Estado contabiliza mais de R$ 11 milhões investidos em educação em 15 dias

Levar esperança e dignidade para a sala de aula é um dos objetivos do Governo do Maranhão quando entrega escolas com estruturas totalmente transformadas. Atualmente, em uma parceria das secretarias de Infraestrutura (Sinfra) e Educação (Seduc), o Governo já entregou mais de 750 escolas – entre construções, reformas e revitalizações – em todo o estado. E, só nos primeiros 15 dias de maio, foram mais de R$ 11 milhões investidos em mais de seis cidades maranhenses.

Os investimentos iniciaram pela região da Baixada Maranhense, onde o Governo do Maranhão entregou as reformas dos Centro de Ensino Rio Grande do Sul, em Palmeirândia, e Artur Teixeira de Carvalho, em Peri Mirim. As escolas receberam serviços de demolição e reconstrução de paredes, pintura geral, revestimento, troca de telhado, instalação de forro, substituição de piso, portas, janelas, além da melhoria dos sistemas hidráulico e elétrico.

“O governador Flávio Dino entrega, toda semana, escolas reformadas, construídas ou revitalizadas. Já são mais de 750 obras na educação em todas as regiões maranhenses, resultado do Programa Escola Digna, que já se consolidou como o maior programa de investimentos educacionais da história do Maranhão. A cada escola que entregamos, a maior realização é ver o brilho nos olhos de estudantes e professores felizes com a mudança”, destacou o secretário Felipe Camarão.

A região Leste também foi contemplada com a entrega do Centro de Ensino Robson Parentes Noleto Silva, na cidade de Timon. Mais de 160 alunos que moram no bairro Novo Tempo, e que antes precisavam fazer um deslocamento de mais de 5 quilômetros para poder chegar até a escola, receberam um prédio novinho com seis salas, banheiros adaptados, cozinha, pátio, e salas de: informática, professores, direção, secretaria, depósito e biblioteca.

Pastos Bons e Nova Iorque do Maranhão também receberam investimentos para a comunidade escolar. O Centro de Ensino Anália Neiva, em 49 anos, nunca havia passado por uma reforma. A estrutura do prédio que estava em um péssimo estado de conservação desestimulava quem estudava e quem trabalhava na unidade.

O prédio escolar foi totalmente reformado do telhado ao piso. Com uma subestação de energia, a escola agora possui o conforto de possuir um sistema de climatização em todas as salas. Além disso, ganhou salas de professores, diretoria e um pequeno auditório.

“São os investimentos do Governo Flávio Dino que possibilitam a consolidação do maior programa educacional do estado, beneficiando todas as regiões maranhenses, garantindo mais dignidade, melhores condições de aprendizagem e futuro próspero com maiores oportunidades para todos; esse é o governo da mudança”, destacou o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto.

Nesta semana, o Governo entregou cinco unidades em um mesmo dia em São Luís. O Centro de Ensino em Tempo Integral Professora Estefânia Rosa, a Unidade Integrada Maria Firmina dos Reis, a Unidade Integrada Estado de São Paulo, o Centro de Ensino Paulo Freire e o Centro de Ensino em Tempo Integral Dr. João Bacelar Portela foram totalmente recuperados pelo Programa Escola Digna.

As cinco unidades receberam do Governo do Estado um investimento de R$ 6,7 milhões, recursos oriundos do Tesouro Estadual. Mais de 2.681 estudantes de Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular e Integral foram contemplados com a entrega das obras.

‘A mudança chegou até nós’, diz professora de escola reconstruída em Palmeirândia

“A mudança chegou até nós, não ficou só na promessa”, diz professora de escola reconstruída em Palmeirândia. Com os olhos marejados, em uma fala de agradecimento, a educadora e gestora adjunta do Centro de Ensino Rio Grande do Sul, Leoneza Cunha Ribeiro, destacou a “mudança radical” ocorrida na escola após a ampla reforma feita pelo Governo do Estado. A inauguração aconteceu nesta quarta-feira (2).

“Era uma escola que estava a ponto de desabar. Total calamidade. E hoje a gente vê se cumprindo uma promessa que marcará para sempre a história da educação de Palmeirândia, com a entrega de uma escola digna moderna”, revelou.

Essa é a primeira reforma geral na escola, que recebeu também uma para biblioteca, laboratório de informática, banheiros novos e com acessibilidade, e a climatização de todas as salas de aula.

