Empresa SKY é condenada por cobrar sem prestar serviços

Uma sentença judicial da comarca de Riachão condenou a empresa SKY Serviços de Banda Larga em razão de descontos efetivados na conta de uma cliente mesmo sem a prestação dos serviços contratados. Na ação, a cliente pediu o cancelamento dos serviços prestados pela empresa, bem como indenização por danos morais e materiais. Em resumo, alegou que teria recebido visita de funcionários oferecendo contratação, pelo que assinou contrato de prestação de serviços, no entanto, a empresa jamais instalou qualquer equipamento em sua residência.

A requerente acrescentou que, mesmo sem receber a prestação de serviços por parte da empresa, vinha sofrendo descontos indevidos em sua conta bancária. A sentença observou que foi realizada audiência, mas as partes não chegaram a um acordo. Em resposta, a Sky pediu pela improcedência da ação. “Destaca-se o cabimento do julgamento antecipado do mérito, pois, ainda que a questão debatida seja de direito e de fato, não há necessidade de produzir outras provas. Some-se a isso, o fato das partes declararem que não têm outras provas a produzir”, diz a sentença.

Para a Justiça, ficou demonstrado que foram realizados pagamentos pela suposta prestação de serviços através de débito em conta, de titularidade da parte autora, que alega cobranças por serviços que nunca foram prestados. Em sua defesa, a empresa limitou-se a alegar que o contrato teria sido cancelado e que o autor teria experimentado tão-somente mero aborrecimento, que não tem o poder para configurar dano moral indenizável.

A sentença considerou que o autor comprovou os descontos realizados em conta de sua titularidade, cabendo a responsabilidade civil da ré pelos danos morais sofridos – que não se resumem a mero dissabor ou aborrecimento, saltando aos olhos a desídia em preservar a boa fé contratual, assim vulnerando o patrimônio moral da parte demandante. “Os danos morais, nesta conformidade, estão evidenciados. A responsabilidade civil da ré ficou bem demonstrada nos autos, posto que não cumpriu com o contrato realizado, uma vez que não prestou os serviços”, alertou a sentença, completando que, somado a isso, o fato de que embora não tendo fornecido os serviços contratados, cobrou indevidamente por estes.

De acordo com o Judiciário, para a fixação do valor da reparação correspondente considera-se, por um lado, que a indenização por dano moral deve ser fixada de modo a estimular o causador do dano a rever a sua conduta e a desestimular a prática ou a permissão da prática de atos assemelhados, bem como a permitir ao lesado uma compensação pelos danos vivenciados, mas não pode, por outro lado, ensejar a este um enriquecimento sem causa. “Sendo assim, há de se julgar procedentes os pedidos da parte autora e condenar a requerida ao pagamento de R$ 3 mil, a título de dano moral. Deverá, ainda pagar R$ 1.518,40 (hum mil, quinhentos e dezoito reais e quarenta centavos), relativo à devolução em dobro da cobrança indevidamente paga pela autora”, finaliza

Prefeitura de São Luís realiza serviços de manutenção paisagística em novas áreas da cidade

Novas áreas públicas da capital foram contempladas com serviços de manutenção de jardins, canteiros e rotatórias centrais localizadas nas principais avenidas da cidade. Nesta terça-feira (17), a Prefeitura de São Luís, por meio do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), deu continuidade aos trabalhos de manutenção em rotatórias e canteiros nas avenidas Colares Moreira; Castelo Branco, Holandeses e, ainda, na Praça do Pescador, no Portinho, esta última em parceria com a ONG Senza Frontiere – Onlus. A ação, que segue a orientação do prefeito Edivaldo, visa deixar a cidade mais verde, aprazível e colorida.

Segundo o presidente do Impur, Fábio Henrique Carvalho, os serviços nesses locais contemplam a realização de poda das plantas, tratamento das árvores que estejam atacadas por algum fungo ou outras doenças; supressão de árvores, tocos e galhos mortos; retirada de ervas daninhas, limpeza da área e preparação do terreno para receber novas mudas. “O objetivo é proporcionar a esses espaços um melhor aspecto paisagístico, deixa-los mais bonitos e agradáveis aos olhos de moradores e visitantes, além de contribuirmos com o meio ambiente local”, frisou Fábio Henrique.

O trabalho de manutenção nos logradouros públicos da cidade faz parte do Projeto ‘São Luís, Cidade Jardim’, que contempla serviços de arborização urbana no município, por meio de intervenções paisagísticas em logradouros públicos da cidade, a exemplo de praças, canteiros, rotatórias, passeios públicos, entre outras áreas de convivência. Os serviços paisagísticos serão realizados ainda em canteiros centrais de outras avenidas da capital, como a Jerônimo de Albuquerque, por exemplo, atendendo ao cronograma de serviços voltados à manutenção das demais avenidas de grande fluxo de São Luís.

