semcas conta com diversos parceiros, como, Grupo Keila Show, Rotary, Loja Maçônica, Sesc, grupo Valorizar, Clube de Mães do Tutu, Coordenação de Acolhimento Familiar e institucional, Cras Bequimão e Vinhais, e União de Moradores da Vila Luizão, Vicente Fialho e Jardim América. A ação tem apoio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana com atividades do Cidadão Limpeza.

Estudo aponta otimismo nas vendas para o Dia das Crianças

 O levantamento de intenção de consumo para o Dia das Crianças 2018, realizado pela Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA), demonstrou que 62,7% dos ludovicenses pretendem comprar algum produto para presentear em função da data, o que representa um aumento de 12,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, a intenção de comemorar a data alcançou 48,1% dos entrevistados, indicando um crescimento de 12,4% em relação a 2017.

De acordo com a Federação do Comércio do Maranhão, a aceleração de consumo em relação ao ano passado se dá em função da gradual recuperação do mercado de trabalho que tem contribuído fortemente para o restabelecimento da renda das famílias e para o aumento do nível de intenção de consumo nesse momento. De modo geral, o mercado de trabalho gerou um saldo de 3.821 novos postos de trabalho na economia de São Luís e 8.126 vagas em todo o estado no período de janeiro a julho deste ano.

De modo geral, a pesquisa revelou dados positivos que vão desde o aumento na intenção de gastos no período, até a volta expressiva da preferência de comprar presentes na Rua Grande, considerada o principal polo de comércio de São Luís. O levantamento demonstrou ainda, que a intenção de consumo se apresenta mais favorável entre o público feminino (68,3%), consumidores com idade de 21 a 35 anos (67,9%), com ensino médio (59,1%) e renda familiar mensal de três a seis salários mínimos (71,1%).

Destaques

O estudo realizado pela Federação do Comércio do Maranhão para o Dia das Crianças 2018 demonstrou que 69,2% dos consumidores pretendem comprar presentes nas lojas do Centro Comercial e Rua Grande. Em seguida, estão as lojas de bairro (35,1%) e os Shopping Centers (23,8%), que ficaram na terceira posição e sofreram redução de 24% na intenção de consumo em relação ao mesmo período do ano passado.

Entre os consumidores que estão convictos que irão às compras no período, o percentual de ludovicenses que apontou que deverá comprar apenas um item para presentear foi de 40,4%, revelando um aumento de 11%, seguido dos que desejam comprar dois presentes (32%) que apresentaram leve crescimento de 1,26%. Além disso, o levantamento apresenta uma tendência maior de gastos para este ano, indicando que a média por presente ficou em R$ 90 e o valor total da compra, incluindo quem vai comprar mais de um presente e quem pretende gastar com a comemoração, ficou em R$ 191, o que revela aumentos de 2,3% e 2,7%, respectivamente.

Em relação aos produtos preferidos, a lista dos presentes é liderada por brinquedos, que alcançaram 84,1% de intenção de consumo, revelando um aumento de 43% em relação a 2017. Em segundo lugar ficou os artigos de vestuário (27%), seguido de videogame (5,7%), jogos eletrônicos (3,2%) e bicicleta (2,7%).

Pagamento e motivações

Em relação aos pagamentos, 68% dos consumidores afirmaram que deverão realizar as compras para o Dia das Crianças utilizando a modalidade à vista, sendo que desse total, 40,6% pretende utilizar dinheiro em espécie e 27,4% tem a intenção de usufruir do cartão de débito. Em segundo lugar, aparece o uso do cartão de crédito com 55,8% de preferência, o que representa um aumento de 145% em comparação com 2017.

O levantamento analisou também, o dia em que os consumidores pretendem ir às compras, revelando que 32,7% preferem o sábado, seguido dos que indicaram não ter dia certo para fazer as compras (29,5%). Foram citados com menor relevância a sexta-feira (20,6%), o domingo (14,1%), a quinta-feira (4,1%) e a quarta-feira (2,3%) como dia preferencial para compras.

