Falso taxista é preso transportando drogas em São Luís

A polícia prendeu, no noite desta quarta-feira (8), Elton Nunes Reis, que estava transportando cerca de 800g de crack em um táxi na capital.

Segundo o delegado Tiago Salgado, da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), Reis é um falso taxista, ou um “defensor”, segundo o jargão da categoria de trabalhadores de transporte.

“Na linguagem dos taxistas ele é um defensor, ou seja, uma pessoa que utiliza o táxi para fazer determinado transporte e divide os lucros com o proprietário da vaga do táxi. Foi descoberto que Elton usava o veículo para transportar entorpecentes. Ele estava sendo monitorado pela Senarc e acabou sendo preso nesta quarta, quando ia fazer uma entrega de drogas na estrada da Maioba”, explicou o delegado.

Elton Reis foi atuado por tráfico de drogas e confessou que fazia o serviço há duas semanas usando o veículo.

Segundo a polícia, Reis trabalha para uma organização criminosa e as investigações seguem para prender o contratante dele e demais envolvidos.

Quinta parcela do IPTU vence nesta quarta-feira (8)

A quinta parcela do Imposto Predial e Territorial Urbano de São Luís (IPTU) vence nesta quarta-feira (8). Em 2017 os contribuintes puderam pagar o imposto em até seis parcelas fixas.

Caso haja parcelas em atraso, o pagamento pode ser feito na sede da Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz), no João Paulo, ou em outros postos da pasta.

Calendário de vencimentos do IPTU

1° parcela – 14 de julho
2° parcela – 7 de agosto
3° parcela – 11 de setembro
4° parcela – 6 de outubro
5° parcela – 8 de novembro
6° parcela – 7 de dezembro

Formas de pagamento

Pagamento via carnê
Correntistas BB:
– Terminais de Auto Atendimento;
– Banco Postal;
– Correspondente bancário (Ligeirinho);
– Mobile (Aplicativo);
– Internet;
– Caixa de Autoatendimento BB.
Não correntista:
– Correspondente bancário (Ligeirinho);
– Agência dos Correios (Até R$ 1.500);
– Banco Postal;
– Terminal de Autoatendimento BB (Até R$ 10.000 – com cartão de qualquer outro banco).

 

Avaliação Nacional da Alfabetização mostra avanço da educação de São Luís

A melhoria do ensino na rede pública municipal foi comprovada com a divulgação dos resultados da terceira edição da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), coordenada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC). No exame, realizado em novembro de 2016, os estudantes da rede municipal de ensino apresentaram desempenho superior em comparação a anos anteriores. Os resultados, que foram divulgados na última semana, foram alcançados graças a investimentos da Prefeitura de São Luís na área da Educação, com ações voltadas para a valorização do professor e a qualificação do ensino.

Para o prefeito Edivaldo, os resultados da avaliação refletem o trabalho que a gestão tem desempenhado para oferecer aos estudantes um ensino de qualidade. “Esse é um dos reflexos do esforço que temos realizado para melhorar cada vez mais o ensino na rede pública municipal. A Educação é porta para a transformação da sociedade, por isso é prioridade na nossa gestão. Vamos investir ainda mais e os resultados mostram que estamos no caminho certo”, ressaltou o gestor.

A ANA avaliou crianças de escolas públicas matriculadas no 3º ano do Ensino Fundamental. Foram aplicados testes para observar o nível de conhecimento dos estudantes em leitura, escrita e matemática. Em São Luís, 28% das crianças que realizaram a prova obtiveram desempenho satisfatório em leitura e 32,7% em matemática. Os números apontam crescimento de 9% no desempenho relacionado à leitura e 17% em matemática, comparando com a avaliação realizada em 2014.

O secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, destacou que os dados evidenciam o comprometimento do prefeito Edivaldo com a Educação. “A proposta da gestão é continuar ampliando os investimentos nessa área, a fim de alavancar ainda mais esses índices e, sobretudo, melhorar a qualidade do ensino na rede pública municipal. Temos trabalhado constantemente no desenvolvimento de ações e programas que contribuam para que as crianças sejam alfabetizadas na idade correta”, disse.

