ARTIGO | Novembro azul: ser forte é se cuidar

Estamos iniciando o mês de novembro e todos nós, homens, somos despertados a uma reflexão pessoal extremamente necessária para que cuidemos de nossa própria saúde. Estudos têm apontado que os homens são mais vulneráveis às enfermidades graves e crônicas, justamente porque não buscam atendimento médico com regularidade.

A campanha Novembro Azul vem justamente nos lembrar do câncer de próstata, que é o segundo tipo de câncer que mais mata homens no Brasil, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA). É uma doença de desenvolvimento lento, que não produz sintomas e nem causa prejuízo aparente para saúde, o que dificulta sua identificação e aumenta a necessidade de prevenção e diagnóstico precoce.

Aqui no Maranhão, o governo também tem feito a sua parte. A Política de Atenção Integral à Saúde do Homem foi implantada nas 19 Regionais de Saúde, alcançando os 217 municípios. O esforço é para garantir o acesso dos homens ao atendimento primário, que permite conscientização sobre métodos de prevenção e identificação da doença.

Realizamos mutirões de consultas e cirurgias urológicas no Hospital de Câncer do Maranhão, que recebeu investimentos do Governo para se tornar, pela primeira vez, uma unidade de atendimento exclusivo a pacientes oncológicos. O cuidado foi extensivo às famílias, que passaram a contar com a Casa de Apoio ao Hospital do Câncer, espaço adequado para o acolhimento durante todo o tratamento, com dormitórios e refeições garantidas.

Expandimos a rede de tratamento do câncer também para outras cidades do estado, criando uma inédita rede de prevenção e cuidados especializados. A Unidade de Oncologia de Caxias tem capacidade de realizar mais de 400 procedimentos quimioterápicos por mês, atendendo diretamente a cerca de 13 municípios.

Em Imperatriz, iniciamos o tratamento por radioterapia e também instalamos a primeira Unidade de Oncologia Pediátrica. São leitos clínicos, cirúrgicos e de UTI, além de consultas médicas especializadas, exames laboratoriais e por imagem, que atendem pacientes de 40 municípios da região.

Estamos modernizando e ampliando a Rede de Saúde do Maranhão, investindo na oferta de tratamentos especializados, especialmente o oncológico.

É o que faz um governo que trabalha pelo bem de todos. Mesmo em meio à maior crise da história do país, acumulando já mais de três anos de recessão econômica, temos feito um esforço gigantesco para manter nossos hospitais de portas abertas. Enquanto em outros Estados há milhares de leitos desativados e unidades fechadas, por absoluta falta de dinheiro. Vamos continuar lutando juntos, apesar de ainda não haver sinais de que o Brasil vai melhorar sua economia.

Dino adverte sobre conflitos que poderão surgir no governo Bolsonaro

O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), teme os conflitos sociais que poderão haver nos próximos anos com a eleição de Jair Bolsonaro (PSL). Na reta do segundo turno Flávio Dino caminhou lado a lado com Fernando Haddad (PT). Nas suas redes sociais o governo diz que:

 


Logo depois ele retuitou uma reportagem da UOL onde traz informações das quatro pessoas que foram baleadas por PM embriagado que participava da festa de comemoração de Bolsonaro no Farol da Barra, em Salvador, ratificando seu pensamento com relação ao futuro governo presidencial. Ainda nas suas redes sociais logo após o resultado das eleições do segundo turno o governador agradeceu ao povo do Maranhão pelo apoio ao ex-presidenciável: “agradeço à população do Maranhão pela extraordinária votação conferida a HADDAD. Longe daqueles discursos preconceituosos que se ocupam de atacar o Nordeste, nosso voto se embasa em uma visão sobre desenvolvimento com justiça social. Essa concepção foi a vencedora aqui.”, declarou na sua rede social.

Flávio Dino reúne prefeitos, deputados e lideranças para agradecer expressiva votação na reeleição

“É um momento para confraternização, gratidão e agradecimento, porque fizemos uma belíssima campanha”, relatou Flávio Dino, governador reeleito no Maranhão, sobre o ato com prefeitos, deputados estaduais e federais – que estão no cargo e os eleitos – e lideranças políticas de todo o estado que lotaram o evento, na noite de segunda-feira (22). Reconduzido ao segundo mandato, Flávio Dino garantiu: as parcerias com os municípios serão mantidas, com a chegada de programas e obras que beneficiam a população, sem distinção, como ocorreu ao longo dos quatro primeiros anos de gestão.

