Flávia Bittencourt, Alceu Valença e Nando Cordel levaram multidão para Arraial da Maria Aragão

Mistura de ritmos, sotaques, sabores, cores e muita alegria. Assim foi a segunda noite do São João de Todos 2018, evento promovido pelo Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura de São Luís.

No palco principal da festa no Arraial da praça Maria Aragão, grandes nomes da música popular brasileira: Alceu Valença e Nando Cordel, que se apresentaram ao lado da maranhense Flávia Bittencourt, fizeram um show emocionante e cheio de grandes sucessos.

“Como nordestina e maranhense, poder cantar no São João me enche de alegria. Poder cantar ao lado de grandes ídolos como Alceu e Nando, me deixa muito feliz”, conta a anfitriã da noite, Flávia Bittencourt.

Nando Cordel fez questão de destacar o caráter democrático da festa maranhense. “São João é isso, é uma festa para todo tipo de gente e eu tenho percebido em outros lugares que as pessoas estão se separando das outras, dividindo os espaços. Fico muito feliz de chegar aqui e encontrar essa festa aberta e linda”, destaca o cantor.

Ovacionado pelos maranhenses e turistas que foram ao Arraial, Alceu Valença levou grandes sucessos e descontração para o show.

“Participar dessa grande festa me enche de alegria. São João é baião, é forró, é sanfona, é toada”, conta Alceu.

Valença também destacou outra importante característica da festa. “Por ser uma festa democrática, todo mundo ganha, é um incentivo à economia criativa, ao turismo e à cultura”, afirma.

Se de um lado, os artistas eram só alegria, do outro, as milhares de pessoas da plateia, eram puro encantamento.

Foram pessoas como a estudante universitária, Maria Luiza, que saiu cedo de casa para garantir um lugar privilegiado para assistir aos shows.

“Sai cedo para conseguir pegar um bom lugar e prestigiar essa grande festa da cultura maranhense que é o São João. Essa é a nossa manifestação mais importante e tem sido perpetuada com ações como essa, de um arraial de fácil acesso e que recebe pessoas de todos os lugares”, comenta a estudante.

Genuinamente maranhense
Já no palco de apresentações, as cores e o canto ritmado do Boi Novilho Branco, Boi da Soledade, da dança country Cowboy de Ouro e o Boi de Maracanã fizeram deste sábado (16), um dia cheio de atrações de peso na Maria Aragão.

Homenagem 
O São João de Todos deste ano conta com mais de 500 atrações locais e shows nacionais, até 1° de julho. Além de homenagear os grupos de bumba meu boi do sotaque costa de mão, trazendo o sotaque como tema da festa.

São João de Todos terá Fagner, Alceu Valença, Flávia Bittencourt e vários outros artistas

O São João de Todos 2018 já tem grandes nomes confirmados para se apresentar em São Luís e Imperatriz a partir do dia 15 de junho. São artistas como Flávio José, Fagner, Flávia Bittencourt, Alceu Valença, Pinduca e Lairton e Seus Teclados.

Na capital, a festa organizada pelo Governo do Maranhão vai de 15 de junho a 1º de julho. Em Imperatriz, o São João de Todos chega pela primeira vez com uma semana inteira de programação, entre 23 e 30 de junho.

Várias datas já estão definidas. Alceu Valença, Flávia Bittencourt e Nando Cordel se apresentam no dia 16 de junho, na capital. No dia 28 de junho, é a vez de Fagner, também em São Luís. Todos esses shows serão no Arraial da Maria Aragão.

O Arraial do Ipem terá Agnaldo Timóteo no dia 28 de junho. Flávio José vai ser apresentar no dia 1º de julho.

No Arraial da Vila Palmeira, a atração do dia 1º de julho é Lairton e Seus Teclados. Antes disso, o show passa pela cidade de Imperatriz, no dia 26 de julho.

A cidade da Região Tocantina também terá mostra de quadrilhas, uma das principais atrações da festa.

Expansão

O Governo do Estado já vinha apoiando o São João de Imperatriz e dezenas de cidades do interior maranhense por meio de parcerias e investimentos. Mas desta vez o município vai receber uma festa muito maior e mais completa, assim como na capital.

