Dos homicídios ocorridos no Maranhão, 50% são solucionados em até 72 horas

Do total de casos de homicídios ocorridos no Maranhão, 50% são solucionados em até 72 horas. O número refere às investigações deste ano e superam em 25% o índice de resolutividade, se comparado com o ano passado. A agilidade na identificação da autoria é atribuída a medidas do Governo do Estado na criação de novas instituições, melhoramento da estrutura, aquisição de equipamentos e valorização do policial.

“Os investimentos realizados pelo Governo do Estado na estrutura da Polícia Civil, assim como em todo sistema de segurança, têm garantido condições mais adequadas para a investigação e maior resolutividade das ocorrências”, pontuou o delegado geral de Polícia Civil, Leonardo Diniz.

A investigação se tornou mais qualificada com a criação da Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), órgão da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA). “São medidas de efeito imediato do Governo, pois agilizaram de fato as investigações e com esse aparato a polícia tem conseguido elucidar mais casos e prender mais autores, fazendo justiça à família das vítimas”, reforçou o titular da SHPP, Lúcio Reis.

A SHPP agrega o Departamento de Homicídios da Capital (DHP); Departamento de Proteção à Pessoa (DPP), que investiga os latrocínios e desaparecimentos; a Delegacia Móvel, que atende o caso no local e funciona 24 horas; e o Plantão Central de Homicídios, com média de 60 registros por mês e os encaminha às delegacias de área – Norte, Sul, Leste e Oeste.

“A integração do plantão às delegacias tornou mais ágil a investigação. Todos estes órgãos criados no atual governo garantem maior efetividade na solução destes casos”, reforçou o delegado. Ainda, o Serviço de Inteligência com apoio do Centro Integrado de Polícia e Segurança (Ciops), Instituto Médico Legal (IML) e Instituto de Criminalística (Icrim), que somam nas investigações.

O êxito na solução dos casos é também fruto do trabalho integrado das polícias e a execução de uma série de operações. “O planejamento de trabalho e a força tarefa policial resultam nessas elucidações a curto prazo. A Segurança Pública e todo o aparato do Estado nesta área tem sido colocados à disposição, sempre que necessário, e garantido resultados nas operações”, reiterou o superintendente de Homicídios.

Mais Medidas

Integrando o Pacto pela Paz, o Governo promove ações de segurança pública com fins a reduzir os índices de violência e disseminar a cultura de paz. Criado pelo governador Flávio Dino, por meio da Lei N° 10.387, o projeto reúne poder público estadual, sociedade civil e cidadãos em geral. A especialização das investigações e aumento do efetivo especificamente para tratar destes casos são outras medidas de Governo que contribuíram para os bons resultados.

Desde o primeiro ano da atual gestão são colocadas em prática ações e operações de combate direto a esta criminalidade, com o objetivo de frear o avanço dos casos, concluiu o titular da SHPP, Lúcio Reis.

Polícia prende organização criminosa, que envolve PMs de São Luís e Imperatriz

Do Informante/Jornal Pequeno

Sob a coordenação da Secretaria da Segurança Pública, a Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar, desbaratou uma verdadeira organização criminosa que envolve ao menos 15 policiais de São Luís e de Imperatriz. Alguns já estão presos e sendo encaminhados para a SSP. Dois deles foram presos ontem na capital maranhense.

A organização criminosa, que mantém contatos com bandos do Maranhão, do Pará e do Tocantins, é especializada em assaltos e extermínios e estava agindo em toda a região sul do Maranhão, principalmente em Imperatriz.

Os policiais militares envolvidos vinham sendo investigados há alguns meses. A operação está em andamento e equipes das polícias Civil e Militar continuam nas ruas de São Luís à procura dos militares que ainda não foram capturados, mas que já estão devidamente identificados.

