Flávio Dino sai vencedor de debate da Mirante

O debate da TV Mirante foi marcado pela união de Roseana Sarney, Maura Jorge e Roberto Rocha contra o governador Flávio Dino. A estratégia foi fazer uma parceria para tentar desgastar o líder nas pesquisas. Mas os três candidatos mostraram pouca articulação e não conseguiram encurralar Flávio, que saiu vitorioso do debate.

Além de conseguir responder aos ataques dos rivais, Flávio Dino usou boa parte do tempo para falar de suas novas propostas e das realizações já feitas.

Um dos pontos altos do debate foi quando Flávio Dino deixou Roseana Sarney sem resposta ao falar da transformação da antiga Mansão de Festas na Casa Ninar.

Roseana disse que o lugar, à beira-mar, não era destinado a pobres. Algo que certamente repercutiu mal junto aos telespectadores. A Casa Ninar atende crianças com problemas de neurodesenvolvimento e seus familiares.

A Mansão de Festas era usada para grandes festas e banquetes com dinheiro público. Eram encontros regados a bebidas caras, lagostas e caviar. “Nunca comi lagosta”, respondeu Roseana, arrancando gargalhada da plateia.

Coligação de Flávio Dino entra com ação na PGR após campanha de Roseana Sarney veicular informação falsa

A coligação do governador e candidato à reeleição Flávio Dino encaminhou à Procuradoria Geral da República (PGR) uma notícia-crime contra a campanha da candidata Roseana Sarney por ter veiculado informação falsa no horário eleitoral gratuito na TV nesse sábado (29).

A inserção dizia que Flávio Dino estava inelegível, o que é uma informação sabidamente falsa. Em nenhum momento, o governador esteve inelegível. O candidato é 100% Ficha Limpa, como atestam todos os registros na Justiça comum e na Justiça Eleitoral.

Na peça, os advogados da coligação de Flávio Dino pedem que sejam “tomadas as devidas providência com o necessário ingresso da Ação Penal cabível”.

Além de Roseana Sarney, também é alvo da notícia crime o representante da coligação da candidata, João Alberto de Souza.

“É de suma importância levar em conta que divulgar, na propaganda, fatos inverídicos, em relação a partidos ou candidatos e capazes de exercerem influência perante o eleitorado, recai em pena de detenção de dois meses a um ano, ou pagamento de 120 a 150 dias-multa”, afirma a notícia-crime.

Os advogados acrescentam que “é fato público e notório que o candidato Flávio Dino não está inelegível, até porque já teve seu registro de candidatura deferido pela corte deste Tribunal Regional Eleitoral”.

“Em um evidente ato de desespero, a inserção da representada dedica-se a tentar forçar a ausência de possibilidade do candidato a reeleição ao Governo do Estado de ser eleito”, diz a notícia-crime.

Ibope confirma vitória de Flávio Dino no 1º turno e alta rejeição de Roseana

A pesquisa Ibope divulgada pela TV Mirante nesta quarta-feira (19) mostra que o governador Flávio Dino vence a eleição no primeiro turno com ampla vantagem. Roseana Sarney (MDB) tem a maior rejeição entre os candidatos. O levantamento foi pago pela emissora, que tem Roseana Sarney como uma das proprietárias.

Segundo o Ibope, Flávio tem 57% dos votos válidos. É um número abaixo do que outras sucessivas pesquisas vêm mostrando. Nos outros levantamentos, inclusive o da Exata, que tem um histórico de acerto no Maranhão, Flávio tem mais de 61% dos votos válidos.

Mesmo com um número diferente do que mostram outras pesquisas, o Ibope também aponta vitória do governador no primeiro turno, com folga. Roseana Sarney aparece na pesquisa com 36% dos votos válidos. Maura Jorge tem 5%; e Roberto Rocha, 2%.

Ao admitir que Flávio Dino vence no primeiro turno, o Ibope parece tentar evitar um novo vexame no Maranhão. O instituto tem um histórico de erros no Estado, mostrando os candidatos do Sarney com mais votos do que conseguem na urna.