“Mudou tudo aqui. Agora vamos realizar os sonhos que já tínhamos de fazer atividades com os alunos na biblioteca, que a gente não tinha, e agora tem; e no laboratório de informática, o que eles mais gostam”, ressaltou a professora Silvana Torres, que está há 36 anos na escola e, atualmente, é gestora da unidade.

Ainda na Baixada Maranhense, o Governo entregou, também nesta quarta, o novo Centro de Ensino Arthur Teixeira de Carvalho em Peri Mirim, beneficiando 388 estudantes do ensino médio. O antigo Cema, como era conhecido, foi fundado em 1978 e desde 1993 não recebeu qualquer tipo reforma.

“Ao assumir a gestão do Estado, o governador Flávio Dino mandou logo um recurso para garantir que as aulas iniciassem naquele ano. Isso já nos trouxe uma esperança; em seguida veio a tão sonhada reforma, que tanto pedimos em gestões passadas e nunca nos atenderam”, contou Hilário Silva, gestor auxiliar.

“A escola era degradada. Tudo muito sujo. Faltavam condições para os professores darem suas aulas, as salas quentes, banheiros insuportáveis. Agora temos salas amplas, climatizadas, vamos até poder colocar um jaleco! Qual é o professor que não gostaria de dar aula numa escola dessas? Hoje temos uma escola digna de um professor ensinar. Sinto-me privilegiada de ensinar aqui”, realçou a professora Laurijane Nunes, uma das fundadoras da escola.

A ex-estudante do CE Artur Teixeira de Carvalho, Gracinete Silva, ficou surpresa ao ver a escola após a reforma. “Antes não tinha vontade de estudar aqui, agora quero ficar aqui. O que antes era feio, sujo e acabado, agora é uma nova escola. Transformaram esse espaço, que era um depósito cheio de coisa velha, em uma linda biblioteca”, disse, admirada.

A escola foi totalmente reconstruída, recebeu climatização das salas e teve a quadra recuperada. Os banheiros, que segundo o técnico escolar, Paulo Sérgio Correia, ficavam na entrada da escola, causando má impressão para quem chegava pelas condições precárias, foram refeitos e colocados em uma área adequada na escola.

“Os banheiros eram um terror. Hoje, sim, temos uma nova escola”, destacou.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, enfatizou que este é um Governo que cuida da educação.

“O Governo está recuperando um atraso de anos na educação. Ainda há muito para fazer, mas gradativamente o governador Flávio Dino está mudando a cara da educação do Maranhão”, realçou.

“Como deputado federal e ex-militante do movimento estudantil, posso dizer que o governador Flávio Dino tem feito uma verdadeira revolução na educação”, ressaltou o deputado federal Weverton Rocha.

O prefeito Geraldo Amorim, de Peri Mirim, destacou que o Governo tem feito um excelente trabalho à frente da educação.

“Agradecemos muito pela reforma, que representa um benefício para o povo de Peri Mirim, que esperou tanto tempo por este momento”, disse.

Mais três escolas reformadas e reconstruídas serão entregues no Maranhão

A agenda de reinaugurações de prédios escolares da rede estadual, desta semana, começa na região da Baixada Maranhense, onde o Governo do Maranhão, por meio das Secretarias de Estado da Educação (Seduc) e de Infraestrutura (Sinfra), entregará, nesta quarta-feira (2), as obras de reforma dos Centro de Ensino Rio Grande do Sul, em Palmeirândia, e Artur Teixeira de Carvalho, em Peri Mirim. Na quinta-feira (3), haverá a entrega de um Centro Educa Mais em Itapecuru Mirim.

Juntas, as duas escolas da Baixada Maranhense receberam investimentos na ordem de R$ 1,2 mil, garantindo, praticamente uma reconstrução dos prédios escolares, que receberam serviços de demolição e reconstrução de paredes, pintura geral, revestimento, troca de telhado, instalação de forro, substituição de piso, portas, janelas, além da melhoria dos sistemas hidráulico e elétrico.

O Centro de Ensino Rio Grande do Sul, em Palmeirândia, é uma escola com seis salas de aula. Além da obra de reestruturação da infraestrutura do prédio, a escola recebeu 181 kits de carteiras escolares, bebedouro, fogão industrial, três aparelhos de ar condicionado, além de louças para a merenda escolar.

