São João de São Luís é aprovado por mais de 96% dos turistas que estiveram na capital, diz pesquisa

Mais de 96% dos turistas que estiveram em São Luís durante o período junino qualificaram como bom, muito bom ou excelente a estadia na capital maranhense. É o que aponta pesquisa realizada entre os dias 15 de junho e 1º de julho pelo Observatório do Turismo do Maranhão, da Universidade Federal Maranhão (UFMA), em parceria com a Prefeitura de São Luís, Governo do Estado e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MA). Ações de incentivo ao turismo implementadas na gestão do prefeito Edivaldo, a exemplo da divulgação do destino São Luís em eventos realizados em outros estados, contribuíram para o grande movimento de turistas no período junino e neste mês de férias.

O levantamento, aplicado junto ao público presente nos arraiais da Maria Aragão, Ipem, Nauro Machado e Ceprama, aferiu características como perfil, fluxo de público, gasto médio diário e percepção do turista quanto à infraestrutura e qualidade das manifestações culturais. De acordo com os dados, do universo de turistas que visitaram São Luís, a região Sudeste do país apareceu como a maior emissora de visitantes nesta temporada para a capital maranhense. Foram recebidos turistas de todas as regiões do Brasil e também de outros países.

Para a secretária Socorro Araújo, a singularidade e riqueza cultural dos festejos juninos em São Luís estão se consolidando cada vez mais como atrativo turístico a nível nacional e internacional e, com as ações de incentivo ao turismo executadas pela Prefeitura, a tendência é de crescer cada vez mais. “A gestão do prefeito Edivaldo tem desenvolvido diversas ações de promoção do destino São Luís e do nosso São João. O resultado positivo desse empenho estamos comprovando com essa pesquisa, que mostra o quanto os nossos festejos são encantadores e bem recebidos por quem vem nos conhecer, além, claro, da própria valorização do público local”, avalia a titular da Setur.

De acordo com o estudo, mais de 55% dos turistas pesquisados este ano eram procedentes dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais. No ano passado a pesquisa revelou que dos três maiores estados do Sudeste, o percentual deste contingente alcançou 37%, o que representa um aumento de quase 20%.

A secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo, considera esta elevação como resultante das várias ações de promoção do destino desenvolvidas pela Prefeitura de São Luís em feiras e outros eventos do trade turístico realizados na região Sudeste. Outro dado que mostra que as atividades de divulgação do São João de São Luís surtiram efeito é o que aponta que 79,52% estava participando da festividade pela primeira vez.

A divulgação dos atrativos culturais tem sido a principal estratégia para aumentar o fluxo de visitantes durante este período. O objetivo da pesquisa, que contou também com apoio da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira do Maranhão (ABHI/MA), é suprir a necessidade de estatísticas confiáveis pela metodologia para identificar o fluxo turístico no estado, destacando cada polo.

Para o coordenador do Observatório do Turismo da UFMA, professor doutor Saulo Ribeiro dos Santos, a pesquisa aponta os diversos avanços conquistados pelo setor turístico em São Luís. “Em relação ao ano passado, houve crescimento em quase todas as áreas. Todos os números são maiores. Cresceram principalmente em relação à procedência dos turistas das regiões Nordeste e Sudeste”, aponta.

Segundo avalia o professor, a influência das postagens em redes sociais tem fomentado o destino de maneira crescente. As redes sociais divulgaram o São João de São Luís para pelo menos 12% do público que veio para participar dos festejos. O uso das ferramentas on-line foi outra ação consolidada pela gestão Edivaldo, com o lançamento das redes sociais (Instagram, Facebook e Instagram) do destino e o aplicativo Turismo São Luís, disponível gratuitamente para as plataformas iOS e Android.