Ao lado do vice-governador Carlos Brandão, do senador vitorioso Weverton Rocha e do suplente da senadora Eliziane Gama, Pedro Fernandes, Dino disse aos mais de 150 prefeitos presentes, e fazendo ressoar aos demais gestores que o apoiaram que não puderam comparecer, que foi graças a união os mais de 1,8 milhões de votos alcançados. Para ele, passado o pleito estadual, agora é hora de unir ainda mais, deixando de lado as possíveis diferenças do período e centrando forças numa gestão democrática e que leve dias melhores a todos os municípios maranhense, marca do Governo Flávio Dino.

“A união é muito necessária para que nós possamos concretizar novas metas, novos projetos e obras, que é o que a população espera. Então, queremos, mediante a gratidão, projetar o que vai ser o próximo Governo, um Governo que apesar das dificuldades imensas que o Brasil atravessa, é feito com entusiasmo, com determinação, com coragem e um Governo que procura caminhar com todos. E todos aqueles que queiram ajudar o Maranhão são bem vindos e essa é a mensagem principal”, definiu.

Mudanças

Durante o evento, Flávio Dino adiantou que as mudanças de secretariado, que são habituais em cada nova gestão, não serão feitas agora, apenas depois da definição da eleição presidencial e da montagem do grupo de trabalho do novo presidente. “Eu já comuniquei a minha equipe, mudança de Governo é normal. Não vamos fazer mudança agora, vamos esperar a eleição presidencial, ver quem vai ganhar a eleição e ver qual vai ser a equipe deste presidente da República, quais partidos estarão no governo, quais estarão na oposição. O Governo é este que está aí, funcionando, e progressivamente a gente vai fazendo pequenas mudanças, de acordo com a conjuntura nacional”, explicou.

O governador reeleito aproveitou o encontro com as lideranças políticas para reafirmar seu apoio ao presidenciável Fernando Haddad, do PT, no segundo turno. Para ele, o papel dos municípios será fundamental para centrar forças nessa reta final e, assim, virar os números que indicam as pesquisas e obter vitória.

“Todos vocês conhecem a minha posição e eu tenho me manifestado muito claramente sobre o que é melhor para o Maranhão e para o Brasil. Isto porque está se definindo uma posição em que o outro candidato tem feito uma série de declarações desastradas, sobre o judiciário, sobre o direito das pessoas, sobre o Supremo Tribunal Federal e eu realmente o acho ruim para o Brasil, para o Nordeste e para o Maranhão”, disse, incentivando: “No Maranhão Haddad teve mais de 60% e é importante que agora tenha mais de 70%”.

“A marcha da insensatez ainda pode ser contida”, diz Flávio Dino

O governador Flávio Dino afirmou nesta segunda (22) que “a marcha da insensatez ainda pode ser contida”. A declaração foi feita nas redes sociais, após a divulgação do vídeo em que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) ameaça fechar o Supremo Tribunal Federal (STF) em caso de impugnação da candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência da República.

Dino relembrou comentário feito na semana passada, quando criticou a postura leniente de parte do Judiciário em relação ao discurso fascista no país. “Parte da comunidade jurídica deu decisiva sustentação à escalada fascista. Caso o pior aconteça, tenho impressão de que, muito rapidamente, eles irão se arrepender duramente. E talvez não haja remédio eficaz”, escreveu.

Flávio Dino disse que independentemente do posicionamento dos ministros da Suprema Corte haverá reação em defesa da democracia.

“Um filhote de fascista disse que um cabo e um soldado bastam para fechar o Supremo. Não sei o que os ministros acham disso. Só digo que tentem a ousadia. Estaremos lá na porta do Supremo protegendo a democracia. E seremos muitos a esperar os micróbios”, afirmou.

Sobre o apoio à candidatura de Haddad à Presidência, o governador do Maranhão disse não ter medo de nada. “Independentemente de resultado, quem luta pelo bom, pelo belo, pelo justo, jamais perde. Venceremos”, tuitou.

Ele afirmou ainda que é cristão e sua fé não o permite votar em amigo de torturador. “Sou professor de Direito Constitucional. Minha profissão me leva a votar no único candidato que defende a Constituição e as leis.”

Flávio Dino e presidente da Ambev discutem ampliação de investimentos no Maranhão

O governador Flávio Dino recebeu o presidente da Ambev, Bernardo Paiva, na manhã desta terça-feira (16), no Palácio dos Leões. A reunião faz parte da rodada de negociações entre o Governo do Maranhão e investidores privados com objetivo de expandir negócios e gerar empregos no estado.