Na quinta-feira (3) será a vez da comunidade estudantil de Itapecuru Mirim receber o novo Centro Educa Mais. O antigo Centro de Ensino Airton Sena foi totalmente reformado e adaptado, e a partir de agora será o Centro Educa Mais Ayrton Senna, um dos novos 25 Centros Educa Mais implantados este ano.

A obra recebeu investimento de R$ 995.748,94, que permitiram serviços de reestruturação dos pilares e vigas, paredes e painéis, troca de portas, esquadria, madeiramento do telhado, estrutura de aço para cobertura, instalação de forro, revestimento, piso, melhoria das instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, assim como aquisição e instalação de louças e assessórios, dentre outros serviços.

A escola também recebeu uma subestação que vai garantir a climatização de todas as salas de aula, beneficiando cerca de 600 estudantes do Ensino Integral e do Ensino Regular, com um espaço salubre, aconchegante e verdadeiramente digno.

“O governador Flávio Dino entrega, toda semana, escolas reformadas, construídas ou revitalizadas. Já são mais de 750 intervenções em escolas em todas as regiões maranhenses, resultado do programa Escola Digna, que já se consolidou como o maior programa de investimentos educacionais da história do Maranhão. A cada escola que entregamos, a maior realização é ver o brilho nos olhos de estudantes e professores felizes com a mudança”, destacou o secretário Felipe Camarão.

Educação Integral

No Centro Educa Mais Ayrton Senna, em Itapecuru Mirim, a Educação Integral está sendo implantada de forma gradativa. Assim, neste ano, 170 alunos das quatro turmas do 1º ano serão atendidos por esse novo modelo educacional. Até 2020 a escola será, exclusivamente, em Tempo Integral.

“Nós estamos vivendo um momento único e de plena felicidade. A nossa escola estava totalmente deteriorada, sem ventilação, sem a mínima estrutura para funcionar, com a quadra interditada. Hoje nós temos uma nova escola, reformada, acolhedora, que certamente teremos muito mais condições de melhorar o processo de ensino e aprendizagem. Uma escola que podemos chamar de Escola Digna”, disse o professor Jean Cleseo Vieira, gestor adjunto da escola.

SERVIÇO
O quê: Entrega dos Centros de Ensino Rio Grande do Sul, em Palmeirândia; Artur Teixeira de Carvalho, em Peri Mirim; e Centro Educa Mais Ayrton Senna, em Itapecuru Mirim.
Quando e onde: Nesta quarta-feira (2), às 9h, no CE Artur Teixeira de Carvalho, em Peri Mirim; às 10h30, no Centro de Ensino Rio Grande do Sul, em Palmeirândia; e na quinta-feira (3), às 10h30, no Centro Educa Mais Ayrton Senna, em Itapecuru Mirim.

Estudantes recebem Escola Digna perto de casa em Tutóia

“Tenho três netos e uma bisneta que iam andando debaixo de sol e de chuva para poder assistir aula. Era uma rotina muito difícil, quem tinha moto levava seus filhos de moto, quem não tinha ia andando mesmo”, conta emocionada a dona de casa Maria Anália, moradora do povoado Boa Hora, em Tutóia.

Dificuldade agora superada com a entrega, no último sábado (28), pelo Governo do Estado, do novo equipamento escolar da Unidade Integrada Domingos Constantino de Caldas.

A nova unidade escolar, construída com investimentos da ordem de mais de R$ 510 mil, dá continuidade às ações do Programa Escola Digna, e atenderá 74 estudantes do Povoado de Boa Hora que tinham a rotina diária de ir andando até a escola mais próxima, localizada a 3 quilômetros do povoado, no vilarejo Surrão, para assistir aulas na única escola que atendia às duas comunidades.

A U. I. Domingos Constantino de Caldas conta com 4 salas, cozinha, banheiros, pátio e setor administrativo, além de mobiliário novo, adequada à prática do ensino e  da aprendizagem.

Patrícia da Silva, 12 anos, conta que para chegar à escola mais próxima era preciso caminhar mais de uma hora, debaixo do sol ou da chuva, e a falta de estrutura adequada prejudicava o aprendizado dos estudantes dos dois povoados. Agora, com a escola mais próxima de casa, o aprendizado será mais proveitoso e melhor.

“Íamos todos caminhando, saíamos de casa banhados e chegávamos suados na escola. A escola ser perto de casa me traz alegria. O governador olhou por nós, fico feliz por isso. Agradeço por ele ter feito um colégio aqui no Boa Hora”, afirma a estudante.