Quanto aos motivos que levam aos consumidores a entrarem nas lojas e efetuarem as compras, 56,2% dos entrevistados revelaram que os Preços são o fator primordial no momento das compras, já 49,4% apontam para as Promoções como o fator de maior influência nessa hora. Outros motivos que também formaram a lista de motivações dos consumidores foram as Variedades (15,4%), Qualidade dos produtos (9,0%), Atendimento (4,7%) e vitrine (4,3%).

Mais

A pesquisa de intenção de consumo para o Dia das Crianças 2018 em São Luís, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA), entrevistou 700 consumidores na capital maranhense, entre homens e mulheres com idade acima dos 18 anos, nos principais pontos de movimentação da cidade. A margem de erro da amostra é de 3,7% e a margem de segurança é de 95%.

Direitos do Consumidor: Dicas úteis para o Dia das Crianças

Com a proximidade do Dia das Crianças, as lojas estão repletas de pais e filhos e muitas pessoas correm contra o tempo para comprar os presentes. Mesmo antes de comparar preços e fazer a opção de compra, é crucial que os consumidores estejam muito atentos aos seus direitos para evitar “dores de cabeça” junto a lojas e outros fornecedores, como informações insuficientes sobre aquele determinado produto, validade de oferta e opções de troca – que são bastante frequentes nesta época do ano.

Professora do Centro Preparatório Jurídico (CPJUR) e autora do livro Direito do Consumidor (Editora Atlas, 2011), a advogada Roberta Densa alerta para os principais cuidados que precisam ser tomados ao realizar a compra. Segundo ela, se o estabelecimento comercial, ao publicitar uma oferta, não comunicar de maneira expressa informações sobre a duração da promoção, é obrigatório, segundo o Código de Defesa do Consumidor, o cumprimento das condições anunciadas. Embalagens de produtos devem conter uma série de informações acerca das características, quantidade, garantia, validade, origem, entre outras especificações que permitam a escolha consciente do comprador.

Produtos com vício

O Código de Defesa do Consumidor prevê a possibilidade de troca do produto caso este apresente um vício de qualidade. Sendo assim, caso o consumidor tenha comprado um produto que não funcione adequadamente, que não esteja de acordo com a oferta ou publicidade, que não tenha a qualidade ou características esperadas pelo consumidor e prometidas pelo fornecedor, poderá o consumidor reclamar perante o fornecedor para que este conserte o produto no prazo máximo de 30 dias. Se não houver o conserto dentro desse prazo, poderá o consumidor exigir a troca do produto, a devolução do dinheiro ou o abatimento proporcional do preço. Vale lembrar que o fornecedor somente não terá o prazo para consertar nas ocasiões em que o produto não tiver conserto ou for considerado essencial para o consumidor.

Assim, por exemplo, se o consumidor comprou um brinquedo que não funciona adequadamente poderá procurar o fornecedor no prazo de até 90 dias contados da data que ele descobriu o problema ou da compra se o vício for aparente. O fornecedor, por sua vez, deve consertar o brinquedo em até 30 dias e, se não for consertado, poderá o consumidor requerer a indenização através da troca do produto, da devolução do dinheiro ou do abatimento proporcional ao prejuízo.

Vale notar que a reclamação poderá ser feita para o lojista ou o fabricante, não tendo qualquer validade as placas que estabeleçam prazos menores que os estabelecidos pela lei ou que excluam a responsabilidade do lojista. Para que o consumidor possa exercer o seu direito e exigir a reparação do dano, ele precisa procurar o lojista ou o fabricante levando o produto com vício e a comprovação de que comprou na loja indicada o que pode ser o demonstrativo do cartão de crédito ou da nota fiscal. Há julgados que exigem a comprovação através da nota fiscal.

O estabelecimento comercial deve manter um exemplar do Código de Defesa do Consumidor para consulta, sob pena de multa em caso de não cumprimento.