AÇÕES

Entre as ações da Secretaria Municipal de Educação (Semed) que contribuíram para o destaque positivo dos estudantes na ANA, destacam-se as capacitações oferecidas aos professores, focadas nas necessidades dos estudantes, e o planejamento de atividades escolares com base em resultados de avaliações como essa. A coordenadora de Avaliação da Semed, Vera Pires, explicou como esse trabalho foi fundamental para essa melhoria observada.

“Considero muito positivas as formações dos professores, focadas nas competências e habilidades essenciais às crianças a cada ano. Observando e avaliando essas competências e considerando os percentuais das avaliações realizadas, temos condições de elaborar um planejamento de intervenção pedagógica eficaz para que os alunos desenvolvam as habilidades necessárias. Dessa forma, otimizamos a aplicação dos recursos na Educação, pois a alfabetização define a qualidade de todo o processo de ensino”, enfatizou.

MAIS INVESTIMENTOS

Os resultados da avaliação demonstram que a gestão municipal caminha rumo a avanços ainda mais significativos. Para isso, outros investimentos na área da Educação vêm sendo realizados. Com o programa ‘Educar Mais’, por exemplo, lançado em junho, o poder público municipal implanta o Sistema Municipal de Avaliação de São Luís (Simae), fortalece os programas da formação continuada e atualiza a proposta curricular da rede municipal de ensino.

Outro pilar importante para garantia do direito à aprendizagem no tempo certo é o Programa de Intervenção Pedagógica (PIP) São Luís, cujo objetivo é focar no ciclo de Alfabetização (1º, 2º e 3º) anos do Ensino Fundamental.

SAIBA MAIS

A ANA é aplicada anualmente desde 2013 e é um dos instrumentos do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) que – além de avaliar os níveis de conhecimento em língua portuguesa e matemática – indica a qualidade, equidade e eficiência do ciclo de alfabetização das redes públicas.

Governo e Prefeitura anunciam oficialmente 11ª edição da Feira do Livro de São Luís

Espaço para autores maranhenses, mostra de literatura nacional e internacional, palestras com escritores e uma série de atividades artísticas e culturais compõem a programação da 11ª edição da Feira do Livro de São Luís (FeliS). O evento foi apresentado oficialmente na tarde desta quarta-feira (1º), em coletiva à imprensa, no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho. A FeliS é promovida por meio de parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Maranhão e será realizada de 10 a 19 de novembro, em diversos pontos do Centro Histórico.

“Esta edição é simbólica pela parceria sempre exitosa com a Prefeitura e demais colaboradores e por ser uma importante iniciativa para os estudantes, que além da vasta programação poderão adquirir obras gratuitamente. O governador Flávio Dino apoia esse evento desde seu primeiro ano de gestão, demonstrando seu respeito e dedicação à cultura maranhense”, enfatizou o secretário de Estado de Educação (Seduc), Felipe Camarão, que representou o governador Flávio Dino.

Na avaliação do vice-prefeito de São Luís, Julio Pinheiro, a FeliS é um grande fomento à leitura e ferramenta contribuinte para que se melhore o cenário da educação. “O objetivo principal desse macro evento é melhorar a realidade educacional e social, integrando diversos segmentos e, reconhecidamente, homenageando a primeira romancista do Brasil, Maria Firmina dos Reis”, pontuou ele, que no evento representou o prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Participar deste evento de referência para as letras e a literatura do Maranhão é de forte simbolismo, enfatizou o secretário de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), Diego Galdino. “Entendemos que este evento não poderia ficar de fora do calendário cultural da cidade e esta edição tem um grande simbolismo por ser no Centro Histórico, berço da Feira do Livro. Sobretudo, a base da gestão do governador Flávio Dino é mudar a realidade do Maranhão pela educação, e a FeliS simboliza esse esforço”, reforçou.