A cerimônia de inauguração contou com a presença do prefeito Romildo Damasceno Soares, do secretário adjunto de Suporte ao Sistema Educacional da Seduc, Anderson Lindoso, autoridades locais, população de Boa Hora e povoados vizinhos.

“O governo do estado está se sensibilizando a favor da educação dos maranhenses e construindo escolas maravilhosas como esta. Quero agradecer o governador Flávio Dino que tem compromisso com a educação e com os municípios. Essa escola é muito importante para toda a região, nós só temos a agradecer”, afirmou o prefeito Romildo Damasceno Soares.

Para o secretário adjunto da Seduc, Anderson Lindoso, é a 5ª Escola Digna entregue, somente na última semana, e significa o compromisso e investimento do governo Flávio Dino, com um futuro melhor.

“Mais uma Escola Digna entregue, agora aqui no povoado Boa Hora, em Tutóia. A população está recebendo esse presente com toda essa alegria. O Governo Flávio Dino investe em esperança e no futuro do Maranhão, que são essas crianças e jovens. Antes não tinha e agora tem escola digna em Boa Hora. Viva Tutóia, Viva Boa Hora, Viva o Maranhão!”, ressaltou Anderson Lindoso.

Com a inauguração em Tutóia, o governo chega à marca de 26 Escolas Dignas entregues à população maranhense, em menos de dois meses, incluindo prédios novos, reconstruídos e reformados. Além de 15 Faróis do Saber inaugurados em diversas regiões do Estado.

‘Caía os pedacinhos de taipa por cima dos alunos’, diz cacique de uma das Aldeias que recebeu Escola Digna

“Nosso sonho era de ter um colégio de qualidade para nossas crianças. ‘De primeiro’, caía os pedacinhos de taipa por cima dos alunos. Nós sempre pensava, um dia o Estado vai ver isso. Hoje é uma boa ‘conhecimento’ que está nascendo na nossa comunidade. Agradecemos muito e muito”, revelou emocionado o cacique Leondino Ribeiro Guajajara, da Aldeia Boa Vista, no município de Jenipapo dos Vieiras, que recebeu nesta quarta-feira (25), uma escola digna indígena. Além desta escola, que atenderá 35 alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental de 1° ao 4° ano, o Governo do Estado entregou também mais três escolas dignas em aldeias indígenas da região.

Na aldeia Montanha Nova, a professora Evanilda Jácone, que leciona há nove anos na comunidade, relatou os momentos difíceis que passou sem ter um local adequado para ensinar. “Só Deus sabe o quanto sofremos com esses alunos, chegando a ter aulas debaixo de um cajueiro e quando chovia a gente corria para as casas. Hoje temos uma escola de verdade com banheiros, sala de aula e um lugar ‘pra’ guardar nossas coisas [pausa com choro]”, contou.

“Outrora não existia governos preocupados com a dignidade dos povos indígenas. Isso que estamos vivendo hoje é uma resposta àqueles que nada fizeram. Jenipapo nunca recebeu tanto apoio como no Governo Flávio Dino”, destacou o prefeito Moisés Ventura.

Ainda em Jenipapo dos Vieiras, foi entregue uma escola digna indígena na Aldeia Raimundão para atender cerca de 150 estudantes. “Foi muito tempo lutando até chegar aqui. A chuva vinha e derrubava e nós ‘fazia’ de novo. Mas agora a gente tem uma escola”, disse o cacique José Orlando, o Raimundão, como é popularmente conhecido.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, enfatizou que o governo é feito com a participação popular e o diálogo. “As escolas dignas indígenas entregues foram compromissos do governador Flávio Dino, que tem um carinho especial e respeito com a população indígena. Ainda há muitas escolas que serão entregues nesta região, em aldeias que nunca antes receberam a atenção do poder público e agora têm a presença de autoridades entregando equipamentos tão importantes como essas escolas”, assinalou.

O secretário de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, destacou a importância da entrega das escolas dignas à população indígena. “Primeiro o fortalecimento da educação indígena, oferecendo e dando condições dignas aos professores e aos alunos; segundo, a consolidação das políticas públicas indígenas, resultado do trabalho do Governo do Estado com as organizações indígenas e representações das etnias indígenas, e terceiro, representa o fortalecimento da cultura e identidade indígena, demonstrando claramente que no Maranhão o governo tem que ser para todos”, enumerou.