REJEIÇÃO

Segundo levantamento, a candidata do MDB tem a maior rejeição entre os candidatos ao governo. Perguntados sobre em quem não votariam de jeito nenhum, 40% dos entrevistados responderam Roseana Sarney.

O governador Flávio Dino aparece com 20% de rejeição, seguido por Roberto Rocha com 18% e Maura Jorge com 12%. Ramon Zapata também têm 12% e Odívio Neto é o menos rejeitado com apenas 8%.

 

Mais uma pesquisa confirma: Flávio Dino amplia vantagem sobre Roseana Sarney

A vinte dias da eleição, pesquisa Interpreta divulgada nesta segunda-feira (17) pelo jornal Correio aponta uma ampliação da vantagem do governador Flávio Dino sobre a candidata Roseana Sarney. De acordo com o levantamento, feito em todas as regiões do Maranhão, Flávio Dino subiu de 60,2% para 61,82% dos votos válidos, consolidando vitória no primeiro turno.

Já Roseana, que aparecia em segundo lugar na pesquisa Interpreta publicada no início de setembro, caiu quase quatro pontos percentuais, saindo de 33% das intenções de voto para 29,57%.

Ainda segundo a pesquisa, Maura Jorge (PSL) figura na terceira posição com 4,18%, seguida de Roberto Rocha (PSDB), com 4,01%; Ramon Zapata (PSTU), com 0,25% e Odívio Neto (PSOL), com 0,17%.

Rejeição

Segundo o estudo, a candidata Roseana Sarney é a mais rejeitada entre os eleitores: 29,4% dos entrevistados afirmaram não votar na candidata do MDB de jeito nenhum. Dino aparece com 14%. Roberto Rocha aparece com 10,1%; Maura Jorge, com 7,8%; Ramon Zapata, com 5,4%; Odívio Neto, com 5,3%. Para 21,3% dos eleitores, todos os candidatos merecem votos e 6,7% disseram não votar em nenhum deles.

A Pesquisa Interpreta ouviu 1.524 pessoas em 53 municípios do Maranhão entre os dias 8 e 10 de setembro. Registrada no TSE sob o nº MA-01920/2018, a margem de erro do levantamento é de 3 pontos para mais ou para menos.

Nova pesquisa Exata/JP: Flávio Dino amplia vantagem sobre Roseana Sarney

Pesquisa realizada esta semana pelo Instituto Exata a pedido do Jornal Pequeno aponta crescimento das intenções de voto no governador do Maranhão, Flávio Dino, que é candidato à reeleição encabeçando uma coligação de 16 partidos. Dino ampliou de 61% para 64% suas intenções na contagem de votos válidos.

Por outro lado, a segunda colocada, Roseana Sarney, quatro vezes ex-governadora, teve uma ligeira queda de dois pontos, de 31% para 29%

Portanto, o Instituto Exata projeta hoje uma vitória de Flávio Dino no primeiro turno com 64% dos votos válidos, mais que o dobro de votos de Roseana, que aparece com 29%.

No estudo divulgado hoje, Maura Jorge (PSL) aparece em terceiro lugar com 4%, seguida de Roberto Rocha (PSDB), com 3%. Os candidatos Ramon Zapata (PSTU) e Odívio Neto (PSOL) não pontuaram.

Pesquisa Exata/JP publicada no dia 24 de agosto já apontava vitória do comunista. A novidade é que a diferença que já era de 30 pontos ampliou-se para 35 pontos percentuais.

Entre uma pesquisa e outra, teve início a campanha eleitoral na TV e rádio. E foi declarado o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao atual governador.

Indecisos e nulos

Na votação nominal, que considerada os números de indecisos, brancos e nulos, Flávio Dino também aparece na frente, com 56% das intenções de votos. Em segundo lugar está Roseana Sarney, com 25%, seguida de Maura Jorge, com 3% e Roberto Rocha, que aparece com 2%. Ramon Zapata e Odívio Neto não pontuaram. Nenhum, brancos e nulos somaram 8%; e 6% dos entrevistados disseram não saber em quem votar.

Registrada no TSE sob o nº MA-09907/2018, a pesquisa Exata/JP realizou 1.400 questionários na Grande São Luís e nas regiões Norte, Sul, Leste, Oeste e Central do Maranhão, entre os dias 10 e 13 de setembro. A margem de erro é de 3,3 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiabilidade é de 95%.