O trabalho de manutenção paisagística já beneficiou diversos logradouros públicos da capital. A Praça da Mãe d´Água e as imediações da Praça Dom Pedro II, no Centro, por exemplo, receberam palmeiras imperiais de grande porte, no local de mangueiras, que foram retiradas por estar em desacordo com o plano paisagístico da área. As mangueiras retiradas da Praça Pedro II foram plantadas em uma rotatória no Anel Viário, nas proximidades da Capela de São Pedro.

A universitária Larissa Martins Prado, 24 anos, considera os serviços de manutenção paisagística de extrema importância. “Não só a cidade ganha com a beleza que o paisagismo proporciona, mas também a população que vive numa cidade mais verde e ambientalmente bem cuidada”, disse ela.

PRAÇA DOM PEDRO II

O projeto paisagístico das praças Dom Pedro II e Mãe d´Água faz parte das intervenções de requalificação do espaço, executadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com a Prefeitura de São Luís. As obras contam com recursos federais oriundos do PAC Cidades Históricas, com previsão de serem entregues durante as festividades de celebração do aniversário de 406 anos de fundação de São Luís.

Prefeitura de São Luis realiza serviços para melhorias paisagísticas no Centro da capital

A Prefeitura de São Luís está realizando uma série de intervenções para a melhoria do aspecto paisagístico de praças e outros logradouros públicos no Centro da capital. No final de semana, o trabalho de plantio de árvores, poda, replantio e tratamento das plantas foi desenvolvido em diversos pontos, como Praça D. Pedro II, Rua Portugal, Praia Grande e rotatória no Anel Viário. A ação é executada pelo Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), atendendo à orientação do prefeito Edivaldo.

Segundo o presidente do Impur, Fábio Henrique Carvalho, na Praça da Mãe d´Água, que integra o complexo urbanístico da Praça Dom Pedro II, o serviço se concentrou na preparação do terreno para o transplantio de palmeiras imperiais no local de mangueiras, que foram retiradas por estar em desacordo com o plano paisagístico da área. O projeto paisagístico da Pedro II contempla, ainda, a colocação de grama do tipo esmeralda nos canteiros e ornamento com flores de alamanda, lantana, onze horas e outras espécies propícias ao clima local.

O presidente do Impur destacou ainda que, para não perder árvore alguma, as mangueiras que foram retiradas da Praça Pedro II foram transplantadas em uma rotatória no Anel Viário, nas imediações da Capela de São Pedro, proporcionando mais beleza e sombreamento ao local.

A execução do novo projeto paisagístico na área da Praça da Mãe D´Água é mais uma etapa das obras de requalificação da Praça D. Pedro II, que estão sendo executadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com a Prefeitura de São Luís, com recursos oriundos do PAC Cidades Históricas. As intervenções na D. Pedro II fazem parte de um conjunto de obras realizadas no Centro da cidade, que compreende ainda a requalificação urbanística do Complexo Deodoro – praças do Pantheon e Deodoro e as alamedas Silva Maia e Gomes de Castro – e a restauração da Rua Grande.

Já na Praia Grande, também foi realizado, no final de semana, serviços de poda e tratamento das árvores centenárias da Rua da Estrela, com realinhamento dos galhos e curativos para preservação das plantas e manutenção do sombreamento no local.

“Sem dúvida, todos os espaços beneficiados pela ação ganharão um novo aspecto paisagístico, muito mais aprazível e bonito para moradores e visitantes”, observou Fábio Henrique, acrescentando, ainda, que as obras de requalificação nesses espaços estão sendo finalizadas, com previsão de serem entregues durante as comemorações do aniversário de 406 anos de fundação da capital maranhense.

Iphan em parceria com a Prefeitura avança em obra com serviços em nova quadra da Rua Grande

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) deu início, esta semana, aos serviços de requalificação urbana na segunda quadra da Rua Grande, novo trecho da via contemplada com obras de requalificação executadas pelo Iphan, em parceria com a Prefeitura de São Luís. O projeto de revitalização da Rua Grande integra as ações do PAC Cidades Históricas, que também está recuperando todo o Complexo Deodoro, compreendido pelas praças Deodoro e Pantheon, além das alamedas Silva Maia e Gomes de Castro.

Os serviços na segunda quadra da Rua Grande compreendem o trecho entre as ruas de Santaninha e Santa Rita. No local, as equipes iniciaram o trabalho de retirada dos paralelepípedos velhos para colocação de novo piso; escavação do solo para implantação de tubulações de água e esgoto e construção dos poços de visitas da instalação elétrica subterrânea.