“Vale muito a pena estar aqui e ver as escolas dignas sendo entregues aos estudantes indígenas. É o governador Flávio Dino fazendo uma revolução através da educação, levando dignidade a todo o estado”, ressaltou o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto, que participou das entregas.

Além dele, participaram também das solenidades de inauguração, o vereador Pedro Lucas Fernandes; vereadores de Jenipapo, lideranças indígenas da região, a gestora regional de educação de Barra do Corda, Maria Vanda, entre outras autoridades.

Oito aldeias beneficiadas em Barra do Corda

Na Aldeia Três Irmãos, já no município de Barra do Corda, o Governo do Estado entregou às 98 famílias que residem na aldeia, um novo prédio escolar que atenderá não só às aulas para as crianças e jovens daquela comunidade, mas também, famílias das aldeias: Pé de galinha, Remanso, Belém Dois, Eurico Gonçalves, Santa Rosa, Manancial e Santa Cruz.

A Escola Indígena Ireno Rosa possui 4 salas, banheiros adaptados, cozinha, despensa e administrativo, entre outros espaços e foi construída com investimentos da ordem de R$ 511.351,90.

Segundo a gestora geral da Escola Indígena Ireno Rosa, Maria do Amparo Araújo, ao todo 301 alunos serão beneficiados com a nova escola, que funcionará nos turnos matutino e vespertino com ensino regular e no turno noturno com Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Maria do Amparo fala, ainda, que antes do novo prédio, vários eram os entraves para que se pudesse oportunizar a prática escolar adequada para a educação dessas crianças, jovens e adultos. E comenta os inúmeros benefícios que o novo prédio trará aos estudantes das aldeias, que serão atendidas.

“Quando nós chegamos aqui, em 2012, a escola era de taipa, o piso era de barro, as cadeiras não existiam, não tinha estrutura. Nós trabalhávamos apenas com a vontade de ensinar. Hoje nós somos muito gratos ao governador Flávio Dino e ao secretário de educação, Felipe Camarão, porque eles foram os únicos políticos que olharam pela comunidade da aldeia Três Irmãos”, afirma ela.

As péssimas condições do prédio também são relembradas pelo estudante Romildo Fernandes Guajajara, que conta que a primeira escola construída na aldeia era inadequada às aulas.“A primeira escola que nós tivemos aqui era muito simples, não era confortável. Mas hoje as coisas estão melhorando para nós, estamos recebendo uma escola bem confortável, com ventiladores, carteiras bonitas, lousa para aa professora. E tudo isso traz alegria para nós como alunos. Estamos muito felizes”, afirma Romildo Guajajara.

Já a estudante Marília da Silva Guajajara conta que a antiga escola possui a apenas duas salas de aula que eram compartilhadas com todos os alunos, dificultando o aprendizado e o trabalho dos professores. “Era muito ruim porque todo mundo estudava junto, todos apertados. Hoje temos uma escola grande, bonita, e todo mundo pode estudar em sua própria série”, diz Marília.

Peritoró ganha Escola Digna

Nesta terça-feira (17), o Governo do Estado entrega no município de Peritoró, povoado Mendonça, a Escola Municipal Nossa Senhora da Conceição, construída pelo Programa Escola Digna, em substituição à antiga estrutura de taipa, que abrigava as aulas.

Construído com recursos da ordem de R$ 388.595,87, em parceria com a empresa Algar, o novo prédio escolar será entregue totalmente equipado com duas salas de aula, pátio, banheiros acessíveis, cozinha, entre outros espaços, que visam garantir a qualidade do processo de ensino e aprendizagem de aproximadamente 66 estudantes matriculados na escola.

O povoado Mendonça, que fica a cerca de 12 km da sede do município, também recebeu um poço que fará o abastecimento de água da escola e mais 45 residências. Participam da solenidade de inauguração, marcada para 11h, o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, o prefeito de Peritoró, Josias Lima Oliveira, Pe. Josias, e autoridades locais.

Escola Municipal Nossa Senhora da Conceição

As péssimas condições da antiga escola municipal ganhou repercussão em rede nacional, em 2016, após o pequeno Taylan Maia, aluno da EM Nossa Senhora da Conceição, mostrar em vídeo, divulgado amplamente nas redes sociais, a sua escola.

