Beyoncé mais uma vez surpreende seus fãs

A cantora Beyoncé mais uma vez surpreende seus fãs. Para aqueles que acompanham a carreira da norte-americana, a estreia do documentário “Homecoming” que retrata os bastidores da história apresentação da artista no Coachella de 2018 já era muito esperada.

Mas a novidade veio dobrada e a surpresa foi um álbum homônimo com as 40 faixas apresentadas durante o show no festival. Das 40 músicas, uma está mexendo com o coração do público: “Lift Every Voice and Sing” traz Blue Ivy, filha mais velha da cantora, cantando os versos do poema de James Weldon Johnson, conhecido como hino nacional negro.

Beyoncé tocou duas noites e foi a primeira artista negra a ser headliner do Festival que acontece na Califórnia. Para a sua apresentação, a artista inovou no palco, levando estrutura própria: uma pirâmide metálica. O show contou ainda com a presença do marido, Jay-Z, sua irmã, Solange Knowles e ex-companheiras do grupo Destiny’s Child.

Já o documentário, de 2h16min, é totalmente dedicado aos bastidores da apresentação. Os primeiros 15 minutos trazem imagens do show em abril de 2018. Depois disso, a parte documental é recheada de depoimentos da cantora que explica as intenções daquela apresentação: o resgate da cultura negra.

A cantora também fala sobre as dificuldades enfrentadas naquela época: tinha acabado de dar à luz aos gêmeos, Rumi e Sir Carter. Ela contou ainda que, para estar em forma, precisou fazer uma dieta restritiva e afirmou:

“Estou tentando descobrir como ser mãe de uma criança de seis anos e de gêmeos que precisam de mim. Fisicamente, foi um malabarismo.”, fala Beyoncé no documentário.

38 anos de tradição, via-sacra deve receber recorde de público

Com o tema “Guia-me pelas veredas da Igualdade e da Justiça”, a 38ª edição da Via Sacra, maior espetáculo teatral ao ar livre do Maranhão deverá receber, com apoio do Governo do Estado, recorde de público nas apresentações que ocorrem dias 18 e 19 de abril no bairro Anjo da Guarda, em São Luís. O início está marcado para as 18h, na Praça Recanto da Paixão.

Por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, o Governo do Maranhão está investindo R$ 300 mil para apoiar a realização do espetáculo. “Esses recursos são fundamentais para a realização da Via Sacra, utilizamos para pagar as estruturas de palco, som e luz, elenco, compra de material para figurinos e cenografia, montagem de passarela na Praça de Ressurreição e Pagamento do consumo de energia”, explica o presidente do Grupo Teatral Grita, Carl Pinheiro.

Segundo a organização do evento, são esperadas mais de 250 mil pessoas nos dois dias de espetáculo, encenado ao ar livre em pontos diversos do Anjo da Guarda.  Para o secretário de Estado da Cultura, Diego Galdino, o apoio do Estado ao espetáculo é o reconhecimento a um evento que fortalece a fé e gera renda para a comunidade.

“O espetáculo Via Sacra do Anjo da Guarda é um evento tradicional do calendário religioso do Estado, mostra a força da nossa cultura e fé, ao mesmo tempo em que oferece oportunidade de capacitação, emprego e renda para a comunidade, uma vez que mais de duas mil pessoas estão envolvidas somente na organização do espetáculo”, pontua.

38 anos de tradição

Com quase 40 anos de atuação no do Anjo da Guarda, o Espetáculo Religioso da Via Sacra é uma das principais apresentações de reconstituição da Paixão de Cristo encenadas ao ar livre no período da Páscoa. A peça tem montagem em sete pontos distribuídos no percurso de dois quilômetros das ruas do bairro.

Segurança 

Para garantir a segurança da população presente ao evento, a Polícia Militar do Maranhão organizou esquema de segurança com efetivo de 300 policiais militares, distribuídos em todos os pontos da peça e ao longo da Avenida dos Portugueses.

