Governo investe mais de R$ 37 milhões em obras de Esporte e Lazer

Os investimentos do Governo do Maranhão não param. Na área de Esporte e Lazer, só neste ano de 2018, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, mais de R$ 24 milhões já foram aplicados em construções e revitalizações de complexos esportivos e praças.

As obras de ampliação e urbanização de quatro campos de futebol, dois Centros de Esporte e Lazer e duas praças nos municípios de São João do Paraíso, Lajeado Novo, São Luís, Peritoró, João Lisboa e Amarante receberam investimentos de R$ 13 milhões, e em breve os equipamentos públicos serão entregues à população melhorando a qualidade de vida dos maranhenses.

Os Centros de Esporte e Lazer de João Lisboa e Amarante beneficiam juntos mais de 60 mil habitantes, além dos moradores das cidades vizinhas, como Senador La Roque e Buritirana pertencentes à Região Tocantina. O investimento é de R$ 5 milhões de reais. As estruturas são semelhantes e contam com espaços administrativos, playground, banheiros, ginásio, ciclovia, estacionamento, pista de caminhada e área de ginástica. As praças esportivas são modernas e incluídas nos critérios de acessibilidade.

Em João Lisboa, a Praça do Mercado, um dos principais locais públicos de entretenimento da cidade, também está sendo revitalizada, através de uma parceria entre a Sinfra e a prefeitura do município. As obras de modernização e adequação contemplam a construção de quiosques com duas lanchonetes, banheiro, um monumento e um ponto de taxi. O local passará a ter toda a estrutura necessária para promover a integração social dos cerca de 23 mil moradores da cidade.

São pessoas como o autônomo Deusdete Lima que, inclusive, já enumera outros benefícios. “A gente precisa muito dessa obra. A praça estava bastante deteriorada. Vai ser bom para criança, que vão ter um espaço para brincar e para os idosos, que vão poder passear. É bom paras famílias, atrai pessoas e deixa a cidade mais bonita”, afirmou.

Os espaços públicos destinados ao lazer são de grande importância à população. Além de melhorar a vivência entre as pessoas, o processo de  socialização,  a construção e a revitalização das  praças representam diversão garantida para todas as idades. Em Peritoró, a população vai receber um espaço como este, a área pública do Povoado Livramento, que atualmente passa por uma revitalização. Com um investimento de mais de R$ 860 mil reais, estão sendo  colocados novos pisos, equipamentos urbanos e um playground com brinquedos.

Esporte – Já os espaços esportivos estimulam e garantem a prática saudável de  exercícios físicos além de melhorar o convívio social. Para as crianças, ter um ambiente como este é essencial, pois além de ajudar no crescimento,  colabora no aspecto social. Nos municípios de São João do Paraíso, Lajeado Novo e São Luís, três campos de futebol estão sendo construídos ou reformados.

Em São João do Paraíso e em Lajeado Novo, essa é a primeira intervenção do governo na área do esporte. Para levar estrutura aos campos improvisados, o governo está investindo cerca de R$ 1 milhão de reais na construção dos complexos. A obra conta com um projeto bem estruturado com grama para o espaço dos jogos, arquibancada juntamente com um alambrado para os torcedores, dois vestiários para os jogadores, um espaço para lanchonete e ainda toda a estrutura para os jogos como trave, redes e sinalização.

Na capital São Luís, o campo de futebol Verona, no bairro Vicente Fialho, está passando por reforma. O Governo está investindo cerca de 1,4 milhões na ampliação e adequação da estrutura do complexo às demandas da população. Neste campo, está sendo feito o serviço de melhoria da estrutura, como reestruturação das arquibancadas, complementação do gramado e troca do alambrado.

Além deste campo, o Estádio Castelão também está em reforma, onde toda a estrutura interna do complexo está passando por adequações. Com um investimento de mais de R$ 5 milhões, as rampas e as escadas de acesso estão sendo restauradas, toda a instalação elétrica e hidráulica está sendo recuperada e as arquibancadas estão sendo reparadas. Além disso, o prédio está sendo todo sinalizado, com etiquetas de identificação, para um melhor tráfego e organização do público.

SAIBA MAIS

O Governo do Maranhão já investiu mais um total de R$ 112.650.446,77 em Esporte e Lazer. Foram mais de 90 intervenções nesta área, dentre construções e revitalizações de quadras, praças, campos de futebol, ginásios e parques ambientais e culturais.

Justiça libera continuidade de obras do Hospital da Ilha

A Justiça Federal deu aval para o Estado do Maranhão dar prosseguimento às obras de construção do Hospital da Ilha, uma grande unidade hospitalar de urgência e emergência que vai atender a população de toda região metropolitana de São Luís. A decisão foi tomada na última terça-feira (16), pelo juiz federal Ivo Anselmo Höhn Junior, da 8ª Vara Federal Ambiental e Agrária.

A causa foi judicializada após o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) tentar impor acompanhamento arqueológico para validar ou não licença ambiental, além de considerar que o empreendimento estava em categoria incompatível com os dados do processo de licenciamento ambiental. O órgão federal chegou até mesmo a instaurar um processo administrativo (Processo IPHAN 01494.000428/2018-48) e ato normativo (Instrução Normativa IPHAN 01/2015) no sentido de tentar regulamentar o andamento das obras.

No entanto, os requisitos exigidos pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA), relativos ao licenciamento ambiental do empreendimento, foram cumpridos e considerados satisfatórios. Tendo esse argumento, o Estado do Maranhão, através da Procuradoria Geral do Estado (PGE), solicitou a nulidade de todos os atos demandados pelo IPHAN, com a antecipação dos efeitos da tutela jurisdicional.

