Obras do Iphan em parceria com a Prefeitura requalifica praça e o entorno da Dom Pedro II no Centro

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com a Prefeitura de São Luís , segue avançando nas obras de melhorias da Praça Pedro II e seu entorno. Os serviços, executados com recursos oriundos do PAC Cidades Históricas, visam à requalificação do espaço que dá acesso a importantes monumentos históricos como o Palácio dos Leões, a Igreja da Sé e o Palácio de La Ravardière. O trabalho integra o pacote de obras que estão sendo realizadas no Centro de São Luís e inclui as praças Deodoro, Pantheon e alamedas, Rua Grande e Praça da Mãe d’Água. Nesta semana, entre outros serviços, está sendo feita a troca do calçamento nas proximidades do bancos Bradesco e do Brasil.

No local, o piso em placas de pedras pré-moldadas, que já se encontrava deteriorado, está sendo trocado por piso em concreto industrializado. O novo material favorece a durabilidade do calçamento, considerando a alta resistência do concreto. Além do acabamento mais bonito, o novo piso favorece a acessibilidade, facilitando a passagem de pedestres. Os serviços serão realizados também no calçamento na área da Corregedoria Geral de Justiça e da Capitania dos Portos do Maranhão.

O prefeito Edivaldo acompanha o andamento das obras e destaca que o trabalho vai beneficiar a população ludovicense. “A requalificação de todo esse espaço é fruto de um trabalho conjunto em prol dos cidadãos. Esse trabalho que vem sendo executado pelo Iphan em parceria com a Prefeitura deixará o nosso Centro Histórico ainda mais bonito”, ressaltou o gestor municipal.

O superintendente do Iphan no Maranhão, Maurício Itapary, afirma que o ritmo do trabalho segue o cronograma previsto. “Estamos trabalhando para finalizar os serviços o quanto antes, garantindo a qualidade do trabalho que vem sendo executado em toda essa área”, disse.

Quem trafega pelo local aprova a iniciativa. “Passo frequentemente aqui e acho muito bom e importante que estejam fazendo esse trabalho, que favorece também o acesso de outras pessoas que precisam passar por aqui para ter acesso aos serviços do banco, por exemplo”, disse a professora, Alcina Nogueira, 47 anos.

A reforma do espaço que inclui a recuperação da Praça da Mãe d’Água e entorno está em fase de finalização. Na área, já foram realizados serviços como a instalação de bancos de concreto, a recuperação do piso em pedras portuguesas, a colocação de novas lixeiras, a troca da tubulação da fonte também reformada e a instalação de bancos de madeira no entorno.

Iphan em parceria com a Prefeitura avança em obra com serviços em nova quadra da Rua Grande

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) deu início, esta semana, aos serviços de requalificação urbana na segunda quadra da Rua Grande, novo trecho da via contemplada com obras de requalificação executadas pelo Iphan, em parceria com a Prefeitura de São Luís. O projeto de revitalização da Rua Grande integra as ações do PAC Cidades Históricas, que também está recuperando todo o Complexo Deodoro, compreendido pelas praças Deodoro e Pantheon, além das alamedas Silva Maia e Gomes de Castro.

Os serviços na segunda quadra da Rua Grande compreendem o trecho entre as ruas de Santaninha e Santa Rita. No local, as equipes iniciaram o trabalho de retirada dos paralelepípedos velhos para colocação de novo piso; escavação do solo para implantação de tubulações de água e esgoto e construção dos poços de visitas da instalação elétrica subterrânea.

“A requalificação do maior centro comercial de São Luís é de grande importância para a cidade e trará benefícios em diversos aspectos, como a revitalização do comércio na região, geração de emprego e renda e melhoria da paisagem urbana. A parceria celebrada entre a Prefeitura e o Iphan tem sido fundamental para somar esforços com o município na restauração desses espaços tão importantes para nossa história e nossa gente”, afirmou o prefeito Edivaldo.

Segundo o superintendente do Iphan, Maurício Itapary, os serviços na primeira quadra da Rua Grande – entre as ruas do Passeio e de Santaninha – estão em andamento e serão concluídos gradualmente, visto que toda a infraestrutura subterrânea deste trecho já foi executada, restando apenas serviços de ligações domiciliares das redes subterrâneas, execução do trabalho de pavimentação e intervenções complementares.

“A execução segmentada por trecho visa gerar o menor impacto possível para os usuários e transeuntes da Rua Grande. Para o trabalho nessa segunda quadra, foram adotadas novas medidas de serviços para redução de riscos provocados pela obra, como por exemplo, a fixação dos tapumes mais próximo da pista de rolagem no sentido de permitir corredores mais largos, facilitando a passagem dos transeuntes e reduzindo os conflitos com as atividades comerciais do espaço”, observou Maurício Itapary.