Compra feita pela internet ou telefone

Outra situação bastante corriqueira é o compra do produto pela internet, catálogo ou qualquer outro meio fora do estabelecimento comercial. Nesse caso, o consumidor terá o direito de desistir da compra no prazo de 7 (sete) dias contados a partir do recebimento, sem que tenha que oferecer qualquer justificativa. Para tanto, basta que ele se manifeste dentro do prazo e peça a devolução dos valores pagos. Não se trata, portanto, de direito de troca, mas de direito de arrependimento por ter comprado fora do estabelecimento comercial.

Troca por mero acordo comercial

Por outro lado, é comum, especialmente nessa época do ano, que o fornecedor tenha prometido a troca do produto caso o consumidor queira presentar outra pessoa ou mesmo que alguma característica não tenha agradado. Nesse caso, o fornecedor deve cumprir a oferta e fazer a troca conforme o prazo e condições prometidas. É importante que essa oferta seja clara ao consumidor quanto aos prazos para a troca, condições comerciais como, por exemplo, a possibilidade de trocar por produtos de outra marca ou modelo, ou mesmo com valor menor que o valor pago ou outras condições.

Em épocas comemorativas é bom que se esclareça também se a troca pode ser feita pelo preço pago pelo consumidor ou se pelo preço da promoção depois do natal. É aí que reside a confusão: a falta de explicação e detalhamento do que está sendo ofertado para o consumidor. Na dúvida, a regra é clara, a interpretação deve ser mais favorável ao consumidor (conforme art. 47 do CDC).

Há uma marca de eletrodomésticos, por exemplo, que garante a troca do produto em trinta dias, mesmo que o consumidor tenha utilizado o produto. É uma forma de o consumidor testar e gostar (ou não) do produto e convencê-lo da compra. Por outro lado, algumas lojas de sapatos oferecem a possibilidade de troca para os produtos da coleção e que o consumidor não retire a etiqueta. Outros logistas não exigem nota fiscal. Todos esses ajustes são possíveis desde que façam parte da oferta do produto e estejam claras para o consumidor antes da compra.

Nestes casos, não se trata de um problema apresentado pelo produto, mas de uma oferta feita pelo fornecedor para que ele ficasse convencido da compra. Além disso, não estamos falando de um direito de arrependimento da compra, mas de exigir a oferta para que o produto seja trocado conforme a disponibilidade de estoque.

Às vésperas do Dia das Crianças, prefeito Edivaldo entrega mais uma escola infantil reformada

Às vésperas do Dia das Crianças, o prefeito Edivaldo homenageou os pequeninos da zona rural de São Luís ao entregar, nesta quarta-feira (11), mais uma unidade de Educação Infantil totalmente reformada e requalificada. A U.E.B. Rio Grande, localizada na comunidade de mesmo nome, se soma às cerca 70 escolas da rede municipal entregues pela Prefeitura de São Luís completamente restauradas e climatizadas. O ato de entrega das novas instalações da unidade contou com a presença do secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, e do subprefeito Criança da comunidade, Moisés Viana, 12 anos, ex-aluno da escola.

Aproximadamente 220 alunos estudam na U.E.B que oferece Ensino Infantil nos dois turnos, para crianças com idade entre três a cinco anos. A unidade possui seis salas de aula, refeitório, brinquedoteca, cozinha, diretoria/secretaria, e extensa área livre para lazer e atividades pedagógicas. Todos os ambientes da escola foram totalmente climatizados.

“Nada mais importante nessa data que presentear nossas crianças ofertando-lhes educação de qualidade, em escolas melhores estruturadas. Nossa preocupação maior é zelar pelo bem-estar de nossas crianças, principalmente no ambiente escolar, pois é lá que elas passam grande parte do seu tempo e por isso mesmo precisam estar em um espaço mais acolhedor, agradável e com toda a estrutura capaz de promover seu desenvolvimento educacional e cognitivo. Dessa forma, cumprimos o nosso dever de ofertar à comunidade escolas muito mais adequadas ao ensino de nossos alunos e com condições mais dignas de trabalho aos educadores e servidores de modo geral”, afirmou o prefeito Edivaldo.