No início da decisão, o juiz diz que “é procedente o pedido de antecipação dos efeitos da tutela jurisdicional (tutela de urgência) para que o réu [IPHAN] se abstenha de ato que condicione a execução da obra pública à exigência de acompanhamento arqueológico referente à obra pública”. Diz ainda que não há necessidade de Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA), tendo em vista que não existe interesse arqueológico na área onde o empreendimento deve ser erguido.

Em seguida, o juiz reconhece que “ao menos a princípio, na medida em que parte da prova documental que instrui a inicial não revela a existência de interesse arqueológico que justifique a exigência de acompanhamento específico e circunstanciado da obra pública objeto desta demanda”.

Outro ponto destacado pelo magistrado é que o IPHAN não tem autoridade para determinar condições de controle maiores que as adotadas pela própria autoridade ambiental competente, que é real responsável pela definição dos estudos e licenças necessárias ao andamento da obra pública. “No caso desta demanda, as características do local e do empreendimento permitem que o próprio órgão licenciador defina os estudos ambientais pertinentes ao respectivo processo de licenciamento, podendo a autoridade nacional do Patrimônio Histórico e Cultural intervir no licenciamento ambiental em sendo verificada a possibilidade de afetação de bens culturais acautelados na esfera federal, circunstância não observada, nesse momento”, diz o juiz no relatório.

Por fim, o juiz reconheceu que o embargo às obras do hospital é uma real possibilidade de prejuízo, inclusive aos cofres públicos, tendo em vista que existe um cronograma a ser executado, que não seria cumprido caso houvesse atraso no início dos trabalhos.

Com estas considerações, foi deferido o pedido de tutela provisória de urgência para determinar a suspensão do processo administrativo do IPHAN, ressalvada a comprovação de interesse arqueológico decorrente de cadastramento da área (CNSA).

Sobre o Hospital da Ilha

O anúncio de construção do Hospital da Ilha foi feito pelo governador Flávio Dino em setembro do ano passado. A área onde o Hospital da Ilha será construído fica na Avenida São Luís Rei de França, bairro Turu. A unidade será de alta capacidade, com previsão de 320 leitos em funcionamento. “Trata-se de um grande hospital de urgência e emergência para a Ilha de São Luís. Será o grande Socorrão da Ilha de São Luís, uma obra que vai ser muito importante para um milhão e meio de maranhenses”, disse o governador à época.

Parque Estadual do Rangedor tem obras de revitalização em ritmo acelerado

Segue em ritmo acelerado a revitalização do Parque Estadual do Rangedor. O local está ganhando pistas para caminhada, ciclovias, além de praças para práticas esportivas e em breve será aberto à população. Em vistoria às obras, o governador Flávio Dino conferiu o andamento da construção e anunciou a previsão de entrega da primeira etapa do equipamento público, que deve ser realizada ainda este ano.

“Temos aqui uma pista de 3,5 km tanto para caminhadas como também para bicicletas que já está em fase final de construção e nós temos várias praças esportivas, campos e a nossa expectativa é fazer entregas em etapas”, detalhou Flávio Dino.

“O nosso desejo é entregar a primeira delas até o final deste ano de 2018 e mais duas etapas no ano de 2019, até termos todos os equipamentos disponíveis para a população”, completou o governador.

Do total de 120 hectares que compõe o Parque, apenas uma pequena parte será utilizada para a construção dos espaços de desporto e lazer. A área aproveitada para instalação desses novos espaços estava degradada pelo desmatamento que o parque sofria há algumas décadas, o que comprometeu cerca de 44% da área total.

“Essa obra veio trazer mais segurança para que o Parque do Rangedor se preserve, por exemplo, nós temos aqui 44% de área degradada, vamos utilizar apenas 7% desse que estava desmatado, o restante da área será toda reconstituída, recuperada e reflorestada pela secretaria”, afirmou Marcelo Coelho, secretário de Meio Ambiente.

Política pública

Nos últimos três anos, o Governo do Maranhão promoveu a revitalização de parques como o Complexo Ambiental da Área de Proteção Ambiental do Itapiracó, em São Luís; o Parque Ambiental de Codó; e o Parque Centenário de Balsas, o que segundo o secretário aprimora a política de proteção de área verdes.

“Isso garante que o parque tenha mais segurança, depois que a população tiver essa convivência aqui dentro, essa interação com a natureza, acontece como nos outros parques, como o de Codó e o de Balsas, em que as pessoas se preocupam com a limpeza, com tudo e têm uma vida melhor”, completou.

Além do Complexo Ambiental do Parque Estadual do Sítio do Rangedor, também estão em construção os parques ambientais de Timon, Anapurus, Bacabeira e Arari.

Iniciadas obras de urbanização do novo prolongamento da Avenida Litorânea

Melhorias de infraestrutura e urbanização vão mudar o cenário da Avenida Litorânea com mais uma etapa da obra de prolongamento. A obra consiste em ações num trecho de 1.800 metros que vai da Litorânea até a intersecção da Avenida São Carlos, no Olho d’Água. O projeto inclui a construção de bares e restaurantes padronizados, praças, pontes, calçadão e pavimentação.

A obra cria uma alternativa de acesso entre os municípios da Grande Ilha. Garante, também, a criação de um novo corredor de transporte com implantação do Veículo de Transporte Rápido (BRT) que é um sistema de transporte rápido por ônibus que proporcionará velocidade e conforto aos passageiros. A previsão é que em 24 meses a obra seja concluída.

A obra de ampliação da Litorânea está dividida em três trechos, sendo o primeiro com finalização prevista para seis meses. Nessa primeira etapa, é realizada a demolição de construções que estavam em situação irregular. Depois, serão realizados serviços de drenagem, terraplanagem, construída contenção para proteger toda a via da maré cheia. A terceira etapa será a pavimentação de todo o trecho com a estrutura necessária.

O presidente da Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB), Lawrence Melo, destaca que essa é a primeira etapa de empreendimento maior que será a implantação do BRT e construção de dois terminais de integração.