A pesquisa aponta ainda que o maior número de turistas se deslocou para São Luís utilizando o avião como meio de transporte (77,09%). Destes, 66,31% tiveram o lazer como motivação da viagem, e 66,04% usaram hotéis, pousadas e albergues como meio de hospedagem. Do universo de visitantes, 60,10% foram do gênero feminino e a maioria da faixa etária entre 46 e 60 anos (31,54%), e com ensino superior completo (57,68%). Com estadia média de cinco dias, o turista teve gasto médio de R$ 201,00, cifra muito superior ao registrado em outros períodos, quando fica em torno de R$ 50,00.

Sobre a avaliação da programação cultural dos arraiais organizados pela Prefeitura de São Luís e Governo do Estado os números são robustos, com 88, 95% de aprovação. No quesito Estrutura do Evento, a impressão do turista foi de nível satisfatório. Destes, mais de 93% dos turistas que foram aos arraiais aprovaram a decoração e 93% consideraram a iluminação de qualidade destacável. Na avaliação da sinalização turística, que a Prefeitura vem aperfeiçoando com renovação e inclusão mais pontos, 62,27% consideraram excelente, boa ou regular.

NÚMEROS
Procedência do turista
55% Sudeste
15,37% Nordeste
5,93% Centro-oeste
4,31% Norte
3,24% Sul
Perfil do turista
60,10% mulheres
39,90% homens

42,05% dos turistas tem um gasto médio diário acima de R$ 201 na viagem

57,68% com Superior Completo
23,18% com Pós-Graduação Completa

1 a 5 dias de estadia na cidade

66%,04% utilizaram hotel/pousada/albergue como principais meios de hospedagem
77,09% utilizaram o avião como meio de transporte

Decreto proíbe comercialização de bebidas em garrafas de vidro durante o São João

A Prefeitura de São Luís, por meio do Decreto nº 50.810, determinou a proibição da venda de bebidas alcoólicas e não alcoólicas em garrafas e recipientes de vidro por vendedores ambulantes, estabelecimentos informais. O decreto é válido até o dia 1º de julho, entre as 18h e 2h. A medida visa garantir a segurança da população durante o São João de Todos, promovido pela Prefeitura de São Luís e pelo Governo do Estado.

O secretário municipal de Cultura, Marlon Botão, destaca que a medida é necessária para garantir a segurança de todos, trabalhadores e o público. “A Prefeitura decreta em todos os eventos que realiza esta proibição, e no São João de Todos 2018 não será diferente. O objetivo é garantir a segurança nas festividades juninas. Esperamos um público grandioso e queremos que todos possam aproveitar da melhor maneira. Isso demonstra a precaução da gestão do prefeito Edivaldo na prevenção de acidentes durante o período junino”, diz o secretário.

A medida visa ainda colaborar com o trabalho da Polícia Militar, que estará atuando durante as festividades, na prevenção de ocorrências onde este tipo de material possa ser utilizado como arma. O decreto determina também a interdição imediata e apreensão das mercadorias nos pontos de venda que estiverem descumprindo as normas estabelecidas pelo poder público municipal.

O serviço de fiscalização contará com a atuação da Blitz Urbana, órgão ligado à Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), que também acompanhará o trabalho do comércio informal, especialmente dos vendedores ambulantes cadastrados para a venda no entorno da Praça Maria Aragão. “Esse é um trabalho recorrente. A intenção do poder público é garantir a tranquilidade das festas juninas, trabalhando conjuntamente em prol dos cidadãos”, ressalta o diretor da Blitz Urbana, Joaquim Azambuja.

FISCALIZAÇÃO DE ALIMENTOS

A Prefeitura de São Luís, por meio da Vigilância Sanitária, realizou capacitação sobre Boas Práticas de Manipulação de Alimentos para os ambulantes cadastrados para trabalhar durante o São João. Na capacitação foram abordados assuntos como os tipos de alimentos permitidos para comercialização, as formas corretas de armazenamento e manipulação, aquisição e validade dos produtos e o vestuário adequado.

Equipes da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), irão fiscalizar durante as festas os produtos disponibilizados à população, principalmente, em relação à manipulação de alimentos servidos pelos ambulantes que estarão trabalhando na Praça Maria Aragão.