Escola Digna, salário recorde e ensino integral formam ciclo inédito na Educação do Maranhão

O aluno acorda e veste o uniforme recebido gratuitamente. Depois do café, embarca num ônibus escolar rumo à escola, também sem precisar gastar qualquer quantia. No colégio, ele tira da mochila os materiais comprados com um cartão que recebeu sem pagar nada. Quem dá aula para ele é um professor que tem o mais alto salário da rede pública estadual do Brasil.

Quando ele terminar o ensino fundamental, este mesmo aluno tem a oportunidade de cursar um ensino integral e profissionalizante em uma escola pública premiada internacionalmente. Depois disso, ele pode fazer o curso superior numa universidade pública de qualidade recém-criada.

Tudo isso é possível na rede pública estadual do Maranhão, que vive desde 2015 um ciclo inédito de investimentos. Antes, era impossível imaginar esse cenário descrito acima.

Veja abaixo algumas dessas ações inéditas na Educação maranhense:

Mais de 700 Escolas Dignas

O programa Escola Digna já construiu, reconstruiu e reformou mais de 700 colégios municipais e estaduais em todo o Estado. Muitos foram transformados do teto ao piso, com ar-condicionado e materiais novos. Trata-se do maior programa de recuperação e construção de escolas da história do Maranhão.

40 escolas de ensino integral

Até 2014, o Maranhão não tinha nenhuma escola integral na rede pública estadual. Isso mudou com a chegada do IEMA, que oferece ensino profissionalizante, e com os Centros Educa Mais, que dá uma formação muito mais completa para os estudantes do ensino médio regular. Juntos, IEMA e Educa Mais têm 40 escolas de ensino integral em todo o Maranhão.

Uniformes para todos os alunos da rede estadual

Pela primeira vez, todos os alunos da rede estadual receberam uniformes. Foram mais de 700 mil fardamentos em todo o Maranhão em 2017. E agora em 2018 a entrega já começou de novo. Todos os fardamentos são feitos no Maranhão, o que estimula a economia e cria empregos.

O maior salário para os professores do Brasil

O Maranhão paga o maior salário para professores em início de carreira com licenciatura plena e jornada de 40 horas semanais. São R$ 5.750,83. O reajuste de 30,35% em três anos foi acima da inflação. Além disso, mais de 22 mil professores receberam benefícios de progressões, titulações, estímulos e promoções na carreira.

Bolsa Escola ajuda mais de 1,2 milhão de alunos

Em três edições, o Bolsa Escola já entregou mais de 3 milhões de cartões para estudantes comprarem material escolar. São mais de R$ 150 milhões investidos nas crianças e nos adolescentes do Maranhão. Os alunos recebem um valor para fazer as compras nas lojas credenciadas. Com o cartão, os estudantes garantem caderno, caneta, livro e outros materiais.

80 ônibus escolares e 2 lanchas

De nada adianta ter escola e uniforme se os alunos não conseguem chegar às salas de aula. É por isso que o Governo do Maranhão vem entregando ônibus para transportar estudantes das zonas rurais e de difícil acesso. Duas lanchas também já estão em Cajari e Penalva para levar alunos que moram onde só dá para chegar de barco na época da cheia.

Uma nova universidade para o Maranhão

A UemaSul começou a funcionar em 2017, em Imperatriz (sede) e Açailândia, oferecendo uma nova opção de ensino superior público na região para 2 mil alunos. A universidade atende 22 municípios e preenche uma reivindicação antiga do Sul maranhense.

Escola Digna é entregue em São Raimundo do Doca Bezerra nesta sexta-feira

O Governo do Estado entrega, nesta sexta-feira (13), no município de São Raimundo do Doca Bezerra, no povoado Centro do Chiquinho, a Escola Municipal São Raimundo, construída pelo Programa Escola Digna, em substituição à antiga estrutura de taipa, que abrigava as aulas.

Com investimento da ordem de R$ 388.595,87, a nova escola será entregue totalmente equipada, com duas salas de aula, pátio, banheiros acessíveis, cozinha, dentre outros espaços, que visam garantir a qualidade do processo de ensino e aprendizagem de aproximadamente 20 estudantes.

A localidade também recebeu um poço que fará o abastecimento de água da escola e de 14 residências.

Participam da solenidade de inauguração, marcada para as 10h, os secretários estaduais Felipe Camarão (Educação) e Clayton Noleto (Infraestrutura); o prefeito Seliton Miranda de Melo e autoridades locais.