Presente ao ato de entrega da escola, o subprefeito mirim da região, Moisés Viana, destacou a importância da escola para as crianças da localidade. “Eu, que sou ex-aluno desta escola, estou muito feliz em vê-la totalmente reformada e bonita. E como subprefeito mirim, estou imensamente honrado em participar da entrega desta obra tão importante para minha comunidade”, disse o menino na cerimônia de entrega da unidade, da qual também participaram os secretários municipais Breno Galdino (Segurança com Cidadania), Antonio Araújo (Obras e Serviços Públicos), Fatima Ribeiro (Segurança Alimentar) e a vereadora Bárbara Soeiro.

O secretário Moacir Feitosa observou que a entrega da escola demonstra a grande preocupação da gestão do prefeito Edivaldo com a Educação e com as crianças moradoras de localidades da zona rural, historicamente esquecidas pelas administrações anteriores. “O nosso cronograma de entrega de escolas prossegue com muito planejamento e responsabilidade, para que até o fim deste ano todas as 120 unidades contempladas com serviços de restauração, nessa primeira etapa do programa ‘Educar Mais’, sejam entregues à população”, observou o secretário.

Entre as unidades já entregues pelo prefeito Edivaldo, na zona rural, estão as U.E.Bs. Meus Amiguinhos e Professora Rosilda Cordeiro (Quebra Pote), Luzenir Mata Roma (Vila Nova República), São José e Cleonice Lopes (Itapera), São José de Itapera, Hortência Pinto (Coqueiro), Evandro Bessa e Enedir Santos (Santa Bárbara), São Benedito (Taim) e Casa Familiar Rural (Quebra Pote). Também já estão programadas para serem entregues, na zona rural, nas próximas semanas, as U.E.Bs. Rubem Rosa (Poeirão); Gomes de Sousa e Tiradentes (Vila Maranhão), 21 de Abril e Saraiva Filho.

OBRA

A Unidade de Educação Básica Rio Grande, entregue nesta quarta-feira (11), passou por um conjunto de serviços que recuperaram a estrutura física de todo o prédio, com reforma e ampliação de setores internos e da área externa. Os serviços na unidade incluíram intervenções na rede elétrica, hidráulica, pintura, cobertura, recuperação de salas de aula e salas de vídeo. Com o objetivo de tornar o ambiente muito mais aprazível, confortável e estimulante ao aprendizado de crianças e jovens alunos.

As obras na unidade integram o programa municipal ‘Educar Mais’, lançado no fim do mês de junho pelo prefeito Edivaldo. A melhoria continuada da infraestrutura física das escolas é um dos cinco pilares do programa, que tem ainda foco na aprendizagem, no monitoramento escolar, na formação continuada, gestão e infraestrutura. Por meio do programa está sendo realizado o diagnóstico da qualidade do ensino oferecido na rede pública municipal de São Luís, com o objetivo de realizar o acompanhamento, o monitoramento e tomada de decisões na área.

A dona de casa Francidalva Albuquerque da Silva, mãe do pequeno Geison, 5 anos, fez questão de participar da cerimônia de entrega das novas instalações reformadas da escola de seu filho. “A escola está linda e muito mais confortável agora para receber nossos filhos. Com certeza o rendimento das crianças vai ser bem melhor agora com os muitos recursos disponíveis para o ensino deles aqui”, relatou.

“Saber que nossos filhos vão frequentar agora uma escola melhor estruturada, nos dá muita satisfação e tranquilidade de deixá-los aqui. É isso o que queremos para nossas crianças: educação de qualidade para que tenham um futuro melhor. A reforma da escola superou minhas expectativas”, disse a dona se casa Flávia Cantanhede, mãe de Natalie, 5 anos, aluna da U.E.B. Rio Grande.

Praça da Lagoa da Jansen e Parque Itapiracó recebem programação especial

O direito a recreação está assegurado pela Organização das Nações Unidas (Unicef) desde o ano de 1959, quando foi aprovada uma declaração com dez direitos das crianças para garantir que elas sejam protegidas. No sentido de garantir esse direito, o Governo do Maranhão vem realizando uma série de ações públicas, gratuitas, que dão acesso à cultura e lazer para todas as crianças.