Lula para Roseana: “Não coloque a política à frente das pessoas”

O secretário Carlos Lula (Saúde) criticou a candidata do MDB ao governo do Maranhão, Roseana Sarney, cujo advogado acionou a Justiça para fechar o Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO).

“Senhora candidata (Roseana Sarney), não coloque a política à frente das pessoas. Isso é simplesmente ridículo. Só é punido com uma medida dessas quem mais precisa.”, escreveu o secretário em sua conta nas redes sociais.

O desabafo de Lula ocorreu em comentário à matéria jornalística sobre o sucesso da cirurgia do menino Thiallyson de Sousa Dias, que estava com grave problema na mandíbula.

“São por vitórias como essa que o advogado de Roseana Sarney pediu hoje na Justiça o fechamento do HTO”, afirmou Lula.

Carlos Lula denunciou que a ex-governadora tem um exército de robozinhos nas redes sociais para atacar quem fala a verdade. Após reiterar a informação de que o advogado da emedebista pediu o fechamento do HTO, o secretário de Saúde afirmou não ter se surpreendido. “Vocês nunca olharam pra quem mais precisa. Nunca!”, disse.

AÇÃO

Um dos advogados de Roseana Sarney entrou com ação popular na Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís pedindo a suspensão imediata do contrato de aluguel do prédio onde funciona o Hospital de Traumatologia e Ortopedia, referência na área da traumatologia e ortopedia de alta complexidade.

MPE valida candidatura de Suely Pereira e multa coligação de Roseana

O Ministério Público Eleitoral deu parecer pela aprovação da candidatura de Suely Pereira, segunda suplente de Weverton, candidato ao Senado pela Coligação Todos Pelo Maranhão. Na mesma decisão, o MPE recomendou multa sobre a coligação de Roseana Sarney, por litigação de má-fé, já que a lei da inelegibilidade não poderia ser aplicada à candidata.

Ao contrário do que alegou a ação movida pela coligação O Maranhão Quer Mais, da candidata Roseana Sarney (MDB), as contas da candidata foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Weverton condenou a ação do grupo de Roseana. “Além da acusação leviana de inelegibilidade, nossos adversários incluíram o meu nome e do meu primeiro suplente gratuitamente na ação, sem qualquer acusação de
conduta que justificasse. Como eles não têm argumentos fundamentados, resolveram partir para a apelação”, garantiu Weverton.

De acordo com o parecer, assinado pelo Procurador Regional Eleitoral, Pedro Henrique Oliveira Castelo Branco, somente a rejeição das contas, e não a sua aprovação com ressalvas, implica a incidência de inelegibilidade.

“Roseana é sim representante da Mirante e a lei veda”, afirma Rubens Júnior

O deputado federal Rubens Pereira Júnior (PCdoB) refutou a nota divulgada pela coligação da candidata Roseana Sarney sobre a impugnação e reiterou a inelegibilidade da candidata do MDB ao governo do Estado.

“A administração (do Sistema Mirante) é feita pelo empresário Fernando Sarney. Mas, segundo o contrato social da empresa, Roseana é sim representante da Mirante. E a lei LC64/90 veda. Expressamente.”, explicou o autor da representação junto à Justiça Eleitoral.

O deputado comunista disse que não adianta a coligação de Roseana atacá-lo. “Tem que explicar se Roseana é ou não REPRESENTANTE do Sistema Mirante. E se a Mirante tem ou não contrato com poder público.”, escreveu.

A nota da coligação “O Maranhão quer mais” limita-se a dizer que “Roseana foi vencedora em todas as suas eleições como sócia cotista do Sistema Mirante, mas ao contrário do que ele diz na peça oferecida ao Tribunal Regional Eleitoral, Roseana jamais exerceu cargo de direção da empresa. Portanto, ela não teria que renunciar ao que ela não é.”

Rubens Júnior publicou em sua conta nas redes sociais o contrato social da empresa. Na cláusula sexta, parágrafo 3º. “Os sócios terão os mais amplos e gerais poderes, representando e obrigando a sociedade em juízo ou fora dele”, estabelece o documento.

