Prefeito Edivaldo coloca em funcionamento Ecoponto no Parque dos Nobres atingindo a marca de 15 equipamentos na cidade

A gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior segue avançando no combate ao descarte irregular pela cidade ao colocar em funcionamento um novo Ecoponto, desta vez no Parque dos Nobres. O equipamento é o 15º a entrar em operação na capital e vai beneficiar toda cidade e, de forma direta, 16 bairros do seu entorno. O Parque dos Nobres é o terceiro Ecoponto a entrar em funcionamento em menos de um mês. No dia 3 de julho, entrou em operação o Ecoponto Sacavém, localizado na Avenida dos Africanos. Já no dia 19 de junho, foi entregue o Ecoponto Itapiracó, localizado na Avenida Joaquim Mochel, no Cohatrac IV.

O prefeito Edivaldo Holanda Junior destaca a importância desta política implantada em sua gestão. “A implantação dos Ecopontos é mais uma medida importante para garantir a profissionalização da gestão de resíduos sólidos em nossa cidade. Com estes equipamentos, conseguimos incluir São Luís no mapa da reciclagem, combater o descarte irregular nas ruas da nossa cidade e fortalecer as entidades de catadores, entre tantos outros benefícios”, frisou o gestor municipal.

O Ecoponto Parque dos Nobres fica localizado na Rua dos Imperadores, próximo à Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. O equipamento vai garantir aos moradores do entorno o descarte ambientalmente adequado de materiais recicláveis e resíduos volumosos. O equipamento atende moradores também de bairros como Parque Timbiras, Parque Amazonas, Bairro de Fátima, Apeadouro, Caratatiua, João Paulo, Coroado, Coheb Sacavém, Filipinho, Sitio Leal, Coroadinho, Conjunto Dom Sebastião, Parque Pindorama, Vila Conceição, Parque dos Nobres e Areinha.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, disse que os Ecopontos contribuem para fechar as etapas da completa profissionalização de resíduos sólidos em São Luís. “Depois da desativação do Aterro da Ribeira, marco que completa quatro anos na próxima semana, o prefeito Edivaldo começou a investir nos Ecopontos como política que garantisse a população o descarte ambientalmente adequado dos materiais recicláveis e resíduos volumosos. Até o fim de 2020, conforme determinou o prefeito Edivaldo, teremos novos Ecopontos implantados na cidade”, afirmou.

NOVOS ECOPONTOS

Ainda em junho, a Prefeitura de São Luís avançará com uma frente de obras de novos Ecopontos. Alguns já estão em andamento e entre os equipamentos previstos para inicio de obras estão os Ecopontos Barreto e Ecoponto Primavera, bem como às obras do Ecoponto e Galpão de Triagem da Vila Isabel.

Os galpões de triagem fazem parte da política de fortalecimento das cooperativas de catadores de materiais recicláveis de São Luís. Os espaços contarão com as instalações físicas e maquinário necessário. Com isto, a Prefeitura de São Luís fortalece a economia circular e gera emprego e renda para estes profissionais.

O Ecoponto Centro contará com galpão de triagem anexo que será cedido à Associação de Catadores de Material Reciclável (Ascamar). Já o galpão de triagem anexo ao Ecoponto Vila Isabel será cedido à Cooperativa de Reciclagem de São Luís (COOPRESL).

Estão em pleno funcionamento os Ecopontos da Parque Amazonas (Avenida dos Africanos, s/nº, Bairro de Fátima, entrada do Parque Amazonas); do Angelim (Rua 27, s/nº (antes do Makro, próximo ao Restaurante Chico Noca); do Bequimão (Avenida 1, s/nº, Bequimão); do Habitacional Turu (Travessa G, s/nº, Habitacional Turu); do Jardim América (Avenida 03, s/nº, Jardim América – o lado da União de Moradores); do Jardim Renascença (Rua Netuno, próximo à Paróquia de São Paulo Apóstolo); do Residencial Esperança (Rua Doutor Ribeiro, s/nº, Residencial Esperança); da Cidade Operária – Unidade 101 (Avenida Este 203, Cidade Operária, próximo ao Campo do Real); do São Francisco (Avenida Ferreira Gullar, ao lado da Estação Elevatória da Caema); do Anil (Rua 02, Conjunto Rancho Dom Luiz, Anil); do São Raimundo (Rua 03, Quadra 50, próximo ao ponto final do bairro); da Cidade Operária – Unidade 205 (Avenida Leste 103, próximo ao à UEB Mata Roma); do Itapiracó (Avenida Joaquim Mochel, Cohatrac IV, próximo ao Campo do Léozão); do Sacavém (Avenida dos Africanos, próximo ao antigo Habib’s), bem como o do Parque dos Nobres.

SAIBA MAIS

Materiais recebidos nos Ecopontos:

ELETRÔNICOS: televisão, monitores, celular, impressoras, mouses, teclados, etc – até três unidades
ENTULHO: resíduos de construção civil, como tijolos, telhas, gessos etc – até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
MADEIRAS: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
ÓLEO DE COZINHA: até 5 litros
PNEUS: até 4 unidades
PODAS DE ÁRVORE E RESTO DE CAPINA: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
RECICLÁVEIS: plástico, papel, isopor, metais, vidros, etc (até 300 litros – 3 sacos grandes)
VOLUMOSOS: móveis, sofás, colchão etc (até dois volumes)

Que materiais os Ecopontos não recebem?
Lixo doméstico
Animais mortos
Resíduos hospitalares
Resíduos perigosos/contaminados: pilhas, baterias, lâmpadas, cartuchos/tonner, etc

Qual o horário de funcionamento dos Ecopontos?
Segunda-feira a Sábado, das 7h às 19h

Informações:
Central de Atendimento do Comitê Gestor de Limpeza Urbana: 0800 098 1636.