Prefeitura promove prévia junina na Feirinha São Luís

A Feirinha São Luís é ponto de compra, lazer e diversão de famílias, amigos e turistas que visitam a capital maranhense. A iniciativa da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), sob a orientação do prefeito Edivaldo, é realizada todos os domingos, das 7h às 15h, na Praça Benedito Leite. Na 51ª edição do programa, que aconteceu nesse domingo (27), a apresentação da Cia Encanto da Madre Deus trouxe as cores e os sons típicos do mês junino no Maranhão, anunciando que o bumba-meu-boi está chegando para alegrar a festa de São João.

Para o titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues, a união de setores da Feirinha fortalece o escoamento da agricultura familiar rural. “Os principais objetivos são a divulgação e escoamento da produção agrícola familiar da capital, unindo setores como artes plásticas, artesanato, cultura, gastronomia e literatura, abrindo espaço também para tratar de assuntos do interesse público”, disse o secretário.

O titular da pasta acrescentou que a cultura popular estará em evidência também nas próximas edições. “O São João do maranhão é uma tradição muito forte, que une as pessoas e com a estrutura da Feirinha São Luís nossos brincantes e o público estarão seguros para aproveitar em um único espaço tantas coisas boas que nossa cidade oferece, como a cultura e culinária típica. Esse é o pontapé inicial das brincadeiras juninas na Feirinha São Luís, que durante todo o mês de junho vai celebrar a diversidade cultural maranhense”, afirmou.

“A gente se prepara o ano todo para fazer um espetáculo bem bonito para a população. Temos muita novidade esse ano para a festa ser ainda mais bonita do que a do ano passado”, disse o dançarino da companhia, Richardison Cunha da Conceição, contando que a companhia está preparada para animar o público durante as festividades juninas. Além da Cia Encanto da Madre Deus, a programação cultural da feirinha contou com o grupo de reggae Upaon Attack e atrações como Maria Clara e Banda, Dubblack e a anfitriã Banda da Feirinha animando o público presente.

FEIRINHA SÃO LUÍS

A Feirinha São Luís iniciou em junho de 2017 e vem conquistando o público ao longo das edições. A comercialização no entorno de toda a Praça Benedito Leite conta com uma média de 90 pontos de empreendimentos, movimentando o turismo na capital e a renda na região. A iniciativa da Prefeitura fomenta a economia criativa aos produtores e microempreendedores, que oferecem seus produtos por preços justos.

Casa de Nhozinho abre as portas para ensaio de grupos folclóricos

Na segunda edição dos Ensaios Juninos no Museu, as tardes e as noites de sábado, até o dia 2 de junho, serão de integração entre os grupos folclóricos e os visitantes do Museu Casa de Nhozinho. A direção da Casa transformou o pátio do museu em um espaço democrático, onde estão acontecendo, desde o último sábado (19), os ensaios dos grupos de Bumba Meu Boi, de cacuriá e das demais atrações artísticas de danças do período junino.

O acesso aos ensaios dos grupos são pela Rua de Nazaré, com início às 15h, no Centro Histórico de São Luís. A entrada é gratuita. O projeto foi desenvolvido pelo Governo do Maranhão e executado pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), por meio da direção artística do museu Casa de Nhozinho.

“O projeto tem duas intenções, e uma delas é que os grupos venham ensaiar no museu; a outra é que as pessoas sejam incentivadas a visitar a nossa casa. Queremos realizar uma interação entre grupos folclóricos e visitantes do museu, além de aumentar a visibilidade do espaço e proporcionar a movimentação no Centro Histórico de São Luís neste período”, diz a pesquisadora, turismóloga e diretora do Museu Casa de Nhozinho, Lilian Brito.

