Edital do concurso da Saúde será publicado nesta segunda (11)

O edital para o concurso da saúde criado pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, será publicado nesta segunda-feira (11). Estão sendo oferecidas mil vagas no quadro efetivo da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), responsável pela gestão de 45 unidades de saúde na capital e no interior do estado.

As inscrições serão realizadas a partir do dia 18 de dezembro, por meio do site do Instituto AOCP, organizadora do concurso, com o pagamento do valor de R$ 80 para nível médio e técnico e R$ 120 para nível superior. Os aprovados no certame terão direito a remunerações que variam de R$ 1.000 (nível médio) a R$ 7.425,31 (nível superior).

Das vagas autorizadas, serão ofertadas 60 oportunidades na área médica em diferentes especialidades, 630 vagas para as funções de enfermeiro e de técnico de enfermagem, além de 310 vagas distribuídas para os cargos de biomédico, bioquímico, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, odontólogo, psicólogo, terapeuta ocupacional, técnico em saúde bucal, advogado, analista administrativo, jornalista e assistente administrativo.

O candidato deve escolher a Regional de Saúde para a disputa da vaga no ato da inscrição. A distribuição dos candidatos aprovados no concurso será de acordo com a necessidade/conveniência das unidades de saúde nas regionais as quais os candidatos se inscreveram. As vagas foram distribuídas de acordo com as necessidades das respectivas unidades, apontadas num levantamento feito pela própria rede de saúde.

A presidente da Emserh, Ianik Leal, reforçou o compromisso do Governo do Maranhão com a gestão da saúde, com o constante acompanhamento do trabalho desenvolvido na saúde pública estadual e, sobretudo, compromisso com o usuário, demonstrando que é possível executar um atendimento público satisfatório para o setor. “A realização do concurso é uma demonstração do compromisso do Governo do Estado e da Secretaria de Saúde com a garantia de acesso, por mérito, ao setor público, por meio de concurso, de maneira transparente. Desta forma, busca-se oferecer uma assistência cada vez mais qualificada na rede de saúde do estado”, destacou.

A presidente da Emserh disse, ainda, que a autorização dada para o concurso não interfere na situação dos candidatos aprovados nos seletivos realizados em 2015. “O concurso não interfere no seletivo. As pessoas continuam sendo chamadas, conforme manda a lei, até o final do prazo regulamentar. Todo o procedimento para o lançamento do edital do concurso, provavelmente, só será concluído em janeiro de 2018”, explicou.

Este é o primeiro concurso da saúde depois de 25 anos, sendo que o último foi realizado ainda em 1992. Os candidatos serão submetidos à aplicação de provas objetivas e prova de títulos para os classificados dentro do número de vagas previsto no edital. A carga horária e os vencimentos dos profissionais aprovados obedecerão à Consolidação das Leis do Trabalho.

CONFIRA O QUADRO DE VAGAS

Médicos especialistas
Médico cardiologista: 8 vagas
Médico – clínica médica: 9 vagas
Médico – endocrinologia: 13 vagas
Médico – ginecologia e obstetrícia: 9 vagas
Médico – ortopedia: 7 vagas
Médico – pediatria: 10 vagas
Médico – psiquiatra: 4 vagas

Enfermagem 
Enfermeiro: 30 vagas
Enfermeiro obstetra: 10 vagas
Enfermeiro UTI – Adulto: 10 vagas
Enfermeiro UTI – Pediátrica: 10 vagas
Enfermeiro UTI – Neonatal: 10 vagas
Técnico de enfermagem: 560 vagas

Área médica
Biomédico: 15 vagas
Bioquímico: 10 vagas
Farmacêutico: 60 vagas
Fisioterapeuta: 28 vagas
Fisioterapeuta UTI Pediátrica – Neonatal: 10 vagas
Fonoaudiólogo: 15 vagas
Nutricionista: 20 vagas
Odontólogo: 15 vagas
Psicólogo: 15 vagas
Terapeuta ocupacional: 15 vagas
Técnico em saúde bucal: 26 vagas

Área administrativa da Emserh
Advogado: 2 vagas
Analista administrativo: 44 vagas
Jornalista: 5 vagas
Assistente administrativo: 30 vagas

Hospital Carlos Macieira debate prevenção do HIV/Aids

O Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM), da rede de unidades da Secretaria de Estado da Saúde (SES), iniciou ações preventivas alusivas ao Dezembro Vermelho. As ações, promovidas pela Comissão de Humanização do hospital, intensificam o combate ao Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) e da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids).