Polícia apreende drogas e armas de fogo em Pedro do Rosário e São Bento

Policiais Militares estavam fazendo rondas e abordagens a veículos durante a quinta-feira (12), na cidade de Pedro do Rosário, quando abordaram um veículo, um corsa classic. Ao avistar a polícia, o condutor jogou alguma coisa para o banco de trás, o que motivou os policiais a realizarem uma vistoria no veículo e encontram uma pistola e mais 14 cartuchos de munição. O condutor foi identificado como Rubenilson Souza Mendes e foi conduzido à delegacia.

Nesse mesmo dia, foi efetuada a prisão de Adeildo Araújo Belfort que circulava em uma motocicleta Brós vermelha com dois tabletes de aproximadamente 4 kg de crack. O homem ainda tentou empreender fuga, mas caiu da motocicleta e foi capturado pelos policiais.

Na cidade de São Bento, também na quinta-feira, foi efetuada a prisão de Carlos André Pereira de Araújo, 21 anos, e Josiel dos Anjos Barradas, 18 anos, por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Durante a ação também foi apreendido um adolescente de 14 anos.

Durante a ronda da guarnição, Josiel dos Anjos foi visto saindo de uma residência em uma motocicleta, ao avistar a viatura, tentou fugir e se desfez de alguns objetos pelo caminho. Ao ser abordado, foram encontradas pedras de crack em seu poder.

Os policiais retornaram à residência de onde ele tinha saído onde foi encontrado Carlos André Pereira de Araújo e o adolescente com drogas na residência, crack e maconha, além de um revólver calibre 38.

Flávio Dino entrega motocicletas e alcança marca de 833 novas viaturas para a polícia

O governador Flávio Dino entregou nesta quarta-feira (11) 103 novas motocicletas para a Polícia Militar do Maranhão. A solenidade de entrega dos veículos foi realizada no auditório da Secretaria de Fazenda (Sefaz) e contou com a presença de prefeitos e policiais de 61 municípios maranhenses. Agora, chegou a 833 o número de novos veículos destinados para as forças policiais do Maranhão.

“É uma iniciativa de modernização e fortalecimento das polícias para melhorar sua eficiência, e é apenas uma das medidas, pois já fizemos novos batalhões, contratação de policiais e promoções”, afirmou o governador.

Ele também ressaltou o impacto das ações do Programa Pacto pela Paz, desenvolvido pelo Governo do Estado e que reduziu índices de criminalidade em todo o Maranhão.

“São ações convergentes, coordenadas, visando ter uma segurança pública mais ostensiva, mais presente como estamos fazendo. Precisamos de um tempo para recuperar o atraso, mas com essas ações já conseguimos, por exemplo, reduzir o número de homicídios na Ilha de São Luís em dois terços do que acontecia em 2014”.

Dessa vez, as 103 motocicletas entregues foram distribuídas entre 61 municípios. A divisão seguiu aspectos técnicos do planejamento de ações da Secretaria de Segurança Pública, de acordo com o secretário da pasta, Jefferson Portela: “Há um planejamento de distribuição, que contempla tanto as regionais como os batalhões da área metropolitana, que irão dinamizar o trabalho da polícia e também se agregam as outras motos que foram encaminhadas nas outras entregas realizadas pelo Governo do Estado”.

Já foram entregues 303 motocicletas desde 2015, todas equipadas e adequadas ao policiamento de rua. Elas permitem mais agilidade e resposta às demandas. Os veículos garantem melhor acesso e rapidez na captura de suspeitos, além de serem importante instrumento para a prevenção de delitos.

“Não é apenas um acessório, é um veículo essencial para o trabalho de policiamento porque é um veículo extremamente versátil, que garante produtividade muito grande por não se deter no trânsito. Elas podem fazer incursões em locais onde o carro não consegue, é o veículo viável contra assaltantes que utilizam motos e oferece uma visão maior do que acontece ao policial”, disse o comandante Geral da PM, Coronel Frederico Pereira.

Municípios
Para São Luís, serão destinados quatro motos ao Batalhão do Cohatrac, dois para as equipes da Malha Metropolitana e mais dois para o 1º Batalhão de Polícia Militar do Itaqui-Bacanga. Em Paço do Lumiar, foram quatro para o novo Batalhão da área. As demais cidades da Região Metropolitana – São José de Ribamar, Raposa e Rosário – também estão na lista de contempladas.