O secretário municipal de Cultura (Secult), Marlon Botão, enfatizou o mote inclusivo, de resistência e espaço para todos os que não têm o devido alcance ao conhecimento. “É muito significativo realizar mais uma edição podendo contar com importantes parceiros que somam com a Prefeitura para o prosseguimento desta ação de relevância para a cidade e o Maranhão”, destacou.

“A FeliS é espaço para o reconhecimento, representatividade e ferramenta importante de divulgação da cultura e literatura do estado”, pontuou o diretor de Relações Institucionais da Vale, Dorgival Pereira. A empresa é uma das patrocinadoras da Feira.

Nesta edição, a FeliS homenageia a escritora maranhense Maria Firmina dos Reis, primeira romancista brasileira, que se destacou pela criatividade e genialidade. A temática do evento focará nas questões de identidade racial e de gênero.

Programação

Entre os nomes que integram a programação estão a poetisa, jornalista e cantora Elisa Lucinda; a cantora e rapper Negra Li; e a escritora Ana Maria Gonçalves. Segundo os organizadores, a expectativa é de aproximadamente 200 mil pessoas nos dias de evento.

A programação conta com mais de 100 atividades artísticas, 40 lançamentos de livros de escritores maranhenses, 50 palestras e mesas redondas, mais de 20 oficinas, sete debates literários com escritores, pesquisadores e poetas maranhenses, 14 escritores nacionais e outras ações paralelas de intervenções, exposições, vendas de livros e artigos literários.

Durante a coletiva foi divulgada ainda a concessão de R$ 300 mil em créditos para aquisição de livros pelos alunos da rede pública municipal e estadual. “Com a medida, a organização incentiva a leitura e estimula a adoção de títulos, podendo ter em casa o que a literatura oferece de melhor”, pontuou o secretário Felipe Camarão. Os vales-livros serão entregues na própria escola para serem trocadas por livros durante o evento. A FeliS terá atividade das 10h às 22h. A entrada é franca.

Esta edição do evento tem parceria com o Sesc, Vale, Associação dos Livreiros do Maranhão (Alem), Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Federação das Indústrias do Maranhão (FIEMA), Rede de Museus Educadores e Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM). O evento é fruto da Lei Municipal 4.449 e é promovido desde 2005.

Também participaram da apresentação da Feira do Livro: o secretário de Estado de Igualdade Racial (Seir), Gerson Pinheiro; a diretora da Biblioteca Pública Benedito Leite, Aline Maciel; a diretora de Programas Sociais do Sesc, Regina Soeiro; e o gerente de marketing da Potiguar, Adriano Pestana.

Estrutura

A FeliS será realizada na Praia Grande em espaços como a Casa do Maranhão, que terá atividades durante todo o período, incluindo as palestras e programação especial para o público infantil com brincadeiras, contação de histórias, ações educativas e outros. Haverá dois espaços infantis e ao longo da Rua Trapiche serão montados os estandes de livreiros.

O Cine Praia Grande, no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho será palco para os lançamentos das obras de autores maranhenses. São mais de 65 títulos na lista, incluindo obras da Academia Maranhense de Letras (AML).

A estrutura conta ainda com 40 estandes para livreiros, nove estandes institucionais, cinco auditórios para palestras, debates e conferências, quatro espaços infantis e um palco principal na escadaria da Praça Nauro Machado.

Outros locais onde haverá programação são: a Escola de Cinema (IEMA), Beco Catarina Mina, estacionamento da Câmara Municipal, auditório da Defensoria Pública do Estado do Maranhão, auditório da Associação Comercial do Maranhão, Teatro João do Vale, Galeria Trapiche, Anfiteatro Beto Bittencourt, as ruas Portugal e Estrela.