O projeto da Rua Grande inclui ainda embutimento total da fiação telefônica e elétrica, drenagem profunda e esgotamento sanitário, drenagem fluvial, novos equipamentos urbanos, novo piso e pontos de acessibilidade, reduzindo barreiras físicas e melhorando o acesso de pedestres. O projeto prevê ainda pavimentação com nivelamento das vias, instalação de novo mobiliário urbano (bancos, lixeiras, etc), nova rede de iluminação pública, além de sinalização viária e turística.

Comerciantes e frequentadores do maior centro comercial popular da capital enaltecem os serviços na área. O vendedor ambulante João Batista Jorge Silva Pereira, 42 anos, destaca as obras no local como de grande importância para o crescimento das vendas no local. “Muitas pessoas deixaram de frequentar a Rua Grande por causo do estado de deterioração em que ela se encontrava. Com a reforma, creio que isso vai mudar e as pessoas vão voltar a frequentar com prazer a Rua Grande”, disse.

A dona de casa Fátima Nascimento, 48 anos, frequenta constantemente a Rua Grande. Ela analisa como positivo o serviço realizado na área. “Além de melhorar a estrutura do maior centro de comércio popular da cidade, a reforma vai dar um outro ânimo às pessoas que frequentam o local para fazer suas compras’, observou ela.

NOVA ESTRUTURA

Com a conclusão dos serviços nesses logradouros, o Centro da capital maranhense vai ganhar espaços com nova estrutura urbanística, deixando a área central mais aprazível para moradores e visitantes. De acordo com o projeto, as áreas vão ganhar novo reordenamento do espaço urbano, contemplando pedestres e possibilitando maior interação social. São diversas ações de urbanismo e arquitetura com objetivo de revitalizar e recuperar toda a área.

Na Praça do Pantheon, por exemplo, os serviços contemplam a colocação de nova pavimentação em concreto lapidado, renovando todo o piso; colocação de granito na área central e de grama nas áreas de canteiro, instalação de caramanchões, que são estruturas cobertas que vão proporcionar beleza e sombreamento aos ambientes, novo mobiliário urbano, entre outros elementos urbanísticos e arquitetônicos.

A Praça Deodoro ganha novo mobiliário urbano, com bancos de pedras de lioz e lixeiras. Para o espaço, também está prevista uma nova configuração da iluminação pública, com a utilização de luminárias mais eficientes. A praça vai ganhar também banheiros públicos, áreas para recebimento de atividades diversas e de fiscalização.

“Já estamos com mais de 75% dos serviços concluídos no Complexo Deodoro. Na área da Praça do Pantheon, por exemplo, falta praticamente apenas a parte de implantação de mobiliário urbano, como bancos, lixeiras e sinalização”, frisou o superintendente do Iphan.

PRAÇA DA MÃE D’ÁGUA

A Praça da Mãe d’Água, outro espaço do Centro da cidade contemplado por obras de requalificação executadas pelo Iphan, na região da Praça Dom Pedro II, também está com obras em fase adiantada de execução. O projeto no logradouro contempla a reforma do piso de pedra; novo paisagismo, recuperação da fonte da mãe d’água e nova instalação hidráulicas e elétricas no espaço. A fonte luminosa e a escultura da Mãe d´Água retornarão restaurados ao seu local de origem. As obras de reforma em todas as praças favorecerão ainda a acessibilidade, com faixas de pedestres, rampas nas calçadas com contrapiso em concreto, além de sinalização tátil.

Socorrão II avança na área de Segurança do Paciente em parceria com o Sírio-Libanês

Práticas do Hospital Municipal de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão II) na área de Segurança do Paciente serão apresentadas como modelo pelo Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo. As medidas vêm sendo implementadas pela unidade de saúde administrada pela Prefeitura de São Luís, por meio do Projeto “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil” do Ministério da Saúde. O avanço desse trabalho executado por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) foi avaliado positivamente pela equipe de profissionais do Sírio-Libanês, um dos hospitais de excelência que assessoram as unidades de saúde que fazem parte do projeto. A visita dos profissionais ao Socorrão aconteceu esta semana.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, reforça que a assessoria do Hospital Sírio-Libanês é uma oportunidade para o aperfeiçoamento das ações que vêm sendo desenvolvidas no Socorrão II na área de segurança do paciente na gestão do prefeito Edivaldo.”Tratamos do que há de mais precioso que é a vida. Estamos investindo em segurança do paciente, em ações que preservem a vida daqueles que chegam nas unidades de saúde em busca dos nossos serviços, sobretudo aqueles que se encontram em situações mais delicadas”, diz.

A equipe que visitou o Socorrão II era formada pela coordenadora do projeto “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil, Ethel Torelli; o chefe da UTI do Sírio-Libanês, José Mauro; a infectologista Fernanda Bozola e a enfermeira Gisele Franco. A visita foi acompanhada por profissionais do setor de Segurança à Saúde do Socorrão II.

Durante a visita, que faz parte cronograma de atividades previstas pelo projeto, os profissionais avaliaram in loco o desenvolvimento de práticas já descritas em relatórios encaminhados ao projeto. Como resultado da visita, iniciativas como a do Processo Ronda de Liderança foram consideradas inovadoras e um modelo a ser seguido pelas demais unidades de saúde assessoradas pelo Hospital Sírio-Libanês.