Autorizada construção de mais 4 escolas em municípios sem prédios da rede estadual

O Governo do Estado assinou, nesta terça-feira (10), Ordens de Serviço para construção de 4 novas escolas de Ensino Médio nos municípios de Centro do Guilherme, Maracaçumé, Boa Vista do Gurupi e Conceição do Lago Açu. Ao todo são R$ 6 milhões investidos para oferecer aos estudantes dessas cidades um prédio próprio do Estado, assegurando a qualidade do processo de ensino e da aprendizagem.

“São cidades que até hoje não têm prédios próprios do Estado para oferta do Ensino Médio, e que agora terão escolas de qualidade com seis e oito salas.  Essa ação foi um compromisso do governador Flávio Dino com o povo do Maranhão. O governador encontrou o estado com 35 municípios sem prédio próprio da rede estadual de ensino. Com a parceria Seduc e Sinfra, já foram construídas 20 escolas nessas cidades pelo Programa Escola Digna”, destacou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

“O governo Flávio Dino, por meio da exitosa parceria Seduc/Sinfra, tem feito o maior programa educacional da história do Maranhão levando mais dignidade e melhores condições de ensino para os nossos jovens, isto significa um futuro diferente com mais oportunidades para todos”, frisou o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto.

O Governo do Estado já investiu até o momento o montante de R$ 800 milhões em escolas, Núcleos de Educação Integral e na construção de unidades do Instituto de Educação de Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA).

Em Boa Vista do Gurupi será construída uma escola de 6 salas, com investimentos de R$ 1,5 milhão; Centro do Guilherme receberá investimentos de 1,3 milhões, com a escola de 6 salas; Maracaçumé terá uma escola de 8 salas, com R$ 1,4 milhão; e Conceição do Lago Açu R$ 1,8 milhão, com uma escola de 12 salas de aula.

“Para nós, que somos prefeitos, esse investimento é um grande avanço. Não só para meu como para todos esses municípios que muito necessitam desse olhar solidário do nosso governo Flávio Dino. Todos estão de parabéns”, revelou Antônio Batista, prefeito de Boa Vista do Gurupi.

“Nossa regional sempre foi uma região isolada pelos governos passados. Mas o governo Flávio Dino tem feito um esforço para atender constantemente nossas demandas. É importante agora que todos acompanhem as obras”, ressaltou o deputado estadual Josemar de Maranhãozinho.

Escola Digna e Farol do Saber são entregues à população de Paulo Ramos

O Governo do Estado entregou à população de Paulo Ramos a Escola Digna Cantinho do Saber e o Farol Do Saber ‘Professora Eliane Araújo de Sousa’.

A Escola Municipal Cantinho do Saber, fica no povoado localizado à cerca de 80km da sede de Paulo Ramos, em uma região de difícil acesso, e tem cerca de 122 famílias. A inauguração da escola traz esperança e alegria à todos os moradores. “Essa escola aqui não tem nem comparação com as outras, porque, antes, as crianças estudavam em uma casinha de palha, e agora esse ano tá bom demais, ‘nós’ só espera agora tudo de bom”, afirma a avó de três crianças que vão estudar na escola nova, Marinete Pereira da Silva, 53 anos.

As crianças estudavam provisoriamente em uma escola em Assentamento, e tinham que percorrer enormes distâncias para poder estudar. “Daqui pra ir pro Assentamento é muito longe para essas crianças irem todo dia a pé. Tendo um colégio na nossa comunidade, dá ‘de’ todo mundo estudar, até os adultos à noite. E as crianças não precisam ir ‘acolá’, que é distante e não tem casa perto”, ressalta Raimunda da Silva, 23 anos que cuida dos sobrinhos.

A entrega da Escola Digna contou com a presença da deputada estadual Ana do Gás, do prefeito de Paulo Ramos, Deuzimar Serra, do secretário de Cultura e Turismo Diego Galdino e do Secretário de Educação, Felipe Camarão. “O que está acontecendo aqui hoje no Centrão é especialmente para vocês, mães, pais e crianças. O governador Flávio Dino faz acontecer enquanto muitos não fazem. Somos muito agradecidos”, disse o prefeito Deuzimar Serra.

A deputada estadual Ana do Gás, esteve presente na inauguração, e reforça o agradecimento. “Nós só temos a agradecer, porque é uma luta é grande. Esse é um verdadeiro Cantinho do Saber. Mães, como é satisfatório ver os seus filhos estudando em uma escola assim. Estou muito feliz de presenciar e apoiar todos os projetos do governador, como o Escola Digna”, ressaltou a deputada Ana do Gás.