Para o prefeito de Maranhãozinho, Auricélio Leandro, a entrega de uma nova motocicleta é mais um apoio que o Governo do Maranhão oferece ao município, que também já foi beneficiado com outras ações como o Mais Asfalto, poços artesianos, entre outros.

“É muito bom, porque todo apoio que vem para o município é bem-vindo. Com essa moto, os policiais vão poder cobrir bem a sede e os povoados, lá nós temos muitas estradas vicinais, vias em que o carro não consegue chegar e a motocicleta consegue”, afirmou o prefeito.

Dessa vez foram contemplados os municípios de Açailândia, Alcântara, Alto Alegre do Maranhão, Alto Alegre do Pindaré, Arari, Bacabal, Bacabeira, Bacuri, Balsas, Barra do Corda, Barreirinhas, Bequimão, Bernardo do Mearim, Brejo, Brejo de Areia, Buriticupu, Buritirana, Cachoeira Grande, Cajapió, Cândido Mendes, Carolina, Caxias, Chapadinha, Codó, Colinas, Cururupu, Grajaú, Guimarães, Icatu, Itapecuru Mirim, Lago da Pedra, Lima Campos, Magalhães de Almeida, Maranhãozinho, Miranda do Norte, Paço do Lumiar, Parnarama, Pastos Bons, Pedreiras, Peritoró, Pinheiro, Porto Franco, Presidente Dutra, Presidente Vargas, Primeira Cruz, Raposa, Rosário, Santa Helena, Santa Inês, Santa Rita, São Francisco do Maranhão, São José de Ribamar, São Luís, São Mateus do maranhão, Turiaçu, Tutóia, Urbano Santos, Viana, Vitória do Mearim, Vitorino Freire e Zé Doca.

Suspeito de atear fogo em homem em Viana é preso

A Polícia Militar prendeu o quarto suspeito de atear fogo em um homem na cidade de Viana, na Baixada Maranhense. Elielton de Sousa Santos, o“Poca” teria agido com mais quatro comparsas no dia 11 de junho, contra Raimundo Roberval Belfort Ferreira, de 46 anos.

Os suspeitos teriam atingido a vítima com um pedaço de madeira na nuca, e após a queda de Ferreira, teriam lhe jogado um líquido inflamável e posto fogo no homem vivo.

Um quinto suspeito ainda não foi localizado e a vítima, que teve 90% do corpo queimado, corre risco de morte, segundo informações da 6ª Delegacia Regional de Viana.

 

Com informações de Vandoval Rodrigues

Dois assaltantes de banco que fugiram de Pedrinhas morrem em confronto com a Polícia

Dois bandidos de alta periculosidade que participaram do resgate da Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 6 (UPSL 6), no último domingo, morreram em confronto com a polícia, na tarde desta terça-feira (23), na Vila Conceição (Altos do Calhau), em São Luís. São eles Ronalth Correa Coelho (Bebezão, de Goiás) e Valdemir Laurindo Flores, de Alagoas, que lideraram o episódio do último domingo na Penitenciária.

Ambos eram conhecidos assaltantes de banco e acabaram morrendo após força-tarefa das Polícias Civil e Militar, Centro Tático Aéreo e Corpo de Bombeiros. As Forças de Segurança ainda capturaram outra pessoa, que está hospitalizada e participou do episódio na penitenciária, mas não era um detento. Com eles foram encontrados várias armas, entre elas um fuzil utilizado na fuga do último domingo.

Além dos dois que tombaram em confronto, mais três foragidos foram recapturados na tarde desta terça-feira (23) pela Polícia Militar do Maranhão. Kassio Girdel Carvalho Ribeiro e Alisson Pereira Lima foram encontrados por policiais do Grupo de Serviço Avançado do 21º Batalhão da Policia Militar, no bairro do Quebra-Pote, zona rural de São Luís.