Na semana passada, o governador Flávio Dino já havia se reunido com o presidente da Vale, Fabio Schvartsman, e o da Suzano, Walter Shalka. O diálogo com grandes empresas visa dar prosseguimento a estratégia econômica do Governo baseada em investimentos públicos – a exemplo de programas como Mais Asfalto e Escola Digna – e privados.

O presidente da Ambev explicou que investe no Maranhão há anos e elogiou a forma como o governador Flávio Dino trata o empreendedor. Para ele, o Governo tem uma equipe aberta ao diálogo e que facilita os investimentos. “E a gente tem planos de investir mais. O apoio que o Governo do Estado dá ao empreendedor é fundamental para nos incentivar a continuar investindo. Novas coisas vão acontecer”, anunciou Paiva.

Ele fez questão de agradecer ao governador, “que é um excelente gestor e está facilitando investimento aqui no estado”, e disse que qualquer administrador, como é o caso de Flávio Dino, que faz um trabalho sério “para aumentar o investimento, para gerar emprego, para ter uma vida melhor para todo mundo, a Ambev está próxima”.

“A gente acredita no nosso país, no Brasil, e vejo com bons olhos ter um Governo que gere bem as contas públicas, que crie emprego e que faz um trabalho bem feito para todo mundo”, completou Bernardo Paiva.

Haddad recebe apoio de Flávio Dino e mais três governadores reeleitos

Os governadores reeleitos do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), da Bahia, Rui Costa, do Ceará Camilo Santana, e do Piauí, Wellington Dias, todos do PT, reafirmaram apoio ao candidato a presidente Fernando Haddad, durante reunião, na tarde desta terça-feira (9).

“Juntos pelo Brasil! Reunião hoje com os governadores reeleitos Wellington Dias, do Piauí, Camilo Santana, do Ceará, Rui Costa, da Bahia, e Flávio Dino, do Maranhão. Uma honra poder contar com vocês! Vamos juntos ganhar essa eleição!”, escreveu Haddad em sua conta nas redes sociais.

Após a vitória, no último domingo, 7, o governador Flávio Dino anunciou apoio ao candidato do PT à Presidência da República. “Sobre 2º turno para Presidente: a agenda econômica de Bolsonaro aponta para privatizações, perda de soberania nacional e redução de direitos sociais. Ou seja, continuação de Michel Temer. Em defesa do Brasil e dos mais pobres da Nação, farei ainda mais pela candidatura HADDAD”, afirmou por meio do Twitter.

Camilo Santana obteve a maior votação entre os governadores do país com 79% dos votos válidos. O governador da Bahia, Rui Costa, foi reeleito com mais de 75% dos votos válidos. O piauiense Wellington Dias foi reeleito com 55% dos votos válidos.

“Estamos gratos sobretudo ao povo simples e humilde”, diz Flávio Dino após ser reeleito

O governador reeleito Flávio Dino ressaltou neste domingo (7) a participação do povo na campanha vitoriosa que o levou a mais de 59% dos votos no primeiro turno.

“Nossas palavras são de gratidão, sobretudo ao nosso povo, ao povo simples, humilde, invisíveis, que foram destinatários das políticas públicas deste período. Sobretudo àqueles que menos têm, dos mais pobres, que conduziram nossa campanha e apoiaram em todo o momento a nossa caminhada”, disse Flávio em entrevista coletiva.

Com 97% das urnas apuradas até as 23h deste domingo, Flávio Dino conseguiu 59,37% dos votos. “Me comprometo a fazer um segundo mandato ainda melhor e mais realizador do que o primeiro”, acrescentou Flávio.

“Estamos muito felizes com essa grandiosa vitória, que não nos envaidece, e sim nos encoraja a continuar no caminho das transformações.”

O vice-governador reeleito Carlos Brandão lembrou que “pudemos constatar em todo os municípios pelos quais andamos o sentimento de que devemos continuar cumprindo essa missão”.

Senado

Os dois candidatos ao Senado da chapa de Flávio – Weverton Rocha e Eliziane Gama – também foram eleitos com votações expressivas. Weverton tem 35%; e Eliziane, 27,03%, mais que o dobro do terceiro colocado.

O governador afirmou que se trata de uma vitória histórica: “Sublinho a importância de termos conquistado duas vagas para o Senado. Cumprimos o grande objetivo que se refere à transição política no Maranhão. Os adversários principais deles [Weverton e Eliziane] são políticos que expressavam um modelo político ultrapassado. Por isso é uma vitória que qualificamos como completa”.