Os profissionais do hospital, na última sexta-feira (1º), Dia Mundial de Luta contra Aids, vestiram literalmente a camisa da campanha, formando um laço vermelho humano, em alusão ao símbolo da luta contra as infecções sexualmente transmissíveis.

“O Hospital Dr. Carlos Macieira não foi escolhido à toa, já que é a instituição pioneira do estado em internar pessoas com HIV. E hoje é um momento emocionante, ao darmos início a essa campanha, com os colaboradores todos abraçando a causa de maneira tão participativa”, disse a diretora administrativa do HCM, Ana Carolina Santos.

As atividades tiveram início com um seminário sobre infecções sexualmente transmissíveis, proferida pelo coordenador do Programa Municipal de IST/Aids e Hepatites Virais de São Luís, Wendel Alencar Oliveira.

“Essa dinâmica já trabalha a política de humanização junto aos profissionais e gestores, do ponto de vista do acolhimento e da necessidade de fortalecer também a pauta internamente, junto aos profissionais. E também acaba amarrando agendas para o futuro, como, por exemplo, a implantação da profilaxia pós-exposição”, pontuou o Wendel. “Então, o laço tem diversos significados na luta contra a Aids”.

Segurança do Trabalho
O Dia D do Dezembro Vermelho também consolidou o encerramento da Semana Interna de Prevenção de Acidentes do HCM. Entre os dias 27 de novembro e 1º de dezembro, o Serviço Especial de Medicina e Segurança do Trabalho (SESMT) realizou uma série de palestras voltadas a colaboradores da instituição, como participação de grupos de musicoterapia e teatro, ginástica laboral mesa redonda, avaliação nutricional e palestras dos mais variados temas, a exemplo de segurança do trabalho, higiene bucal, biossegurança, sustentabilidade e outros.

Durante o encerramento da SIPAT, a nutricionista Márcia Cristina Ferreira apresentou a palestra “Dietas da moda x alimentação saudável”, e a enfermeira Flávia Fernanda Corrêa Mendes, expôs o tema “A conscientização dos profissionais da saúde nas medidas de prevenção”.  A ação contou com apresentação do grupo de teatro Cia Artdam.

Governo promove ação sobre cuidados com cães e gatos durante oitava edição do Mais Saúde

Companheiros inseparáveis e praticamente membros da família, os animais de estimação exigem atenção especial, principalmente quando o assunto é saúde. Na oitava edição do Mais Saúde, no sábado (2), o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), realizou o Mais Saúde Animal, no Hospital Veterinário da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), em São Luís.

O Mais Saúde Animal ofereceu consultas veterinária gratuitamente para cães e gatos, orientou sobre boas práticas de cuidados básicos com os animais, posse responsável de animais domésticos, dentre outros assuntos.

“O Mais Saúde Animal adotou procedimentos importantes na promoção da saúde de cães e gatos. Existem muitos casos de leishmaniose na Grande Ilha de São Luís. Vamos planejar uma nova estratégia em relação a ilha, principalmente em relação aos pets para o próximo ano”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Durante a ação foram realizadas consultas, castrações de cães e gatos, vacinação antirrábica e teste de leishmaniose em cães. “Não tendo animal doente, não tem gente doente”, afirmou a diretora do Centro de Ciências Agrárias da Uema, Francisca Neide Costa. Ela ainda destacou a importância do controle da população animal na prevenção de doenças. “Existe essa demanda de animais abandonados, por isso o Mais Saúde Animal também tem essa responsabilidade de orientar sobre o cuidado responsável”, observou.

A edição do projeto disponibilizou, também, um stand de adoção e contou com um desfile para lá de charmoso, onde os pets foram premiados com brindes. Durante a ação voltada aos pets, foram aplicadas 390 doses de antirrábica em cães e gatos, 272 atendimentos veterinários, 168 testes de leishmaniose, além de 9 cirurgias – totalizando 717 atendimentos de animais, além de orientação dos proprietários sobre cuidados básicos com cães e gatos.

Thaynara Costa levou seus cãezinhos para participar da ação. Os animais foram vacinados e submetidos aos testes da leishmaniose. “Trouxe eles para realizar consultas, vacinas e teste da leishmaniose. Estou constantemente levando eles ao veterinário, mas não é um serviço barato. Ter isso gratuitamente é muito bom”, disse.