“A requalificação do maior centro comercial de São Luís é de grande importância para a cidade e trará benefícios em diversos aspectos, como a revitalização do comércio na região, geração de emprego e renda e melhoria da paisagem urbana. A parceria celebrada entre a Prefeitura e o Iphan tem sido fundamental para somar esforços com o município na restauração desses espaços tão importantes para nossa história e nossa gente”, afirmou o prefeito Edivaldo.

Segundo o superintendente do Iphan, Maurício Itapary, os serviços na primeira quadra da Rua Grande – entre as ruas do Passeio e de Santaninha – estão em andamento e serão concluídos gradualmente, visto que toda a infraestrutura subterrânea deste trecho já foi executada, restando apenas serviços de ligações domiciliares das redes subterrâneas, execução do trabalho de pavimentação e intervenções complementares.

“A execução segmentada por trecho visa gerar o menor impacto possível para os usuários e transeuntes da Rua Grande. Para o trabalho nessa segunda quadra, foram adotadas novas medidas de serviços para redução de riscos provocados pela obra, como por exemplo, a fixação dos tapumes mais próximo da pista de rolagem no sentido de permitir corredores mais largos, facilitando a passagem dos transeuntes e reduzindo os conflitos com as atividades comerciais do espaço”, observou Maurício Itapary.

O projeto da Rua Grande inclui ainda embutimento total da fiação telefônica e elétrica, drenagem profunda e esgotamento sanitário, drenagem fluvial, novos equipamentos urbanos, novo piso e pontos de acessibilidade, reduzindo barreiras físicas e melhorando o acesso de pedestres. O projeto prevê ainda pavimentação com nivelamento das vias, instalação de novo mobiliário urbano (bancos, lixeiras, etc), nova rede de iluminação pública, além de sinalização viária e turística.

Comerciantes e frequentadores do maior centro comercial popular da capital enaltecem os serviços na área. O vendedor ambulante João Batista Jorge Silva Pereira, 42 anos, destaca as obras no local como de grande importância para o crescimento das vendas no local. “Muitas pessoas deixaram de frequentar a Rua Grande por causo do estado de deterioração em que ela se encontrava. Com a reforma, creio que isso vai mudar e as pessoas vão voltar a frequentar com prazer a Rua Grande”, disse.

A dona de casa Fátima Nascimento, 48 anos, frequenta constantemente a Rua Grande. Ela analisa como positivo o serviço realizado na área. “Além de melhorar a estrutura do maior centro de comércio popular da cidade, a reforma vai dar um outro ânimo às pessoas que frequentam o local para fazer suas compras’, observou ela.

NOVA ESTRUTURA

Com a conclusão dos serviços nesses logradouros, o Centro da capital maranhense vai ganhar espaços com nova estrutura urbanística, deixando a área central mais aprazível para moradores e visitantes. De acordo com o projeto, as áreas vão ganhar novo reordenamento do espaço urbano, contemplando pedestres e possibilitando maior interação social. São diversas ações de urbanismo e arquitetura com objetivo de revitalizar e recuperar toda a área.

Na Praça do Pantheon, por exemplo, os serviços contemplam a colocação de nova pavimentação em concreto lapidado, renovando todo o piso; colocação de granito na área central e de grama nas áreas de canteiro, instalação de caramanchões, que são estruturas cobertas que vão proporcionar beleza e sombreamento aos ambientes, novo mobiliário urbano, entre outros elementos urbanísticos e arquitetônicos.

A Praça Deodoro ganha novo mobiliário urbano, com bancos de pedras de lioz e lixeiras. Para o espaço, também está prevista uma nova configuração da iluminação pública, com a utilização de luminárias mais eficientes. A praça vai ganhar também banheiros públicos, áreas para recebimento de atividades diversas e de fiscalização.

“Já estamos com mais de 75% dos serviços concluídos no Complexo Deodoro. Na área da Praça do Pantheon, por exemplo, falta praticamente apenas a parte de implantação de mobiliário urbano, como bancos, lixeiras e sinalização”, frisou o superintendente do Iphan.

PRAÇA DA MÃE D’ÁGUA

A Praça da Mãe d’Água, outro espaço do Centro da cidade contemplado por obras de requalificação executadas pelo Iphan, na região da Praça Dom Pedro II, também está com obras em fase adiantada de execução. O projeto no logradouro contempla a reforma do piso de pedra; novo paisagismo, recuperação da fonte da mãe d’água e nova instalação hidráulicas e elétricas no espaço. A fonte luminosa e a escultura da Mãe d´Água retornarão restaurados ao seu local de origem. As obras de reforma em todas as praças favorecerão ainda a acessibilidade, com faixas de pedestres, rampas nas calçadas com contrapiso em concreto, além de sinalização tátil.