Gestão do prefeito Edivaldo promove roteiro Conheça São Luís nesta quinta (18)

O programa Férias Culturais continua agitando o Centro Histórico da capital. Nesta quinta-feira (18), a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur) oferece, a partir das 16h, com saída da Praça Benedito Leite, o roteiro guiado Conheça São Luís. Promovida pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, a iniciativa tem a finalidade de oferecer, no mês das férias escolares, opções para que moradores e turistas conheçam mais sobre a riqueza e as belezas que fazem São Luís ser reconhecida como Ilha do Amor, Atenas Brasileira e Jamaica Brasileira.

A secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo, destaca que a programação é planejada para promover a valorização da história e da cultura da cidade. “Temos uma cidade encantadora, cheia de riquezas e curiosidades que muitas vezes o próprio ludovicense não conhece. Com programas como o Férias Culturais, a gestão do prefeito Edivaldo tem contribuído para que os turistas possam admirar ainda mais a nossa cidade e nós, moradores, possamos nos reconhecer como pertencentes a este espaço”, enfatiza a secretária.

Personagens marcantes da história de São Luís, vividos por atores maranhenses, acompanham o público contando a história da cidade passando pela fundação, monumentos e pontos referenciais. Nomes como Ana Jansen, Daniel de La Touche, Gonçalves Dias e Benedito Leite, encenados por atores, contam a ludovicenses e turistas histórias sobre São Luís durante a passagem pelos casarões seculares, prédios, praças, igrejas e ruas do Centro Histórico.

A atividade consiste em um passeio que começa na Praça Benedito Leite e segue para a Praça Dom Pedro II, que concentra prédios históricos como a Igreja da Sé, o Palácio de La Ravardière, o Palácio dos Leões e a Capitania dos Portos. O trajeto continua pela Rua de Nazaré, Rua da Estrela, Rua Portugal, Beco Catarina Mina e Rua da Alfândega, sendo finalizando na Praça Nauro Machado.

FÉRIAS CULTURAIS

Com uma programação que une música, teatro, dança, histórias e tradições que fazem referência à cidade de São Luís, o Programa Férias Culturais movimenta durante o mês de julho espaços do Centro Histórico da capital por meio de apresentações que incluem eventos como o Sarau Histórico, Passeio Serenata, Roteiro Reggae e o Conheça São Luís e tem como novidades apresentações de Blues, Jazz e uma programação infantil. Toda a programação está disponível no endereço http://www.saoluis.ma.gov.br/

Gestão do prefeito Edivaldo promove Roteiro Reggae nesta terça (16) dentro da programação do Férias Culturais

São Luís é conhecida como a Capital Brasileira do Reggae e recebe milhares de turistas anualmente em busca de experiências com o ritmo. Pensando nisso, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), promoverá mais uma edição do Roteiro Reggae, nesta terça-feira (16), às 19h, com a concentração na Praça Benedito Leite, no Centro Histórico de São Luís. O evento faz parte do programa Férias Culturais e levará o público por um roteiro guiado e repleto de músicas pelas ruas do Centro da cidade, apontando lugares icônicos para o ritmo.

O percurso é acompanhado por um guia de turismo, que explica como a Ilha do Amor se tornou a Capital Brasileira do Reggae. Durante o passeio, dançarinos vão ensinar ao público como dançar o ritmo de um jeito tipicamente ludovicense: agarradinho. Ao longo do percurso, o público ouvirá as melhores “pedras”, como são conhecidas popularmente as melhores músicas do reggae. O percurso será comandado pelo DJ de reggae Frank Wailer.

O reggae também é um produto turístico de São Luís, portanto, é valorizado pela Prefeitura por meio da pasta do Turismo. “Nós entendemos o ritmo como uma peça muito importante para a composição do cenário cultural da cidade, e buscamos apresentar isto ao turista da melhor forma possível”, explica a secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo.

O passeio terá concentração na Praça Benedito Leite e segue pela Rua da Palma, Beco da Pacotilha, Rua do Giz, Rua da Alfândega, Beco Catarina Mina, seguindo pela Rua Portugal, Rua da Estrela e finalizando em frente ao Palácio de La Ravardière, sede da Prefeitura de São Luís.

FÉRIAS CULTURAIS

Com uma programação que une música, teatro, dança, histórias e tradições que fazem referência à cidade de São Luís, o Programa Férias Culturais movimenta durante o mês de julho espaços do Centro Histórico da capital por meio de apresentações que incluem eventos como o Sarau Histórico, Passeio Serenata, Roteiro Reggae e o Conheça São Luís e tem como novidades apresentações de Blues, Jazz e uma programação infantil. Promovida pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, a iniciativa tem como finalidade oferecer, no mês das férias escolares, opções para que moradores e turistas conheçam mais sobre a riqueza e as belezas que fazem São Luís ser reconhecida como Ilha do Amor, Atenas Brasileira e Jamaica Brasileira.