A gestora ressalta que, além dos grupos poderem apresentar suas manifestações artísticas, eles passam a ter acesso à cultura que a casa oferece. “O nosso objetivo é de reunir todos esses grupos para ensaiarem aqui no pátio, além de propiciar a oportunidade de os integrantes conhecerem o museu e dos visitantes e turistas interagirem com o grupo. Podendo inclusive aprender a dançar ou tocar algum instrumento”, explica a pesquisadora.

Os ensaios estão sendo realizados de forma gratuita por grupos que representam as mais diversas manifestações culturais e que têm relação direta com o período junino do Maranhão. A iniciativa será uma forma de incentivar a população e os turistas a se aproximarem da cultura popular a partir de oficinas de música e dança, realizadas pelos próprios grupos no pátio do museu. Já os ensaios servirão de estímulo para que a população entre no clima do São João.

Programação Ensaios Juninos no Museu

26/05 – Sábado

15h – Bumba meu boi de São Simão (Orquestra do Munim)
16h – Cacuriá do ASC (Dança Regional)
17h – Bumba meu boi Unidos Venceremos (Zabumba)
18h – Cacuriá de Dona Teté (Dança Regional)
19h – Bumba meu boi de Guimarães (Zabumba)

02/06 – Sábado

16h – Bumba meu boi Brilhoso do Sol e Mar (Orquestra da Ilha)
17h – Bumba meu boi Mirantes da Ilha (Orquestra da Ilha)
18h – Bumba meu boi da Liberdade (Zabumba)

Jornal O Estado de S. Paulo destaca beleza e atrações do São João de Todos

O jornal O Estado de S. Paulo publicou caderno especial de Turismo nesta terça-feira (22) recomendando que os turistas conheçam o São João do Maranhão. E aproveitem para conhecer outras grandes atrações maranhenses. “Em São Luís, quadrilha dá lugar a encenações folclóricas; mês é ótimo também para visitar os Lençóis Maranhenses”, diz o texto.

Sobre o São João, o jornal fala especificamente de dois arraiais cuja programação é mantida pelo São João de Todos, do Governo do Maranhão: o do Ipem e o da Maria Aragão, ambos em São Luís. “Além de ver as apresentações, é uma ótima oportunidade para provar os quitutes locais: bolo de tapioca, tacacá e canjica”, diz a reportagem.

“Ver todas aquelas pessoas, de crianças a idosos, se apresentando com trajes coloridos e adereços brilhosos, sendo aplaudidos calorosamente, me fez refletir sobre a riqueza cultural do Brasil – e como conhecemos tão pouco dela”, conta o repórter

O Estadão ainda recomenda conhecer as comunidades onde há o ensaio dos bois.”Vale lembrar que a época também é boa caso esteja em seus planos conhecer os Lençóis Maranhenses – uma ótima maneira de unir o agradável ao agradabilíssimo”, acrescenta.

O Estadão também destaca as atrações do Centro Histórico, o reggae, a juçara e a gastronomia e as Fronhas Maranhenses de Raposa.

Veja aqui a reportagem completa: http://viagem.estadao.com.br/noticias/geral,festa-junina-a-maranhense-conheca-a-tradicao-do-bumba-meu-boi,70002317862

Assembleia realiza sessão solene em homenagem ao Bumba Meu Boi do Maranhão

A Assembleia Legislativa realizou, nesta quinta-feira (17), sessão solene em homenagem ao bumba meu boi do Maranhão. O presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), destacou a iniciativa e disse que a homenagem reconhece a importância do folclore maranhense. A sugestão foi do deputado Eduardo Braide (PMN).

Todos os sotaques do bumba meu boi foram homenageados. Participaram os grupos Boi da Maioba, Boi da Pindoba e Boi de Nina Rodrigues. Na abertura da solenidade, o cantor Marcos Duailibe entoou o Hino do Folclore Maranhense.