Provas do concurso da PM serão realizadas em São Luís, Imperatriz e Caxias

Três cidades vão receber as provas objetivas do concurso para 1.215 vagas na Polícia Militar do Maranhão: São Luís, Imperatriz e Caxias. As inscrições já estão abertas e vão até o dia 30 de novembro.

Os cargos em disputa são de 1º Tenente do Quadro de Oficiais de Saúde da Polícia Militar (nível superior) e para o cargo de Soldado do Quadro de Praça (nível médio).

As provas objetivas para os cargos de nível superior terão a duração de 3 horas e 30 minutos e serão aplicadas na data provável de 28 de janeiro de 2018, no turno da manhã. As provas objetivas para o cargo de nível médio serão no mesmo dia, mas à tarde.

Em 18 de janeiro, deve ser divulgado edital sobre os locais e horários exatos das provas. Os gabaritos estão previstos para o dia 31 de janeiro. O resultado final das provas objetivas e a convocação para os exames médicos e odontológicos devem sair no dia 27 de fevereiro de 2018.

Os exames médicos e odontológicos, o teste de aptidão física, o exame psicotécnico e a investigação social serão realizados somente na cidade de São Luís.

As inscrições para o concurso devem ser realizadas exclusivamente no site do Cespe (www.cespe.unb.br/concursos/pm_ma_17).

O concurso tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, contados a partir da data de homologação.

São Luís avança na RedeSim e integrará todos os órgãos de registro empresarial

O prefeito de São Luís, Edvaldo Holanda Jr., oficializou, na tarde desta segunda-feira (30), a adesão do município à Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (RedeSim). A assinatura do termo foi realizada no gabinete do prefeito com a presença do presidente da Junta Comercial do Maranhão (Jucema), Sérgio Sombra, do coordenador da RedeSim no estado, Ricardo Diniz, e de representantes das secretarias municipais ligadas ao registro empresarial.

O convênio de adesão foi assinado com base na Lei Federal n. 11.598, de 2007, que estabelece normas gerais de simplificação e integração do processo de registro entre as esferas municipal, estadual e federal.

Dentro desse processo de integração ao sistema, que tem a Jucema como órgão integrador, os empreendedores terão mais facilidade e rapidez para solicitar, por meio do sistema Empresa Fácil, nome dado à RedeSim no Maranhão, a Consulta Prévia de Localização, Inscrição Municipal, Alvará Provisório de Funcionamento, Alvarás de Funcionamento e Sanitário e as Licenças Ambientais.

“Para a prefeitura de São Luís será a concretização de mais um passo no incentivo ao empreendedorismo e, consequentemente, ao desenvolvimento da cidade. Estamos muito felizes em poder integrar a rede de parceiros envolvidos nesse projeto grandioso que é a RedeSim”, enalteceu Edivaldo Holanda.

O presidente da Jucema reforçou o potencial empreendedor de São Luís, o número de empresas formalizadas e o impacto da medida para a cidade. “Além de beneficiar o cidadão que busca realizar seu sonho de abrir um negócio de forma ágil, rápida e segura, o sistema garante a automatização de toda a gestão pública envolvida no processo de registro de empresas, conferindo maior segurança e controle contínuo das atividades exercidas”, explicou. Com esta iniciativa, Sérgio Sombra disse que é possível eliminar o processo em papel, a presença física dos empreendedores nos diversos órgãos envolvidos com o registro, além propiciar respostas automáticas relativas a diversos procedimentos relacionados à abertura, alteração e baixa de empresas.

O secretário municipal de Governo, Pablo Rebouças, classificou a iniciativa como imprescindível para promover e estimular a atividade empreendedora formal no município. “É um esforço conjunto que integra as ações municipais para levar à população condições para que promovam a geração de resultados, estimulando e fomentando a formalização de diversas cadeias de atividades econômicas existentes em São Luís”.

O secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento, José Cursino Raposo, reiterou, na abertura da reunião, que o convênio será mais um facilitador das políticas de desenvolvimento de São Luís. “É inegável a importância da RedeSim para o Maranhão e para o empreendedorismo das cidades. A adesão de São Luís é mais um passo nas diversas ações executadas pela Prefeitura para a promoção da atividade empreendedora. Estamos diante de um grande momento”.

Prefeitura e Sebrae realizam Rodada de Crédito para estimular o setor agrícola de São Luís

Mais estímulos ao pequeno produtor e investimentos no setor agrícola de São Luís. Foi com esse propósito que a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), realizou, nesta segunda-feira (30), a Rodada de Crédito, em parceria com o Sebrae. A iniciativa visa oportunizar aos produtores locais a obtenção de informações sobre linhas de créditos para fomento da produção e regularização financeira, com vista à sua reabilitação para novas modalidades creditícias junto ao Banco do Brasil e Banco do Nordeste, que também são parceiros da ação. Palestras sobre incentivo à formalização no setor agrícola; orientação para o Microempreendedor Individual (MEI) integraram ainda a programação do evento.

A abertura dos trabalhos foi realizada em solenidade ocorrida no auditório do Sebrae, com a presença do titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues, que destacou a iniciativa como mais uma ação inovadora da gestão do prefeito Edivaldo executada com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento do setor agrícola, valorizar o pequeno produtor e consolidar uma política de credito agrícola voltada aos produtores da capital.

“A realização desse evento é uma orientação do prefeito Edivaldo, que quer consolidar, até o final da sua gestão, 10 cadeias produtivas de culturas sustentáveis em São Luís. Para atingirmos essa meta, uma série de ações está sendo adotada, entre elas essa Rodada de Crédito, para estimular e facilitar a negociação ou a renegociação com as instituições financeiras parceiras da ação, abrindo, assim, um leque de perspectivas para a aquisição de novas linhas disponíveis ao setor. Feita a negociação, imediatamente o produtor volta a ter alternativas de crédito abertas para sua produção”, afirmou Ivaldo Rodrigues.

O secretário pontuou ainda que a Rodada de Crédito é destinada a todo tipo de agronegócios, pequenos empreendedores das feiras e mercados locais e artesãos, beneficiando desde a produção até o abastecimento.

O vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-MA, Raimundo Coelho, também ressaltou a iniciativa como uma junção de esforços em favor do pequeno negócio local. “O Sebrae está sempre se mobilizando para alavancar os pequenos negócios. E esta parceria com a Prefeitura de São Luís é mais uma importante ação nesse sentido, para orientar e mostrar os caminhos viáveis para o desenvolvimento das atividades produtivas locais. Em momentos de crise temos que buscar novas alternativas e é isso o que estamos fazendo com a Rodada de Negócios. São Luís tem muitas vocações e uma delas é a agricultura, um setor extremamente importante e que muito tem ajudado o país a vencer a crise”, observou Raimundo Coelho.

O vice-presidente do Conselho do Sebrae destacou, ainda, que os agricultores maranhenses têm dado exemplo às demais atividades produtivas. Segundo ele, o agronegócio do Maranhão registrou um crescimento de 22%, destacando-se como o primeiro estado da federação em crescimento percentual no setor. “Os números vertiginosos na área deram também ao Maranhão a segunda colocação em crescimento do PIB Brasil, com 3.2%”, acrescentou Coelho.

PROPOSTAS

Durante a Rodada de Crédito foram instaladas salas para o Banco do Nordeste e Banco do Brasil receberem os agricultores e apresentarem suas linhas de financiamento. Na ocasião, os produtores puderam conversar individualmente com o representante de cada instituição, conhecer melhor a proposta de cada uma, renegociar dívidas anteriores e abrir nova negociação em alguma das modalidades creditícias apresentadas pelas instituições.

Entre as linhas de créditos disponibilizadas aos produtores estão o Microcrédito Rural, o Crediamigo, o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), entre outras alternativas financeiras.