Isabely Oliveira elogiou o “Cãocurso”, no qual foram premiadas as seguintes categorias: o cão mais parecido com o dono; a fêmea mais elegante; o look mais criativo e o macho mais ‘posudo’. “Amei tudo, principalmente o desfile para os cãezinhos. Achei bem legal, porque nem sempre a gente consegue levar ao veterinário”, afirmou.

De Secap.

Novos medicamentos para Hepatite C são anunciados no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária anunciou a aprovação de dois novos medicamentos para o tratamento de Hepatite C no Brasil.

A meta da Anvisa e do Ministério da saúde é dixar o Brasil mais próximo de uma cura total da doença.

O primeiro medicamento é o Zepatier, formulado com os ativos de elbasvir e grazoprevir, produzido em forma de comprimido revestido contendo 50mg de elbasvir e 100mg de grazoprevir.

O Zepatier é indicado para adultos, a ser administrado uma vez ao dia, para tratamento da Hepatite C crônica (HCC) genótipos 1 ou 4.

O segundo medicamento é o harvoni, formulando com ledipasvir e sofosbuvir, a ser administrado via oral em adultos, uma vez ao dia. É indicado para o tratamento da Hepatite C crônica (HCC) genótipo 1, e pode ser usado em combinação com a ribavirina.

A Hepatite C

O vírus é transmitido pelo contato com sangue contaminado, por exemplo, por meio do compartilhamento de agulhas ou de equipamentos de tatuagem não esterilizados.

A maioria das pessoas não apresenta sintomas. Aqueles que desenvolvem sintomas podem ter fadiga, náuseas, perda de apetite e amarelamento dos olhos e da pele.

A hepatite C é tratada com medicamentos antivirais. Em algumas pessoas, os medicamentos mais recentes podem erradicar o vírus.

De Redação, com informações de MA10.

Seletivo para auditor da Saúde tem resultado divulgado

O resultado do seletivo para auditor da Saúde do Estado foi divulgado para consulta no site da SES. Ao todo, 46 novos auditores começam a trabalhar em janeiro de 2018.

O cargo é comissionado de livre nomeação e exoneração, e contempla São Luís e as cidades das Unidades Regionais de Saúde Rosário, Itapecuru, Chapadinha, Codó, Pinheiro, Viana, Timon, Santa Inês, Zé Doca, Açailândia, Imperatriz, Balsas, São João dos Patos, Presidente Dutra, Pedreiras, Barra do Corda, Bacabal e Caxias.

Os aprovados no seletivo dentro do número de vagas tem de entregar sua documentação até o dia 8 de dezembro de 2017.

‘Estamos esperando a lista dos 400 fantasmas’, diz Flávio Dino

O governador Flávio Dino afirmou que o governo já requereu formalmente os nomes da suposta lista de 400 fantasmas, que, segundo a Polícia Federal, receberiam sem trabalhar em organizações sociais contratadas pela Secretaria de Saúde do Maranhão.

“Estamos esperando a lista dos alegados 400 fantasmas, para verificar se isso procede, quem foi o responsável, em qual época e por qual motivo”, escreveu Dino em suas redes sociais.

Flávio Dino afirmou que a origem das operações da Polícia Federal é resultado do modelo herdado de governos passados. “Não se desmonta isso em semanas ou meses, sobretudo em um serviço que não pode parar, como a saúde”, explicou.

O governador disse que jamais compactua com má aplicação de recursos públicos. “Sempre tomamos todas as providências administrativas quando erros foram detectados”.

Ele ressaltou que o atual governo criou quadro efetivo para concurso público na Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) e melhora o quadro de auditores na saúde, com seletivo específico. “Desde 2015 estamos corrigindo problemas graves que herdamos na saúde. Implantamos processos seletivos para contratação de pessoal, o que jamais havia sido feito antes”, enfatizou.

Dino disse ainda que orientou toda equipe de governo para colaborar sempre com “investigações sérias e isentas”.

O governador criticou a tentativa do grupo Sarney de desgastar sua imagem junto à população. “Desde 2015, é esse desespero de me nivelar a eles, para dizer que “nada mudou”. Mas o fato objetivo é que não tenho nenhum problema pessoal na Polícia ou na Justiça. E assim continuarei”.

Ele concluiu afirmando que falta à oligarquia Sarney/Murad condições mínimas para falar em moralidade. “Que cuidem dos seus problemas na Polícia e na Justiça. São muitos”.