O presidente da Assembleia fez uma saudação especial aos presentes e disse que o festejo junino de São Luís é animado, cheio de energia positiva e contagiante. “Para nós parlamentares, é muito importante prestar esta homenagem ao bumba meu boi do Maranhão e a todos aqueles que participam dessa festa, que são os brincantes. É uma referência também a personalidades como os saudosos cantadores Coxinho, João Chiador e Humberto do Maracanã, que se dedicaram à cultura maranhense, destacando o nosso estado lá fora”, disse Othelino Neto,

O presidente revelou que é fã dos grupos de bumba boi e tem predileção pelo sotaque de matraca, pela sua marcação e envolvimento. “Parabéns a todos que cultuam essa rica manifestação e agradeço aos que participam deste maravilhoso evento”, acrescentou.

Patrimônio imaterial

Segundo o superintendente do Iphan no Maranhão, Maurício Itapary, que participou da sessão e integrou a Mesa, o bumba meu boi poderá ser considerado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. Em junho de 2017, o Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Iphan acatou a candidatura do bumba meu boi ao título. “No dia 5 de abril deste ano, entregamos, em Brasília, o dossiê da candidatura, junto à Unesco e ao Ministério das Relações Exteriores, e hoje, ao abrir minha caixa de e-mails, fui surpreendido com a confirmação do recebimento da candidatura, via oficio, datado de 15 de maio. Caso seja reconhecido, o bumba meu do boi será o sexto bem cultural do Brasil a se tornar patrimônio cultural da humanidade”, informou.

Cinco sotaques

Chagas, amo do Boi da Maioba, disse que os sotaques são vários, mas os principais são cinco: Matraca (da Ilha), Orquestra, Zabumba, Pandeirão e Costa de Mão. Ele recebeu placa alusiva como um dos homenageados, ao lado do radialista José Raimundo Rodrigues.

O cantador destacou a iniciativa de Braide, de valorizar a cultura local. “O bumba meu boi arrasta uma legião de brincantes e isto dá a exata dimensão de sua magia e grandeza”, disse.

Alguns convidados especiais fizeram parte da Mesa, entre eles, o ex-deputado e radialista José Raimundo Rodrigues; o vereador Paulo Vitor, representando a Câmara de São Luís; Renan Nascimento de Moraes, filho do folclorista Nascimento de Morais; Leila Naiva, representando o Boi de Axixá, e o padre Haroldo Passos.

São João de São Luís é divulgado no Pará visando fomentar o turismo

Ê, São João! A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), começou a divulgação do São João 2018 em diversas cidades do Brasil. Depois de levar uma mostra da festa para São Paulo e para o Paraná, é a vez do vizinho estado do Pará conhecer mais da cultura ludovicense. A iniciativa integra a política de incentivo ao turismo, implementada na gestão do prefeito Edivaldo. Com a indiciativa espera-se aumentar o número de turistas na capital, contribuindo desta forma para a geração de emprego e renda na capital.

Entre os dias 3 e 6 de maio, será realizada uma grande ação nas cidades paraenses de Parauapebas e Marabá. A divulgação começará ainda na viagem São Luís/Parauapebas, quando, no vagão social do trem da Vale, será feita uma apresentação de bumba meu boi. O encerramento, no percurso Marabá/São Luís, também receberá a ação.

A titular da Setur, Socorro Araújo, destaca que essa é uma ação contínua realizada na gestão do prefeito Edivaldo, que tem incentivado, ao longo dos anos, a divulgação do potencial turístico da capital maranhense. “Nós fazemos a divulgação do nosso destino turístico em lugares importantes para tornar o turismo ainda mais rotativo. O Pará é o segundo estado do Brasil que mais envia turistas para a nossa cidade, então nós estamos valorizando o público paraense, tentando atrair cada vez mais pessoas para São Luís”, afirmou a secretária.