Para comemorar o Dia das Crianças, nesta quinta-feira (12), serão realizadas atividades na Praça da Lagoa e no Parque Itapiracó, a partir das 17h, com muita brincadeira, shows, espetáculos, contação de histórias e atividades recreativas. O evento, que tem como objetivo levar atividades lúdicas a espaços públicos, é uma realização do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur).

Na Praça da Lagoa da Jansen, a criançada vai se divertir com o espetáculo teatral ‘Baú Mágico’, apresentado pela Cia Beto Bittencourt. E no Parque do Itapiracó receberá o artista Irê Amado com o espetáculo ‘Cai Cai Balão’, com cantigas do universo infantil.

Casas de Cultura

As casas de cultura de Alcântara e São Luís também recebem, nesta semana, atividades que despertarão na meninada um interesse pela cultura popular maranhense que fomenta a educação patrimonial no âmbito social e político. Serão jogos, oficinas de desenho, momentos de interação envolvendo música, cinema, contações de história e muito mais.

A ação tem por objetivo fomentar um ambiente de reflexões sobre a cultura local suscitando uma troca de saberes entre crianças e adultos. Além disso, proporciona a compreensão de que as casas de cultura possuem outras funções que vão além do mero lazer, educando seus visitantes a valorizar a preservação da memória e da história.

Semana da Criança tem atividades recreativas para estudantes municipais

As Unidades de Educação Básicas (U.E.Bs.) da rede municipal de ensino de São Luís prepararam um mês inteiro de atividades para celebrar o Dia das Crianças, comemorado dia 12 de outubro. O calendário contempla ações como contação de histórias, visita a centros culturais, brincadeiras esportivas, jogos, bailinho, cineminha, brinquedos infláveis, pintura de rosto e entrega de lembranças.

O secretário de Educação, Moacir Feitosa, ressalta que em todas as unidades os gestores, professores e demais educadores tiveram a preocupação em realizar alguma atividade com os estudantes. “Eles prepararam atividades para fortalecer os vínculos, promovendo a integração dos estudantes, num momento em que a tecnologia tem substituído muitas atividades de lazer e ao ar livre. O brincar possibilita experiências novas, conhecimento e aprendizagem em meio às atividades lúdicas”, frisou o secretário.

Na Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Infantil Sofia Silva, na Vila Passos, as atividades da Semana da Criança iniciaram na terça-feira (10), e vão até sábado (14). A gestora, Francilyz Ferreira, conta que as professoras prepararam brincadeiras, danças e um baile à fantasia, com princesas, piratas e super-heróis. Além disso, a equipe de contadoras de histórias do projeto Carro Biblioteca, da coordenação do Livro Infantil da Semed, também foi convidada a animar as crianças.

Logo após a contação de histórias, as crianças da Educação Infantil da U.E.B. Sofia Silva tiveram uma tarde de autógrafos com o escritor Wilson Marques, por meio do projeto Resgatando os Autores Maranhenses, também da Coordenação do Livro Infantil da Semed.

A professora Amélia Léda Costa, da coordenação, conta que o projeto de resgate está presente em várias escolas da Rede, tendo recebido grande destaque na gestão do prefeito Edivaldo. “Desenvolver o hábito e o amor pela leitura. Esse é o objetivo do projeto, que trabalha o imaginário da criança, despertando todo o seu potencial”, disse a professora Amélia Costa.

A Creche Maria de Jesus Carvalho, na Camboa, está com uma programação repleta de atividades lúdicas e educativas para as crianças. Nesta terça-feira (10), os estudantes participaram de piquenique, banho de piscina, concurso de dança à fantasia, entre outras brincadeiras. Luís Gustavo Silva, de 3 anos, disse que adorou o banho de piscina. “Foi muito legal brincar com meus colegas”, disse. Para Lance de Fátima Matos Viana, 5 anos, a hora do lanche é a melhor. “Comi bastante frutas; eu adoro a hora do recreio”.