“O Banco do Brasil se sente muito honrado em ser parceiro dessa iniciativa louvável realizada pela Prefeitura de São Luís e o Sebrae. Estamos aqui para dizer aos produtores que eles podem contar conosco para analisarmos a melhor maneira de ajudá-los a quitarem suas dívidas e adquirirem novos créditos junto à instituição”, disse o superintendente do Banco do Brasil no Maranhão, Igor Júnior.

Ainda como parte da programação do evento, que contou com a presença de dezenas de produtores agrícolas locais, houve palestras sobre incentivo à formalização no setor agrícola; orientação para o Microempreendedor Individual (MEI), negociações financeiras de débitos e orientações para aquisição de novas linhas de créditos e microcréditos.

O pioneirismo da ação também foi destacado pelo representante das Feiras e Mercados de São Luís, Francisco Soares. “É algo jamais visto em São Luís: a Prefeitura tomando a frente para facilitação do crédito em benefício dos pequenos agricultores da Ilha”, disse ele.

A artesã Edivanda Nascimento, 45 anos, uma das participantes do evento, enalteceu a iniciativa realizada pela Prefeitura. “Precisamos de ações como esta para estimular a atividade dos pequenos produtores. Quero conhecer aqui todas as linhas de crédito disponibilizadas e analisar a melhor para a minha atividade. Sei que muitos produtores não têm conhecimento das diversas modalidades apresentadas aqui e o evento serve para orientar nesse sentido também”, disse a artesã.

Participaram também da cerimônia de abertura da Primeira Rodada de Crédito, o secretário adjunto da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Emerson Macedo; o vice-presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho; a secretária municipal de Segurança Alimentar, Fátima Ribeiro; o representante do Banco do Nordeste, Cesar Ney Teixeira; o secretário de Política Agrária do Sindicato de Agricultores de São Luís, Cleuson Alves; entre outras autoridades políticas, empresariais e comunitárias locais.

Criminalidade cai 20% em São Luís entre 2015 e 2016, diz estudo nacional

A cidade de São Luís teve queda de 20,5% nos chamados Crimes Violentos Letais Intencionais entre 2015 e 2016. Os dados são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta segunda-feira (30).

Esses crimes incluem homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte e latrocínio (roubo seguido de morte). Houve queda em todos os índices.

De acordo com o estudo feito em todo o Brasil, São Luís teve a quarta maior redução entre todas as capitais do Brasil. Além disso, outras 12 capitais tiveram aumento no índice desses crimes.

São Luís também destoou da média nacional, que teve alta de 3,8% nesses crimes entre 2015 e 2016. De acordo com levantamentos, os homicídios na capital maranhense caíram 15,4%. A lesão corporal seguida de morte diminuiu 63,9%. Os latrocínios tiveram redução de 52,5%.

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública é uma publicação do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Desde 2015, o Maranhão vem investindo fortemente em Segurança Pública, atingindo o recorde de 12 mil policiais no Estado. Já foram entregues mais de 830 viaturas, delegacias vêm sendo construídas e reformas e as forças de inteligência têm sido equipadas e valorizadas.

Novo modelo

O secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, atribui o resultado a um “conjunto de medidas de um novo programa de segurança”, com fortes investimentos em diversas frentes.

Ele cita o exemplo da criação de superintendências especializadas. “A criação da Superintendência de Narcóticos, por exemplo, aumentou em 1.000% a apreensão de drogas antes da distribuição”. O secretário lembra também a Superintendência de Investigação de Homicídios, “com uma ação muito mais forte e mais efetiva”.

Portela ainda ressalta a importância da busca direta por autores de homicídios, o núcleo especializado em furtos e roubos e a entrega de mais de 800 viaturas. Os investimentos na formação do policial também foram essenciais, acrescenta o secretário. Só neste ano, 5 mil policiais terão passado por cursos de formação.

Transparência

O Governo do Maranhão também investiu a partir de 2015 na transparência dos dados. Até então, havia uma subnotificação muito grande. Isso significa que os crimes eram cometidos, mas nem sempre entravam para as estatísticas.