GRANDE ARRAIAL 

O trem da Vale comporta 1.500 pessoas, sendo o público distribuído entre trabalhadores e visitantes das cidades por onde ele passa. O vagão social, onde serão feitas as apresentações do bumba meu boi, é voltado para eventos. Quem estiver no trajeto também poderá participar de oficinas que ensinarão a tocar instrumentos do bumba meu boi e também a dança da manifestação folclórica. “Vai ser um grande arraial em movimento. A gente vai decorar os vagões e deixar o trem todo temático sobre o São João. A música vai conquistar todos os passageiros durante o trajeto”, explica a secretária Socorro Araújo.

Vale ressaltar que essa ação faz parte de uma série de trabalhos realizados pela Prefeitura de São Luís para fomentar o turismo na cidade. No início do mês de abril, também foram levadas apresentações culturais para a cidade de São Paulo, no sentido de incentivar o turismo durante o período junino. A escolha dos estados de São Paulo e do Pará, neste ano, para a divulgação do São João, se deve ao fato desses serem os estados que mais enviam turistas para a capital maranhense, segundo pesquisas da própria Setur.

Além do trem da Vale, também haverá apresentações no Portage Shopping, em Parauapebas, e no Shopping Pátio Marabá, em Marabá. Os ambientes também serão decorados com o tema São João e todos serão convidados para a festa no mês de junho.

Prefeitura potencializa divulgação do São João de São Luís em três dias de evento em São Paulo

A cultura de São Luís apresentada para o Brasil: o bumba meu boi, o cacuriá e o reggae estiveram em evidência entre os dias 3 e 5 de abril no Mercado Municipal Paulista durante a divulgação do São João 2018 ludovicense. O arroz de cuxá e o suco de bacuri também conquistaram os paulistas e todos os turistas que passaram diariamente no local entre 10h30 e 13h. A divulgação da maior festa da cidade é parte da política da Prefeitura para o fomento do turismo colocada em prática na gestão do prefeito Edivaldo e é realizada pela Secretaria Municipal de Turismo (Setur).

Na ação, o grupo Batuques do Maranhão abrilhantou o Mercadão, por onde passam diariamente mais de cinco mil pessoas por dia, segundo a administração do local. Além de ser visitado pelos moradores da maior cidade do país, o Mercado Municipal de São Paulo é um dos pontos turísticos da cidade, o que potencializou o evento da Prefeitura de São Luís. “Foi maravilhoso trazer a nossa cultura para São Paulo. Essa é a segunda vez que realizamos a ação no espaço e, mais um vez, percebemos a importância de mostrar a nossa cultura em outras partes do Brasil”, frisa Socorro Araújo, secretária de turismo enfatizando que a ação segue determinação do prefeito Edivaldo e tem como objetivo fomentar o turismo em São Luís, bem como a geração de emprego e renda.

A apresentação cultural reuniu um mix de música e teatro, explicando ao público as peculiaridades do Maranhão, como a efervescência do São João, as figuras dos cazumbas e a dança coladinha do reggae, que só se encontra no Maranhão. O público interagiu com os brincantes e entrou no clima, dançando as toadas de bumba meu boi.

O som das matracas também ecoou no Mercadão. “Eu não conhecia esse instrumento. Achei muito bonito e essa marca que está nele é muito colorida, as cores parecem ser o forte das atrações de São Luís”, falou José Arouche, morador de São Paulo, referindo-se à marca turística de São Luís que foi impressa no instrumento musical.

GASTRONOMIA

Outro ponto muito forte da ação em São Paulo foi a degustação de comida típica. O arroz de cuxá e o suco de bacuri fizeram sucesso por lá. Inúmeras pessoas desconheciam os alimentos, reforçando a necessidade de disseminar a cultura e a gastronomia maranhense para o Brasil. “Temos que mostrar que a nossa cidade é rica. Não temos apenas a beleza material (casas e casarões históricos). A nossa riqueza imaterial é incomparável”, afirmou Socorro Araújo.

Além disso, foram levados para a ação um totem onde as pessoas puderam tirar foto e ganhar uma matraca. Ao todo, foram 300 brindes personalizados distribuídos para quem seguiu os perfis Turismo São Luís (Facebook) @turismo.saoluis (Instagram) ou o @turismosaoluis (Twitter).