Acompanhado de mães e crianças, prefeito Edivaldo vistoria creche da Cidade Operária

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior vistoriou nesta quarta-feira (07) as obras da creche da Cidade Operária que estão em fase de finalização. O novo equipamento vai funcionar em tempo integral e deve atender 200 crianças de zero a seis anos em espaços climatizados e com toda infraestrutura para oferta de um serviço de qualidade. A obra integra a política de desenvolvimento educacional implementada pela Prefeitura de São Luís sendo esse um dos compromissos da gestão do prefeito Edivaldo. Outras duas creches estão com obras sendo finalizadas nos bairros Chácara Brasil, no Turu, e Morada do Sol, Maracanã. Juntas, elas vão atender mais de 800 crianças.

Durante a vistoria, o prefeito Edivaldo, acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, e do secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, destacou que a construção do espaço é um compromisso da gestão, de modo a garantir tranquilidade às mães que precisam deixar seus filhos para trabalhar. Pontuou ainda que a obra é, também, mais uma iniciativa de fortalecimento da educação infantil no município.

“A construção da creche aqui na Cidade Operária é um compromisso assumido com a população e que estamos honrando com muita responsabilidade. É mais um importante instrumento na área na educação que executamos em nossa cidade. Temos outras unidades como esta aqui em pleno processo de construção e algumas em fase de licitação, para que até o final da nossa gestão possamos ofertar à comunidade muito mais espaços bem estruturados como este e garantir às famílias a tranquilidade e os cuidados necessários que as crianças necessitam nessa fase de suas vidas”, afirmou Edivaldo.

Localizada à Avenida Leste, na Cidade Operária, a obra da creche aguarda somente o término dos serviços de urbanização da área externa dedicada ao estacionamento em frente à escola e a colocação de gramas nos canteiros do jardim, para ser entregue à população.

Totalmente climatizada, a creche conta com 10 salas de aula, sala de multiuso (com TV e jogos educativos), fraldário, cozinha, pátio coberto, sala para amamentação (lactaria), área livre com parquinho e jardim; secretaria, sala de professores e direção, além de seis banheiros, sendo três masculinos e três femininos. A sala de multiuso servirá também para reuniões e treinamento dos professores e educadores. A Creche Cidade Operária também vai disponibilizar espaço exclusivo para estacionamento dos professores.

INTEGRAL

Segundo o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, a unidade vai funcionar em período integral para atender cerca de 200 crianças na faixa etária de zero a 6 anos, preferencialmente do bairro onde a escola está localizada. Serão disponibilizadas às crianças todas as refeições – do café da manhã ao jantar, antes de serem entregues às famílias.

“A creche tem uma excelente estrutura de atendimento para ofertar com qualidade todos os serviços que as crianças necessitam nessa fase. As matrículas estão previstas para iniciar no fim de dezembro ou começo de janeiro, o que vai ser amplamente divulgado para a comunidade local”, pontuou Moacir Feitosa.

OBRAS

O padrão da creche da Cidade Operária é o mesmo das demais unidades que já estão prontas ou em construção. Um espaço pensado para o acolhimento e desenvolvimento das crianças. São três creches praticamente prontas. Além da unidade na cidade Operária, a Prefeitura de São Luís está construindo outras duas na Chácara Brasil e Morada do Sol, residencial que está recebendo uma segunda creche com obras já em estágio avançado de construção. Juntas, as unidades vão atender em torno de 800 crianças com idade de 0 a 6 anos.

Outras creches estão em fase de licitação, sendo que duas já estão com recursos assegurados – uma delas é a creche do São Raimundo. A Prefeitura vai continuar fazendo gestão junto ao Governo Federal para a liberação de recursos para que mais creches possam ser construídas, ampliando o atendimento para mais crianças e pais.

Feliz com a possibilidade de colocar a neta na creche, a dona de casa Dineia Santos, 42 anos, enaltece a iniciativa. “Ter próximo de casa uma creche como esta, onde possamos deixar nossas crianças com toda estrutura e a atenção profissional que precisam é algo que muito nos alegra. Moramos aqui perto e vamos matricular nossa netinha”, ressaltou ela.

A recepcionista Thayla Marques, 20, anos, relata a importância da creche para o bairro. “Aqui é realmente um bairro operário e centenas de mães trabalhadoras vão poder agora deixar seus filhos na creche e trabalhar tranquilas. A creche está linda e vai ser um grande benefício para a nossa comunidade”, concluiu ela.

Aplicativo Meu Ônibus criado na gestão do prefeito Edivaldo já beneficia mais de 200 mil pessoas

Desde que foi lançado, em março de 2017, o aplicativo Meu Ônibus já foi baixado por mais de 200 mil passageiros, o que corresponde a cerca de 50% do total de usuários do sistema de transporte urbano da capital. O aplicativo, que entre outras informações indica o horário que o ônibus passará na parada, é mais uma ação da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, executada por meio Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) para a modernização do sistema de transporte urbano na cidade.

Ao cidadão, o aplicativo proporciona mais conforto e segurança, sem custos adicionais, fornecendo informações sobre o percurso do ônibus, indicando o horário de parada de ônibus da cidade. O aplicativo permite ainda que o usuário pesquise entre as linhas urbanas que integram o sistema de transporte coletivo do município de São Luís, a mais indicada para chegar ao seu destino e a parada mais próxima de onde ele está. No mapa aparecem a linha aguardada, as paradas e os trajetos. Os dados são transmitidos por meio de GPS, equipamentos instalados em mais de 900 ônibus que operam no sistema.

O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, ressalta que o poder público municipal continua investindo no aperfeiçoamento do aplicativo. “A proposta do Meu Ônibus é facilitar a vida dos cidadãos. A ferramenta tem alcançado seu objetivo, sendo mais uma ação da gestão do prefeito Edivaldo para modernizar o sistema público de transporte da capital”, diz o titular da SMTT.

O aplicativo é gratuito tanto na plataforma Android quanto iOS, e pode ser acessado por qualquer usuário que possuir smartphone com acesso à internet. A aprovação do aplicativo vem sendo monitorada pelo órgão da Prefeitura de São Luís. Por meio do próprio aplicativo, os usuários manifestam sua avaliação sobre seu uso e dificuldades. Só entre março e outubro deste ano, mais de 59 mil pessoas baixaram o aplicativo Meu Ônibus.

O acadêmico de Direito, Jordão Coutinho, já usa o aplicativo há mais de um ano. “O aplicativo dá uma precisão muito boa em relação à chegada dos ônibus. Assim, a pessoa não precisa ficar esperando muito tempo na parada. Eu olho sempre antes de sair de casa a lista de ônibus e o tempo que irá demorar a chegar. Então facilita bastante. É muito raro ter divergência de horário”, contou o universitário.

“Eu gosto de sempre antes de sair de algum lugar dar uma verificada para não correr o risco de ficar na parada esperando por muito tempo. Uso desde agosto do ano passado e acho muito útil”, completou o universitário Fernando Valois.

A ferramenta é utilizada em outras cidade do país como Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE) e Recife (PE). A estudante Mariana Soares conta que conheceu o aplicativo em outra cidade e gostou quando a novidade chegou a São Luís. “O aplicativo salva vidas. Conheci a ideia do aplicativo em Goiânia e achei inovadora, foi uma surpresa pra mim quando chegou a São Luís. Muitos amigos meus usam”, disse a universitária.

AVANÇOS

A criação do aplicativo Meu Ônibus integra o conjunto de ações da Prefeitura de São Luís para beneficiar os usuários do sistema coletivo de transportes da capital. Ao longo da gestão do prefeito Edivaldo, outras ações – como a licitação do transporte público, a implantação do sistema de biometria facial e do Bilhete Único, a criação do Cartão Criança, a modernização da frota de ônibus, a instalação de ar-condicionado em coletivos, além de diversas intervenções no trânsito para melhoria da mobilidade na cidade – também contribuíram para a modernização do sistema de trânsito e transportes em São Luís.

Hoje, em termos percentuais, São Luís tem uma das maiores frotas de ônibus com ar-condicionado entre as capitais do Nordeste, um serviço que foi possível implementar com a renovação da frota do transporte público da cidade, que é uma das prioridades de gestão do prefeito Edivaldo. Com a inclusão dos novos ônibus, que também contam com elevadores de acessibilidade, a renovação dos veículos do sistema público de transporte da capital já é de cerca de 75% da frota operante. A melhoria no setor também conseguiu reduzir de 10 anos para 4,5 anos a idade média dos ônibus que trafegam atualmente na cidade. Mais de 30% da frota, hoje, tem ar-condicionado.

Prefeito Edivaldo destaca política dos Ecopontos durante abertura da Semana da Sustentabilidade

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior acompanhou na noite de quinta-feira (1ª) as atividades da Prefeitura de São Luís na abertura da Semana da Sustentabilidade. Durante a visita, ele destacou a importância da implantação dos Ecopontos em São Luís como política de incentivo a práticas sustentáveis na cidade. A Semana da Sustentabilidade acontece na Praça de Eventos do Shopping da Ilha até o domingo (4) e a programação começa sempre às 14h.

Acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, o prefeito participou das atividades realizadas no espaço da Prefeitura de São Luís e conversou com o público presente no local. O stand destaca a política dos Ecopontos de São Luís e os esforços da gestão do prefeito Edivaldo para garantir a limpeza da cidade por meio da coleta seletiva, reciclagem e o incentivo à população de adoção de práticas sustentáveis no seu dia a dia.

O prefeito Edivaldo destacou que tem dado muita atenção ao tema sustentabilidade em sua gestão por causa da importância para o desenvolvimento da cidade. “Em São Luís nós temos avançado na coleta seletiva por meio da implantação dos Ecopontos. Já temos 11 em pleno funcionamento e, até o fim do ano, teremos 16 construídos. Os Ecopontos também são fundamentais para o fortalecimento das cooperativas de catadores, sendo instrumentos de geração de emprego e renda”, disse.

O gestor municipal afirmou ainda que os debates que serão realizados ao longo da Semana da Sustentabilidade são fundamentais para integrar poder público e população no cuidado com a cidade. “Temos que andar juntos, de mãos dadas, Prefeitura e população, para que possamos ter uma cidade mais limpa e mais sustentável. Por isso, essa semana é muito importante e com certeza vai trazer resultados muito positivos”, disse.

Até domingo (4), a Prefeitura de São Luís, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, participa da Semana da Sustentabilidade que acontece na Praça de Eventos do Shopping da Ilha, das 14h às 22h. No stand montado no evento o público poderá fazer visitas virtuais aos Ecopontos e receberão dicas de como fazer o manejo correto dos resíduos domésticos, evitando o descarte irregular e fortalecendo as políticas de reciclagem na cidade.

ECOPONTOS VIRTUAIS

Quem passa pelo espaço da Prefeitura de São Luís na Semana da Sustentabilidade tem a oportunidade de fazer um passeio virtual pelos Ecopontos de São Luís, conhecendo o funcionamento destes equipamentos e aprendendo sobre sustentabilidade, reciclagem e coleta seletiva. Atualmente, a Prefeitura de São Luís tem 11 Ecopontos em funcionamento, que já encaminharam para a reciclagem mais de 18 mil toneladas de resíduos, fortalecendo as políticas de sustentabilidade da cidade. No último dia 30, o prefeito Edivaldo assinou uma ordem de serviço para a construção de mais cinco equipamentos.

A professora Érika Pereira Ferreira, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA), campi Centro Histórico, visitou o espaço com seus alunos e destacou a importância desta política implantada pelo prefeito Edivaldo em São Luís. “Este trabalho que a Prefeitura desenvolve de conscientização da população para a coleta adequada dos resíduos é muito importante não apenas para a comunidade, mas também para os alunos que recebem estas informações e as levam para a casa. Com isso, conseguimos abranger um número maior de pessoas, mobilizando a sociedade para a importância da coleta seletiva”, comentou.

PROGRAMAÇÃO

Também faz parte da programação do espaço da Prefeitura um passeio virtual por pontos de descarte irregular de resíduos na cidade para chamar a atenção da população para a importância do manejo ambientalmente adequado dos resíduos domésticos e os riscos para o meio ambiente decorrentes do descarte irregular.

O Cidadão Limpeza Cidade Beleza também está presente no local, conversando com os visitantes sobre práticas sustentáveis. Haverá ainda um painel informando o caminho correto do resíduo. Desde a compra de um produto até o seu descarte.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, destaca que o consumo consciente é o primeiro passo para evitar a geração desnecessária de resíduos sólidos. “É preciso que cada cidadão pratique a autorresponsabilidade e entenda que ele é responsável por um produto desde a compra até o seu descarte ambientalmente adequado. Desta forma, nós vamos garantir um meio ambiente mais seguro e uma cidade mais limpa”, disse.

SEMANA DA SUSTENTABILIDADE

O tema da semana é “Conhecimento”, sob o mote “Conhecer para conscientizar”, defendendo a ideia de que quanto mais conhecimento se adquire, maiores se tornam as práticas de cuidado com o meio ambiente, ressaltando ainda a importância do “Consumo Consciente” como exemplo para tais práticas.

Seguindo o conceito do evento, o stand da Prefeitura de São Luís foi montado com o uso de materiais que impactam menos o meio ambiente, utilizando-os também para evidenciar o conceito de reaproveitamento e conhecimento sustentável. As paredes que delimitam o stand são feitas de pallets com suporte para plantas naturais. Os puffs também são feitos de pallets e os suportes (mesas) são de tonéis.

PROGRAMAÇÃO

Espaço Prefeitura de São Luís
14h – abertura para o público
Atividades:
Tuor virtual aos Ecopontos
Tuor virtual a um lixão
Bate-papo com o Cidadão Limpeza sobre práticas sustentáveis

Prefeito Edivaldo lança 12ª edição da Feira do Livro de São Luís

“A Brasilidade na Cultura Contemporânea” é o tema da 12ª edição da Feira do Livro de São Luís (FeliS), que será promovida pela Prefeitura de São Luís de 16 a 25 de novembro, no Multicenter Sebrae. Nesta quarta-feira (31), o prefeito Edivaldo Holanda Júnior lançou oficialmente o evento, que este ano tem como patrono o escritor maranhense Graça Aranha, um dos articuladores da Semana de Arte Moderna, movimento artístico de grande importância para história e a cultura brasileira. A FeliS é coordenada pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult), com apoio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e tem como correalizadores o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Serviço Social do Comércio (Sesc).

“É com muita felicidade que estamos preparando essa grande festa da nossa literatura. Será uma semana repleta de atividades para enaltecermos nossas letras, nossas artes, valorizar nossos escritores e a cultura ludovicense de modo geral. A Feira do Livro de São Luís já é um patrimônio da nossa cidade e se transformou no maior espaço de estímulo à leitura e fomento à literatura do Maranhão. Realizaremos centenas de atividades para todas as idades e convidamos toda a população para participar desse grande momento literário”, disse o prefeito Edivaldo que estava acompanhado do vice-prefeito, Julio Pinheiro e dos secretários Marlon Botão (Cultura) e Moacir Feitosa (Educação).

No lançamento, realizado no auditório Fernando Falcão, o prefeito e o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão, apresentaram a programação da 12ª FeliS à imprensa, parceiros, escritores e convidados. A programação completa do evento já está disponível no site http://www.feiradolivrodesaoluis.com.br/programacao. Participaram do ato de lançamento da 12ª Felis o superintendente do Sebrae-MA, João Batista Martins; a diretora regional em exercício do Sesc-MA, Rutineia Amaral; a gerente de Relações Institucionais da Vale, Gisele Pinto; e o diretor da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar) José Artur Cabral.

A FeliS tem ainda como apoiadores do evento o Governo do Maranhão, a Vale, a Companhia Maranhense de Gás (Gasmar), a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), a Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Associação dos Livreios do Maranhão e a Potiguar.

CONHECIMENTO

O superintendente do Sebrae-MA, João Batista Martins, disse que a instituição sente-se honrada de participar como coorrealizadora da Felis, por trazer em sua essência a democratização do conhecimento, um dos bens mais precisos que se pode oferecer às pessoas. “Enxergamos a FeliS como um espaço propício à disseminação do conhecimento. Além disso, esta iniciativa vai ao encontro de uma de nossas maiores missões, que é levar o saber e o estímulo às potencialidades das pessoas, principalmente na área do empreendedorismo. Por isso vamos levar à Feira uma programação de ações do nosso projeto de economia criativa e do programa nacional de educação empreendedora”, disse.

Representando o Sesc-MA, outra instituição correalizadora do evento, a diretora regional em exercício da instituição, Rutineia Amaral, também enfatizou o caráter educativo e cultural da FeliS. “O Sesc por ser uma instituição de promoção de ações socioeducativas e culturais tem a felicidade de participar desse evento tão importante para a cultura local. A instituição é parceira dessa iniciativa realizada pela Prefeitura de São Luís porque acreditamos na educação e na cultura como ações transformadoras da sociedade. E a Feira é a forma mais democrática de acesso à literatura e à cultura, além de promover a inclusão, pois muitas vezes o espaço é a única oportunidade que muitas pessoas têm de ter acesso aos livros, às vivências literárias e a outras experiências na área”, disse Rutineia Amaral.

Também participaram do evento o presidente da Academia Ludovicense de Letras, Antônio Noberto; o presidente da Sociedade de Cultura Latina Americana no Brasil, Dilercy Adler; a presidente da Federação das Academias de Letras do Maranhão, Jucey Santana; a presidente da Associação dos Livreios do Maranhão, Marisete de Jesus Castro; o pró-reitor de Assistência Estudantil da Universidade Federal do Maranhão, Manuel de Jesus Barros; o presidente do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão, José Augusto Silva; e Ana Rosa Silva, coordenadora da 1ª edição da Feira SLZ Preta, que acontecerá dentro da FeliS.

FOMENTO À LITERATURA

A expectativa é que cerca de 200 mil pessoas visitem a Feira nos 10 dias de realização do evento, que também homenageará os maranhenses Joaquim Gomes de Sousa e João Antônio Coqueiro, ambos matemáticos de destaque nacional. Segundo o secretário Marlon Botão, a FeliS, que estará aberta à visitação das 10h às 22h, terá como principal conceito decorativo os mirantes de São Luís e realizará mais de 500 atividades nos 10 dias de programação, entre estas mais de 50 lançamentos de livros, exposições, palestras, conferências, oficinas, espetáculos teatrais, minicursos, rodas de conversa, apresentações culturais, performances poéticas, pockets shows, contações de histórias, entre outras atividades.

O maior evento literário do Maranhão chega a 12ª edição com o objetivo de fomentar á tradição literária e cultural, propiciar o maior acesso ao livro, estimular a formação de novos leitores e incentivar as cadeias produtivas e criativas do livro e da leitura. “A FeliS é, hoje, uma ação de governo, faz parte da vida da cidade e ganha a cada ano proporção nacional, pois nossa vasta programação nesta edição traz 15 escritores nacionais e livrarias de todo o Brasil”, destacou o secretário Marlon Botão.

A FeliS é uma das poucas Feiras do Brasil com acesso totalmente gratuito, garantido oportunidade para que a população participe maciçamente das atividades. “Por isso, este ano teremos atividades que contarão com uma maior participação da população, principalmente de estudantes, com o envolvimento de mais de 10 mil alunos da rede pública municipal e estadual, além da participação espontânea de caravanas de estudantes de 14 municípios maranhenses”, afirmou Marlon Botão.

O evento, realizado gratuitamente, contará com a participação de nomes importantes do atual cenário literário local e nacional, como André Neves, Fabrício Carpinejar, Elza Diniz, Gaspar Záfrica, Fernando Granato, entre outros. As atividades serão distribuídas em dezenas de espaços e palcos espalhados pelas instalações do Multicenter Sebrae. Entre eles estão o Palco FeliS, Casa do Escritor, Café Literário, Planetário, Cine FeliS, Espaço Mulher, Espaço Criança Sesc, Espaço da Juventude, Espaço Criança Semed, Carro Biblioteca, Auditório Punga dos Saberes, Auditório Graça Aranha, Auditório Casa do Professor , entre outros. O evento contará ainda com o apoio de monitores das áreas de letras, biblioteconomia, pedagogia, comunicação e arte.

SAIBA MAIS

Feira do Livro de São Luís (FeliS), foi criada pela Lei Municipal nº 4.449, em 2005, com o objetivo de fomentar a tradição literária e cultural da capital maranhense, propiciar o maior acesso ao livro, estimular a formação de novos leitores e incentivar as cadeias produtivas e criativas em torno do livro e da mediação da leitura.

Prefeito Edivaldo está modernizando iluminação pública da Avenida São Luís Rei de França

A Prefeitura de São Luís está modernizando o sistema de iluminação pública da Avenida São Luís Rei de França, uma das mais movimentadas da capital maranhense. A obra de melhoria, que integra o pacote de serviços de infraestrutura urbana realizados pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e que alcançam diversos bairros da capital, teve início na última semana, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp). Na gestão do prefeito Edivaldo já foi implantado mais de 60 km de rede de iluminação de LED nas avenidas da capital. A cidade recebeu mais de 15 mil pontos de luz branca. A meta fixada pelo prefeito é chegar ao final de 2020 com 80 mil pontos de luz branca.