A coordenadora do projeto “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil, Ethel Torelli, avaliou como muito positivas as ações já implementadas no Socorrão II para a redução das infeções na UTI, orientadas pelo projeto. “O trabalho desenvolvido na unidade tem sido executado com muita eficiência, organização e com o envolvimento efetivo de todos os profissionais para cumprimento das metas estabelecidas pelo projeto. Nossa função aqui é compartilhar informações com a equipe local e contribuir para o fortalecimento da cultura de segurança à saúde do paciente”, observou Ethel Torelli.

O Processo Ronda de Liderança consiste na aplicação de um questionário aplicado pela gestão da unidade de saúde aos funcionários. O roteiro de perguntas é baseado em estudos acerca da segurança do paciente e da qualidade do cuidado. O resultado dos questionários gera um planejamento para a solução de possíveis problemas identificados durante a pesquisa. A proposta foi considerada inovadora pela equipe do Sírio-Libanês, que acompanhou na prática o desenvolvimento de ações como essas no Socorrão II.

Além desse processo, outras práticas vêm sendo implementadas pela unidade municipal de saúde na área da segurança do paciente para prevenir e reduzir a incidência de eventos adversos. Entre as práticas já implementadas estão a padronização de curativos, a fixação de sonda no paciente e o desenvolvimento de melhores práticas relacionadas à prevenção de pneumonias associadas à ventilação mecânica e infecção de corrente sanguínea.

Entre as iniciativas de prevenção também estão a implantação de protocolos como os de Cirurgia Segura, de Prevenção de Queda, de Notificação e Tratativa de Incidentes, de Identificação do Paciente, de Lesão por Pressão e de Prescrição Segura e a aplicação de uma avaliação da cultura de segurança no hospital.

Segundo a coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente no Socorrão II, Érica Brandão, o trabalho desenvolvido na unidade inclui a execução de um plano de ações estratégicas, com o desenvolvimento de medidas que fortaleçam a cultura de segurança na unidade de saúde, com vistas a alcançar melhorias contínuas da redução das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAs). As IRAs são consideradas eventos adversos relacionados à assistência, com indicação de notificação no Sistema Notivisa da Vigilância Sanitária.

Nessa etapa do projeto, a iniciativa visa melhorar a segurança dos pacientes suscetíveis às infecções relacionadas ao uso de dispositivos utilizados nas UTIs, como cateter venoso central, ventilação mecânica e cateter urinário.

“Estamos na fase inicial de implementação das ações mas já conseguimos diminuir de 70% para 57% a taxa de utilização de dispositivos que têm relação com o aumento da infecções nas UTI, como a sonda vesical de demora, por exemplo. A diminuição do uso desse instrumento na UTI nós conseguimos por meio da implementação das práticas, procedimentos e análises caso a caso, avaliando se o paciente preenche de fato os critérios para usar os dispositivos, como os que necessitam de ventilação mecânica, sedados e acamados, por exemplo”, afirmou a coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente do Socorrão II, Érica Brandão

PROJETO

O projeto “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil” foi criado pelo Ministério da Saúde para orientar hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) acerca das melhores práticas para o cuidado da segurança do paciente. Como resultado das medidas que já vinham sendo implementadas pela unidade de saúde nessa área, o Socorrão II foi uma das 120 unidades de saúde brasileiras que fazem parte do projeto. O projeto começou a ser colocado em prática no Socorrão II em dezembro do ano passado.

A meta do projeto é reduzir em até 50% o índice de infecções na UTI no período de três anos. Para isso, todos os hospitais deverão seguir os mesmos protocolos, pacote de intervenções capaz de medir a melhoria contínua dos processos de trabalho da equipe, além de criar um sistema de cuidado a prova de erros, com inspeção sucessiva, auto-inspeção e inspeção na fonte.

“É um projeto muito importante que, nessa primeira fase, tem como foco a redução do índice de infeções em nossa UTI adulta, mas com a intenção de que as ações sejam expandidas também para outros setores da unidade”, avalia a diretora geral do Socorrão II Dorinei Câmara.

IEMA firma parceria para apoiar 40º Festival Guarnicê de Cinema

O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) firmou parceria com o Departamento de Ações Culturais (DAC) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e será apoiador do 40º Festival Guarnicê de Cinema, que acontece de 9 a 16 junho no Centro Histórico de São Luís.

Este ano, o evento homenageia as mulheres com o tema “O protagonismo feminino no audiovisual”. Com a parceria, os alunos do IEMA do curso técnico em audiovisual e em cinema poderão participar das oficinas e demais atividades que fazem parte do evento.

De acordo com o reitor do IEMA, Jhonatan Almada, o evento é fundamental para a disseminação da sétima arte. “O IEMA possui o curso técnico em audiovisual na nossa unidade plena de São Luís, e também temos a Escola de Cinema como uma unidade vocacional importante. Isso justifica e reforça a necessidade de apoiarmos um evento como o Festival Guarnicê de Cinema”.