“Para gente, é uma vitória para a cultura e um avanço inovador. E principalmente uma comprovação que de fato é um Governo de Todos e para todos”, comemora Neto de Azile, presidente do Conselho Estadual de Cultura.

“Quando a gente expande as ações e respeita o diálogo cultural com os fazedores de culturas mais distantes, começamos então a construir o São João como fomento à diversidade cultural”, completa.

Terça-feira tem muito samba no centro de São Luís

Nesta terça-feira (13), último dia de folia, a programação oficial do Carnaval de Todos 2018 vem recheada de atrações locais e nacionais que não vão deixar ninguém parado: muito samba e pagode no circuito Beira-Mar, blocos tradicionais, afros e organizados, shows, tribos de índio, grupos de tambor de crioula e muito mais.

Começando pela Vila Gracinha, logo às 17h, a programação conta com as apresentações do Bloco Alternativo Ecológico Lírio do Amor, dos Ritmistas Unidos da Madre Deus, Bloco Alternativo Tribal, Show Divina Batucada e finaliza com o show As Brasileirinhas.

Também às 17h, a folia tem início na Praça da Saudade, com Bloco Tradicional Os Reis da Liberdade, Bloco Alternativo Banda Banguela, Bloco Tradicional Os Apaixonados, Bloco Alternativo Banda do Peru, Bloco Tradicional Os Brasinhas, Bloco Alternativo Jumenta Parida, Bloco Tradicional Os Trapalhões, Bloco Alternativo Só Safados, Bloco Alternativo Bloco do Samba e Bloco Tradicional Os Especialistas do Ritmo, encerrando com show de Adão Camilo.

Ainda na tarde de terça, os foliões terão programação especial na Praça da Saudade, Largo do Caroçudo, trajeto de blocos entre o Largo do Caroçudo e a Casa das Minas e as apresentações de dez grupos de tambor de crioula na Tenda do Tambor de Crioula.

Fundo de Quintal vai levar muito samba à Beira-Mar. (Foto: Divulgação)

Circuito Beira-Mar

Nova sensação entre os foliões, o circuito Beira-Mar traz uma programação especial para o último dia de folia. Com concentração marcada para as 16h, o circuito terá a apresentação de blocos tradicionais e alternativos, que vão garantir muita animação ao som de sucessos maranhenses.

A novidade deste ano – a participação de artistas nacionais – é marcada pelas apresentações no Bloco Bittencá e Acolá, onde a maranhense Flávia Bittencourt receberá Maria Gadú, Betto Pereira e o grupo Bicho Terra.

“O público pode esperar muita animação, com marchinhas em arranjos de música eletrônica”, promete Flávia Bittencourt.

Outro bloco com participação de artistas nacionais é o Bloco Samba, Carnaval e Argumento. Puxado pelo grupo maranhense Argumento, o bloco terá participação especial da banda Fundo de Quintal e do cantor Péricles.

“Essa será uma das melhores e inesquecíveis experiências para gente, que é poder tocar numa terra tão vibrante como o Maranhão, durante o carnaval. Um povo cheio de calor e receptividade”, antecipa Ubirany, um dos vocalistas do Fundo de Quintal.

A programação é do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), em parceria com a Prefeitura de São Luís e apoio cultural do Grupo Mateus, e pode ser vista neste link.

Show memorável de Flávia Bittencourt, Geraldo Azevedo e Elba Ramalho na Maria Aragão

Em show memorável, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Flávia Bittencourt e César Teixeira embalaram noite do São João de Todos. Ícones consagrados da cultura Nordestina estiveram unidos em um memorável show garantindo a alegria do público que lotou o Arraial da Praça Maria Aragão.

Elba, Geraldo Azevedo e Flávia Bittencourt sacodem o São João

Nem a forte chuva que caiu em São Luís a partir do fim da tarde de domingo diminuiu a festa do São João de Todos comandada por Flávia Bittencourt, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo no Arraial da Praça Maria Aragão.