Um pouco mais tarde, foi recapturado Paulo de Caldas Santos, pelo 7º Comando Independente, em um ônibus, em Rosário. Com a prisão dos três, as forças de segurança do Governo do Estado chegam a um total 12 detentos recapturados. Ao todo, cinco morreram em confronto com policiais. Outros 15 internos ainda continuam foragidos.

Policiais civis são atingidos durante confronto com criminosos

Informações preliminares da Secretaria de Segurança Pública (SSP/MA) dão conta de que dois policiais civis da Senarc, identificados apenas como Jesse e Wesley, foram baleados nas mãos durante uma operação na Vila Conceição, em São Luís.

Um dos criminosos foi morto durante a operação que segue em curso para captura dos demais. Uma família foi feita de refém pelos criminosos.

Mais informações em breve.

Reprodução/Wpp

Maconha é apreendida em ônibus em Barra do Corda

Setenta e cinco quilos de maconha foram apreendidas dentro de um ônibus de viagem que tinha como destino a cidade de Codó. Na ação foram presos Edimar da Conceição Lima, de 43 anos, Valdiná Ferreira Bezerra Filho, de 28 anos e Gilson Luis Silva Brandão, 31 anos, dois deles moradores do bairro São Pedro e o outro do bairro Nova Jerusalém, apontados como responsáveis pelo transporte do entorpecente até o destino. A droga está avaliada em R$ 45 mil reais.

A ação desencadeada por equipes da Força Tática da PM monitorava todo o percurso dos suspeitos. As margens da BR 316, o trio recebeu voz de prisão. A droga seria destinada para abastecer as bocas de fumo de Codó.

Ao ser indagado pelos policiais sobre a origem da droga, inicialmente o trio negou ser dono do entorpecente. Durante o depoimento, eles acabaram confirmando que haviam adquirido o material pela quantia de R$ 800.

O trio foi autuado e permanece detido à disposição da Justiça.

 

Adolescente é apreendido por estupro na UFMA

Um adolescente de 16 anos foi apreendido, na última sexta-feira (7), suspeito de ser o autor do estupro a uma universitária nas dependências do campus da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), no Bacanga, em São Luis, ocorrido na última segunda-feira (3). No momento do ato infracional, ele ainda subtraiu o celular da vítima.

O suspeito foi localizado na Vila Bacanga. Na ação, foi detido ainda Gledson Pinheiro Costa, 33, por receptação. Ele havia comprado o celular da vítima.

Em depoimento, o adolescente assumiu apenas a autoria do segundo estupro. A Polícia Civil ainda está investigando a fim de localizar e prender o autor do outro estupro, que ocorreu na última sexta-feira (31).

O adolescente foi encaminhado Centro Canaã. Gledson permanece preso, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, à disposição da Justiça.

Dois foragidos da Justiça são recapturados

Militares do Grupo Tático Móvel (GTM) do 6º BPM recapturaram dois foragidos, em uma residência na Santa Efigênia, área da Cidade Operária.  Carleilton Silva Serra, 30, e Joanilson Batista Araujo Silva, 22, já respondem a diversos processos pelos crimes de tráfico de drogas, roubo e associação criminosa.

Uma informação repassada pelo CIOPS denunciava que a residência era utilizada para o consumo de drogas. Durante a abordagem foi encontrado os foragidos no interior do imóvel.

Após uma consulta ao Sistema Integrado de Gestão Operacional (Sigo) foi constatado que os foragidos possuíam mandados de prisão em aberto. Carleiton foi condenado a 5 anos e 4 meses de prisão em regime semi aberto pelo juiz da 2ª  Vara Criminal de São Luis em razão do crime de roubo majorado ocorrido em 2009.

Joanilson Batista tinha uma ordem judicial expedido pelo juiz da 4ª Vara Criminal de São Luis, em sentença de 5 anos de reclusão em regime semiaberto pelo crime de roubo. Ele responde ainda por tráfico e associação criminosa.

Os foragidos foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas.