Pesquisa Ibope/TV Mirante confirma vitória de Flávio Dino no primeiro turno

Até na nova pesquisa Ibope contratada pela TV Mirante, de propriedade da família Sarney, Flávio Dino (PCdoB) lidera com folga e vence no primeiro turno com 59% dos votos válidos, quase o dobro de Roseana Sarney (MDB), que aparece em segundo lugar com 32%.

Na sequência aparecem Maura Jorge (PSL), com 5% e Roberto Rocha (PSDB), com 2%. Ramon Zapata (PSTU) e Odívio Neto (PSOL) obtiverem 1% cada.

Dino cresceu 2% em relação ao levantamento anterior do Ibope, quando já despontava com 57% dos votos válidos. Já Roseana, que antes tinha 36%, agora caiu quatro pontos percentuais.

A três dias do pleito, o resultado do levantamento Ibope praticamente confirma que o grupo liderado pelo oligarca José Sarney “jogou a toalha”.

A pesquisa Ibope/TV Mirante foi registrada no TSE sob o nº MA-07570/2018. A amostragem ouviu 1.008 eleitores entre os dias 2 e 4 de outubro. A margem de erro da projeção é de três pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

Flávio Dino vence no 1º turno com 60% dos votos, diz pesquisa TV Guará/Econométrica

A TV Guará divulgou pesquisa Econométrica neste sábado (1) mostrando que está consolidada a ampla liderança de Flávio Dino na eleição pelo governo. A menos de 40 dias da votação, ele tem 60% dos votos válidos, o que garantiria a vitória logo no primeiro turno.

Roseana Sarney aparece com 32,5% das intenções de votos. É uma diferença de quase 30 pontos. Reverter essa desvantagem em apenas cinco semanas se mostra bastante improvável.

Roberto Rocha tem 4,2%, seguido por Maura Jorge, com 2,4%. Ramon Zapata chega a 0,8%, contra 0,1% de Odívio Neto.

Todas as pesquisas vêm mostrando que Flávio Dino vence a eleição no primeiro turno. Até mesmo o Ibope, contratado pela Mirante, que pertence aos Sarney, revelou esse cenário.

A pesquisa tem margem de erro de 2,61 pontos e entrevistou 1.407 pessoas entre 21 e 25 de agosto. O registro no TSE é MA-08877/2018.

Pesquisa Exata/JP confirma vitória de Flávio Dino no primeiro turno com 61% dos votos

Mais uma pesquisa Exata/Jornal Pequeno vem confirmar a vitória do governador Flávio Dino na disputa do próximo dia 7 de outubro. O estudo revela que se as eleições fossem hoje, Dino seria reeleito com 61% dos votos válidos, com praticamente o dobro de votos de Roseana Sarney (PMDB), que figura na segunda posição, com 31%.

Ainda segundo o levantamento do Exata, no terceiro lugar aparece Roberto Rocha (PSDB), com 5%, seguido de Maura Jorge (PSL), com 3%. Os candidatos Odívio Neto (PSOL) e Ramon Zapata (PSTU), não pontuaram.

Dino também aparece na frente na votação nominal, onde são considerados os números de indecisos, brancos e nulos, com 52% das intenções de votos. Atrás dele está Roseana Sarney, com 26%; Roberto Rocha, com 4% e Maura Jorge, com 3%. Nessa modalidade, os candidatos Odívio Neto e Ramon Zapata também não pontuaram. Não souberam ou não responderam somaram 10%. Brancos e nulos totalizaram 5%.

Registrada no TSE sob o número MA-07422/2018, a pesquisa Exata utilizou 1401 questionários e ouviu a opinião de eleitores de todo o Maranhão entre os dias 19 e 23 de agosto. A margem de erro da pesquisa é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiabilidade é de 95%.

Os dados divulgados nessa pesquisa confirmam levantamentos anteriores realizados pelo Exata, que já apontavam vitória de Dino no primeiro turno. Segundo o Instituto Exata, ele teve um crescimento de quatro pontos percentuais entre os meses de junho e agosto. Em junho, aferição já indicava a reeleição do governador com 57% das intenções de votos. No mês de julho, o mesmo Instituto Exata revelava que Dino era o candidato preferido para 60% dos eleitores maranhenses.