Divulgada lista com classificados para 2ª etapa de seletivo para auditor em saúde

A lista com os nomes dos 230 convocados para a próxima etapa do seletivo para auditor em saúde, promovido pelo Governo do Maranhão, foi divulgada nesta terça-feira (14), no site da Secretaria de Estado da Saúde (www.saude.ma.gov.br), na aba ‘Profissionais’. Os candidatos passarão por entrevista técnica realizada na sede da Secretaria de Estado da Saúde (SES), conforme dia e horário divulgados na lista, seguindo a ordem classificatória. O certame oferece 46 vagas, com remuneração de R$ 4.937,00.

Esta é a primeira vez que o órgão realiza um seletivo para cargo comissionado de livre nomeação e exoneração. O processo seletivo atraiu a inscrição de 7.474 candidatos, muitos do interior do Maranhão e de outros estados.  “Estamos apostando no mérito das pessoas. Poderíamos seguir o procedimento comum de indicar, mas é um cargo estratégico e queremos fortalecer a auditoria das nossas unidades e da secretaria. Queremos contar com pessoas que sejam os mais aptos a exercer a função”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

A secretária adjunta de Administração da SES e presidente da Comissão Organizadora e Avaliadora do seletivo, Maiara Lena da Silva Nunes, destaca que os convocados precisam estar atentos à data e horário das entrevistas, que constam na lista de convocados, e com a documentação obrigatória a ser apresentada. O candidato que não comparecer à entrevista conforme agendamento ou não apresentar os documentos será desclassificado.

“Os convocados precisam chegar com 30 minutos de antecedência para que seja verificada a documentação. É essencial que seja apresentado um documento de identificação com foto, os certificados de conclusão do curso de graduação e pós-graduação, conforme consta na inscrição”, ressaltou a presidente da Comissão Organizadora. As entrevistas acontecem entre os dias 20 e 28 deste mês.

Se na primeira fase de análise dos currículos for observado grau de compatibilidade das experiências profissionais com as exigências do cargo, seguindo como critério as especializações de cada inscrito, na segunda etapa será avaliado o perfil do candidato e a comprovação das experiências relatadas.

“Vamos avaliar agora a parte comportamental, experiências e a parte técnica relatada. Para ser auditor é preciso ter foco na análise dos processos, uma visão geral de procedimentos de auditoria e também ter conhecimento sobre o sistema de saúde”, frisou.

A lista geral dos inscritos e a classificação também serão publicados no site www.saude.ma.gov.br.

Seletivo

De acordo com a Portaria/SES/MA Nº 759, para concorrer ao cargo de auditor em saúde era preciso ter ensino superior em Ciência Contábil, Administração, Administração Hospitalar, Economia, Direito, Medicina, Odontologia, Enfermagem, Fisioterapia, Psicologia, Nutrição, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Farmácia, Biomedicina ou qualquer curso superior, desde que seja comprovada pós-graduação na área de Auditoria.

A jornada de trabalho será de 40 horas semanais, de segunda a sexta-feira, em consonância com a legislação estadual. As oportunidades são para São Luís e regiões de Rosário, Itapecuru, Chapadinha, Codó, Pinheiro, Viana, Timon, Santa Inês, Zé Doca, Açailândia, Imperatriz, Balsas, São João dos Patos, Presidente Dutra, Pedreiras, Barra do Corda, Bacabal e Caxias.

Mais de 7 mil inscritos no seletivo para auditor em saúde

O seletivo para auditor em saúde promovido pelo Governo do Maranhão atraiu a inscrição de 7.474 candidatos. Com 46 vagas e remuneração de R$ 4.937,00, o certame integra o conjunto de medidas da gestão Flávio Dino para fortalecer a rede de atendimento da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

“Ficamos muito agradecidos pelo grande número de inscritos, pessoas que desejam fazer parte da secretaria e agora, graças ao seletivo, podem ingressar por mérito”, destacou a secretária adjunta de Administração da SES e presidente da Comissão Organizadora e Avaliadora do seletivo, Maiara Lena da Silva Nunes.

O seletivo é composto por duas etapas. Na primeira etapa, é feita a seleção dos currículos para prosseguimento no processo seletivo, no máximo cinco vezes o número de vagas disponíveis de candidatos.

A lista com os nomes dos aprovados nesta fase será divulgada terça-feira (14), exclusivamente por meio eletrônico. Na segunda e última etapa, os candidatos serão submetidos a uma entrevista técnica realizada na sede da SES, seguindo a ordem classificatória.

As oportunidades são para São Luís e regiões de Rosário, Itapecuru, Chapadinha, Codó, Pinheiro, Viana, Timon, Santa Inês, Zé Doca, Açailândia, Imperatriz, Balsas, São João dos Patos, Presidente Dutra, Pedreiras, Barra do Corda, Bacabal e Caxias.