Ele postou ainda texto da Lei Complementar 64/90, art 1º, II, i, que estabelece a inelegibilidade. “Os que dentro de seis meses anteriores ao pleito, hajam exercido cargo ou função de direção, administração ou representação em pessoa jurídica ou em empresa que mantenha contrato de execução de obras, de prestação de serviços ou de fornecimento de bens com órgão do poder público ou sob seu controle, salvo no caso de contrato que obedeça a cláusulas uniformes;”

“A candidata Roseana Sarney terá que se explicar pra justiça eleitoral. Não pra mim.”, disse Rubens Júnior.

LEIA MAIS

Impugnada candidatura de Roseana Sarney

Impugnada candidatura de Roseana Sarney

Blog do Garrone

Em petição fundamentada e fartamente instruída com muitos documentos, o deputado federal Rubens Pereira Júnior encaminhou ao Ministério Público Eleitoral notícia de inelegibilidade de Roseana Sarney, candidata do MDB ao cargo de governadora do Estado.

O deputado comprova que Roseana Sarney tem poderes de administração e de representação nas empresas da Televisão Mirante e nas rádios Mirante AM e Mirante FM. E por esse motivo, as empresas não poderiam manter contratos com o poder público nos seis meses que antecedem as eleições.

Na petição, apresentando jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral, Rubens Júnior demonstra que o só fato de manterem outorgas de concessão e autorização para serem emissoras e retransmissoras de televisão e rádio já torna a candidata inelegível.

Mas, além desse fato, o deputado comprovou que a Rádio Mirante celebrou contrato em junho de 2018 com uma prefeitura maranhense. Ou seja, dentro do período vedado. E também que nesse período a Mirante foi contrata pelo Ministério da Saúde para veicular publicidade institucional, em campanhas que foram ao ar nos meses de abril, maio e junho.

                          Coronéis eletrônicos fogem da inelegibilidade 

A família Sarney não é única a possuir um sistema de comunicação visando influenciar as eleições. Ou seja, Roseana Sarney não é a única política a ter televisão e rádio para fazer política.

Mas no caso de outros coronéis eletrônicos, como são conhecidos os políticos que possuem meios de comunicação para fazerem política eleitoral, em geral eles alteram os contratos sociais das empresas para colocarem outro sócio com poderes de administração e representação.

No caso do Sistema Difusora, por exemplo, Edison Lobão Filho colocou o sócio Rafael Barjona Lobão como administrador e representante das empresas. Assim, burla a lei de inelegibilidade e pode disputar as eleições.

Com relação a Mirante, embora as empresas sejam administradas por Fernando Sarney e sua mulher, Teresa Sarney, talvez por não confiarem plenamente no irmão, Roseana e Sarney Filho não retiraram dos contratos sociais os poderes de administração e de representação. É uma forma de poder intervir sempre nos negócios da empresa e controlar o irmão.

Além disso, por serem representantes legais da empresa, Roseana e Sarney Filho podem diligenciar assuntos de interesse do Sistema Mirante nas repartições públicas em Brasília, onde exercem grande influência. Exemplo disso foi o que ocorreu exatamente quando eles abocanharam verbas de publicidade do Ministério da Saúde, em maio e junho de 2018.

Exata/JP: Com 60% das intenções de votos, Dino vence no 1º turno

Blog Jorge Vieira

Pesquisa do Instituto Exata, contratada pelo Jornal Pequeno e divulgada nesta terça-feira (24) aponta a vitória do governador Flávio Dino no primeiro turno.

Segundo os números apresentados pelo Exata, se a eleição fosse hoje, Dino venceria com 60% dos votos válidos, vindo em segundo lugar a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) com 31%.

Entre os demais concorrentes, a ex-deputada Maura Jorge (PSL) aparece com 4%, Roberto Rocha (PSDB) 3%, Ricardo Murad 2%, Ramon Zapata (PSTU) 0% e Ovídio Neto 0%.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número  MA-0678/2018 e ouviu 1.404 eleitores de todas as regiões do Maranhão no período 15 a 20 de julho, com margem de erro de 3,2 para mais ou para menos.