Prefeito Edivaldo vistoria serviços de montagem do Arraial da Maria Aragão

O prefeito Edivaldo vistoriou, na manhã desta quinta-feira (14), os serviços de montagem da estrutura do Arraial da Maria Aragão, que está sendo finalizada para a festa de abertura do São João de São Luís, maior manifestação popular da cultura maranhense, que será aberta nesta sexta-feira (15). O Arraial da Maria Aragão será o palco principal das festas juninas realizadas pela Prefeitura de São Luís, em parceria com o Governo do Estado, como parte das atrações do São João de Todos. O evento acontece até 1º de julho. Os secretários municipais Marlon Botão (Cultura) e Antônio Araújo (Obras e Serviços Públicos) acompanharam o prefeito na vistoria do espaço.

“O espaço foi idealizado para receber com muita alegria milhares de visitantes nos 17 dias de festa. Estamos trabalhando para garantir um local adequado para as diversas apresentações que teremos aqui e para que o público possa aproveitar a festa com conforto e segurança. Além de valorizar nossas tradições, o evento movimenta o turismo e o comércio, gerando mais emprego e renda para a nossa cidade”, destacou o prefeito Edivaldo, durante a vistoria dos serviços.

A montagem do arraial abrange toda área interna da Maria Aragão e terá duas entradas. A primeira, próxima à parada de ônibus que passam próximos à Praça Gonçalves Dias, e a segunda, voltada para Avenida Beira-Mar. Na lateral esquerda da praça ficarão oito restaurantes, com estrutura em madeira sustentável plantada para este fim e telhas ecológicas, cuja durabilidade tem prazo de cinco anos. Na parte central do palco e nas partes frontais serão instalados três telões de led.

Por meio de um pensamento ecológico, foi eliminado o uso da palha nas barracas, como forma de preservação dos babaçuais. A madeira usada é certificada, as peças são pré-moldadas. E todo o material poderá ser reaproveitado. Já os telões de led são uma forma de fazer a transmissão ao vivo de todas as brincadeiras e de o público ter acesso a tudo que está acontecendo na programação.

A estrutura do Arraial da Praça Maria Aragão foi planejada pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult) para garantir um espaço adequado para as cerca de 200 apresentações culturais. Os serviços de montagem das 30 barracas reservadas para a venda de produtos do comércio informal e mais oito barracas maiores para a venda de comidas típicas e artesanatos regionais estão recebendo os últimos detalhes para garantir a infraestrutura necessária aos visitantes que participam da festa a partir desta sexta-feira.

Na manhã de quinta-feira (14) os operários ultimavam a montagem do Centro de Atendimento Turístico, da Sala da Imprensa e da Arena do Forró, espaço destinado aos shows específicos de forró pé de serra. “Toda a estrutura foi pensada para que o público possa aproveitar o São João da nossa cidade em um ambiente seguro e acolhedor”, disse o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão.

O Arraial da Maria Aragão terá cerca de 10 atrações por noite e quase 200 apresentações programadas para os 17 dias de festa junina. As mais diversas atrações da cultura e do folclore maranhense passarão pelos palcos da praça em programação iniciando a partir das 18h até a 01h.

Medidas garantiram manutenção de serviços durante greve dos caminhoneiros

O abastecimento em postos de combustíveis, supermercados e comércios de varejo estão normalizados na capital e principais centros do Estado. São estabelecimentos que tiveram o movimento reduzido e em alguns casos, suspenso, por conta da paralisação dos caminhoneiros, que durou 10 dias. Para amenizar os prejuízos da crise federal e assegurar produtos e serviços essenciais à população, o Governo do Estado editou medidas resolutivas.

A segurança, com a intensificação do policiamento; a normalidade dos atendimentos na saúde, setor de transporte coletivo, terrestre e hidroviário; e a coleta de lixo foram priorizados nas ações da força tarefa das instituições públicas estaduais. O Governo manteve diálogo com representantes dos sindicatos, empresas privadas e Forças Armadas para somar no planejamento.

Todos os pontos de bloqueio foram desmobilizados, apontou o secretário de Estado de Segurança Pública (SSP-MA), Jefferson Portela. “Os efeitos desta crise foram menores no Maranhão, pois aqui o Governo do Estado tomou todas as providências para garantir os serviços e bens essenciais à população”, enfatizou o secretário ao comparar o cenário dos efeitos da crise federal no Maranhão e em outros Estados da federação.

Durante todo o período de paralisação dos caminhoneiros, a Segurança Pública foi mantida com as polícias Militar e Civil, além do Corpo de Bombeiros de prontidão. Um plano logístico para abastecimento das viaturas garantiu as atividades regulares no período. “A posição do Governo foi manter os serviços aos cidadãos maranhenses”, reitera Portela.

As estratégias para fornecimento de combustivél no momento crítico incluíram fiscalização de postos, para que estes não praticassem valores abusivos; na manutenção das atividades do Porto do Itaqui, que não foi afetada com a paralisação; e a regularidade do abastecimento na capital e cidades do interior. “A ação emergencial planejada garantiu o transporte urbano, ferry-boat e a coleta de lixo”, pontuou o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago.

Equipes de fiscalização do Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor (Procon-MA) estiveram nas ruas vistoriando postos de combustíveis, para evitar e prevenir aumento abusivo dos preços e agindo conforme o Código de Defesa do Consumidor. “A norma considera prática abusiva a exigência de vantagem manifestamente excessiva e elevação de preços de produtos e serviços sem justa causa, o que as fiscalizações combateram”, destacou a diretora do órgão, Karen Barros. Eram apuradas ainda denúncias recebidas pelo 151, aplicativo e redes sociais da instituição.

Atuação da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), em reuniões com o Sindicato das Empresas de Transporte (SET) e empresas que atuam no ferry boat, somaram para a regularidade dos serviços no Estado.

“Trabalhamos em conjunto para manter a logística necessária ao funcionamento dos serviços essenciais e para que a população tivesse seu direito de ir e vir resguardado”, destacou o presidente da MOB, Lawrence Melo.

O Governo do Estado garantiu o abastecimento de mais de 420 caminhões-tanque, entre os dias 25 e 29 de maio, para reduzir os efeitos da crise federal de combustível. O combustível atendeu à capital e municípios do interior, sendo que, desse total, 73 caminhões foram para 29 cidades da Baixada.

“Apesar da paralisação, o Governo do Estado manteve o abastecimento, o transporte público e os atendimentos na rede estadual de educação e saúde”, concluiu o presidente da Emap, Ted Lago.

Com o aumento do volume de chuvas, Prefeitura intensifica serviços em diversos bairros de São Luís

Por ocasião das fortes chuvas na capital, a Prefeitura de São Luís intensificou o cronograma de serviços para conter erosões, executar reparos em estruturas e realizar desobstrução de bueiros e galerias. Diversos bairros são alvos das ações, sendo priorizadas as áreas onde foram identificados pontos de acúmulo de água. Até esta quarta-feira (18) já choveu quase 80% do previsto para todo o mês de abril. Ações de drenagem, limpeza, manutenção e infraestrutura, que são feitas ao longo do ano pelo poder público municipal, recebem reforço neste período de chuvas.

Na Avenida Jerônimo de Albuquerque, as equipes da Semosp realizaram desobstrução com hidrojato no trecho próximo ao Palácio Henrique de La Roque. O trabalho de desobstrução alcançou ainda pontos na Jerônimo de Albuquerque, na altura da Curva do Noventa, com contenção de erosão do canal e desobstrução com retroescavadeira. E ainda a sondagem para construção de ponte entre os bairros Divinéia e Vila Luizão.

No cronograma de serviços da Prefeitura realizado nesta quarta-feira (18), foram limpos os vários bueiros na extensão da Avenida Colares Moreira, que passa nos bairros São Francisco e Renascença. O trecho concentra um dos maiores recortes viários da cidade e possui diversos pontos de lançamento de águas pluviais.

Com a limpeza e drenagem, os pontos foram desobstruídos e estão em seu funcionamento regular. “São ações que integram a política pública do prefeito Edivaldo, realizada periodicamente, ao longo do ano. Temos um mapeamento que orienta todo o plano de serviços e sem essas ações de limpeza, principalmente no período chuvoso, as vias poderiam ficar comprometidas”, explica o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), Antonio Araújo.

Rua Josué Montello, no Renascença, recebeu serviços da Prefeitura

O secretário Antonio Araújo ressalta que um dos principais resultados dessa ação de limpeza é a drenagem mais rápida das águas das chuvas, por exemplo. “Graças a esse trabalho, em alguns pontos, mesmo com o volume de chuvas, não houve alagamentos, a exemplo da área do Mercado Central e outras, como a Avenida Colares Moreira, em que os pontos de alagamentos cessaram brevemente”, exemplifica.