O cargo de auditor em saúde exige ensino superior em Ciência Contábil, Administração, Administração Hospitalar, Economia, Direito, Medicina, Odontologia, Enfermagem, Fisioterapia, Psicologia, Nutrição, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Farmácia, Biomedicina ou qualquer curso superior, desde que seja comprovada pós-graduação na área de Auditoria.

Critérios de seleção 
Na primeira fase, a avaliação dos candidatos é aplicada de acordo com o grau de compatibilidade das experiências profissionais com as exigências do cargo, seguindo como critério as especializações de cada inscrito, tendo como base pontuação de 5 a 10 pontos.

Nos casos de empate na primeira etapa, o candidato com maior pontuação por título, maior idade e menor número de inscrição avança para a próxima fase do processo seletivo.

A jornada de trabalho do auditor em saúde será de 40 horas semanais, de segunda a sexta, em consonância com a legislação estadual.

Cronograma do seletivo

Lista de classificados e agendamento de entrevistas 
14 de novembro de 2017

Entrevista e apresentação dos certificados de formação e cursos complementares
20 a 28 de novembro de 2017

Publicação dos aprovados
30 de novembro de 2017

Apresentação da documentação dos aprovados
1º a 8 de dezembro de 2017

Flávio Dino sanciona lei para fazer concurso público com mil vagas na Saúde

O governador Flávio Dino sancionou o Projeto de Lei que cria mil vagas de emprego, por meio de concurso público, na área da Saúde no Maranhão. “Agora é lei: 1.000 vagas efetivas para área da saúde. Vamos organizar o concurso público”, disse o governador por meio das redes sociais nesta quarta-feira (08).

O projeto é de autoria do Governo do Estado e foi aprovado pela Assembleia Legislativa. Com a sanção, ele agora se torna uma lei.

As vagas são para o quadro efetivo da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), responsável pela gestão de 45 unidades de saúde em São Luís e no interior do Estado.

Destinadas a profissionais com nível médio e superior, as vagas têm salários entre R$ 1.00,00 e R$ 7.425,31.

A proposta prevê que as vagas devem ser distribuídas de acordo com as necessidades das respectivas unidades sob responsabilidade da Emserh, estabelecendo ainda que a carga horária e os vencimentos dos profissionais devem obedecer à Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), bem como à legislação que rege o trabalho de cada categoria.

Estrutura das Vagas para Concurso Público da Emserh
Biomédico: 15 vagas
Bioquímico:  10 vagas
Enfermeiro UTI – Adulto: 40 vagas
Enfermeiro UTI Pediátrica/Obstetra/Neonatal: 30 vagas
Farmacêutico: 60 vagas
Fisioterapeuta: 28 vagas
Fisioterapeuta UTI Pediátrica-Neonatal: 10 vagas
Fonoaudiólogo: 15 vagas
Nutricionista: 20 vagas
Odontólogo: 15 vagas
Psicólogo: 15 vagas
Terapeuta Ocupacional: 15 vagas
Técnico de Enfermagem: 560 vagas
Técnico em saúde bucal: 26 vagas
Médico cardiologista: 8 vagas
Médico – clínica médica: 9 vagas
Médico – endocrinologia: 13 vagas
Médico  – ginecologia e obstetrícia:  9 vagas
Médico – ortopedia: 7 vagas
Médico – pediatria: 10 vagas
Médico-psquiatra: 4 vagas

Área administrativa da Emserh
Advogado: 2 vagas
Analista administrativo: 44 vagas
Jornalista: 5 vagas
Assistente administrativo: 30 vagas

Diário Oficial publica lei que institui o Dezembro Vermelho de prevenção à Aids

A lei que institui a campanha nacional de prevenção ao HIV/Aids e outras infecções sexualmente transmissíveis, denominada Dezembro Vermelho, está publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (8).

De acordo com a lei, sancionada pelo presidente Michel Temer, a campanha terá foco na prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV/Aids e será constituída de um conjunto de atividades e mobilizações relacionadas ao enfrentamento da doença.

As atividades e mobilizações da campanha serão desenvolvidas de acordo com os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), de modo integrado em toda a administração pública, com entidades da sociedade civil organizada e organismos internacionais.

Entre outras ações, estão previstas a iluminação de prédios públicos com luzes de cor vermelha, promoção de palestras e atividades educativas, realização de eventos que tratem do tema e veiculação de campanhas na mídia.

De Agência Brasil.