“A modernização da iluminação pública da Avenida São Luís Rei de França é de suma importância, pois vai proporcionar maior segurança ao sistema viário, mais conforto visual e maior capacidade de luminância da via. Além disto, ressalto que a luz branca é mais econômica”, disse o secretário da Semosp, Antonio Araújo. O secretário enfatizou ainda que o programa de modernização da iluminação pública, da gestão do prefeito Edivaldo tem proporcionado à cidade um novo aspecto, com ruas e avenidas mais iluminadas, bonitas e seguras.

Na Avenida São Luís Rei de França a obra de melhoria, nesta primeira etapa, consiste na substituição de 103 pontos de luz. A primeira etapa dos serviços contemplou o trecho que vai do elevado da Cohab até a entrada da Avenida General Artur Carvalho, próximo ao posto Natureza. Toda a via deve receber nova iluminação até o final de novembro.

A movimentada avenida, que concentra em sua extensão universidades, escolas, shopping, clínicas de saúde, condomínios, entre outros empreendimentos comerciais e residenciais é uma das que integra o maior programa de melhoria e modernização da iluminação pública já realizado na cidade e que é uma iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo.

No local, as lâmpadas antigas de luz amarela de vapor de sódio estão sendo substituídas por luminárias brancas de vapor metálico que são mais econômicas, eficientes e proporcionam à via uma incidência luminosa de maior alcance.

Além da São Luís Rei de França, outras ruas e avenidas de grande fluxo da capital também já foram beneficiadas com serviços de revitalização e modernização do sistema de iluminação pública, recebendo novas luminárias de LED. Entre as avenidas contempladas estão Litorânea, Holandeses, Marechal Castelo Branco, Guajajaras, Daniel de La Touche, Colares Moreira, Portugueses, Libaneses, Jerônimo de Albuquerque, Ana Jansen, São Marçal, Agricultores, Tirirical, Tupinambá, entre outras.

OUTROS SERVIÇOS

Por meio do programa de revitalização e modernização da iluminação, a Prefeitura de São Luís já contemplou dezenas de bairros na cidade. Entre os locais que recebem serviços de melhoria estão o bairro Redenção, onde será feita a substituição de luminárias antigas por outras do tipo branca; Avenida dos Holandeses, divisa com São José de Ribamar; Avenida Oeste Interna da Cidade Operária; Daniel de La Touche, no Ipase; Avenida Litorânea e praças da Rffsa e Benedito Leite, com iluminação artística, entre outros locais.

Prefeito Edivaldo vistoria casas, creches e unidade de saúde no Residencial Morada do Sol

O prefeito Edivaldo esteve neste sábado (20) vistoriando casas, creches e unidade de saúde nos residenciais Morada do Sol I e II, conjunto habitacional do programa federal Minha Casa, Minha Vida executado em parceria com a Prefeitura de São Luís, localizado no bairro Maracanã. Acompanhado do secretário municipal de Urbanismo e Habitação, Mádison Leonardo, o prefeito Edivaldo visitou as creches e a Unidade Básica de Saúde, que estão sendo construídas para atender à população residente no habitacional, além de outros equipamentos urbanos do residencial, como quadras poliesportivas e praças.

De acordo com o prefeito Edivaldo, esta é mais uma ação que a gestão realiza no sentido de reduzir o déficit habitacional do município. “Estamos executando o maior programa habitacional realizado na história da cidade de São Luís. Durante os cinco anos e meio da nossa gestão, entregamos 16 mil unidades e temos mais seis mil para serem entregues”, afirmou o prefeito Edivaldo, durante a vistoria técnica aos equipamentos urbanos do Morada do Sol que possui a melhor infraestrutura entre os já entregues por meio do programa Minha Casa, Minha Vida.

As unidade serão entregues para os últimos contemplados no sorteio do Minha Casa, Minha Vida onde participaram famílias cadastradas no novo Cadastrado Habitacional de Interesse Social lançado pela Prefeitura de São Luís.

O residencial conta com 2.176 casas e com 42,87 m² de área privativa. As casas construídas contam com sala, dois dormitórios, cozinha, banheiros e lavanderia. Os contemplados assinarão contrato de financiamento habitacional junto à Caixa Econômica Federal, conforme determinação do Ministério das Cidades. A entrega das casas é determinada pela Caixa Econômica Federal seguindo cronograma do Ministério das Cidades.

Além das duas creches, cada uma delas com seis salas, o residencial contará com uma Unidade Básica e Saúde, uma escola de ensino fundamental com 16 salas climatizadas e seis quadras poliesportivas e três praças. O Residencial Morada do Sol vai receber mais de seis mil pessoas que devem ser locadas nas unidades residenciais.

O prefeito Edivaldo destacou que além dos equipamentos que possibilitarão assistência em educação infantil e em saúde, o residencial contará com sistema de transporte de qualidade igualado ao oferecido a toda a população. “Os moradores vão poder contar com todos os serviços essenciais que a Prefeitura oferece aos cidadãos, como um sistema de transporte eficiente e confortável, além da coleta de lixo regular, entre outros que contribuam para o exercício da sua cidadania”, assinalou Edivaldo.

“Estamos em busca de novos recursos para dar continuidade ao programa. Ainda em 2018, estamos na expectativas de entrega mais 500 unidades habitacionais do Residencial São Jerônimo, cuja construção já foi iniciada. Até meados do próximo ano, vamos entregar novas unidades do Residencial Mato Grosso”, adiantou o secretário Mádison Leonardo.