A gestão do prefeito Edivaldo priorizou obras de drenagem, com fins a prevenir alagamentos, destaca Antonio Araújo. “A gestão do prefeito Edivaldo tem realizado investimentos, mantendo os serviços permanentes e intensificando nos períodos chuvosos”, pontuou. O secretário reforça que é uma rotina de trabalho para evitar os alagamentos.

Os canais do Cohatrac e Santa Clara, além de trecho do Tropical Shopping (Renascença) são algumas das áreas que receberam drenagem diminuindo pontos de alagamentos. A Prefeitura atua com escavadeiras, ações manuais, caminhão, escavadeira hidráulica e outros equipamentos para atender à demanda dos bairros na desobstrução e drenagem.

DESCARTE IRREGULAR

Com o trabalho de limpeza, a Prefeitura tem retirado cerca de 300 toneladas de lixo e outros resíduos, fruto do descarte irregular nestas estruturas, o que impede o adequado escoamento das águas.

“É importante que se compreenda que o lançamento de resíduos irregulares inviabiliza as ações de drenagem e promove os alagamentos e entupimentos dos bueiros e galerias”, ressalta. Segundo Antonio Araújo, as equipes já retiraram sofás e colchões que estavam bloqueando a passagem das águas nestas estruturas.

PROGRAMAÇÃO

Os serviços da Prefeitura nesta semana contemplam ainda ações do Asfalto na Rua nas avenidas São Luís Rei de França, Franceses, Guajajaras, Jerônimo de Albuquerque, Daniel de La Touche, Vitorino Freire, Holandeses, Carlos Cunha, Paulo VI e no bairro João de Deus. Na zona rural, acesso ao Cujupe e Rua Brasília (Santa Bárbara), as equipes mecanizadas realizaram terraplanagem.

No bairro Olho d’Água, estão sendo feitas ações de manutenção preventiva com tratamento superficial do asfalto. Trata-se da colocação de camada de proteção no pavimento para garantir mais durabilidade ao pavimento. Serviços de concretagem no cruzamento de vias no bairro Janaína e de desobstrução de galerias na Vila Lobão também estão sendo executadas.

Ainda, drenagem na Avenida Jerônimo de Albuquerque para evitar avanço de erosão com solo cimento. Na margem do Rio Pimenta, uma ação preventiva com solo cimento evitará erosão. O poder público municipal trabalha ainda na desobstrução de bueiros na Curva do Noventa.

Em apoio à ‘Via Sacra’, Prefeitura destina pacote de serviços ao bairro Anjo da Guarda

O maior espetáculo a céu aberto do Maranhão, a ‘Via Sacra’ será encenada nos dias 29 e 30 deste mês nas ruas e avenidas do Anjo da Guarda. Apoiadora da montagem teatral que emociona anualmente milhares de pessoas, a Prefeitura de São Luís mobiliza estrutura de serviços municipais que garantem que o cenário do bairro esteja preparado para encantar mais uma vez o público com a história da paixão e morte de Jesus Cristo.

Uma das ações da Prefeitura é a instalação de 70 projetores durante o percurso que os atores e o público farão durante as encenações. O reforço da iluminação com as luzes especiais garante ao cortejo mais beleza e vida ao espetáculo, ajudando no direcionando das experiências e sensações do público.

Outros serviços de infraestrutura também estão sendo executados no Anjo da Guarda para oferecer toda a adequação necessária ao ambiente em que público apreciará o espetáculo, como limpeza, capina, roçagem, poda de árvores e manutenção do sistema de drenagem. Alguns dos trechos que estão recebendo a intervenção são as avenidas dos Portugueses e Moçambique e outras vias que estão no percurso da ‘Via Sacra’, como a Rua Dinamarca.

“Esses serviços de manutenção são realizados continuamente na região, mas para a ‘Via Sacra’ intensificamos nossas atividades a fim de garantir que as vias estejam adequadas para a realização do espetáculo, que conta anualmente com esse apoio do poder público municipal. É orientação do prefeito Edivaldo o total apoio e atenção à ‘Via Sacra’, especialmente, ao público”, destaca secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo.

LOGÍSTICA

Para também dar mais segurança e comodidade, a força-tarefa da Prefeitura de São Luís de apoio à realização da Via Sacra inclui também a organização do trânsito com a ação da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT). Além de interdições em trechos específicos da área Itaqui-Bacanga, a operação inclui a presença de agentes de trânsito e viaturas de apoio, que atuarão de forma itinerante por todo o circuito, a fim de garantir o disciplinamento do trânsito durante o espetáculo.

As ações de intervenção e disciplinamento de trânsito ocorrerão nas principais ruas e avenidas do Anjo da Guarda. A intervenção terá início às 15h dos dias 29 e 30 e se estenderá até às 23h, na Praça Recanto da Paixão, Teatro, Viva Anjo da Guarda e Praça do Anjo.

