Estudante da rede municipal selecionada em projeto vai à Copa do Mundo na Rússia

Nesta segunda-feira (25), quatro estudantes embarcaram rumo à Copa do Mundo de Futebol, na Rússia. Entre eles está Vitória Souza Moraes, 15 anos, que foi selecionada em 2017 para participar do Festival Fundação Fifa, evento oficial do torneio. Na época da seleção, ela era estudante da rede municipal de ensino da Prefeitura de São Luís, na Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Amaral Raposo, em Pedrinhas.

A seleção aconteceu ano passado nas Olimpíadas do Brincar ao Jogar, no projeto Bolação, realizado nas escolas da rede por meio de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e o Instituto Formação. O projeto tem o objetivo de contribuir com o desenvolvimento pessoal, social e cognitivo dos estudantes, disseminando o espírito esportivo desde cedo e fomentando práticas saudáveis e de desenvolvimento social e humano pelo esporte.

“As ações que a Semed realiza com entidades parcerias são muito importantes no desenvolvimento das crianças e adolescentes. A exemplo da parceria com o Formação que por meio do esporte contribui ricamente para a vida dos estudantes”, pontuou o titular da Semed, Moacir Feitosa.

Para o representante do Formação, Fábio Cabral, instituto que está promovendo a viagem dos adolescentes para a Rússia, a organização fomenta práticas saudáveis e de desenvolvimento social e humano pelo esporte. “A importância do festival é justamente poder proporcionar aos jovens a troca de experiência, pra eles que de alguma forma desenvolvem atividades de esporte em suas comunidades de forma inclusiva é uma troca de experiência com outros jovens que fazem um trabalho parecido em todo o mundo. É um momento de dar visibilidade ao trabalho das organizações que trabalham de forma diferente com o esporte como ferramenta de inclusão, além de proporcionar a esses jovens a possibilidade de conhecer outras pessoas”, pontuou.

Além de Vitória Moraes, de São Luís participarão das competições em Moscou Luana Rodrigues, 17 anos e Rian Costa, de anos; e ainda Lucas Mendes, 17 anos, da cidade de Palmeirândia. Além deles também viajam a jovem Karolyne Santos e o representante do Formação, Fábio Cabral.

SONHO

Com a bagagem cheia de expectativas, a viagem internacional é um sonho para Vitória Souza Moraes, 15 anos. “A emoção é imensa por viajar para fora do país e voar pela primeira vez. Estou muito feliz pela conquista, é um sonho sendo realizado”, contou a garota. “O projeto vai oportunizar, além da competição, o aprendizado, descobertas, interação e convivência com novas pessoas. Com certeza a experiência será nossa maior vitória”, completou Vitória.

Rosimar de Sousa Moraes, mãe de Vitória, conta que é difícil deixá-la viajar para longe, mas entende que a viagem será importante para o crescimento da filha. “Deus está no controle. Temos que preparar nossos filhos para o mundo, ela está feliz e nós, a família dela, também estamos”.

FESTIVAL

O Festival Fundação Fifa é realizado desde 2006, na Copa do Mundo na Alemanha. Nas três edições anteriores levou o nome de Festival Footbal for Hope e também contou com jovens maranhenses selecionados pelo Instituto Formação.

Este ano o evento irá reunir mais de 300 participantes, entre os dias 26 de junho a 5 de julho. Durante esse período, os jovens selecionados para o programa irão participar de um torneio de futebol conhecido pelo fair play (ética no meio esportivo) e apresentações culturais que incentivarão o intercâmbio e a troca de conhecimento ao longo do evento. A partida dos estudantes será disputada no estádio Luzhniki, em Moscou, no dia 1º de julho.Todos os participantes também terão direito a assistir a um jogo das oitavas de final da Copa do Mundo de um dos estádios que sediarão os jogos na Rússia.

Fifa sorteia hoje, na Rússia, grupos da Copa do Mundo de 2018

Nesta sexta-feira (1º), às 13h (horário de Brasília) começa, em Moscou, a solenidade que vai definir os oito grupos da primeira etapa da Copa do Mundo, a ser disputada na Rússia no ano que vem. As rádios Nacional de Brasília e Nacional do Rio vão transmitir os sorteios que serão realizados pela Federação Internacional de Futebol (Fifa).

>> Acesse radios.ebc.com.br

Cada grupo terá quatro países. Em cada grupo, só podem ser sorteados no máximo dois países europeus e apenas um país de cada uma das confederações restantes.

Os 32 países que irão disputar a Copa foram distribuídos em quatro potes com oito seleções em cada. A Rússia, como país-sede, se juntará aos sete melhores do ranking de outubro para formar o pote 1, com todos os cabeças-de-chave. Nesse pote, tem uma bolinha de cor vermelha e outras sete de outra cor. A bola vermelha será a primeira a ser sorteada e nela tem o nome da Rússia, que vai ser a cabeça-de-chave do grupo A.

Em seguida, as outras sete bolas vão sendo sorteadas formando os cabeças-de-chave dos grupos B, C, D, E, F, G, E H. Sempre nessa ordem.

Caso seja sorteada uma seleção que não possa ser colocada por causa das cláusulas previstas, de no máximo duas europeias e uma de cada confederação restante, a sorteada será deslocada para o grupo mais próximo até que atenda as exigências. Quando terminar o pote 1 passa-se para o pote 2 e assim por diante até o pote 4.

Brasil

No pote 2, há algumas restrições: Brasil e Argentina não podem receber em seus grupos Uruguai, Peru e Colômbia. Com isto, só restam cinco alternativas: México, Espanha, Inglaterra, Suíça e Croácia, velhos conhecidos de Copas anteriores.

O México fez parte do grupo do Brasil em 1950, 1954, 1962 e 2014. A Espanha nos anos de 1934, 1962, 1974 e 1986. A Inglaterra em 1958 e 1970. A Suíça em 1950. A Croácia, em 2006 e 2014.

O capitão do penta, Cafu, é um dos craques escolhidos para participar da cerimônia do sorteio das chaves. Cafu disputou quatro Copas, de 1994 a 2006, e é o único jogador a disputar três finais de Copa do Mundo, ganhando duas vezes. Fez 20 jogos de Copa, ganhando 16, empatando um e perdendo três.

Os outros craques do sorteio são o argentino Diego Maradona, os ingleses Gordon Banks e Gary Lineker, o espanhol Carles Puyol, o uruguaio Diego Forlan, o italiano Fabio Cannavaro, o francês Laurent Blanc, o russo Nikita Simonyan (91 anos). O alemão Miroslav Klose apresentará o Trofeu Fifa.

Russos preparam focas para a marinha

Na Rússia, até as focas prestam serviço militar. As focas Tito e Lilo estão sendo treinadas para participar de eventos da marinha russa. As focas estão aprendendo a atirar, desarmar minas e a levantar a bandeira da marinha russa.

Brincadeira ou trabalho? O diretor do aquário de Baikal, Evgeniy Baranov, explica que a ideia é despertar sentimentos patrióticos na plateia. Veja o vídeo AQUI.

Com informações do portal MSN notícias

Trump ameaça manter pressão contra a Síria

Após os ataques de 50 mísseis à Síria, o governo americano anunciou novas sanções de guerra (Foto: Williams/Courtesy U.S. Navy/Handout via REUTERS

Os Estados Unidos estão prometendo manter a pressão sobre a Síria, após a intensa onda noturna de ataques com mísseis de navios norte-americanos, apesar da possibilidade de escalada da doença russa que poderia inflamar ainda mais um dos conflitos mais vexatórios do mundo.

O governo do Trump, na sexta-feira, anunciou novas sanções logo após o ataque com mísseis, e o Pentágono investigava se a própria Rússia estava envolvida no ataque às armas químicas que obrigou o presidente Donald Trump a agir. O ataque contra uma base aérea síria foi o primeiro ataque dos EUA contra o governo do presidente Bashar Assad.

Grande parte da comunidade internacional reuniu-se atrás da decisão de Trump de disparar os mísseis de cruzeiro em reação ao ataque de armas químicas desta semana que matou dezenas de homens, mulheres e crianças na Síria. Mas um porta-voz do presidente russo, Vladimir Putin, alertou que as greves causaram “um golpe significativo” nas relações entre Moscou e Washington.

Nas Nações Unidas, o vice-embaixador russo, Vladimir Safronkov, criticou fortemente o que ele chamou de “flagrante violação do direito internacional e um ato de agressão” cujas “consequências para a segurança regional e internacional podem ser extremamente graves”. Ele chamou o governo Assad de uma força principal contra o terrorismo e disse que merecia a presunção de inocência no ataque com armas químicas.

Fonte: Time Magazine

Explosão na Rússia deixa 10 mortos e 50 feridos

A cidade de São Petesburgo, na Rússia, acaba de sofrer um atentado no metrô. De acordo com as agências de notícias russas, a tragédia até agora registra 10 mortos e 50 feridos.

As autoridades russas acabaram de confirmar as causas da explosão como um atentado terrorista, praticado pelo Estado Islâmico.

Recentemente, o grupo terrorista tem ameaçado a segurança da Rússia por conta do exército desde país estar com suas tropas na Sírias.

Após a confirmação do atentado terrorista, o governo russo afirmou o reforço na segurança.  E a tensão entre o país e os islamistas pode aumentar.