“Essa obra tem uma ampla importância por ser a base para que este novo corredor de tráfego seja implementando garantindo maior fluxo ao trânsito entre os municípios da Grande Ilha”, afirma Lawrence Melo. “Um grande trabalho que vai impactar positivamente no turismo, na geração de emprego e renda e, o mais importante, na melhor qualidade de vida para quem frequenta e reside na área”, pontua.

Os terminais de integração serão construídos próximo ao Condomínio Alphaville, no município de Raposa e nas imediações da rotatória do Quartel da Polícia Militar, em São Luís. O novo corredor vai diminuir o tempo de deslocamento entre estas regiões.

Os trechos serão liberados para uso público assim que forem concluídos. Dessa forma, as duas primeiras etapas da obra já serão liberadas para os frequentadores assim que estiverem prontas. “A ideia é que, o mais breve possível, a população venha fazer uso destes espaços com toda a estrutura e segurança. A capital vai ganhar uma Litorânea ainda mais bela”, reforça Lawrence Melo. Toda a obra está autorizada pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU).

Movimentando o turismo

O conjunto de benfeitorias que a obra propõe para a nova Avenida Litorânea contempla a construção de bares, restaurantes e demais empreendimentos comerciais padronizados. Os estabelecimentos vão contar com estrutura adequada para o atendimento aos frequentadores e, principalmente, turistas que visitam a capital. Diferente do que havia antes, as novas construções serão legalizadas e vão conferir mais valorização e segurança àquele trecho da orla marítima.

Os benefícios do projeto foram reconhecidos por donos dos antigos bares do local. Um deles, o comerciante Antenor Costa Abreu Junior, 54 anos, reconheceu a importância da obra. “Era uma necessidade para a melhoria dos negócios, para atrair mais turistas e até para que a gente possa atender melhor quem vem curtir seu lazer aqui na praia. Quanto melhor a infraestrutura, mais o público comparece e gosta”, ressalta.

O comerciante Antenor Junior acrescenta dizendo que as praias estão estre as maiores atrações turísticas de São Luís. “Essa obra vem dar garantias de um espaço melhor para os consumidores e de maiores condições de retorno para quem trabalha aqui”, diz.

Durante o andamento das obras, a MOB irá realizar cadastro para seleção que vai definir a ocupação dos novos estabelecimentos. Para se tornar apto, os candidatos devem atender a critérios que serão divulgados na ocasião do cadastro.

Obras de requalificação das praças Deodoro e Pantheon avançam e devem ser entregues até o fim do ano

O prefeito Edivaldo, o ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun e a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa e o superintendente do Iphan no Maranhão, Mauricio Itapary, vistoriaram, na manhã desta terça-feira (25), o andamento das obras de requalificação do Centro Histórico que compreende o complexo Deodoro – formado pelas praças Deodoro e Pantheon e as alamedas Silva Maia e Gomes de Castro – além da Rua Grande. As intervenções, que estão transformando o aspecto urbanístico e reordenando uma das áreas mais importantes para o comércio e o turismo da capital, estão com cronograma de execução dentro do prazo previsto pelo projeto. As ações no local integram o programa PAC Cidades Históricas, executado pelo Iphan, em parceria com a Prefeitura de São Luís.

A vistoria técnica foi realizada em todo o canteiro de obras do complexo Deodoro e incluiu também a Rua Grande, onde as obras de revitalização estão em pleno andamento e dentro do cronograma previsto, para entregar à população, amplamente restaurado, o maior centro de comércio popular da capital. Acompanharam também a vistoria secretário municipais, o presidente do Sindicato das Indústrias da Construção do Estado do Maranhão (Sinduscon/MA), Fábio Nahuz; o presidente do Clube de Dirigentes Logistas de São Luís, Fábio Ribeiro; o presidente da Associação Comercial do Maranhão (ACM), Felipe Mussalém; o diretor de Relações Institucionais da Cemar, José Jorge Leite Soares; entre outras autoridades.

O ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, avaliou positivamente o andamento dos serviços e destacou a requalificação do Complexo Deodoro como uma das mais magníficas obras empreendidas pelo programa PAC Cidade Históricas. “Estamos realizando vistorias técnicas, como parte de um esforço extra desenvolvido pelo Governo Federal para adotar as providências necessárias que estejam faltando, dar celeridade aos serviços e entregar à população ações e obras emblemáticas e de grande abrangência executadas em diversas cidades do país, a exemplo do Complexo Deodoro aqui em São Luís. Nessa vistoria, viemos analisar os detalhes pontuais do que ainda falta, para que possamos empreender um esforço maior para concluir os serviços e entregar à população o mais breve possível”, observou o ministro que recebeu de presente do prefeito um livro de fotografias de São Luís, de autoria do fotógrafo Meireles Júnior.

Na vistoria, o prefeito Edivaldo acompanhou os trabalhos no local, com o ministro, e destacou a magnitude da obra que está prestes a ser entregue à população. “Estamos realizando mais uma vistoria técnica a essa importante intervenção de requalificação urbanística do Centro, agora com a presença do ministro e da presidente do Iphan, que vieram analisar conosco as etapas dos serviços, acompanhar o trabalho no local e verificar como promover ainda mais celeridade à conclusão dessa obra, que é o maior investimento já realizado na área, nas últimas três décadas”, destacou. Edivaldo Holanda Júnior lembrou que a restauração do Complexo Deodoro e da Rua Grande era algo que a população clamava tão veementemente e que, agora, que esses espaços estão sendo amplamente reformados, devem ser cuidados e preservados por todos. “Esta é uma obra importante para a preservação do patrimônio, para o aquecimento da economia e a promoção do turismo, que todos devem preservar. O nosso Centro Histórico é lindo e precisa ser muito bem cuidado e preservado por todos”, afirmou o prefeito, que estava acompanhado pela primeira-dama, Camila Holanda.

A presidente do Iphan, Kátia Bogéa, ressaltou a complexidade e a grandiosidade da obra não apenas para São Luís, mas para o mundo, visto que São Luís detém o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, concedido pela Unesco. “Aqui não são apenas as praças, mas um verdadeiro complexo de espaços importantes para a preservação do Centro Histórico da capital, abrangendo também a Rua Grande, que tem importância significa para a população. Pela Rua Grande transitam cerca de 150 mil pessoas nas datas comemorativas, algo muito relevante para a economia local, e as praças Deodoro e Pantheon compõem toda essa estrutura fundamental para o comércio da área. Como vimos aqui na vistoria, estamos com as obras já na fase de acabamento e vamos entregar um novo espaço à população, muito mais bonito e moderno, resultado de uma mega operação empreendida com a parceria fundamental da Prefeitura de São Luís, que tem a responsabilidade por toda a parte de estrutura e logística, para que a obra se desenvolva a contento e seja entregue no prazo”, afirmou Kátia Bogéa.

OBRAS

A revitalização do Complexo da Deodoro, na área do Centro Histórico da capital, marca a consolidação de um dos mais importantes pacotes de obras para recuperar os espaços públicos. Segundo o superintendente do Iphan no Maranhão, Mauricio Itapary, os serviços na área da Pantheon estão 95% concluídos, faltando apenas serem finalizados os trabalhos de instalação dos mobiliários urbanos, iluminação pública e paisagismo.

Na Praça do Pantheon já foram concluídos os serviços de toda parte estrutural e urbanística da obra, com colocação do piso em concreto lapidado e de granito na área central; instalação de caramanchões, que são estruturas cobertas que vão proporcionar beleza e sombreamento aos ambientes. O espaço também já está recebendo os retoques finais do projeto paisagístico, com colocação de grama do tipo esmeralda e plantação de arbustos nativos da região. Já foram instaladas as bases dos postes para implantação do novo sistema de iluminação pública do espaço; e construídas também as bases dos bustos ornamentais que retornarão à praça. Nas próximas semanas será dado início ao trabalho de colocação do novo mobiliário urbano, com instalação de novos bancos de pedras de lioz e lixeiras.

Já no espaço da Praça Deodoro, as obras estão cerca de 60% concluídas. No local são realizados serviços de construção da estrutura de concreto da esplanada, uma espécie de elevação que dará uma nova característica urbanística ao espaço. A Praça Deodoro também está recebendo obras de drenagem e tratamento sanitário, preparação para receber o novo calçamento, mobiliário e sistema de iluminação; fiação subterrânea e dutos de passagem de fibra ótica. O projeto contempla ainda a construção de banheiros públicos, implantação de sistema de sinalização, nova pavimentação de concreto lapidado e acessibilidade.

Serão instalados banheiros, marcados os canteiros com espaço mais amplo para maior permeabilidade do solo às plantas e demarcadas as áreas de estacionamento com acessibilidade e construído um centro administrativo para uso de equipes de fiscalização e segurança. O centro administrativo vai contar com um mirante para servir como área de vivência e contemplação pública.

“As obras das praças Deodoro e Pantheon estão plenamente dentro do cronograma previsto para serem entregues até o fim deste ano. Já as obras da Rua Grande, que também estão em pleno andamento, a previsão de entrega é março do próximo ano”, pontuou Maurício Itapary.

Também como parte do Complexo Deodoro, as alamedas Gomes de Castro e Silva Maia, os serviços estão também na fase de acabamentos. Todo o piso de concreto intertravado já foi implantado, assim como também os balizadores em esferas de concreto para delimitar espaço de veículos e pedestres; nivelamento do passeio das alamedas para o pedestre; instalação de postes e iluminação pública com um sistema específico para as áreas de passeio e trânsito; e estruturas para instalação dos pontos de ônibus que vão garantir embarque seguro aos pedestres. Serão mantidas as paradas de ônibus das avenidas Silva Maia e Gomes de Castro.

RUA GRANDE

A Rua Grande, maior centro comercial de São Luís, está em nova fase das obras com serviços de pavimentação em andamento e outros trabalhos que se estendem por quatro quadras da via. Esta é uma das ações do conjunto de obras proposto ao local, que tem como objetivo promover a recuperação do centro comercial da cidade, a partir do reordenamento do espaço urbano.

Os serviços na primeira quadra da Rua Grande – entre as ruas do Passeio e de Santaninha – estão na fase de acabamento. A implantação do piso foi plenamente concluída, faltando agora apenas os serviços de instalação do cabeamento elétrico, posteamento e iluminação pública.

Entre as ruas de Santaninha e Santa Rita, na segunda quadra, está em conclusão a execução das caneletas para posterior instalação das tampas para início da concretagem da laje armada nas calçadas e, por fim, a pavimentação do trecho. Já na terceira quadra, entre as ruas de Santa Rita e da Mangueira, inicia obras de construção da infraestrutura da rede subterrânea de energia e demais serviços de acabamento e pavimentação.

O projeto da Rua Grande inclui serviços de embutimento da fiação elétrica e telefônica, drenagem profunda e esgotamento sanitário, drenagem fluvial, novos equipamentos urbanos, novo piso e pontos de acessibilidade reduzindo barreiras físicas e melhorando o acesso de pedestres.

Na Rua do Passeio, que faz ligação com a Rua Grande, foram construídas caixas de manutenção e inspeção das infraestruturas de esgoto, drenagem e eletricidade. Essas estruturas possibilitam que equipes de cada sistema realizem as devidas manutenções, quando necessário.

Serão construídas ainda duas destas caixas para agregar a rede subterrânea do entorno, que contempla trechos entre as praças do Pantheon e Deodoro, além da intersecção com a Rua Grande. No local, já foi concluída a execução das canaletas de drenagem e toda infraestrutura subterrânea.

Na quarta quadra, entre as ruas dos Craveiros e São Pantaleão, foi aberta frente de trabalho com serviços na rede de distribuição de água, de esgotamento sanitário e instalação de novas ligações domiciliares.

“Uma obra grandiosa requer um cuidado especial em todas as etapas, e é isso que fizemos aqui em mais esta vistoria, para analisar o andamento e adotar novas providencias. Sem dúvida, uma obra espetacular que promove o resgate desse espaço que por muitas décadas foi relegado ao abandono”, disse o subprefeito do Centro Histórico, Fábio Henrique Carvalho.

Prefeito Edivaldo e superintendente do Iphan, Maurício Itapary, vistoriam obras do Centro

O prefeito Edivaldo e o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Maranhão, Maurício Itapary, estiveram na noite desta terça-feira (18), vistoriando o andamento das obras de requalificação das praças Deodoro e Pantheon, incluindo as alamedas, e da Rua Grande, no Centro Histórico. O conjunto de obras, realizado pelo Iphan em parceria com a Prefeitura de São Luís, segue no ritmo previsto pelo cronograma do projeto de execução, avançando para a quarta quadra na Rua Grande.

Acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, o prefeito Edivaldo conversou com engenheiros e operários e acompanhou de perto o andamento das obras, que são executadas com recursos do PAC Cidades Históricas. “Este é um dos maiores investimentos já realizados na região do Centro Histórico nas últimas três décadas. A parceria do Iphan com Prefeitura de São Luís está permitindo a revitalização de um espaço, a realização de um desejo antigo da população. Estamos devolvendo à cidade, totalmente requalificado, um espaço de grande importância para sua história”, disse o prefeito Edivaldo.

“Estas são áreas referenciais de São Luís que estão ganhando um novo e moderno reordenamento do espaço urbano, que contempla os pedestres e possibilita maior interação social. São diversas ações de urbanismo e arquitetura com o objetivo de revitalizar e recuperar todo a área. Os trabalhos estão seguindo o planejamento e os investimentos vão recuperar um importante conjunto histórico e de grande valor arquitetônico para a cidade, resultado de mais uma parceria dos governos municipal e federal”, pontuou o superintendente Iphan, Maurício Itapary.

Em ritmo avançado, seguem as obras da requalificação das Praça Deodoro, Pantheon e das alamedas Silva Maia e Gomes de Castro. Entre outros serviços estruturais, a Pantheon ganhou bancos com design diferenciado e estrutura de caramanchões que vão contar com projeto paisagístico, incluindo plantio de grama e iluminação especial.

Na Praça Deodoro os trabalhos incluem obras de drenagem e tratamento sanitário, novos calçamento, mobiliário e sistema de iluminação; fiação subterrânea e dutos de passagem de fibra ótica. O projeto contempla, ainda, a construção de banheiros públicos, a implantação de sistema de sinalização, uma nova pavimentação de concreto lapidado e elementos que favorecem acessibilidade.

RUA GRANDE

As obras na Rua Grande, que estão em andamento em três quadras, inclui serviços de embutimento da fiação elétrica e telefônica, drenagem profunda e esgotamento sanitário, drenagem fluvial, novos equipamentos urbanos, novo piso e pontos de acessibilidade reduzindo barreiras físicas e melhorando o acesso de pedestres.

Na Rua do Passeio, que faz ligação com a Rua Grande, foram construídas caixas de manutenção e inspeção das infraestruturas de esgoto, drenagem e eletricidade. Essas estruturas possibilitam que equipes de cada sistema realizem as devidas manutenções, quando necessário.

Serão construídas ainda duas destas caixas para agregar a rede subterrânea do entorno, que contempla trechos entre as praças do Pantheon e Deodoro, além da intersecção com a Rua Grande. Já foi concluída a execução das canaletas de drenagem e toda infraestrutura subterrânea.

PAISAGISMO URBANO

Na área das praças mais de 80 árvores estão sendo plantadas pelo Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur). Uma grande diversidade de espécies já foram colocadas na área, atendendo a um projeto paisagístico moderno. A preservação do paisagismo no espaço será feita pela Prefeitura de São Luís em parceria com o Instituto Federal do Maranhão (IFMA).

O presidente do Instituto de Paisagismo, Fábio Henrique Carvalho, destaca a importância das obras. “A parceria da Prefeitura de São Luís com o Iphan nessa obra espetacular resultará na devolução de um espaço tradicional à população. Cabe ao Impur a requalificação de toda a vegetação composta por árvores seculares, como tratamento e poda. Isso está sendo feito desde o início. Daqui há algum tempo teremos uma praça bem arborizada”, completou o presidente do Impur.

 

Prefeito Edivaldo inicia segunda etapa de obras de urbanização do bairro Santa Clara

A gestão do prefeito Edivaldo deu início à segunda etapa dos serviços de urbanização no bairro Santa Clara, onde a Prefeitura de São Luís já promoveu melhorias de infraestrutura urbana com execução de obras de drenagem profunda para sanar problemas antigos de alagamentos no período chuvoso. Por meio do programa Asfalto na Rua o bairro recebe serviços de pavimentação e obras de drenagem superficial com construção de sarjeta e meios-fios. O prefeito Edivaldo vistoriou, nesta quinta-feira (30), o inicio dos serviços de terraplanagem na Rua Alberto Franco, uma das vias da região beneficiadas nesta etapa do projeto.

“Estamos iniciando mais uma etapa das obras de urbanização no bairro Santa Clara, que vai proporcionar mobilidade para uma área antes isolada, intrafegável. Aqui já executamos serviços importantes, como de drenagem profunda, que garantem mais tranquilidade aos moradores que há décadas sofriam com alagamentos durante o período chuvoso. Nos próximos dias vamos começar o asfaltamento de ruas que nunca haviam sido pavimentadas. São um dos mais importantes serviços de infraestrutura urbana já realizados no bairro e que, sem dúvida, promovem o desenvolvimento dessa área e proporcionam mais qualidade de vida para os cidadãos”, destacou o prefeito Edivaldo durante visita onde também conversou com moradores. O prefeito estava acompanhado do secretário municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), Antonio Araújo. Os vereadores Edson Gaguinho e Osmar Filho também participaram da visita.

Os serviços no bairro Santa Clara são coordenados pela Semosp, contemplando dezenas de vias da região, muitas delas recebendo pela primeira vez pavimentação asfáltica. Entre as vias contempladas estão as ruas João Alberto, Três Amigos, Edson Lobão e Leida Serpa. Em todas elas as equipes já realizam os serviços de terraplanagem, para receber o asfalto nos próximos dias. O projeto também prevê melhorias de infraestrutura nas ruas Lucy Sarney, Travessa Janaína, São Pedro, Nova Jerusalém, Campo, São Francisco, Nossa Senhora da Conceição, entre outras.

Em algumas vias do bairro, como a Rua Três Amigos, por exemplo, foram realizados serviços de raspagem do antigo pavimento, terraplanagem e, posteriormente, será feita a imprimação do solo preparando a via para receber o asfalto novo. Segundo o titular da Semosp, Antonio Araújo, as obras de drenagem profunda realizadas na gestão do prefeito Edivaldo, na região, foram fundamentais para solucionar definitivamente os problemas de alagamentos que existiam em alguns pontos considerados críticos do bairro.

“Agora, com a pavimentação de novas vias do bairro, a Prefeitura de São Luís conclui importantes serviços de infraestrutura urbana no Santa Clara, um bairro que possui mais de oito mil moradores. Na primeira etapa dos serviços de urbanização que realizamos aqui primamos, por orientação do prefeito Edivaldo, pelas obras de drenagem profunda já concluídas no local, exatamente para solucionar essas questões”, observou o secretário.

DRENAGEM

Os canais e galerias construídos no Santa Clara integram um conjunto de obras de drenagem profunda executadas pela Prefeitura de São Luís na região, contemplando mais de 12 bairros próximos. Entre eles estão Apaco, Vila Janaína, Vila Vitória, São Raimundo, Residencial 12 de Outubro, Residencial Cruzeiro, Santa Bárbara e outros.

Os moradores garantem que os serviços vão mudar significativamente a realidade do local. A aposentada Maria José Braga Lisboa, 67 anos, é uma delas. Moradora há mais de 30 anos da Rua Alberto Franco, ela destaca como cruciais os serviços realizados no bairro para acabar de vez com o tormento dos lamaçais que sempre se formam na via durante o período chuvoso. “Meu sentimento, agora, é de plena felicidade, em ver os serviços avançarem em nossa rua. Com tantas décadas esperando por esse serviço, enfim, fomos agraciados e valorizados”, disse.

Maria José Braga vê os benefícios dos serviços da Prefeitura na Rua Alberto Franco, no Santa Clara

Também moradora do Santa Clara, a dona de casa Ângela Silva e Silva, 30 anos, que vive na área há mais de duas décadas, pontua os benefícios que passarão a ter com o término dos serviços na sua rua, a Edmar Cutrim, outra via do bairro beneficiada pelo projeto de urbanização da região. “Com o asfalto, além de deixar a rua mais bonita, não teremos mais que enfrentar os problemas causados pela chuva e nossos filhos terão mais tranquilidade para se deslocar à escola”, concluiu ela.

Prefeito Edivaldo acompanha andamento de obras do programa Asfalto na Rua, na Estiva

O prefeito Edivaldo tem acompanhado de perto as obras de melhoria da infraestrutura de bairros da capital, realizadas por meio do programa Asfalto na Rua. As vistorias têm sido uma rotina na agenda do gestor que alterna os compromissos de gabinete com as visitas aos bairros para ver de perto o andamento das obras e conversar com as comunidades. Na manhã desta quarta-feira (29), Edivaldo esteve no bairro Estiva. No local, os serviços da Prefeitura vão contemplar todas as vias do bairro com obras de requalificação asfáltica e favorecer o desenvolvimento da região, facilitando a mobilidade e o acesso às políticas públicas. Em comemoração aos 406 anos de São Luís, comemorado dia 08 de setembro, a Prefeitura está com uma série de ações em várias áreas.

“Seguimos com esse importante trabalho em uma região que esperava há mais de 40 anos por serviços nessa área. Viemos acompanhar de perto o andamento dessa obra que traz dignidade aos moradores. Durante vistorias como essa, temos a oportunidade de conversar com a comunidade, que tem avaliado positivamente os serviços e demonstrado satisfação ao reconhecer as melhorias que vêm sendo realizadas na nossa gestão”, ressalta o prefeito Edivaldo, que esteve acompanhado pelo secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo.

O trabalho da Prefeitura na Estiva segue em ritmo acelerado. Os serviços já foram concluídos em vias como Rua do Mangueirão, Rua São Pedro, Travessa São Pedro, Rua do Posto Médico, Rua Maria da Graça, Rua do Meio e Travessa da União. A obra está em andamento na Rua de Cima, com o recapeamento asfáltico, e na Rua da Ponte, com os serviços de terraplanagem. As obras contemplarão ainda as ruas do Barreiro, São Benedito, Rua Nova, Emiliano Macieira, Bacuri I e II, Nossa Senhora da Conceição, Cerâmica, entre outras.

O trabalho é executado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), que executa as ações do programa Asfalto na Rua. “Essa é uma iniciativa que tem transformado positivamente a realidade de muitos bairros da cidade, promovendo a urbanização de áreas com grandes problemas de infraestrutura. Esse trabalho na Estiva já vem apresentando resultados muito positivos e a população comemora o andamento dos serviços”, disse o titular da Semosp, Antonio Araújo.