Jhonatan Almada acrescenta que o apoio ao festival é importante “tanto para a participação de nossos estudantes, quanto para o impacto que isso terá em nossos cursos técnicos, pois é um momento oportuno de aprendizado, debate e troca de experiências que irão enriquecer a formação que nós realizamos no IEMA”.

Para o diretor de Ensino do IEMA, Elinaldo Silva, é muito gratificante contribuir com o evento. “Recebemos a diretora do DAC da UFMA e estabelecemos parceria para apoiar o Festival. É de grande importância contribuir com o cenário do cinema no Maranhão. Para o IEMA é fundamental, tendo em vista que temos cursos relacionados ao cinema, e isso vai favorecer o contato dos estudantes com uma mostra que é nacional e reúne grandes nomes do cinema local e brasileiro”, destacou.

A diretora do DAC/UFMA e coordenadora do 40º Festival Guarnicê de Cinema, Fernanda Santos destacou que é de grande importância ter o IEMA como parceiro. “É um imenso prazer ter o Instituto como apoiador do nosso festival. O DAC está disponibilizando vagas nas oficinas realizadas durante o evento direcionadas à linguagem do cinema e também à participação dos alunos do Instituto na Mostra Jovem, além de outros projetos”, afirmou.

A diretora destacou, ainda, a participação dos estudantes do IEMA nas atividades que incentivam o interesse pelo cinema. “Queremos fazer com que mais maranhenses tenham acesso e vejam que é possível, até com celular, fazer um vídeo e estimular a produção local”.

Prefeito Edivaldo amplia parceria com a Fundação Vale e Cedaps e reforça Atenção Básica de Saúde

O prefeito Edivaldo ampliou o termo de cooperação com a Fundação Vale, o Centro de Promoção da Saúde (Cedaps) e a Faculdade Estácio para o fortalecimento à Atenção Básica em mais cinco unidades de saúde da capital, por meio da implementação e ampliação do projeto Ciclo Saúde. Os centros de saúde, localizados no distrito Itaqui-Bacanga, serão beneficiados com novos equipamentos, materiais, capacitação de pessoal e implantação de sistema informatizado que permite maior controle e gestão das unidades de saúde. Esta é a segunda fase do convênio, que iniciou ano passado e contemplou outras sete unidades de saúde na mesma região. A solenidade de assinatura de aditivo do termo de cooperação ocorreu nesta quarta-feira (16), no Palácio La Ravardière, sede da Prefeitura de São Luís.

No ato, também foi realizada a cessão de equipamentos que serão utilizados pelas unidades contempladas na nova etapa do “Ciclo Saúde”, como oftalmoscópios, otoscópios, estetoscópios, cadeiras para coleta de sangue, aparelhos para aferição de pressão, equipamentos para coleta de exames, preventivos, balanças, sonar, entre outros instrumentos. As unidades receberão, ainda, computadores e televisores, entre outros itens.

“Com esse termo ampliamos os benefícios para outras unidades de saúde, atendendo um número ainda maior de pessoas. É uma parceria extremamente exitosa, que nos rende bons resultados na atenção à saúde primária. Com isso, avançamos no fortalecimento da rede básica em nosso município, o que para nós é uma prioridade de gestão”, afirmou Edivaldo. O gestor acrescentou ainda que a saúde tem recebido da Prefeitura investimentos substanciais, com reforma e melhoria de unidades de saúde e a ampliação da oferta de serviços na área.

As unidades de saúde do Gapara, Rio Grande, São Raimundo, Maracanã, Pedrinhas I e II, Coqueiro; e os centros de Saúde Yves Parga, Laura Vasconcelos, Ribamar Frazão, Vila Nova e Clodomir Pinheiro integram as contempladas nas duas fases da parceria e compõem as ações estratégicas do projeto “Ciclo Saúde”, iniciativa desenvolvida pela Fundação Vale com propósito de fortalecer o atendimento à Atenção Básica de Saúde em cidades que atua.

O ato de assinatura do documento contou com a presença do vice-prefeito Julio Pinheiro; do gerente de Relações Institucionais da Vale, Dorgival Pereira; do secretário municipal de Saúde, Lula Fylho; do diretor geral da Estácio, Geraldo Siqueira; da coordenadora do projeto Ciclo Saúde Vale, Alice Natalize; da coordenadora de Pesquisa da Estácio, Susanne Ferreira; do representante da Cedaps, Gustavo Oliveira; do secretário municipal de Governo, Pablo Rebouças; e da superintendente de Saúde Básica do município, Sabrina Araújo.

O gerente de Relações Institucionais da Vale, Dorgival Pereira, destacou a assinatura do termo como uma ação de grande alcance social e que vem para consolidar ainda mais a parceria entre a Prefeitura de São Luís e a Fundação Vale. “A primeira etapa do projeto teve um desempenho primoroso, sendo conduzido e executado na sua totalidade pela Prefeitura de São Luís, o que permitiu a realização desse segundo momento. A Vale se sente muito feliz em celebrar esta parceria com o município. Iniciamos o projeto beneficiando sete unidades e, agora, ampliaremos as ações para outras cinco, totalizando, assim, 12 centros de saúde básica com melhor estrutura de funcionamento e atendimento na capital”, observou Dorgival Pereira.