Os policiais serão distribuídos com atuação na Polícia Montada, por meio de motocicletas, policiamento a pé e apoio do Batalhão de Polícia Rodoviária Militar (BPRV).

O Corpo de Bombeiros também atuará na segurança do evento, com a vistoria das instalações onde ocorrerão as encenações e apoio durante os dois dias de apresentação com a atuação de 60 profissionais.

Tá sem ideia do que fazer neste sábado? O Página 2 te ajuda, confira

Ezequias Castro

O final de semana chegou e pensando nisso o página2 selecionou para você as melhores festas para badalar seu sabadão ainda com dicas de lazer para você e sua família

 

Espetáculo: O Ultimo Unicórnio

Neste sábado, às 17h, no teatro Artur Azevedo acontece à apresentação do espetáculo: O Último Unicórnio. O espetáculo é divertido, com uma linguagem simples, acessível a todos e propõe uma mensagem encantador.  Os ingressos são limitados e os preços variam de R$ 20 à R$70. Classificação: LIVRE.

Boate Observatório

A partir das 23h, acontece o Pankadão OBS que contará com a presença especial das Drags Djs convidadas Erickoptera e Britnega. Os ingressos poderão ser adquiridos na porta do vento localizado na Rua da Estrela, nº370 | Centro Histórico de São Luis, no valor de R$ 20,00 inteira e R$10,00 a meia.

CABARÉ DAS DIVAS 

Para você que curte uma boa musica indie, mas não quer perder o rebolado, acontece neste sábado o Cabaré das Divas no Bar Contraponto, localizado no Centro Histórico a partir da 18:30h. Valor: Até 20h: R$ 8, após as 20h: R$ 12.

Bar do Nelson

Para quem busca uma calmaria e ainda assim dançar agarradinhx com seu @ o point é no Bar do Nelson na Avenida Litorânea n°135. O bar funciona a partir das 21h:30 e entrada custa o valor de R$: 20,00.

Sextou? Confira a agenda cultural desta sexta-feira

Ezequias Castro

Sexta-feira chegou e com ela mais um final de semana. Pensando nisso o página2 selecionou para você as melhores festas para badalar sua sexta e dicas de lazer para você e sua família.

Sexta 22/03

Em cartaz o filme Nós

Nós, o novo filme de Jordan Peele (Corra!), é a grande estreia da semana. O filme estrelado por Lupita Nyong’o (Star Wars Episódio VII) e Winston Duke (Pantera Negra). Adelaide (Lupita Nyong’o) e Gabe (Winston Duke) decidem levar a família para passar um fim de semana na praia e descansar em uma casa de veraneio. Eles viajam com os filhos e começam a aproveitar o ensolarado local, mas a chegada de um grupo misterioso muda tudo e a família se torna refém de seus próprios duplos.

 

Espetáculo: Noite na Broadway

Com atrações para crianças e adultos, a Mostra Teatro Napoleão Ewerton acontecerá de 21 a 27 de março. Celebrando o Dia Nacional do Circo e Dia Mundial do Teatro, o Sesc preparou uma programação que contempla uma variedade de expressões artísticas maranhenses no universo dessas linguagens. O ingresso é solidário. Para ter acesso basta trocar 1 kg de alimento na bilheteria do Teatro 30 minutos antes de cada apresentação.

Projeto não deixa o sambar morrer

Revivendo o melhor do samba, nesta sexta às 20h, tem samba de roda no Beco Catarina Mina, Centro Histórico de São Luís.

 

Sexta Mix Bambu Bar

Conhecido como bar universitário hoje acontecerá a tradicional Sexta Mix Bambu Bar. A festa começará a partir das 14h e tem entrada gratuita. O Bambu Bar está localizado no bairro Sá Viana, Rua Nestor Ferreira n°57 região Itaqui-Bacanga.