Morador da Estiva, João da Cruz Pereira, 64 anos, conta ao prefeito Edivaldo que é a primeira vez que vê asfalto no bairro

Morador da Estiva há 40 anos, João da Cruz Pereira, 64 anos, conta que é a primeira vez que vê asfalto no bairro. “Já criei meus filhos e estou criando netos e bisnetos aqui. Esperei até hoje e achei que eu fosse morrer sem ver esse benefício chegar à minha rua, mas graças a Deus e ao prefeito Edivaldo está tudo melhorando pra gente. Agradecemos muito aos envolvidos”, ressaltou o morador.

As moradoras Márcia Nascimento e Rosete Leitão também avaliam positivamente os serviços. “É um presente de Deus. Nosso bairro estava precisando há muito tempo desse benefício que chegou em um boa hora”, disse Márcia. “Ter o prefeito acompanhando os serviços é gratificante para nós, porque ele conversa com a comunidade e nós temos a oportunidade de dialogar com o nosso prefeito”, contou Rosete.

ASFALTO NA RUA

O programa Asfalto na Rua, que tem recursos oriundos do Tesouro Municipal, tem contemplado dezenas de bairros da cidade com nova pavimentação. A iniciativa soma-se ao conjunto de obras de urbanização executados na primeira gestão do prefeito Edivaldo, quando foram pavimentadas centenas de vias. Por meio do programa já foram beneficiados bairros como Anjo da Guarda, Gancharia, Cohaserma, Bela Vista, Primavera, Parque Shalon, Jardim São Cristóvão, João de Deus, São Bernardo, Parque Athenas, Residencial Paraíso, Coroadinho, entre outros.

Prefeito Edivaldo vistoria obras de infraestrutura na Vila Brasil e Jardim São Cristóvão

O prefeito Edivaldo está expandindo as obras de infraestrutura urbana para novos setores da capital. Na manhã desta sexta-feira (24), o gestor acompanhou os trabalhos na Vila Brasil e no Jardim São Cristóvão II, em mais um dia de vistoria a obras de pavimentação asfáltica de vias realizadas por meio do Programa Asfalto na Rua, ação executada pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp). Os serviços integram o pacote de ações da Prefeitura por ocasião dos 406 anos de fundação de São Luís, celebrados dia 8 de setembro.

“Estamos acompanhando de perto os trabalhos de infraestrutura realizados em dezenas de bairros da nossa cidade, verificando o andamento dos serviços e todas as etapas de execução das obras. Parte dessa região aqui sofria com alagamentos constantes e também enfrentava problemas de mobilidade urbana. Com esses serviços, estamos proporcionando uma nova realidade a essa região, atendendo a anseios antigos da comunidade de viver com melhor estrutura em sua rua, em seu bairro”, afirmou Edivaldo que estava acompanhado dos secretários municipais Antonio Araújo (Obras e serviços Públicos) e Ivaldo Rodrigues (gestão política). Os vereadores Raimundo Penha e Osmar Filho também estavam presentes.

A primeira obra vistoriada pelo prefeito Edivaldo foram os serviços de terraplanagem realizados na Rua 31-A do Jardim São Cristóvão II, que está estruturando a via para receber, pela primeira vez, a pavimentação asfáltica, em mais de 40 anos de existência do bairro. A Rua 31-A é mais uma das dezenas de vias da região do Jardim São Cristóvão a receber melhorias em sua infraestrutura urbana, a exemplo do que já foi realizado também nas ruas 31 de Dezembro, Nunes Freire, Nova Jerusalém, Piquizeiro, São Cristóvão, Avenida 3, entre outras.

Do Jardim São Cristóvão II, o prefeito e sua equipe seguiram para a Vila Brasil, onde acompanharam os serviços de pavimentação asfáltica executados na Rua do Sítio, mais uma via do bairro contemplada por melhorias em sua infraestrutura. Ainda na Vila Brasil, Edivaldo também verificou os serviços de concretagem já realizados nas ruas Guanabara, Barão de Tefé, Getúlio Vargas e Tiradentes. A concretagem feita nesses pontos integra os serviços de drenagem superficial realizados para melhorar estruturar as vias para os impactos causados pelas fortes chuvas.

Na Avenida Tiradentes, uma das principais vias de fluxo da Vila Brasil e que há cerca de 10 anos não recebia qualquer serviço de pavimentação, foi concluído o trabalho de asfaltamento. No local também foram construídas sarjetas, passagem molhada, meios-fios e calçamento em concreto, nos pontos mais propícios a alagamentos. Entre as vias da Vila Brasil que também já receberam asfalto estão as ruas Epitácio Cafeteira, 25 de Fevereiro, Coelho Neto e Raimundo Cutrim, entre outras.

BENEFÍCIOS

Segundo o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo, além dos benefícios proporcionados à mobilidade urbana e à melhoria da qualidade de vida e de moradia da população, as intervenções realizadas na Vila Brasil e no Jardim São Cristóvão vão ajudar também a dinamizar a área, que passará a ter melhor infraestrutura para atender também outros setores como saúde e saneamento.

“A urbanização do bairro Vila Brasil vai promover o desenvolvimento social da região que faz essa interligação com os bairros São Bernardo, São Cristóvão e Parque Sabiás. Após a conclusão da obra, o cenário de alagamentos, restrições na mobilidade urbana, ruas enlameadas e saneamento básico precário dará lugar a um novo ambiente para seus moradores, com mais infraestrutura urbana, vias bem estruturadas e iluminadas, entre outros aspectos que contribuem para a melhoria da qualidade de vida da população”, afirmou Antonio Araújo.