Em 2015 cada uma das regionais de atuação da polícia receberam uma Unidade de Recebimento de Informação, o que tornou os dados muito mais confiáveis e reais.

Curso de Percussão capacita população em situação de rua de São Luís

A Prefeitura de São Luís, por meio das Secretarias Municipais da Criança e Assistência Social (Semcas) e Cultura (Secult), iniciou o Curso de Percussão para população em situação de rua da capital atendida pelos Centros Pop. As oficinas terão duração de dois meses e serão realizadas todas as quartas e sextas-feiras, das 14h às 17h, na Galeria Trapiche Santo Ângelo. Além deste curso, também será ofertado para o mesmo público o Curso de Desenho Artístico previsto para iniciar em novembro.

A ação visa possibilitar a conexão com a música, o desenho e as artes de modo geral, permitindo também a oportunidade de capacitação, trabalho e geração de renda. “A parceria entre a Secult e Semcas é importante para possibilitar às pessoas em situação de rua o acesso à música e à arte. Nosso principal objetivo, através dessa oficina de percussão, é proporcionar novas oportunidades a este público, acreditando que este pode ser o primeiro passo para uma atividade geradora de renda e a inclusão social”, destacou Marlon Botão, secretário municipal de cultura.

A coordenadora do Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua, da Semcas, Floripes de Maria Santa Cruz, explicou o quê motivou a oferta deste curso aos usuários do serviço. “Os Centros Pop são referências para as pessoas em situação de rua quando procuram um local para o banho, lavagem de roupa e guardar seus pertences, mas, além disso, desenvolvemos um trabalho social de reinserção familiar e no mercado de trabalho, inclusão deles em áreas de qualificação profissional e recâmbio para aqueles que são de outros municípios ou e estados. Na reinserção no mercado de trabalho encontramos algumas barreira, como o uso de substâncias psicoativas, a baixa escolaridade e a baixa qualificação deles. Desta maneira, fizemos a parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, por entender que as políticas públicas estão presentes em todas as áreas do município”, disse.

Ainda segundo a coordenadora, a música está presente na vida dos brasileiros de maneira muito forte e não é diferente com as pessoas em situação de rua. “Eles apresentam muitas potencialidades a serem trabalhadas para mudar este quadro e os dar novas perspectivas de vida. O curso de percussão traz novos conhecimentos práticos e teóricos, que irão auxiliar nesse processo de superação, e somar com nosso atendimento social, psicológico, orientador e de encaminhamento para as redes de serviços demandados pelos usuários”, completou.

Para Adalvo Cordeiro, participante do curso de percussão, a ação agrega novos conhecimentos. “Estou bem animado com tudo que já aprendi, mesmo na primeira aula. Sempre gostei de música, mas nunca havia tocado nenhum instrumento. Já começo a ter noção das notas, ver a diferença do som que sai em cada uma delas e pretendo voltar para aprender ainda mais”.

“Estamos mudando a realidade da educação municipal”, diz prefeito Edivaldo

“A cada escola entregue amplamente reestruturada, dotada de ambientes adequados, salas climatizadas e processos pedagógicos que realmente respeitam o direito das crianças por uma educação de qualidade, temos a convicção de que estamos no caminho certo. Estamos mudando a realidade da educação municipal”, afirmou o prefeito Edivaldo ao entregar, neste sábado (28), a U.E.B. Professor José da Silva Rosa, no São Bernardo. O ato de entrega contou ainda com a presença do secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, entre outras autoridades políticas e comunitárias locais.

O prefeito ressaltou ainda que, nos últimos meses, tem cumprido uma intensa agenda de inaugurações de escolas reformadas. Já são quase 70 unidades requalificadas e disponibilizadas à população, garantindo às crianças do município o direito constitucional de estudar em ambientes escolares mais dignos, apropriados e acolhedores.

No São Bernardo, outras duas escolas municipais estão passando por ampla reforma e serão entregues à comunidade nos próximos dias. Entre as unidades em processo de restauração no bairro estão as UEBs Emir Justino e Ana Lúcia Chaves Fecury, esta última foi uma das unidades incendidas em ato de vandalismo no ano passado. Ambas as escolas estão recebendo melhorias gerais em sua estrutura física.

Na solenidade de entrega da escola no São Bernardo, o secretário de Educação Moacir Feitosa também destacou os avanços conquistados na área.

“Além de promovermos melhorias estruturais nas escolas e de instrumentalizá-las com equipamentos pedagógicos importantes ao processo ensino-aprendizagem, como fizemos aqui na U.E.B. Professor José da Silva Rosa, temos realizado também na rede municipal diversas outras ações visando à qualidade geral do ensino, como capacitações continuadas para o aprimoramento de nossos educadores; melhorias salarias e inserido na rede novos profissionais para atender e melhorar também outros setores importantes da Educação, como o Transporte Escolar e a Educação Especial, por exemplo”, observou o secretário

Segundo Feitosa, somente na semana passada foram contratados 82 novos cuidadores escolares, para reforçar a atenção às crianças com deficiência nas salas de aula da rede municipal de ensino; e empossados mais 39 monitores de Transporte Escolar, garantindo aos alunos da zona rural o direito de ir e vir com mais cuidados e segurança no trajeto de casa até a escola e vice-versa.

MELHORIAS

Boa estrutura física das escolas, projetos pedagógicos envolventes, melhores das condições operacionais para proporcionar um processo de aprendizagem satisfatório a todos os envolvidos, em ambientes climatizados, confortáveis e equipados são alguns dos aspectos que têm mudado a realidade escolar da Educação municipal. Assim está acontecendo na UEB Professor José da Silva Rosa e em todas as demais unidades já entregues pela Prefeitura de São Luís.

Totalmente revitalizada e climatizada, a unidade foi mais uma escola da rede municipal contemplada pelo programa “Educar Mais”, ação executada pela Prefeitura de São Luís, para garantir mais qualidade ao ensino e melhores condições de trabalho aos educadores, tendo também como foco principal a aprendizagem, o monitoramento, a formação continuada, a gestão e a infraestrutura predial.

A UEB Professor José da Silva Rosa atende cerca de 780 alunos do Ensino Fundamental, nos dois turnos. Possui dez salas de aula, sendo uma sala de educação especial, cozinha, diretoria/secretaria e pátio coberto.

As obras de manutenção predial realizadas na UEB Professor José da Silva Rosa incluíram ainda intervenções nas redes elétrica e hidráulica, nova pintura, serviços de retelhamento, construção de rampas de acessibilidade, entre outros serviços. No processo de reestruturação da unidade, a escola também recebeu materiais e novas ferramentas pedagógicas para auxiliar alunos e professores nas aulas.

A dona de casa Fabiene Sousa, 32 anos, participou pessoalmente do ato de entrega da UEB Professor José da Silva Rosa, escola onde estudam de seus três filhos. “Toda família sonha com um ensino de qualidade e uma escola bem estruturada para seus filhos. Com a reforma realizada aqui não tenho dúvida que agora teremos o que sempre almejamos para nossas crianças”, relatou ela.

O autônomo Josué Dutra, 43 anos, pai da aluna Sarah Raquel, 12 anos, também enalteceu a iniciativa. “A escola melhorou em todos os aspectos. Sinto isso até mesmo pela felicidade que minha filha tem de ir todos os dias para a escola”, disse.

Participaram ainda da cerimônia do ato de entrega da escola os secretários municipais Pablo Rebouças (Governo), Andreia Lauande (Criança e Assistência Social), Conceição Castro (comunicação) e Antônio Araújo (Obras e Serviços Públicos). Estiveram presentes também os vereadores Raimundo Penha e Joãozinho Freitas.