O vice-prefeito Julio Pinheiro pontuou os aspectos positivos da parceria em favor da saúde municipal. “Diante da crise vivenciada atualmente, com queda de receita, do Fundo de Participação dos Municípios e outros fundos de transferência financeira, parcerias como esta surgem como alternativas viáveis nesse grande esforço empreendido pela gestão do prefeito Edivaldo para qualificar o atendimento à saúde no município”, observou.

EQUIPAMENTOS

A nova etapa do convênio tem ainda como objetivo o desenvolvimento de estratégias voltadas ao aperfeiçoamento instrumental da prática clínica adotado por equipes da Atenção Básica com foco na Estratégia Saúde da Família, nas unidades contempladas pela ação, e contribuir para a adoção de estratégias e metodologias em promoção da saúde. “São Luís é a primeira grande cidade a receber o projeto, o que tornava sua implementação um grande desafio para nós, porque, até então, a ação havia sido implantada apenas em cidades e comunidades pequenas. No entanto, tivemos excelentes resultados com o desenvolvimento do projeto aqui em São Luís, o que nos deixa ainda mais confiantes em iniciar essa nova etapa da ação”, observou a coordenadora do projeto “Ciclo Saúde”, Alice Natalize.

A cooperação técnica aditivada nesta quarta-feira (16) é pautada por duas frentes de ação definidas a partir de metas pactuadas com a Secretaria Municipal de Saúde (Semus): capacitação, equipamentos e atividades técnicas em colaboração com a Secretaria de Saúde para aprimoramento das capacidades técnicas e ferramentais.

“Esta parceria representa um grande ganho para a população porque, além de proporcionar melhorias ao atendimento básico de saúde, estamos também empoderando a sociedade com as diversas capacitações que o convênio contempla, beneficiando, inclusive, as lideranças comunitárias da região para que exerçam o controle social e sejam ativos fiscalizadores dos recursos públicos. Com o projeto conseguimos um reforço muito positivo na melhoria do atendimento básico à saúde do município, pois as ações de prevenção desempenhadas nessas unidades básicas são cruciais para evitarmos os agravamentos de problemas no futuro”, afirmou o titular da Semus, Lula Fylho.

AVALIAÇÃO

A avaliação da evolução do projeto, assim como o alcance das metas pactuadas serão realizados em parceria com consultores, pesquisadores e alunos de mestrado de Saúde da Família da Faculdade Estácio. “Sem dúvida, uma parceria extremamente importante e que a nossa instituição tem grande satisfação em celebrar. Dessa forma conseguimos integrar as políticas públicas sociais em favor da população e devolver à comunidade aquilo que ela precisa”, explicou o diretor geral da Faculdade Estácio, Geraldo Siqueira.

As ações do projeto “Ciclo Saúde” já beneficiaram unidades de saúdes como Clodomir Pinheiro, São Raimundo e Vila Mauro Fecury II, no Anjo da Guarda, todas reformadas e melhoradas pela Prefeitura de São Luís, em parceria com a Vale.

Prefeito Edivaldo assina ordem de serviço para reforma de mercados

O prefeito Edivaldo assinou, nesta sexta-feira (4), ordem de serviço para a execução de obras de reforma dos mercados do Bairro de Fátima e da Macaúba, feiras da capital que há mais de quatro décadas não passavam por qualquer intervenção em suas estruturas. A ação é fruto de parceria celebrada entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado. Representando o governador Flávio Dino, a secretária estadual das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Flávia Alexandrina, participou do ato, oportunidade na qual anunciou também as obras de melhorias em outros dois mercados na capital: do Cohatrac e do Ipem São Cristóvão. As ações contam com a coordenação da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa).

Na ocasião, o prefeito Edivaldo também fez a entrega de 100 das cerca de 300 barracas com a nova padronização das feiras livres de São Luís; fardamentos novos para os feirantes; distribuiu cinco toneladas de sementes de feijão e hortaliças aos agricultores dos polos agrícolas da Ilha e entregou kits de manipulação de carnes para auxílio no abatimento de animais, sendo 57 ganchos, 37 afiadores e 23 botas. Os kits vão beneficiar integrantes da Cooperativa de Trabalhadores de Carne de São Luís (Coocarne).

No evento, o prefeito Edivaldo destacou a ação como mais uma iniciativa parceira visando ao desenvolvimento do setor agrícola e de estímulo à produção e à comercialização nas feiras e mercados da capital. “Celebramos aqui mais uma importante parceria com o Governo do Estado em favor da melhoria de nossas feiras e mercados, que desenvolvem atividades extremamente importantes para a dinamização da economia do município. Além disso, a ação vai impactar na melhoria das condições de trabalho dos feirantes, proporcionar ambientes mais salubres e atrair um número maior de consumidores aos novos espaços reformados”, afirmou o prefeito Edivaldo.

A titular da Secid, Flávia Alexandrina, destacou a reforma dos mercados do Bairro de Fátima e da Macaúba como dois importantes projetos para impulsionar as vendas e promover melhorias gerais em duas das mais antigas e importantes feiras da capital, com quase meio século de atuação no mercado local. “Com as obras desses mercados, a Prefeitura de São Luís e Governo do Estado avançam na implementação de políticas públicas de incentivo à produção agrícola e no respeito aos trabalhadores que atuam na área, proporcionando-lhes condições mais dignas de trabalho, garantindo melhor infraestrutura e transformando esses espaços mais atraentes aos olhos dos consumidores”, observou Flávia Alexandrina.

O vice-prefeito Julio Pinheiro pontuou as ações no setor agrícola como uma prioridade de gestão visando ao desenvolvimento das cadeias produtivas locais e geração de trabalho e renda no campo. “Temos dado um olhar muito especial ao setor agrícola, cientes que somos da importância que a atividade tem para o desenvolvimento social e econômico das pessoas beneficiadas e do município”, disse Julio Pinheiro, destacando ainda o apoio e articulação dos deputados federais Weverton Rocha e Rubem Júnior, na condução de emendas parlamentares para incentivo à área agrícola da capital maranhense.

REFORMAS

Segundo a secretária, os projetos de reformas de ambos os mercados contemplam melhorias totais na estrutura predial das feiras, com reforma dos boxes, troca das instalações elétricas e hidrossanitárias, troca dos forros, reforma dos banheiros, novo piso, pintura, rampas de acesso a pessoas com deficiências, entre outros serviços que vão refletir na melhoria da salubridade no local e proporcionar melhor aspecto aos espaços.

Na cerimônia de assinatura da ordem de serviço para reforma dos mercados e entrega dos insumos agrícolas, o titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues, pontuou os benefícios que os investimentos vão proporcionar ao setor. “São incrementos significativos que têm contribuído sobremaneira para alavancar a agricultura local, proporcionando a todos os envolvidos uma melhor infraestrutura de trabalho e produção”, observou o titular da Semapa.

O secretário destacou ainda outras políticas de desenvolvimento implementadas no setor. Segundo ele, só no ano passado foram entregues mais de 20 toneladas de sementes de grãos e hortaliças e investidos mais de 1,5 milhões na concessão de implementos agrícolas, para fazer com que a produção tenha todo o aparato tecnológico e a infraestrutura necessária para a ampliação do setor, inclusive em parceria com instituições importantes de pesquisa e assistência técnica, como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), por exemplo, entre outras.

A reforma dos mercados do Bairro de Fátima e da Macaúba foi enaltecida pelos feirantes e lideranças do setor, como a presidente do Sindicato dos Feirantes de São Luís, Ivanilde Sampaio. “Nós estamos extremamente satisfeitos com o anúncio do início das obras nessas feiras tão importantes para a cidade. A atual gestão tem realizado um trabalho exemplar na área, saindo verdadeiramente da teoria e atuando na prática. Ao longo de décadas nossos mercados passaram por processo de deterioração sem qualquer atenção do poder público, diferentemente de agora. O mercado da Macaúba, há mais de 50 anos não passa por qualquer intervenção e o do Bairro de Fátima há três décadas não vê serviço algum de infraestrutura. Enfim, chegou a nossa vez e estamos muito felizes por isso”, enfatizou Ivanilde.

O presidente do Sindicato da Cooperativa dos Talhadores de Carne da Região Metropolitana de São Luís, Valdimiro Lopes, também se declarou satisfeito com a atuação da gestão no setor. Ele recebeu os kits de manipulação de carnes para auxílio no abatimento de animais destinado aos integrantes da Coocarne. “Receber esses instrumentos de trabalho e segurança vai ajudar muito na execução de nosso trabalho. É um incentivo muito importante para a categoria, pois somos quase 11 mil trabalhadores da área em São Luís. Além disso, há décadas reivindicávamos por incentivos na área agrícola, principalmente por melhorias em nossos mercados públicos que detêm cerca de 60% dos produtos colocados na mesa do consumidor em São Luís”, afirmou o presidente da Coocarne.

O feirante Benedito Ferreira dos Santos, que também é produtor de farinha na zona rural, enalteceu o trabalho executado pelo município na área. “Temos hoje muito mais incentivos à nossa produção e trabalharmos de forma mais organizada. A entrega das novas barracas padronizadas é um incremento a mais em nosso processo de crescimento, dando maior visibilidade ao nosso trabalho, que reflete também nas vendas de nossos produtos”, concluiu o feirante.

Participaram ainda o ato o secretário estadual de Agricultura e Pesca, Edjailson Sousa; os deputados federais Weverton Rocha e Rubens Pereira; os vereadores Raimundo Penha, Pavão Filho, Marquinhos e Beto Castro; os secretários municipais Júlio César (Desenvolvimento Metropolitano), Andréia Lauande (Criança e Assistência Social), Conceição Castro (Comunicação), Natália Mandarino (Adjunta de Saúde), entre outras autoridades locais.