E o grupo Batuques não deixou de ensinar ao público como utilizar o instrumento, ícone de uma das manifestações culturais do Brasil. “Nós tentamos apresentar alguns elementos super importantes da nossa cultura: o bumba meu boi, a festa do Divino, dança do coco, reggae e o tambor de crioula são alguns dos pilares da cultura ludovicense, e foram mostrados para centenas de pessoas”, explicou Paulinho Oliveira, cantor do grupo Batuques do Maranhão.

“Eu vim a São Paulo a trabalho, passei no Mercadão para almoçar e me surpreendi com toda essa música e dança. É realmente muito bonito, já tinha visto algumas coisas na internet sobre o São João do Maranhão, mas nunca tinha visto algo pessoalmente. Dá vontade de ir visitar com certeza”, disse o mineiro Fábio Alencar.

São João de São Luís é apresentado no Mercado Municipal de São Paulo

O São João de São Luís é considerado uma das maiores festas populares do Brasil. E foi para apresentar aos moradores e visitantes da maior cidade do país, São Paulo, que a Prefeitura de São Luís levou ao Mercado Municipal, um dos pontos turísticos mais importantes daquela cidade, as cores, sabores e sons dos festejos juninos da capital. A ação, que integra a política pública de valorização da cultura ludovicense e de fomento ao turismo implantada na gestão do prefeito Edivaldo, teve início nesta terça-feira (3) e prosseguirá até quinta-feira (5), das 10h30 às 13h.

“É uma ação que segue a orientação do prefeito Edivaldo e de forma muito eficaz atinge muitas pessoas. As nossas pesquisas apontam que São Paulo é o estado que mais envia turistas para a nossa cidade e aqui temos a oportunidade de apresentar toda a nossa riqueza e beleza dos festejos juninos de São Luís”, explica a secretária de Turismo, Socorro Araújo.

Ao som do bumba meu boi, tambor de crioula e reggae, os visitantes do Mercadão poderão conhecer personagens célebres da cultura maranhense como as coreiras, cazumbas e pregoeiro. Também Catarina Mina, uma ex-escrava que comprou sua liberdade e se tornou rica em um período que os portugueses dominavam a antiga São Luís, está caracterizada na ação que apresenta ao público a riqueza da Ilha do Amor. A sonoridade local está a cargo do grupo Batuques do Maranhão, que levou no repertório as músicas que embalam o São João de São Luís.

Para o paulista Pedro Alencar, a ação conseguiu atingir o objetivo de deixar todos com vontade de conhecer São Luís. “Tudo que vi aqui hoje é lindo. As músicas são animadas, a comida é diferente e muito saborosa, sem falar nas danças, que chamam a atenção”, afirmou.

O bumba meu boi é o carro-chefe do São João de São Luís. São mais de 100 grupos subdivididos no que o maranhense denomina de ‘sotaque’, que envolve variações de ritmos, indumentária e instrumentos musicais. Um dos principais sotaques é o de matraca, instrumento muito popular no Maranhão, e é justamente ela que é oferecida como brinde na ação para todos que seguirem os perfis do ‘Turismo São Luís’ e postarem fotos nas redes sociais.

Brenda Figueirêdo é de Minas Gerais e está de férias em São Paulo. Ao passar pelo Mercadão, se surpreendeu com a apresentação. “Lindo! Adorei as cores, a vibração do maranhense. E no São João tem muito mais pessoas se apresentando, deve ser maravilhoso”, disse Brenda.

Na ocasião, os turistas puderam ainda conhecer algumas lendas ligadas ao São João, como a história do escravo Pai Francisco que para satisfazer a sua mulher Catirina, grávida e com desejo de comer língua de boi, mata o novilho Mimoso, o mais querido do seu senhor. Ao ser descoberto, Pai Francisco foge com a mulher, mas é preso e finalmente libertado quando feiticeiros conseguem, por meio de rituais mágicos, ressuscitar o animal.