Ibope também aponta decisão no primeiro turno

Outro instituto também revela vitória de Dino no primeiro turno. Contratada pela TV Mirante, pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (23), aponta que Dino está na liderança com 43%, contra 34% de Roseana. Maura Jorge e Roberto Rocha aparecem com 3% cada e Ramon Zapata com 1%. O candidato Odívio Neto não pontuou.

No cenário apresentado pelo Ibope, a soma dos percentuais de todos os adversários que pontuam, mais os números de Roseana Sarney, não é suficiente para levar a disputa ao segundo turno. A pesquisa Ibope foi registrada no TRE-MA sob o nº MA-00502/2018. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

REJEIÇÃO

A candidata Roseana Sarney é a mais rejeitada com 41% dos eleitores, que disseram não votar em Roseana de jeito nenhum. Nesse quesito, Flávio Dino (PCdoB) aparece com 30%, Roberto Rocha (PSDB) com 19%, Maura Jorge (PSL) com 14%, Ramon Zapata (PSTU) com 13% e Odívio Neto (PSOL) com 11%. Para 2% dos eleitores, qualquer um dos candidatos poderia receber voto e 13% disseram não saber.

Lula dispara no Datafolha e pode vencer no primeiro turno

Revista Fórum

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece disparado na liderança com 39% das intenções de voto na primeira pesquisa Datafolha realizada após os registros das 13 candidaturas ao Palácio do Planalto.

Bolsonaro aparece com 19% no segundo lugar. Aparecem embolados no terceiro posto Marina Silva (Rede, com 8%), Geraldo Alckmin (PSDB, 6%) e Ciro Gomes (PDT, 5%).

Com o petista no páreo, brancos e nulos somam 11%, com 3% de indecisos. Sem ele, os índices sobem respectivamente para 22% e 6%.

Já no cenário sem Lula, quem lidera é o deputado Jair Bolsonaro (PSL), com 22%. Neste cenário, o vice Fernando Haddad (PT), conta com 4%, empatado com o senador Alvaro Dias (Podemos). O Datafolha aponta que 31% dos eleitores votaria em um candidato indicado por Lula, enquanto 48% não votaria e 18% anotam um talvez.

A pesquisa diz ainda que Haddad não é conhecido por 27% dos eleitores, contra 59% que já ouviram falar do ex-prefeito paulistano. Em comparação, Lula é conhecido de 99% dos ouvidos, Marina, por 93% e Alckmin, por 88%. Assim, Haddad registra baixa rejeição: 21%.

Sem Lula, Marina e Ciro dobram suas intenções de voto, ficando atrás de Bolsonaro com 16% e 10%, respectivamente. Alckmin também sobe para 9%, empatando na margem com Ciro.

Bolsonaro é o candidato mais rejeitado, com 39% de eleitores dizendo que nunca votariam nele. É seguido por Lula (34%) e, num patamar mais abaixo, Alckmin (26%), Marina (25%) e Ciro (23%).

Leia a pesquisa completa aqui

Vox Populi: com 39%, Lula venceria no primeiro turno

RBA

São Paulo – Com 39% das intenções de voto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceria a eleição ainda no primeiro turno, segundo nova pesquisa CUT/Vox Populi, divulgada nesta segunda-feira (28). Mesmo se houvesse segunda rodada, Lula – preso há 52 dias em Curitiba – também derrotaria qualquer adversário.

Na pesquisa estimulada – em que os nomes são apresentados –, Lula tem 39%, ante 30% da soma dos adversários. Entre eles, Jair Bolsonaro (PSL), que aparece com 12%, Marina Silva (Rede), com 6%, Ciro Gomes (PDT), com 4%, Geraldo Alckmin (PSDB), com 3%, e Álvaro Dias (Podemos), com 2%.

Com 1% das intenções aparecem Henrique Meirelles (MDB), João Amoedo (Novo) e Manuela d´Ávila (PCdoB). Cinco pré-candidatos não pontuaram, de acordo com a pesquisa: Flávio Rocha (PRB), Guilherme Boulos (Psol), João Vicente Goulart (PPL), Rodrigo Maia (DEM) e Paulo Rabelo de Castro (PSC). O total dos que disseram não votar em ninguém, em branco ou nulos foi de 21%, enquanto 9% não sabem ou não responderam. A margem de erro é de 2,2%. Foram ouvidas 2 mil pessoas de todas as regiões, em 121 municípios.

Já na pesquisa espontânea, Lula aparece com 34%, ante 10% de Bolsonaro. Ciro e Alckmin têm 3% cada. Em seguida, vêm Marina e Joaquim Barbosa (que anunciou sua desistência), com 2%. Álvaro Dias tem 1%. Segundo o instituto, 5% disseram que votarão em outros candidatos, enquanto 25% falaram que não votarão em ninguém, ou em branco ou nulo, e 16% não sabem/não responderam.

O presidente da CUT, Vagner Freitas, avalia que a pesquisa mostra reconhecimento da população pela gestão de Lula, durante a qual houve criação de empregos formais e melhoria na distribuição de renda. “O que temos agora são quase 14 milhões de desempregados, fora os subempregados, aumentos absurdos da gasolina, diesel e gás de cozinha e um governo acuado, desacreditado e sem capital político sequer para negociar o fim de uma mobilização de caminhoneiros”, afirma.

Já o diretor do Vox Populi, Marcos Coimbra, destaca o fraco desempenho de candidatos ligados a Michel Temer.  “Apesar do proselitismo de parte da imprensa brasileira, eles patinam em índices muito baixos. Entre eles, o que mais chama a atenção é o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, que está aquém do que alcançaram outros candidatos tucanos no passado. Parece que a opinião pública não perdoa o comportamento do partido de 2014 para cá.”

O desempenho de Lula é melhor na região Nordeste, onde ele aparece com 56% das intenções de voto . Vai a 38% no Centro-Oeste, a 32% no Sudeste a a 31% no Sul, onde Bolsonaro tem 18%. O petista recebe 35% entre o público masculino e 43% no eleitorado feminino. No recorte por escolaridade, chega a 50% no ensino fundamental e cai pela metade no ensino superior. Também fica com 50% entre eleitores com renda de até dois salários mínimos. Entre os que ganham mais de cinco mínimos, a situação é quase de empate técnico: 23% a 18%.

Lula também venceria em qualquer simulação de segundo. Contra Marina, por exemplo, por 45% a 14%. Se o adversário fosse Alckmin ou Bolsonaro, o petista ganharia com 47% dos votos, ante 11% e 16%, respectivamente.

Flávio Dino vence no primeiro turno em todos os cenários

O governador Flávio Dino seria reeleito em primeiro turno, segundo pesquisa Exata/Jornal Pequeno. O portal Página 2 teve acesso ao relatório da pesquisa, que aponta vitória do governador comunista com ampla vantagem em todos os cenários levantados pelo instituto.

No primeiro cenário, em que são apresentados os candidatos Flávio Dino (PCdoB), Roseana Sarney (PMDB), Eduardo Braide (PMN), Roberto Rocha (PSB) e Maura Jorge (PTN), Dino aparece com 55% dos votos válidos. Roseana Sarney tem 26%, Eduardo Braide 9%, Roberto Rocha tem 8% e Maura Jorge apenas 3% dos votos válidos.

No cenário em que apenas Roseana Sarney e Flávio Dino aparecem como candidatos, o governador também venceria com ampla vantagem com 65% dos votos válidos. Roseana Sarney teria apenas 35% dos votos.

Na terceira simulação com as candidaturas apenas de Flávio Dino e Roberto Rocha, o governador do PCdoB venceria com diferença ainda maior. Dino teria 74,5% dos votos válidos contra 25,5% do senador do PSB.

REJEIÇÃO

A pesquisa Exata/Jornal Pequeno quis saber também dos entrevistados o pré-candidato mais rejeitado pela população. A ex-governadora Roseana Sarney é disparada a mais rejeitada pelo eleitorado. Quase metade dos entrevistados, isto é, 49% disseram que não votariam na filha de José Sarney de jeito nenhum.

O pré-candidato Roberto Rocha aparece a seguir com 35% de rejeição. O governador Flávio Dino é citado por 27% dos entrevistados, enquanto Maura Jorge e Eduardo Braide têm 25% e 21% de rejeição, respectivamente. Dos entrevistados, 4% disseram que votariam em todos e 9% afirmaram não votar em nenhum.

A pesquisa Exata/JP foi colhida entre os dias 14 e 17 de junho com 1.404 pessoas. Tem margem de erro de 3.2 pontos percentuais e índice de confiabilidade de 95%.