Weverton disse que, durante a campanha, “tentaram nos dividir muito, mas a gente andou de mãos dadas. Nos mantivemos unidos e vamos trazer muito resultado para o povo do Maranhão”.

Para Eliziane, o resultado da votação “foi uma demonstração clara de que o Maranhão deu um basta ao grupo que dominou esse Estado por 50 anos. O governador Flávio Dino consegue eleger seus dois senadores e confirma um novo ciclo de fato, sem rescaldo do passado”.

Segundo turno presidencial

Flávio Dino afirmou que vai “participar muito ativamente do segundo turno presidencial. Considero que Lula é o maior presidente da história do nosso país, como disse o tempo inteiro na campanha. Haddad é quem melhor expressa o que buscamos para retomar o desenvolvimento brasileiro com justiça”. O segundo turno será entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

“Considero de alta importância para o nosso Estado, para os pobres, para a classe trabalhadora, que Haddad vença o segundo turno. Vou dedicar enorme energia a esse objetivo”, afirmou Flávio.

O governador destacou a importância de Ciro Gomes, que ficou em terceiro lugar, no segundo turno. “Ciro Gomes tem um papel gigantesco a desempenhar com os demais governadores eleitos em primeiro turno. Tenho a convicção de que com nossas bancadas, movimentos populares, sindicalismo e liderança de patriotas como Ciro Gomes, podemos vencer a eleição presidencial.”

Flávio Dino vence no 1º turno; Weverton e Eliziane ampliam vantagem para o Senado

A última pesquisa Exata/JP mostra que o governador Flávio Dino mantém ampla vantagem sobre seus adversários e deve ser reeleito neste domingo no primeiro turno. De acordo com a pesquisa, Flávio tem 62% das intenções de votos válidos.

O levantamento foi publicado pelo Jornal Pequeno neste sábado (6), véspera da eleição.

Flávio tem mais que o dobro de Roseana Sarney, com 29%. Em seguida, vêm Maura Jorge (6%) e Roberto Rocha (3%). Odívio Neto e Ramon Zapata não pontuaram.

Senado

Para o Senado, a pesquisa mostra que os dois candidatos da chapa de Flávio ampliaram a vantagem sobre os demais concorrentes e lideram com folga. Eles têm mais de dez pontos de diferença sobre os candidatos das famílias Sarney e Lobão.

Neste ano, os eleitores votam em dois senadores.

Weverton cresceu de 31% para 36% de intenções de votos totais. Eliziane Gama subiu de 28% para 33%.

Já Edison Lobão foi de 26% para 24%. Sarney Filhou passou de 23% para 21%.

Depois vêm Zé Reinaldo (14%), Alexandre Almeida (10%), Samuel Campelo (2%) e Preta Lú (2%). Saulo Pinto e Saulo Arcangeli têm 1% cada. Iêgo Brunno não pontuou. Votos brancos e nulos somam 30%. Indecisos são 26%.

Registro

A pesquisa Exata/JP ouviu 1.400 pessoas entre os dias 2 e 4 de outubro. A margem de erro é de 3,3 pontos para mais ou para menos. O registro da pesquisa no TSE é o MA-07634/18.

Pesquisa Ibope/TV Mirante confirma vitória de Flávio Dino no primeiro turno

Até na nova pesquisa Ibope contratada pela TV Mirante, de propriedade da família Sarney, Flávio Dino (PCdoB) lidera com folga e vence no primeiro turno com 59% dos votos válidos, quase o dobro de Roseana Sarney (MDB), que aparece em segundo lugar com 32%.

Na sequência aparecem Maura Jorge (PSL), com 5% e Roberto Rocha (PSDB), com 2%. Ramon Zapata (PSTU) e Odívio Neto (PSOL) obtiverem 1% cada.

Dino cresceu 2% em relação ao levantamento anterior do Ibope, quando já despontava com 57% dos votos válidos. Já Roseana, que antes tinha 36%, agora caiu quatro pontos percentuais.

A três dias do pleito, o resultado do levantamento Ibope praticamente confirma que o grupo liderado pelo oligarca José Sarney “jogou a toalha”.

A pesquisa Ibope/TV Mirante foi registrada no TSE sob o nº MA-07570/2018. A amostragem ouviu 1.008 eleitores entre os dias 2 e 4 de outubro. A margem de erro da projeção é de três pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.