Prefeitura de São Luís firma parceria com Abrinq para formação de professores da rede municipal

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), firmou parceria com a Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente para ofertar treinamento aos profissionais da educação da rede municipal por meio do programa Protegendo Sonhos. A assinatura do convênio ocorreu esta semana, bem como a primeira das oito formações voltadas para professores e coordenadores pedagógicos, sendo quatro presenciais e quatro à distância, as quais serão realizadas em 2018 e 2019.

“Estamos garantindo, com mais essa formação, em parceria com a Abrinq, mais qualidade a educação, como requer a política educacional instituída pelo prefeito Edivaldo, a partir de uma maior qualificação dos educadores da rede”, assinalou o titular da Semed, Moacir Feitosa, que recebeu os representantes da Fundação Abrinq, em seu gabinete, para a assinatura do convênio do programa Protegendo Sonhos.

O objetivo do programa Protegendo Sonhos é melhorar o desempenho de alunos dos anos finais do Ensino Fundamental em leitura, escrita e matemática, por meio da formação de professores, doação de kits pedagógicos e realização de eventos simultâneos entre professores e alunos. Em princípio, foram selecionados para participar da formação, docentes de sete Unidades de Educação Básica (U.E.B.) do município de São Luís, sendo uma escola de cada núcleo: Primavera (Anil), Rubem Almeida (Coroadinho), Alberto Pinheiro (Centro), Menino Jesus de Praga (Turu-Bequimão), Rosália Freire (Itaqui-Bacanga), Santa Clara (Cidade Operária), e Haydee Chaves (zona rural).

A primeira formação ocorreu nesta semana e reuniu, aproximadamente, 30 professores e coordenadores pedagógicos da rede municipal de educação e orientadores sociais da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), no auditório da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Luís Viana, na Alemanha.

Na ocasião, a consultora da Fundação Abrinq, Andrea Marinho e a assistente técnica de Projetos em Educação da referida instituição, Carla Borba Lerner, traçaram as linhas gerais do programa Protegendo Sonhos, com seus objetivos, ações e resultados esperados, e falaram de várias temáticas transversais, como adolescência, protagonismo, contextos de vida, relações étnico-raciais e questões de gênero dentro das escolas, que são de suma importância hoje para o desenvolvimento e aprendizagens dos estudantes.

AÇÕES PRÁTICAS

De acordo com a assistente técnica de Projetos em Educação da Fundação Abrinq, Carla Virgínia Borba Lerner, uma das respostas à formação do programa Protegendo Sonhos é desenvolver ações práticas, com foco na oralidade, escrita e matemática, voltadas para a realidade em que as escolas estão inseridas. Ela conta que além de São Luís, a Fundação firmou parcerias com outras três capitais: Salvador, São Paulo e Vitória. “Nossa visão é contribuir para a melhoria do desempenho escolar de estudantes”, explica Carla Lerner.

As professoras Maria de Jesus Gaspar Leite, secretária Adjunta de Ensino (SAE/Semed), e Arsênia Formiga, Superintendente da Área de Ensino Fundamental (SAEF/Semed), agradeceram a participação dos professores e coordenadores e a parceria da Fundação Abrinq.

O professor de Matemática Roberto Wagner Santos Silva, da U.E.B. Haydee Chaves (Vila Esperança), parabenizou a iniciativa, destacando a forma atrativa como foi repassado o conteúdo da oficina. “As formadoras estão conseguindo humanizar o conteúdo, o que para nós, professores de matemática, é muito importante. Isto nos estimula a participar das demais formações”, afirmou.

PROTEGENDO SONHOS

Criada em 1990, a Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente (da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos – Abrinq) é uma organização sem fins lucrativos que tem como missão promover a defesa dos direitos e o exercício da cidadania de crianças e adolescentes. O programa contribuirá com a qualificação e inovação de práticas leitoras, escrita e matemática em 20 escolas municipais de Ensino Fundamental (6º ao 9º ano).

Governo e IFMA discutem parceria para capacitar profissionais de saúde em 52 municípios maranhenses

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), iniciou diálogo com o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) para capacitação destinada aos profissionais da saúde que atuam com população em vulnerabilidade social em 52 cidades maranhenses. A proposta de parceria foi apresentada em reunião nesta quarta-feira (7), na sede da SES.

“A proposta é fazer uma grande capacitação em 52 municípios do estado, com uma previsão de mais de 5 mil pessoas. O projeto propõe atuar em conjunto com o IFMA para que possamos melhorar a qualificação dos nossos profissionais”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

O reitor do IFMA, Roberto Brandão, ressaltou a importância da aproximação das entidades da saúde e da educação para capacitar os profissionais que lidam diariamente com a população em vulnerabilidade social. “É uma parceria que aproxima as entidades para que a gente capacite os profissionais e chegue ao lugares mais distantes do Maranhão. Daí a importância da Secretaria de Estado da Saúde e do apoio do secretário que abraçou o projeto, quando veio agregar forças a nós, junto com os municípios, para fazer essa multiplicação de informação chegar ao nosso público-alvo”, afirmou.