Entre palhacinhos, bailarinas e princesas, a pequena Marcela Marques Penha, 5 anos, comentou que adora dançar. “As minhas amigas dançam comigo, fazemos roda, é muito divertido”, discorreu. A professora Jacilene Nunes Pacheco ressalta que as atividades têm como finalidade promover a socialização entre os estudantes, além de melhorar a aprendizagem e o desenvolvimento cognitivo. “A intenção é de proporcionar atividades diferenciadas, que levem em conta a oportunidade de ofertar momentos de lazer e descontração”, assinala.

Os estudantes da U.E.B. Jornalista Neiva Moreira visitaram o Centro Cultural Vale Maranhão, no Centro, na tarde desta terça-feira (10). E, na quarta-feira (11), é a vez dos alunos da U.E.B. José da Silva Rosa visitarem o local. Já na U.E.B. Primavera, no Cohatrac, os professores prepararam para esta semana brincadeiras coletivas em sala de aula, contação de histórias e brincadeiras no pula-pula. A U.E.B. Antônio Lopes (Centro) terá esporte radical, ginástica e parquinho na quarta-feira (11), e mais cineminha, brincadeiras e pula-pula no dia 13.

 

Preço de brinquedos varia até 200% em São Luís, segundo pesquisa

A chegada do Dia das Crianças é acompanhada da expectativa dos pequenos quanto aos presentes que irão ganhar na data especial. Para ajudar pais e mães nas compras, o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/MA) pesquisou os preços dos brinquedos e o resultado foi uma variação de mais de 200% em alguns dos principais produtos.

Bicicletas, patins, skates, patinetes, jogos de tabuleiro, bonecos e bonecas, além de quebra-cabeças estão entre os brinquedos com a maior variação de preço. Confira na íntegra a lista completa e a tabela de preços no site www.procon.ma.gov.br.

A pesquisa foi realizada no período de 2 a 5 de outubro, em quatro lojas de São Luís: Ri Happy do Shopping Rio Anil, Lojas Americanas e Casa Freitas, na Rua Grande e Loja PBKids Brinquedos, na Holandeses.

Ranking

Liderando a lista de variação em 207,92% estão as bicicletas de aro 12, com preço máximo de R$ 399,00 e mínimo de R$ 129,00 nas lojas pesquisadas. Em segundo lugar, as bonecas Monster High, da fabricante Mattel, apresentaram variação de 133,36% nos preços, com máximo de valor em R$139,99 e menor valor de R$ 59,99.

Já os patins, tamanho 29 a 32, seguem em terceiro lugar com variação em 132,55%, com preço entre R$ 299,99 (maior valor) e R$ 129,00 (menor valor), seguidos dos bonecos do Hulk, da fabricante Hasbro, com 125,03% de variação e preços entre R$ 89,99 e R$ 39,99.

Zero variação de preço

Chegando a zerar a diferença de preço, estão os patins, tamanhos 37 a 40, com valor de R$ 279,00, nas quatro lojas pesquisadas. Ao lado deles, os bonecos do Homem de Ferro e Homem Aranha (Hasbro), ambos custando R$ 69,99, além da boneca Bebê Feliz de R$ 99,99 e os jogos de tabuleiro Imagem & Ação No Limite, R$ 119,99, e Quest Edição Família, da Grow, custando R$ 99,99.

Livros infantis

Para quem quer presentear as crianças com livros infantis, o Procon/MA também percorreu as lojas Tempo de Ler no Rio Anil Shopping, Leitura no Shopping São Luís e Livraria Themis no Tropical Shopping.

Um dos clássicos da literatura infantil As Crônicas de Nárnia, de C.S. Lewis, chegou a pontuar 164,07% em diferença de preço, variando entre R$ 94,80 e R$ 35,90. Por outro lado, quatro livros não apresentaram variação de preço: Senhor dos Anéis (Volume Único), de J.R.R. Tolkien; A bolsa amarela, de Lygia Bojunga Nunes; A menina Cláudia e o Rinoceronte, de Ferreira Gullar; As reinações de Narizinho, de Monteiro Lobato; e As Aventuras de Tom Sawyer.