“Estive rodando o Maranhão durante essa semana, articulando obras, vistoriando outras e agora aqui no Centrão entregamos a vocês uma Escola Digna, e quero lhes dizer que ainda vamos fazer outras escolas aqui em Paulo Ramos, em parceria com a prefeitura. Reafirmo o compromisso, carinho e atenção do governador Flávio Dino com todos vocês. Vejam esse prédio e o que está sendo entregue, é o prédio mais bonito daqui do Centrão e é uma Escola Digna, isso é muito significativo. Viva a Educação, viva o Centrão!”, enfatizou o secretário Felipe Camarão.

Farol do Saber
Com investimento de R$ 198.456,76 o Governo do Maranhão por meio das Secretarias de Estado da Cultura e Turismo (Sectur) e da Educação (Seduc), realizou a revitalização do Farol do Saber ‘Professora Eliane Araújo de Sousa’ localizado no município de Paulo Ramos. A reforma que integra a ação de requalificação de todos os 118 faróis foi entregue na tarde desta sexta-feira (16).

Com duração de apenas dois meses de obras, o Farol do Saber de Paulo Ramos deverá contribuir para a criação de um ambiente confortável aos seus visitantes.
Dentre as obras realizadas no local, estão a revitalização de sua estrutura física, o reforço do acervo com mais de 500 obras, a climatização e a acessibilidade.

O secretário da Sectur, Diego Galdino, disse que equipamentos culturais como os faróis dos saberes são importantíssimos para que o maranhense tenha acesso a leitura.
“Ficamos felizes com a entrega de mais um Farol, esperamos que a população usufrua desse espaço que tem como objetivo incentivar a leitura e o acesso ao conhecimento. Este espaço foi pensado para atender os mais variados tipos de públicos de crianças a idosos, além de pessoas com deficiências, pois trabalhamos para que esse espaço seja acessível a todos”, ressaltou Diego Galdino.

Segundo a coordenadora do sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, Aline Nascimento, a reforma do Farol do Saber ‘Professora Eliane Araújo de Sousa’ trará a população de Paulo Ramos um ambiente digno para realização de pesquisas.

“Ficamos felizes em entregar mais um Farol do Saber inteiramente reformado, um espaço novo, confortável e salubre que contribuirá para que a população de Paulo Ramos tenha acesso à leitura”, disse Aline Nascimento.

A coordenadora do Farol do Saber do município de Paulo Ramos, Francitonia de Vasconcelos, disse que o local está pronto para receber alunos de diversos áreas e segmentos.
“Ficamos muito felizes com a reforma, agora temos um ambiente em que os alunos vão querer frequentar, pois o nosso acervo foi atualizado e o ambiente é extremamente agradável para quem quer colocar os seus estudos em dias”, falou a coordenadora.

Dentre as ações de revitalizações  dos Faróis do Saberes  está a contratação de 94 bibliotecários para rede de Bibliotecas Faróis do Saber. O objetivo é fazer com que cada espaço possua um bibliotecário tecnicamente responsável pelo Farol.

Vitorino Freire

o secretário de Educação, Felipe Camarão, esteve na cidade de Vitorino Freire e vistoriou duas escolas da Rede Estadual. A primeira foi o Centro de Ensino Rui Barbosa, que atende 756 alunos nos três turnos e foi reformada pela última vez em 2003. A escola é referência na região pelo número de alunos aprovados nos vestibulares todos os anos.

Na ocasião o secretário Felipe Camarão, acompanhado da prefeita Luanna Bringel, anunciou reparos na estrutura da escola. Também participou da agenda o deputado estadual Stênio Rezende.

A segunda escola visitada foi o Centro de Ensino Aparício Bandeira, que atende 512 estudantes nos três turnos e passou por uma reforma em 2005. A escola  conta ainda com  anexos nos povoados Juçaral dos Saraivas, Juçaral Mirim, Brejo das Flores, São João do Grajaú, Mururu e Pedra do Salgado em parceria com o município. O secretário Felipe anunciou revitalização do espaço escolar.

Além disso, foi assinado pelo secretário de Cultura e Turismo, Diego Galdino, a ordem de Serviço para a revitalização do Farol do Saber ‘Professora Olivia Tavares Pessoa’. As obras irão iniciar na próxima quarta-feira, 21.