Moradora há mais de 35 anos da Rua do Sítio e convivendo com todo o tipo de problema causado pela falta de infraestrutura urbana, a aposentada Maria Cleide Costa da Silva, 61 anos, diz que começa a viver dias melhores com a chegada do asfalto em sua rua. “Lutamos para ver esse serviço sendo realizado aqui, mas tudo não passava de promessa. Agora, sim, estamos vendo o trabalho avançar não somente aqui na nossa rua mas em diversas outras vias do nosso bairro”, disse.

Maria Cleide Costa é moradora da Vila Brasil há mais de 35 anos e está feliz com a chegada do asfalto ao bairro

Feliz também com a chegada do asfalto à Rua do Sítio, na Vila Brasil, o autônomo José Evangelista Rocha Veras, 60 anos, relata as suas expectativas de viver agora em rua melhor. “Eu fico até emocionado em ver que, enfim, chegaram os serviços que tanto desejamos e esperamos. Era necessário mesmo aparecer um gestor comprometido como o prefeito Edivaldo, para realizar esse grande sonho de todos os moradores da rua”, relatou ele.

Uma das moradoras mais antigas da Rua 31-A, no Jardim São Cristóvão II, a técnica de enfermagem Nelita Gomes, 51 anos, comemora as benfeitorias executadas pela Prefeitura em sua bairro. “Aqui sempre foi um transtorno, principalmente no período chuvoso, quando toda a rua virava um lamaçal só. Mas agora estamos todos muito felizes e esperançosos de dias melhores aqui”, disse.

ASFALTO NA RUA

As intervenções na Vila Brasil e Jardim São Cristóvão, onde o prefeito Edivaldo realizou vistoria a obras nesta sexta-feira (24), integram as ações do programa Asfalto na Rua, executado pela Prefeitura de São Luís. A iniciativa inclui implantação de nova pavimentação em centenas de vias da cidade, contemplando bairros de todas as regiões da capital.

O Asfalto na Rua já contemplou os bairros Anjo da Guarda, Gancharia, Cohaserma, Bela Vista, Primavera, Parque Shalon, Coelho Neto, Jardim São Cristóvão, João de Deus, São Bernardo, Parque Atenas, Estiva, entre outros; além das avenidas Jerônimo de Albuquerque, Daniel de La Touche e Avenida Principal do Jardim América; Estrada do Gapara e Estrada da Vitória; via de contorno da Universidade Federal do Maranhão (UFMA); e outros pontos.

Prefeito Edivaldo acompanha avanço das obras de pavimentação no bairro Santa Júlia

O prefeito Edivaldo vistoriou, na manhã desta quinta-feira (23), o trabalho de pavimentação no bairro Santa Júlia, nas proximidades da Vila Palmeira. Os serviços de urbanização beneficiam todo o bairro, gerando impactos positivos na vida de cerca de 5 mil pessoas que moram no local. A ação é realizada pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), em parceria com a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra).

“Há 30 anos a população aguardava por ações como essa. A alegria dessas pessoas nos mostra que estamos no caminho certo, investindo em infraestrutura e na urbanização de bairros que mais necessitam desse olhar do poder público. Esse é um trabalho que vem beneficiando também bairros como Estiva, Rio Anil e Cidade Operária, locais populosos de nossa cidade”, diz o prefeito Edivaldo.

Todas as vias do bairro serão pavimentadas como as ruas Frei José, Nossa Senhora da Vitória, Boa Esperança, São Raimundo e Santa Júlia e as travessas Progresso e Santa Júlia 1 e 2. No local também foram realizados os serviços de terraplanagem e imprimação, etapas do serviço de pavimentação. O bairro recebe também serviços de drenagem superficial para melhorar o escoamento das águas pluviais e contribuir para a conservação do pavimento.

Durante a vistoria o prefeito recebeu o carinho dos moradores e conversou sobre as demandas do bairro

O secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo, destaca os benefícios do trabalho de urbanização da área. “Com essa ação, estamos favorecendo também a mobilidade no bairro, favorecendo os moradores que trafegam diariamente pelas vias. Esse é um trabalho contínuo da gestão do prefeito Edivaldo, que tem avançado para vários bairros da cidade, alcançando, assim, um maior número de cidadãos ludovicenses”, ressalta o titular da Semosp.

A moradora Raquel dos Santos festeja a pavimentação no bairro Santa Júlia

A população comemora a chegada dos serviços. “Aqui era só lama e poeira. A gente precisava limpar a casa toda hora e se cansava mais com esse serviço. Mesmo sem estar pronto a gente já sente que está começando a melhorar”, disse a aposentada Raquel dos Santos, 72 anos. “Está sendo uma maravilha. As crianças já podem correr e brincar na rua, ontem mesmo já estavam andando de bicicleta por aí”, completa a dona de casa Zildenê Barros, que mora há 16 anos no bairro Santa Júlia.

Também morador do bairro, o cobrador de ônibus Jorge Luís dos Santos, 54 anos, parabenizou a gestão do prefeito Edivaldo pela sensibilidade de olhar para a população. “Muitos políticos prometem mas não cumprem, e o prefeito Edivaldo aparece aqui com esse trabalho que nos deixa muito feliz, mostrando que se preocupa com a população e tem palavra para cumprir o que nos prometeu”, afirma Jorge Luís.

A ação favorece também quem mora nas proximidades do bairro Santa Júlia. “Moro há 32 anos na Vila Palmeira e me alegro com essa comunidade, pois essa é uma conquista de todos nós. Sou comerciante e acredito que essa melhoria vai refletir positivamente no meu negócio, melhorando as vendas. Tem sido uma benção e estamos todos felizes”, contou a comerciante Edna Pires, 51 anos. O vereador e presidente da Câmara Municipal de São Luís, Astro de Ogum, também acompanhou a vistoria aos serviços.