Também foram apresentadas as danças típicas como tambor de crioula, cacuriá, dança do coco, bambaê de caixa, dança do lelê, dança portuguesa e dança do boiadeiro, por exemplo. E claro que a culinária não poderia ficar de fora e os turistas podem degustar o tradicional arroz de cuxá, o Guaraná Jesus e o suco de bacuri, entre outras guloseimas.

Festejos juninos de São Luís serão divulgados pela Prefeitura em eventos em São Paulo e Paraná

É tempo de São João! A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), inicia este mês de abril a divulgação dos festejos juninos 2018 da capital maranhense em grandes eventos pelo Brasil. Serão várias ações nos estados de São Paulo e Paraná, começando em um dos pontos turísticos mais procurados da capital paulista, o Mercado Municipal (Mercadão). As ações englobam ainda treinamentos em operadoras de viagens para a comercialização de pacotes incluindo São Luís.

No Mercadão, será realizada uma grande mostra da rica cultura e saborosa gastronomia da capital nos dias 3, 4 e 5 de abril. A estimativa de público passante é de mais de 20 mil pessoas nos três dias de ação. Na oportunidade, serão distribuídos materiais promocionais sobre o destino, degustação de comidas típicas como o arroz de cuxá e o suco de bacuri, e também a apresentação do grupo Batuques do Maranhão, tocando, dançando e interpretando a diversidade cultural e histórica.

Expor para o público a riqueza imaterial de São Luís na maior cidade do país é fundamental para tornar o destino mais popular e faz parte das ações vêm sendo colocadas em práticas na gestão do prefeito Edivaldo nesta área. “Este é o segundo ano que fazemos a promoção de São Luís no Mercadão de São Paulo. Devido ao sucesso de público, realizaremos novamente este grande evento no local. O nosso São João é único, com diferentes sotaques do bumba meu boi, o esquenta dos couros do tambor de crioula e as festividades religiosas fazendo parte do cotidiano durante todo o ano, sendo intensificadas durante o mês de junho”, explica a secretária de turismo, Socorro Araújo.

E quem passar pelo Mercadão ainda poderá ganhar um brinde que tem tudo a ver com a cultura maranhense: uma linda matraca com a marca turística de São Luís. Para isso, basta estar presente, fazer um registro do evento e postar na rede social (Facebook, Instagram ou Twitter), utilizando as hashtags #TurismoSãoLuís e #VisiteSãoLuís. Ah, é preciso também seguir os nossos perfis oficiais no Facebook (Turismo São Luís), Instagram (@turismo.saoluis) e Twitter (@turismosaoluis).

TURISMO EM MOVIMENTO

Nos dias seguintes, de 6 a 8 de abril, a Setur fará parte da 2ª Convenção BWT, no litoral do Paraná, organizada pela própria BWT, uma das maiores operadoras do Brasil. Durante o evento, serão feitas apresentações sobre São Luís para agentes de viagens de todo o país, tornando o destino ainda mais conhecido. “Esse é um evento muito importante para posicionar nossa cidade como um dos destinos mais procurados do Brasil” acrescenta Socorro Araújo.

Dando continuidade às ações de divulgação no Sul e Sudeste do Brasil, a Setur ainda vai promover treinamentos e visitas nas principais operadoras de viagens de São Paulo, fortalecendo a parceria.

Ainda na ação no Paraná, vagões do Serra Verde Express receberão plotagens com fotos e a marca turística de São Luís, e caixinhas de comida contendo a marca também serão distribuídas. Essa é mais uma oportunidade de mostrar as belezas de São Luís, já que a marca da cidade contém elementos-chave da cultura local. “O evento no Paraná oportuniza a aproximação da nossa cidade com um estado distante geograficamente, buscando atrair turistas de todo o Brasil. Dessa maneira, São Luís ganha com o turismo, que é uma atividade econômica extremamente lucrativa”, finaliza a secretária.