A operação da área será realizada diariamente por 30 agentes de trânsito, três motocicletas e cinco viaturas de apoio que atuarão de forma itinerante em todo o circuito interditado. A primeira interdição ocorrerá no cruzamento da Avenida Paquistão com a Avenida Dinamarca. A partir deste ponto, toda a Avenida Dinamarca e as transversais que dão acesso a essa avenida serão interditadas até a Avenida Odylo Costa, filho.

O trecho interditado continuará pela Avenida Odylo Costa, filho, passando pela Praça do Anjo, Avenida Vaticano, até a entrada do bairro do Anjo da Guarda. A última interdição ocorrerá na Avenida Palestina até a Praça da Ressurreição.

Os ônibus e veículos que trafegam nestes itinerários que serão interditados, no sentido bairro, deverão desviar pela Avenida Paquistão, seguir pela Avenida Colômbia e Avenida Grécia até a Avenida Odilon Costa Filho, seguindo itinerário normal. No sentido Centro, os motoristas deverão fazer o percurso inverso.

A SMTT pede a compreensão dos condutores para que evitem transitar nas respectivas ruas e avenidas a fim de evitar transtornos e, consequentemente, maiores complicações. Obedecer às interdições, a sinalização e as ordens do agente são algumas práticas que geram fluidez ao trânsito e segurança.

Dando suporte na segurança do público, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), disponibilizará um contingente de 40 guardas municipais, distribuídos em 10 viaturas. A gestão municipal também instalará banheiros químicos na região para da maior comodidade para quem vai assistir ao espetáculo.

CAPACITAÇÃO

Para que o evento também esteja apto a receber o grande público durante o espetáculo, a Prefeitura também está capacitando cerca de 100 pessoas com o curso ‘Qualidade no Atendimento para Recepcionistas’, realizado por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), no Teatro Itapicuraíba, no Anjo da Guarda.

Na capacitação os participantes do curso aprenderão mais sobre a conduta, o modo de vestir, falar e de repassar as informações sobre o evento, tudo isso pensado para tornar ainda mais profissional o atendimento ao público presente.

“Esse evento soma ao turismo da nossa cidade, sendo mais um programa para se fazer em São Luís. Levar a capacitação para os profissionais que o fazem beneficia tanto a Prefeitura, por prestar serviços à comunidade, quanto para a ‘Via Sacra’. Sai todo mundo ganhando”, conta a secretária de Turismo Socorro Araújo.

SAIBA MAIS

O grupo Grita, responsável pela organização da ‘Via Sacra’, foi fundado em 1972, quando um grupo de estudantes do Centro Educacional do Maranhão (Cema), resolveu se reunir para dar continuidade às atividades teatrais desenvolvidas na escola, atuando desde 1977 na comunidade Itaqui-Bacanga, e lá se incorporou à dinâmica da comunidade, por meio do Centro Comunitário Católico, fazendo teatro popular. O espetáculo ‘Via Sacra’, foi concebido em 1981, com o propósito de traduzir o sentimento libertário da Paixão de Cristo, na movimentação em torno da emancipação da própria comunidade. Este ano o evento chega a sua 37ª edição.

Prefeito Edivaldo leva serviços do Todos por São Luís para a Vila Riod

A comunidade da Vila Riod e bairros do entorno aproveitaram uma série de serviços de saúde, entre consultas, exames, avaliação nutricional e informações sobre prevenção de doenças, durante a 59° edição do programa Todos por São Luís, neste sábado (17). A ação, uma iniciativa da Prefeitura de São Luís e que conta com a participação das secretarias municipais e apoio de parceiros foi acompanhada pelo prefeito Edivaldo que esteve no local e conversou com a comunidade. O programa tem também como foco aproximar a gestão municipal da população levando os serviços para mais próximo da comunidade.

O Todos por São Luís vem proporcionado aprendizado, geração de renda e diversas oportunidades para as comunidades contempladas, destacou o prefeito Edivaldo. “O programa tem por finalidade promover a integração da gestão com as comunidades, oferecendo uma série de serviços e capacitações como forma de oportunizar uma renda extra e aumento da renda familiar. Trata-se de um importante meio de diálogo, reforçando a gestão transparente e a participação popular, reforçou o prefeito que estava acompanhado do deputado estadual Edivaldo Holanda, da deputada federal Eliziane Gama e dos vereadores Edson Gaginho e Sebastião Ferreira Chagas.

Na ocasião, o prefeito participou da inauguração do Instituto Bem Estar, que vai funcionar como espaço para cursos profissionalizantes, atividades esportivas, reuniões, eventos culturais e outras ações da comunidade. A programação iniciou às 8h, com apresentação da Banda da Guarda Municipal e a oferta de diversos serviços, incluindo ações nas áreas de saúde, assistência social, infraestrutura, segurança alimentar, entre outros.

Ações de embelezamento com corte de cabelo, limpeza de pele e maquiagem estavam incluídas no conjunto de atividades. “Eu achei muito interessante porque são serviços necessários que aqui a gente teve mais facilidade de acesso e pudemos economizar”, disse a doméstica Kátia Celene Silva, 45 anos, que aproveitou os vários serviços de saúde.

Além dos serviços de saúde, a população recebeu pescado com as ações do Programa Peixe Solidário, que beneficiou 3,5 mil famílias; e também teve acesso a atendimentos de assistência social, minicursos e exposições educativas sobre diversas doenças. A vacinação humana e animal também foram oferecidas. “Uma ação muito boa pra gente, que precisa e perto da nossa casa. Todos os serviços são bons. Nunca um prefeito tinha olhado para nossa comunidade”, disse o pedreiro Jorlan Gonçalves.

Equipes de agentes de saúde promoveram ação educativa durante o Bota Fora com a coleta de resíduos volumosos. A ação tem como objetivo promover a limpeza das áreas atendidas, além de reforçar o combate aos focos e criadouros do mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, chikungunya e zika vírus. As equipes promovem ainda trabalho educativo com a população. Este ano já somam 5,5 toneladas recolhidas na Cidade Olímpica e Vila Brasil.

A programação contou, ainda, com ações educativas sobre a dengue e os métodos de prevenção. Exposições montadas no evento orientaram o público sobre exemplares como (barbeiros, caramujos e triatomíneos) e as doenças que podem causar. A exposição de banners sobre leishmaniose (visceral e tegumentar), esquistossomose, malária e doenças de chagas, somaram às explicações.

SAÚDE

Os serviços de saúde são os mais procurados pela população durante as ações do Todos por São Luís. O público tem a oportunidade de realizar consultas com clínico geral, ginecologista, dentista, pediatra, fisioterapeuta e oftalmologista, somando 11 especialidades médicas. Ainda são oferecidos serviços de aplicação de flúor, aferição de pressão, teste de glicemia, preventivo e vacinação. Dependendo do caso, o atendido é encaminhado para consultas mais especializadas. Medicamentos de farmácia básica e emissão de cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) também são disponibilizados pela ação.

Governo inicia serviços de recuperação na Avenida Tancredo Neves, em São José de Ribamar

O Governo do Maranhão iniciou os serviços de requalificação da avenida Tancredo Neves, em São José de Ribamar. A obra será realizada no trecho que vai da MA-201 até a avenida Principal do Jardim América. As equipes da secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) iniciaram as intervenções com o preenchimento dos buracos com brita. Simultaneamente, é realizada a operação de tapa-buracos para em seguida recapear os 3,70 quilômetros da via. A última etapa será a drenagem superficial que equivale a construção de meio-fio e sarjeta.

Vandermilton Bastos trabalha em uma oficina de carros localizada na avenida Tancredo Neves, próximo a um posto de combustível. Vandermilton comenta que os buracos são os principais motivos de reclamações dos clientes. “Direto as pessoas vinham reclamando. Quando tem muito buraco, a suspensão e a lataria, vão tudo embora. As peças dos carros são atingidas pela buraqueira”, disse o mecânico.

Com a requalificação da pista, o condutor José de Ribamar, acredita que os gastos com reparos vão diminuir, além de minimizar os problemas com deslocamentos.

“As ruas esburacadas são ruins porque a gente precisa passar e fica ruim. Podemos ter o maior cuidado, mas estraga as peças do carro. A estrada recapeada, melhora a situação” reforça Ribamar.

Parceria

A avenida Tancredo Neves é de responsabilidade conjunta das prefeituras de São Luís e São José de Ribamar. Para colaborar com os municípios, o Governo do Maranhão realizou uma reunião onde ficou acordado a parceira para requalificar a via.

“O governador Flávio Dino, sensível às causas da população, solicitou que a rua fosse recuperada. Esta também é uma forma de ajudar as prefeituras, a exemplo do que o governo vem fazendo em todas as regiões do Maranhão com o programa Mais Asfalto” explica o secretário da Infraestrutura, Clayton Noleto.

Mais investimentos

Como forma de ampliar os serviços do Mais Asfalto e ajudar os milhões de moradores da Grande Ilha, o Governo do Maranhão também está requalificando a Estrada da Mata. Os serviços estão em fase avançada e em breve os trechos serão inaugurados.