Com a proposta de parceria, o primeiro contato com a SES teve o objetivo de definir a agenda para reunir os secretários municipais de saúde das 52 cidades previstas no projeto. A finalidade do encontro foi apresentar as diretrizes e metas do projeto para depois iniciar a etapa de seleção dos profissionais que irão trabalhar na produção dos materiais para os cursos de formação.

A meta é realizar um plano de capacitação que funcionará em duas etapas: a primeira por meio dos Fóruns Integradores que serão presenciais em 52 cidades do estado e que vai integrar os cinco eixos do projeto, com base na política de equidade. Ainda na etapa inicial, serão realizadas oficinas de formação aos profissionais da saúde e aos atores que lidam com a população de vulnerabilidade social dos municípios selecionados. Também acompanhou a reunião com representantes do IFMA a subsecretária de Estado da Saúde, Karla Trindade.

A segunda etapa do projeto vai acontecer através do módulo de formação online do IFMA, onde esses profissionais e atores sociais estarão fazendo a segunda parte da formação. “A nossa agenda para esses dois primeiros meses é exatamente articular com os municípios e selecionar os profissionais para a produção dos materiais informativos. O projeto já está acontecendo e a nossa previsão é de que o Fórum Integrador aconteça até julho deste ano. A plataforma digital seja iniciada a partir do segundo semestre de 2018”, explicou Simone Santos, professora e coordenadora do projeto.

Parceria com municípios levou Flávio Dino ao topo do ranking, dizem prefeitos

Acima de tudo, o governador Flávio Dino é um parceiro dos municípios. Essa é a avaliação dos prefeitos que o homenagearam por ter sido considerado o governador que mais cumpre compromissos de campanha em todo o Brasil, de acordo com critérios adotados pelo portal G1, do Grupo Globo.

A homenagem foi nessa terça-feira (16), quando eles entregaram uma placa a Flávio Dino. Segunda a pesquisa do G1, Flávio Dino já cumpriu ou está cumprindo 92% dos compromissos de campanha. Isso o coloca como governador mais eficiente em todo o Brasil. Ele também aparece no topo de uma lista com governadores, prefeitos de capital, presidente da República e ex-governantes. São 60 políticos no total (veja aqui: http://especiais.g1.globo.com/maranhao/2015/as-promessas-de-dino/#!/3-anos).

Para os prefeitos, a parceria com as cidades foi determinante para a conquista. “O governador é muito atuante, tem todos os conhecimentos das ações que exerce. É um parceiro nosso”, diz Toinho Patioba, prefeito de Gonçalves Dias. Ele citou diversas demandas da cidade que estão sendo atendidas pelo Estado, como a reforma de um balneário e a aquisição de um hospital.

O prefeito de São Raimundo Doca Bezerra, Seliton Miranda, também destacou essa atuação estreita com as cidades: “Principalmente nos municípios mais carentes, como o nosso, levando às pessoas mais necessitadas contribuições como moradia, agricultura e outros recursos que ele já aplicou no Estado”.

A homenagem também contou com outros representantes do poder público, como o deputado federal Juscelino Filho. O parlamentar reforçou a parceria do Estado com a bancada maranhense no Congresso Nacional.

“Estamos juntos. Sentimos muito gratos pelo governador estar comprometido em mudar a realidade do Maranhão. Você quer fazer o melhor pelo nosso povo”, afirmou o deputado a Flávio Dino.

Parceria entre Governo e Google Brasil disponibiliza 13 mil vagas para revisão do Enem

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa que após parceria entre o Governo do Maranhão e a Empresa Google Brasil estão sendo disponibilizados aproximadamente 13 mil vagas para estudantes do 3º ano do Ensino Médio da rede pública estadual e professores da rede participarem do QG do ENEM, curso em formato à distância, que atende milhares de pessoas em todo o país.

Os interessados poderão assistir as videoaulas e ter acesso aos materiais disponibilizados na plataforma até o dia 15 de janeiro de 2018. Para participar, os interessados devem realizar a inscrição no site da Seduc.

A principal proposta do QG do Enem é proporcionar estudo personalizado com escolha de horários, locais e prioridade de assuntos, de acordo com o interesse dos estudantes.

Além de videoaulas dinâmicas com teoria e prática, a empresa oferece aulas ao vivo, correção das redações, planejamento de estudos, material de apoio para download, simulados e interação com mais de 45 professores especialistas nos conteúdos valorizados pelas avaliações.

Ao todo, estão sendo ofertadas 12.950 mil vagas, sendo 12.450 para estudantes do 3º ano do Ensino Médio e 500 vagas para professores da rede estadual de ensino em plena atividade.

Pré-requisito

Estudante (12.450 vagas): ser estudante da rede estadual de ensino, matriculado na 3ª série do Ensino Médio.

Professor (500 vagas): ser professor da rede estadual de ensino em exercício de suas funções na escola.