O público compareceu e cantou junto com os artistas. Entre as canções que mais empolgaram, esteve “Eu só quero um xodó”, de Dominguinhos, na interpretação de Elba Ramalho.

A festa do São João continua até o dia 2 de julho no Maranhão. A programação é diária em diversos pontos da cidade.

Show de Flávia Bittencourt, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e César Teixeira acontece neste domingo (18)

A cantora Flávia Bittencourt vai reunir alguns dos nomes mais importantes da música nordestina no mesmo palco da Praça Maria Aragão nesse domingo (18): Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e César Teixeira. E representando o rico folclore maranhense estarão também no show o Tambor de Crioula de Carla Coreira, Cacuriá de D. Teté e Boi da Maioba.

Aberto ao público e gratuito, esse grande show foi viabilizado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Cemar. A cantora Flávia Bittencourt, que é madrinha do projeto social Sonho de Alice, convida a todos a levarem como doação simbólica 2 Kg de alimentos não perecíveis ou livros, para serem repassados às crianças assistidas pelo projeto. O início da programação será às 17H.

O que muitos não sabem é que existe uma dupla comemoração entre Flávia e Geraldo Azevedo. Ela completa 10 anos de carreira e ele 50. Uma feliz coincidência essa dupla celebração da arte e obra de dois artistas que já dividiram o palco antes. Foi no show que Geraldo Azevedo fez em Pedreiras e no qual ofereceu espaço – de forma generosa – para que uma jovem maranhense tentasse se lançar na carreira – a doce Flávia Bittencourt, que mesmo sem experiência, cantou e encantou naquele show.

Geraldo Azevedo embala o São João

Os festejos juninos já viraram tradição no calendário de shows de Geraldo Azevedo, que todo ano participa do São João do Nordeste e encerra o calendário junino com o grande Arraiá do Circo Voador, na Lapa, já no mês de julho.

Nos shows de São João, o cantor e compositor apresenta os ritmos mais animados presentes em sua obra, representados pelas canções “Sabor Colorido”, “Tempero do Forró” e “Moça Bonita”. Músicas como “Chorando e Cantando” ganham uma versão mais animada pra colocar a plateia pra dançar do início ao fim da festa.

Exímio violonista, o cantor e compositor cria em suas canções uma mistura única entre as harmonias sofisticadas da bossa-nova e os ritmos pulsantes da música latina. Em seu trabalho é possível encontrar, lado a lado, líricas canções de amor, como “Dia Branco” (Geraldo Azevedo e Renato Rocha), e números caribenhos cheios de swing, como “Veneza Americana” (Geraldo Azevedo e Carlos Fernando). Há ainda um sabor urbano em “Taxi Lunar” (Geraldo Azevedo, Alceu Valença e Zé Ramalho), e ritmos regionais que cantam o sertão e demais ícones da cultura e do folclore nordestino, como “Morena Linda Flor” (Geraldo Azevedo e Geraldo Amaral).

Sua discografia construída nesses 50 anos de carreira traz 23 álbuns lançados,  entre trabalhos solo e parcerias de sucessos como em “O Grande Encontro” (1, 2, 3 e 4), ao lado  de Alceu Valença, Elba Ramalho e Zé Ramalho, e em “Cantoria” (1 e 2), com Elomar, Xangai e Vital Farias. Essencialmente um compositor, Geraldo elabora suas canções em parcerias com poetas/amigos fiéis, seja desde o princípio de sua carreira, com Carlos Fernando e Renato Rocha, ou em anos mais recentes, ao lado de Capinan e Fausto Nilo.

Algumas de suas composições atravessam gerações e formam um repertório eternizado na memória do público. “Caravana” (Geraldo Azevedo e Alceu Valença), “Moça Bonita” (Geraldo Azevedo e Capinam) e “Dona da Minha Cabeça” (Geraldo Azevedo e Fausto Nilo), por exemplo, foram lançadas ainda na década de 70 e, até hoje, fazem parte do setlist de suas apresentações. Atualmente, Geraldo viaja o Brasil com o lançamento do DVD comemorativo dos 20 anos do “Grande Encontro” ao lado de Elba