SORTEIO

O sorteio dos contemplados com as moradias foi realizado pela Prefeitura na Unidade de Atendimento Habitacional da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação, Semurh, no bairro do São Francisco. Os sorteados têm até o dia 21 de novembro para apresentação dos documentos comprobatórios das informações repassadas no ato de inscrição no Cadastro Habitacional de Interesse Social da Prefeitura de São Luís. O candidato contemplado deve preencher todas as condições previamente previstas pelo edital.

“É importante que as pessoas sorteadas fiquem atentos ao prazo porque, após esse período, eles serão considerados como desistentes”, alerta o secretário Mádison Leonardo Andrade.

Prefeito Edivaldo participa de festa no Circo Escola para crianças atendidas pela Prefeitura

O picadeiro do Circo Escola, programa social executado pela Prefeitura de São Luís, foi palco de muitas brincadeiras, animação e alegria na manhã especial de lazer promovida, nesta quinta-feira (18), para as crianças e adolescentes atendidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), na capital. A iniciativa, que integra a programação de atividades desenvolvidas pela Prefeitura em comemoração ao Dia das Crianças – 12 de outubro – contou com a presença do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Cerca de 400 crianças participaram da ação, oportunidade na qual também puderam aprender um pouco da arte circense, com integrantes do grupo O Circo tá na Rua.

No evento, Edivaldo acompanhou as atividades desenvolvidas especialmente para promover momentos de interação e socialização à garotada da região. “Aqui no Circo Escola a nossa gestão já promove diversas atividades de cidadania, artísticas e culturais para o desenvolvimento educacional e psicossocial das crianças e, hoje, celebramos mais um dia especial em que elas puderam brincar, aprender e se socializar. A alegria e espontaneidade delas nos encanta e também nos estimula a fazer cada vez mais por cada menino e menina da nossa cidade”, afirmou o prefeito, que esteve acompanhado da primeira-dama Camila Holanda; do vice-prefeito, Julio Pinheiro; e da secretária municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), Andréia Lauande.

Além das brincadeiras, houve ainda distribuição de brinquedos, lanches, apresentação da Turma Mateus Kids, do Grupo Mateus, parceiro da ação, entre outras atrações culturais. Também presente ao evento, o vice-prefeito Julio Pinheiro destacou o trabalho desenvolvido pela gestão municipal voltado às crianças. “A gestão do prefeito Edivaldo tem investido em ações da Assistência Social, visando à proteção, à inclusão e ao desenvolvimento saudável de nossas crianças”, observou Julio Pinheiro.

Segundo a secretária municipal da Criança e Assistência Social, Andréia Lauande, o programa Circo Escola está incluído no grupo de equipamentos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). Atende mais de cinco mil pessoas de 60 bairros e tem parceria de rede socioassistencial formada por 58 entidades conveniadas. São assistidas crianças até seis anos; crianças de seis a 15 anos; adolescentes de 15 a 17 anos; e idosos.

“Na gestão do prefeito Edivaldo, todo dia é Dia das Crianças, porque trabalhamos incessantemente para promover o seu bem-estar. Todas as crianças e adolescentes atendidos pelo Circo Escola ou outra ação executada nas demais instituições sociais mantidas pela Prefeitura, participam das atividades desenvolvidas sempre no contraturno escolar, para que esse tempo seja utilizado de forma criativa e educativa. Nossas políticas públicas são voltadas as todas as crianças, independentemente do território a qual pertença”, ressaltou Andreia Lauande.

A secretária afirma ainda que, além do Circo Escola, a Prefeitura desenvolve ações socioassistenciais em mais 62 entidades conveniadas, além da Casa do Bairro e o Centro de Convivência da Vila Luizão.

BRINCADEIRAS

São para crianças como os garotos Davi Castro, 12 anos, e Alessandro, 11 anos, que as ações são destinadas. No evento, eles participaram ativamente das brincadeiras e se interessaram em aprender a arte dos malabares, com a orientação da arte educadora. “Eu adoro circo e sempre fico admirado quando vejo os malabaristas fazendo aquelas apresentações. Por isso quis tentar aprender. Acho que se eu treinar um pouco mais consigo fazer melhor as manobras”, disse Alessandro.

Já a estudante Anna Hadassa, 6 anos, era pura animação ao tentar usar um brinquedo artesanal que nunca tinha visto: o pé de lata. “É muito divertido andar com o pé de lata e eu adorei participar de todas as brincadeiras aqui”, disse a menina.

INCLUSÃO

O Circo Escola foi criado com a proposta de promover inclusão social e ofertar atividades a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. No espaço são desenvolvidas ações como oficinas de capoeira, música, dança, rodas de leitura e outros. Além da qualificação e do lazer, as atividades realizadas buscam fortalecer o sentimento de pertencimento e identidade, valorizando e respeitando as configurações sociais, locais, assim como os costumes, história e cultura.

Também estiveram presente ao evento no Circo Escola, a coordenadora geral do Cras São Luís, Keli Cristiane; a coordenadora do Cras Cidade Operária, Noly Luzeiro; a superintendente da Proteção Social Básica da Semcas, Rosângela Miranda; a superintendente de Articulação Institucional da Semcas, Daniela Araújo; a coordenadora do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Catiane Santos Sousa; a presidente da ONG Natureza, Arte, Vida e Educação (NAVE), organismo com a qual a Prefeitura de São Luís firmará convênio para a realização de atividades na área, no Circo Escola.