 

Boate Observatório SLZ

Hoje a partir das 23h acontece na boate Observatório a festa DJ Club com os Dj’s Pedro Melo e Cybelle comandando a pista. Localizada na Rua da Estrela, n°370 | Centro Histórico da capital maranhense. Ingressos no valor de R$20,00 inteira e R$ 10,00 meia.

 

Sinuca Bar

Com entrada liberada para os 200 primeiros clientes e ritmos para agradar a todos, acontece nesta sexta-feira a festa ‘Fervo no Sinuca’. O evento é uma realização do Sinuca Bar, que promete agitar a noite dos baladeiros de plantão. Quem comandará na pista é o DJ @kaicklucas. O Sinuca Bar fica localizado na Rua da Estrela, 170-144 – Centro Histórico de São Luís.

 

Nate Club

Nesta sexta-feira (22) o DJ Thiago Costta, diretamente de Fortaleza (CE), será a atração convidada da Nate Club (Centro) e promete transformar a pista de dança, na mais animada do Brasil, a partir das 23h. Ingressos somente na bilheteria da casa. A inteira custa R$ 20 e meia-entrada R$ 10. Valores sujeitos a alterações. A boate fica localizada na Rua da Palma – Centro.

Sararau Crioulas, um evento que ressalta o empoderamento feminino e a cultura negra, confira

Poesia e participação feminina, esse será alguns dos pontos presentes na primeira edição do Sararau Crioulas. Um evento realizado pelo grupo 3D Intervenções Culturais, que está realizando um Sarau cultural que contará com apresentações de diversas poetisas, cantoras e compositoras, exaltando a mulher artista, trabalhadora, mãe e filha. O evento acontecerá amanhã, sábado, dia 23 de março no Viva Fé em Deus, das 18:00 às 21:00.
O nome Sararau Crioulas foi inspirado apartir da música Sarará Crioulo da cantora Sandra de Sá, na qual a canção traz em seus escritos a identidade negra. “E a partir dai demos uma identidade ao nosso sarau, ou seja, voltado a cultura feminina e potencializando a mulher negra e ainda destacando esse quilombo urbano reconhecido nacionalmente”, explicou um dos idealizadores do projeto, Gil Maranhão.
E quem comandará essa noite de muita poesia e resistência feminina são elas Célia Sampaio, Gisele Padilha, Heridan Guterres, Raquel Almeida, Rebeca, Nadir , representante do boi da Floresta, D. Bidoca representante da Casa de Iemanjá, Maria da Guia, Maria Sá , Deusas de Olorum, Vitória Maria dentre outras que trarão muita música, poesia e relatos motivadores de mulheres.

Maranhense assina com gravadora internacional e lança primeiro EP

O cantor e compositor maranhense, Jesus Luhcas, de 25 anos, lançará no dia 1º de março, em todas as plataformas digitais, o seu primeiro EP, intitulado de “Bicho Solto”. O trabalho autoral possui seis faixas, sendo uma inédita. O EP é composto por canções como “Garupa”,“Moços e moças”,“Isso é amor”, a inédita “Eu tenho um coração”,“É o choque” e “Bicho solto”. Sob o selo da Miranda Records, o EP será distribuído pela Altafonte, gravadora internacional responsável por nomes como Caetano Veloso, Tribalistas, Gilberto Gil e de artistas da nova geração como Baco Exu do Blues, Baiana System, Jaloo, Liniker e os Caramelos.

O cantor Jesus Luhcas falou sobre o significado desse trabalho.“Esse EP signica o primeiro passo de um grande sonho que nasceu ainda quando eu era criança. Tem doçura,tem força,tem protesto,tem Amor e tem muita vontade de deixar bons sentimentos a quem ouvir e se permitir sentir o que quero passar neste trabalho”, conta

As músicas têm inspiração em coisas do cotidiano do cantor, nos seus sentimentos e, também, nas histórias e descobertas musicais vividas por ele ao longo de dois anos como músico profissional. O EP carrega em si influências que variam do Pop à música Afro.

Sobre o cantor
Nascido em São Luís, Luhcas viveu na capital maranhense até aos 18 anos. O seu primeiro contato com a música ocorreu na própria festa de formatura do primário, quando ele tinha apenas seis anos. Dos 18 até aos 25 anos Luhcas morou na cidade de Joinville, em Santa Catarina, onde se formou em Designer e chegou a trabalhar na área por alguns anos. Atualmente Luhcas mora em São Paulo. A mudança do músico para a nova cidade ocorreu, justamente, por conta do contrato com a gravadora e a intensa agenda de apresentações que começa a fazer parte de sua rotina.

Musical “João do Vale: O Gênio Improvável” encerra programação do GEMA antes de turnê nacional

Após o grande sucesso da última temporada, o musical João do Vale, O Gênio Improvável encerra a programação do GEMA – Grandes Espetáculos do Maranhão, evento promovido pelo Governo do Maranhão e pela Secretaria de Estado da Cultura e Turismo, por meio do Teatro Arthur Azevedo. Serão quatro apresentações nos dias 22/02 às 21h, no dia 23/02 às 18h e às 21h e no dia 24/02 às 19h. As apresentações marcam a preparação para a turnê nacional prevista para iniciar ainda neste semestre.

O músico e compositor maranhense João do Vale é a inspiração do espetáculo produzido e idealizado pelo diretor do Teatro Arthur Azevedo, Celso Brandão. “Quando assumi a direção da casa em 2016, me deparei com o enorme privilégio de estar aqui nas vésperas dos seus 200 anos. E eu pensei que precisaria fazer algo que marcasse esse bicentenário. A fascinação por João do Vale sempre foi muito presente na minha vida e na minha carreira. Ele é uma figura excepcional, que representou o Maranhão Brasil afora e precisava de uma homenagem como essa que veio a casar com os 200 anos da maior casa de espetáculos do nosso Estado”, conta.

Desde 2017, o musical já percorreu diversas cidades do interior do Estado com a turnê “De Teresina a São Luís”. São Luís, Caxias, Codó, Coroatá, Pedreiras e também a capital do Piauí, Teresina, estiveram no roteiro do espetáculo, que lotou praças e espaços públicos por onde passou.

“Ficamos maravilhados com as pessoas expressando seu encanto por prestigiar o musical. Muita gente comentou que precisava de mais espetáculos como esse. Teve um rapaz que fez questão de dizer que precisava disso no dia a dia. Isso faz uma diferença enorme na vida da gente, levar para o maior número de pessoas possível uma produção 100% maranhense, com elenco 100% maranhense, fortalecendo a nossa arte e levando uma superestrutura para ocupar espaços públicos do nosso estado”, ressalta Celso.

“João do Vale, O Gênio Improvável” retrata a trajetória de João do Vale, um homem simples, natural da cidade de Pedreiras, no interior do Maranhão, que ainda na adolescência abandonou a sua terra para viver o sonho de ser compositor. Suas canções ganharam destaque nas ondas do rádio nas décadas de 60 e 70, na voz de grandes interpretes da música brasileira como Nara Leão, Zé Kéti, Chico Buarque e muitos outros.

O GEMA trouxe para o palco do Teatro Arthur Azevedo grandes produções maranhenses. A comédia “O Auto da Compadecida” teve duas sessões lotadas nos dias 2 e 3 de fevereiro. No dia 10, foi a vez do espetáculo “O Miolo da Estória”, que emocionou a todos com a dramática história do operário João Miolo. “Chico, Eu e Buarque” mostrou porque é considerado o melhor espetáculo de dança do nosso Estado sendo sucesso com uma única apresentação no dia 15, seguida de “Pai e Filho, nos dias 16 e 17, que encantou o público e foi sucesso de crítica.

Os ingressos para assistir ao musical João do Vale no GEMA estão sendo vendidos nos pontos da Bilheteria Digital (Rio Poty Hotel, Shopping da Ilha e Rio Anil Shopping), na bilheteria do Teatro Arthur Azevedo (aberta de terça a domingo, das 14h às 18h30) ou pelo site (bilheteriadigital.com). Os valores são: plateia e frisa R$ 50,00, camarote R$ 40,00, balcão R$ 30,00 e galeria R$ 20,00. Para mais informações ligue: (98) 99167-2696 ou acesse o site (cultura.ma.gov.br/taa) e as redes sociais do Teatro Arthur Azevedo

Sucesso de público, Chico, Eu e Buarque se apresenta nesta sexta

Mais uma vez o espetáculo “Chico, Eu e Buarque” retorna ao palco do Teatro Arthur Azevedo nesta sexta-feira, 15, para apresentação única no GEMA – Grandes Espetáculos do Maranhão – evento realizado pelo Governo do Maranhão e Secretaria de Estado da Cultura e Turismo por meio do Teatro Arthur Azevedo, com apoio do Foto Sombra e da Rede de Academias Bodytech.

Sucesso de público e de crítica, “Chico, Eu e Buarque” foi desenvolvido a partir da obra poética do compositor brasileiro Chico Buarque de Hollanda, idealizado pelo diretor do Teatro Arthur Azevedo, Celso Brandão, que também coordena o Núcleo de Arte de Educação (NAE), do qual fazem parte os jovens bailarinos da turma de aperfeiçoamento em dança.

“Nós tivemos a felicidade de escolher Chico Buarque, um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira, e colocar ele, artisticamente falando, dentro de um espetáculo de dança. A música dele nos permite passear pela a sua genialidade, poesia e história e transformar tudo isso em movimento. Através do trabalho fenomenal do coreógrafo e diretor Anderson Couto, nossos estudantes bailarinos adquiriram todo esse conhecimento que pra mim é uma mistura de sucesso”, pontua o produtor, Celso Brandão.

Em pouco mais de um ano de montagem, o espetáculo já foi visto por aproximadamente cinco mil pessoas somente na capital maranhense. Além de São Luís, Chico, Eu e Buarque também já se apresentou em Fortaleza, em junho de 2018, como espetáculo de abertura do Fendafor, maior festival de dança do Ceará. Ainda no mesmo ano, passou por Campina Grande (PB), no aniversário de 55 anos do Teatro Municipal Municipal Severino Cabral, e dia 18 de Janeiro de 2019, no festival “Janeiro de Grandes Espetáculos” em Recife – PE.

“Todo esse sucesso é fruto de um trabalho coletivo que começa com a coordenação da Débora Buhaten, juntamente com o Egnaldo, com o Leonidas Portela, Cléo Júnior, o próprio Anderson Couto e isso faz com que a gente consiga elevar o desempenho do nosso ballet e transforme grandes bailarinos, como foi o caso do Kleverson Fróz, logo eu tenho certeza que nós vamos mandar outros bailarinos pra outros horizontes do brasil e quem sabe pro mundo”, ressalta Celso Brandão, Diretor do Teatro Arthur Azevedo.

Na agenda de Chico, Eu e Buarque já estão marcadas passagens por Salvador (BA), no dia 17 de maio, para abertura oficial do Festival Internacional Viva Dança, além de temporada por diversas cidades do eixo Rio/São Paulo, ainda no primeiro semestre deste ano. “Eu acredito que esse projeto só tende a crescer. A força com que ele foi criado, os nossos desejos e ambições de levar arte do Maranhão pro mundo, só vai se concretizando a cada dia, por conta desse trabalho coletivo”, conclui Celso.

O GEMA ocorre durante todo o mês de fevereiro, sempre aos finais de semana. Após o sucesso da abertura, com o espetáculo “O Auto da Compadecida” e “O Miolo da Estória”, a aguardada apresentação de “Chico, Eu e Buarque” ocorre no mesmo fim de semana do espetáculo “Pai e Filho, da Pequena Companhia de Teatro, que se apresenta nos dias 16 e 17/02. E fechando a primeira edição do evento, sobe ao palco o musical “João do Vale: o Gênio Improvável”, nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro.

Os ingressos para o GEMA estão sendo vendidos nos pontos da Bilheteria Digital (Rio Poty Hotel, Shopping da Ilha e Rio Anil Shopping), na bilheteria do Teatro Arthur Azevedo (aberta de terça a domingo, das 14h às 18h30) ou pelo site (bilheteriadigital.com). Os valores são: plateia e frisa R$ 50,00, camarote R$ 40,00, balcão R$ 30,00 e galeria R$ 20,00. Para mais informações ligue: (98) 991672696 ou acesse o site (cultura.ma.gov.br/taa) e as redes sociais do Teatro Arthur Azevedo.

Só Safados promete atrair multidão neste sábado na Beira Mar

Criado em 2008 com o mero intuito de reunir amigos e familiares para cantar antigas marchinhas carnavalescas, o Bloco Só Safados hoje é um dos maiores sucessos do carnaval de rua de São Luís, arrastando multidões por onde passa. Neste ano, o Bloco vem ainda mais forte e é uma das principais atrações da programação do Pré-Carnaval de Todos, evento produzido pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), e em parceria com a Prefeitura de São Luís.

Durante todos os sábados de fevereiro, o Só Safados vai comandar a festa no Circuito Beira Mar, um dos mais belos cartões-postais da cidade e que há dois anos se
transformou em um dos principais pontos da folia momesca na capital maranhense. A primeira apresentação do Só Safados no pré-carnaval 2019 acontece neste sábado , dia 2, a partir das 16h. Ao lado dos grupos Maratuque Upaon Açú e Batuque das Onças, o Bloco Só Safados promete contagiar ludovicenses e turistas com um repertório que mescla músicas autorais, marchinhas de carnaval, afoxés e muito samba.

A produtora cultural e cantora do Só Safados, Fernanda Preta, explica que para o précarnaval deste ano,“a idéia é ocupar a Avenida Beira Mar com muita música, batucada, amor, respeito, alegria e tudo isso com segurança para a população que vem às ruas para viverem o sonho do Carnaval”. Bom humor, respeito e paz
A artista lembra que, apesar das letras irreverentes e do bom humor, o Só Safados apresenta letras com críticas sociais, ao tempo em que defende bandeiras como o resgate do carnaval de rua gratuito e descentralizado, bem como a valorização da diversidade das manifestações culturais de São Luís.

“O Só Safados deseja que o carnaval do Maranhão nesse ano marque o carnaval do país. Que as ruas sejam invadidas pela liberdade de existência de um povo que levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima o ano inteiro para sobreviver às mazelas e segregações
causadas pela diferença de classes”, pontua.

Fernanda Preta também fala com entusiasmo da oportunidade de se apresentar em um “cenário lindo”, onde o mar e a cidade se encontram, e com estrutura para comportar o público do Só Safados, que se multiplica a cada ano. “Há 3 anos o bloco arrastava no máximo 500 foliões. Na última saída do bloco,tivemos a concentração de quase 20 mil pessoas no Centro Histórico. Foi aí que percebemos que precisávamos da ajuda do Estado para continuar garantindo a brincadeira”, ressalta.

A cantora adverte ainda que o Só Safados não aceitará qualquer forma de assédio aos brincantes e que nenhum conflito será tolerado. “Nosso bloco preza pela cultura de paz. Somos contra a homofobia e exaltamos as nossas diversidades sexuais e culturais. Que sejamos plurais!”, defende.

Maratuque

Quem também promete contagiar os foliões neste sábado é o Maratuque Upaon Açú. Formado por boa parte dos integrantes do Só Safados, o Maratuque já contabiliza maisde 10 anos de atividade, mas esta será a primeira vez que o grupo se apresenta no
carnaval.

Mesclando o peso do maracatu pernambucano com ritmos da cultura maranhense, como a dança de coco e o bumba meu boi, o Maratuque Upaon Açú promete estremecer o Circuito Beira Mar com o poderoso som das alfaias, caixas e agbês, com explica a regente do grupo, Cristiane Lima Souza. “Essa oportunidade foi maravilhosa. A gente se inscreveu no edital do Governo do Estado e dentro do projeto do Só Safados a gente incluiu o Maratuque. Tá sendo muito graticante pra gente poder mostrar o nosso batuque, o nosso som, no carnaval”, frisou Cristiane.

A programação do Pré-Carnaval de Todos para este sábado conta ainda com a folia do já tradicional Bloco da Imprensa, que a partir das 18h, vai animar a Praça dos Catraeiros, também no Centro Histórico de São Luís.

Veja a programação para o sábado e o domingo:
Sábado (2 de fevereiro)
Circuito Beira-Mar
16h – Só Safados
17h – Batuque das Onças
18h – Maratuque Upaon Açú
Bloco da Imprensa
18h – Bem Dito Samba
19h – Bloco Tradicional Príncipe de Roma
20h – Brasileirinhas
21h – Favela do Samba
22h – Máquina de Descascar’alho

Domingo (3 de fevereiro)
Beco do Gavião
17h – Filhos de Iaiá
18h – Bloco Tradicional da Apae
19h – Bloco Afro Didara
20h – Escola de Samba Império Serrano
22h – Tirando Onda
Largo do Caroçudo
18h – Filhos da Terra
19h – Patota do Samba
20h – Grupo Apoteose

Alunos do IFMA lançam curta na capital maranhense

Com fim para a conclusão de curso da primeira turma de Produção Cinematográfica do Instituto Federal do Maranhão – IFMA os acadêmicos da rede de ensino lançam na próxima sexta-feira um curta-metragem chamado “Preamar”. A obra será lançada na próxima sexta-feira, dia , às 19h30, no Cine Praia Grande.

O curta conta a história de um casal, Ricardo e Cristina ,que após sete anos de casados, passam por alguns problemas em sua relação. Em um dia de feriado, o casal decide ir à praia com a sua filha Beatriz. Por um deslize dos pais, Beatriz desaparece, e o clima de tensão e suspense em uma praia lotada aumenta entre Ricardo e Cristina que desesperadamente tentam por fim àquela situação. Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em estudo feito a pedido do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, a cada hora, o Brasil registra oito desaparecimentos de pessoas. De 2007 a 2016, foram 693.076 boletins de ocorrência por desaparecimentos. Segundo a ONG Mães da Sé, em todo o Brasil, 40 mil crianças e adolescentes desaparecem anualmente.

“Preamar” tem como objetivo discutir um problema recorrente em muitas famílias, o desaparecimento de uma criança. Há muitos fatores contribuintes para estes incidentes como por exemplo a responsabilidade nos cuidados e zelo pelas crianças e a deficiência da segurança pública. O curta discute-se ainda a sociedade distraída que nos tornamos quando estamos utilizando aparelhos eletrônicos, em especial o celular e nos excluímos do mundo em nossa volta, e também sobre a fragilidade das relações conjugais.

Segundo a assessoria do grupo, o curta-metragem tem inúmeras referências visuais. A intenção é utilizar filmes reconhecidos pela critica cinematográfica como tema de cenas de “Preamar”. As principais inspirações para o curta-metragem são os filmes “Plano de Voo” (Dir. Robert Schwentke), “A Busca” (Dir. Luciano Moura), “Tubarão” (Dir. Steven Spielberg) e “Praia do Futuro” (Dir. Karim Ainouz).